quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

SALÃO MOTO BRASIL.

 Salão Moto Brasil otimista com o segmento

Rio de Janeiro tem frota ativa de mais de 946.000 motocicletas, 157.000 motonetas, 3.191 triciclos e cerca de 37.000 ciclomotores.

                                                                           

Depois de um 2016 com o mercado de moto inseguro, 2017 começa acelerando. Já em janeiro – entre os dias 26 e 29 - quem dá a primeira arrancada é o Salão Moto Brasil – um dos maiores eventos do segmento do país – que promete fomentar os negócios e aquecer o primeiro trimestre.  

                                                                         

Otimista em promover o aquecimento do setor, a grande novidade do “Salão” é a 1ª Feira de Negócios Moto Brasil. “Será um evento dentro do evento; um espaço destinado a um público qualificado e interessado em comprar”, explica Gustavo Lorenzo, da organização do evento. “O ano passado foi difícil para o segmento e queremos com este evento movimentar os negócios até pelo menos os três próximos meses”, diz.

Mercado para isso existe. De acordo com dados da ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares - o Brasil tem uma frota de mais de 25 milhões de motocicletas e a produção anual é de quase 900 mil unidades. Somos o 6 maior país produtor de moto. Para 2017 a projeção de produção é de 910 mil unidades; um aumento de 2,5 %. E o Rio de Janeiro é um mercado com números expressivos: mais de 946.000 motocicletas, 157.000 motonetas, 3.191 triciclos e cerca de 37.000 ciclomotores, de acordo com dados de dezembro de 2016 do DETRAN/RJ.  

A criação dessa feira voltada somente para business to business foi motivada pelo número crescente de negócios gerados nas edições anteriores e no potencial desse nicho. Na última edição – em janeiro deste ano – foram movimentados R$ 9 milhões em volume de negócios e mais de 86.000 visitantes, desses 93% com intenção de voltar em 2017. “São números expressivos que não podemos desconsiderar. Daremos mais destaque para a parte de negócios e teremos como expositores, fabricantes, importadores, distribuidores de motopeças e acessórios, que apresentarão suas linhas de produtos e lançamentos e consolidarão suas marcas para grandes clientes”, diz Lorenzo. “Fica mais organizado e centralizado e isso deve otimizar tempo, alavancar vendas, além de fomentar novas parcerias, ampliar mix de produtos e promover mais integração entre fornecedores e compradores”, completa.
                                                                          


Entre os expositores só da Feira de Negócios estão Awa Motos, Cinborg Pneus, Dagostin fabricação de peças para motocicletas, Dem Tec, Fábrica Nacional de Amortecedores, Filtran - Filtro Andorinha, Firebreq, Fischer pastilhas e freios especiais, G & B Autopeças, Givi do Brasil, GVS Sport Nordeste, Indústria de Acumuladores e Componentes Motocíclisticos Erbs, Indústria de baterias Raiom, Laquila peças, Nacional motopecas Pioneira, Plasmoto, Pro Tork, Sportive, Valplas, Vazlog, Vedox, Viper e WLS pneumáticos & moto-partes.

Como estratégia, a 1ª Feira de Negócios será destinada a convidados VIP´s - os melhores atacadistas, distribuidores, grandes lojistas e representantes de vendas - da região sudeste, que compreende Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. E também alguns selecionados do Rio Grande do Sul. “Teremos a nata dos pontos de venda desses estados na feira”, comenta o organizador.
                                                                           

Como ocorre com eventos de sucesso, a expansão é natural e a 7ª edição do Salão Moto Brasil dessa vez será no pavilhão 4 do Riocentro, que tem quase 23.000 m² quadrados de área. Dessa área, 2.800 m² foi destinada à 1ª Feira de Negócios. Os dias e horários serão diferenciados: dia 26/01 (das 16 h às 22 h) e 27 e 28/01 (das 14h às 22h). 

Salão Moto Brasil

Na sua 7ª edição, o Salão Moto Brasil, já está consolidado no calendário anual do motociclismo nacional e é um dos maiores do setor no Brasil. Com o intuito de gerar negócios, entretenimento, educação e turismo, o evento tem expositores das principais montadoras, fabricantes e distribuidoras de motopeças e acessórios, além de shows, atrações e um público qualificado e apaixonado por duas rodas. Tem como principais apoiadores AMO-RJ (Associação dos Motociclistas do Estado do Rio de Janeiro), Prefeitura do Rio de Janeiro, Rio Conventions & Visitors Bureau e RioTur e patrocínio da Assim Saúde.  

7° Salão Moto Brasil - 2017

Dias: 26, 27, 28 e 29 de janeiro
Pavilhão 4 do Riocentro
Av. Salvador Allende, 6555 
Barra da Tijuca - Rio de Janeiro – RJ
Horários:
quinta e sexta das 14 às 22h,
sábado das 12h às 22h e domingo das 12h às 20h


1ª Feira de Negócios Moto Brasil
Dias: 26, 27 e 28 de janeiro
Pavilhão 4 do Riocentro 
Av. Salvador Allende, 6555
Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ
Horários:
quinta-feira, das 16h às 22h e sexta e sábado, das 14h às 22h.
*Somente para profissionais do setor com CNPJ e convidados VIP´s
Postar um comentário