quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

GASTÃO FRÁGUAS.

Festa merecida para Gastão Fráguas com seus  15 anos de atuação na gestão profissional de carreira de pilotos veja a trajetória de Fráguas.

Gastão Fráguas (centro) no pódio do Mundial de Kart com Jenson Button à esquerda.

Campeão mundial de kart em 1995, empresário atinge importante marco à frente da GP Management e inicia temporada na Europa com os pilotos Caio Collet, Rafael Câmara e Felipe Branquinho. 


Considerado um dos grandes kartistas do Brasil, o paulista Gastão Fráguas Filho atingiu o auge de sua carreira nas pistas em 1995, quando conquistou o Mundial de Kart, derrotando na final ninguém menos do que o inglês Jenson Button, que alguns anos mais tarde se tornaria campeão na Fórmula 1. E foi por sentir na pele as dificuldades para seguir carreira no esporte sem um planejamento e escolhas acertadas, que o ex-piloto fundou em 2002 a GP Management, empresa de marketing esportivo, que tem no gerenciamento de carreiras de pilotos seu principal foco de atuação.
                                                                        

O momento de celebração destes 15 anos no mercado não poderia chegar em melhor hora. Gastão inicia mais uma temporada ao lado dos pilotos Caio Collet e Rafael Câmara, com foco no kartismo internacional, e Felipe Branquinho, que vai disputar a F-4 Italiana.
                                                                    

Collet, que voltou a colocar o Brasil no pódio do Mundial de Kart em 2015, vive um dos momentos mais importantes de sua ainda jovem carreira. Em dezembro, o piloto passou a integrar o time da All Road Management de Nicolas Todt, também empresário de Felipe Massa. A relação com Todt se fortaleceu após Collet disputar a temporada passada como piloto oficial da Birel ART Racing, uma das conquistas ao lado da gestão realizada por Gastão Fráguas Filho (iniciada em 2015) e que comprova a importância deste direcionamento na carreira de um piloto.
                                                                            

Aos 14 anos, Collet estará novamente na disputa do Mundial de Kart CIK-FIA, do Europeu de Kart e do WSK em 2017. "É um momento muito importante da carreira do Caio. Sem dúvida, ele é um grande piloto, um dos melhores kartistas atualmente no Brasil. Quando começamos o trabalho oficialmente, no início de 2015, tomamos a decisão de leva-lo para a Europa e, em pouco tempo, conseguimos um grande desenvolvimento de sua carreira. Mas medimos cada passo que ele deu até chegarmos à Birel ART Racing no ano passado e agora à All Road Management. O Nicolas e seu staff têm as melhores credenciais para ajudarem jovens talentos a chegarem ao topo do automobilismo. E eu darei todo o suporte necessário para o sucesso deste projeto", comentou Fráguas.
                                                                       

Com apenas 11 anos e uma coleção de títulos no kartismo nacional, o pernambucano Rafael Câmara também começará um programa em competições europeias este ano, também sob a gestão da GP Management. Câmara disputará as provas do WSK. Já Branquinho estará nos monopostos na F-4 Italiana, um dos mais fortes campeonatos de base atualmente na Europa. Será sua primeira temporada no automobilismo internacional, correndo pela equipe DR Fórmula.

"Como fui piloto, vivi de perto todas as situações que envolvem a escolha de uma categoria, de uma equipe, um campeonato e sei o quão importante é ter um gestor profissional, o quanto isso ajuda a ‘cortar caminhos’, fazer as escolhas acertadas para cada momento da carreira", destacou.
                                                                        
"Estou muito animado para realizar este trabalho com o Caio, o Rafa e o Felipe na Europa. Será o segundo ano de trabalho com o Rafa e, pela primeira vez, ele vai fazer um programa completo na Europa, disputando o WSK, então é um trabalho desde a base, para começarmos a preparar a carreira dele para o futuro. Já a gestão da carreira do Felipe teve início mais recentemente, mas já traçamos o melhor plano para ele fazer sua estreia na Europa este ano e seguirmos desenvolvendo sua carreira", explicou Fráguas.

Cases de sucesso nas pistas

Entre outros cases de sucesso nestes 15 anos à frente da GP Management estão o trabalho com outro campeão Mundial de Kart, Ruben Carrapatoso, e o gaúcho César Ramos, que culminou com sua conquista na F-3 Italiana em 2010.

"Quando iniciei a GP Management, o Carrapatoso estava correndo na Europa, mas sem aporte financeiro não vinha conseguindo viabilizar a continuidade de sua carreira e cogitava já voltar para o Brasil. Mesmo com as dificuldades com a falta de dinheiro, o talento dele e o meu trabalho nos ajudaram a ir além e ele correu na Fórmula Renault Italiana, Inglesa, Europeia e até chegamos a ter uma conversa na Minardi, que na época "caçava" talentos para a F-1 e queria que o Ruben fosse parte de sua equipe, onde o Fernando Alonso, Jarno Trulli, Giancarlo Fisichella e outros começaram", lembrou Fráguas. 

A relação com Carrapotoso se estende até hoje. "Atualmente, temos uma parceria onde desenvolvemos um trabalho em conjunto. Ele realiza a parte de coaching e suporte técnico para os pilotos da GP Management", acrescentou.

"Com o César Ramos, iniciamos as conversas em 2009, quando ele estava correndo na F-3 Europeia e sentiu a necessidade de ter alguém para ajuda-lo na gestão de sua carreira. Fizemos uma revisão de tudo e optamos por correr no ano seguinte na F-3 Italiana e foi uma temporada vitoriosa. O título deu a chance para ele fazer um teste na Ferrari de Fórmula 1 e correr na World Series na sequência", contou.



Fráguas lembra que as variáveis num esporte como o automobilismo são imensas e o trabalho de gestão é super complexo. "Fui campeão mundial de kart, corri na Fórmula Renault Europeia e, além do Button, também corri com outro campeão da F-1 que foi o Kimi Raikkonen. Depois tive de voltar para o Brasil e competi na Fórmula 3 Sul-americana até ser obrigado a parar em virtude do alto custo financeiro para dar continuidade a minha carreira. Hoje, com a experiência como manager, depois de todos estes anos circulando entre circuitos e equipes, acabei abrindo uma rede de relacionamento e conhecimento, que me ajudam no meu trabalho e colaboram para que os pilotos tenham sucesso e tomem as decisões corretas", observou.

"Então, com a GP Management nosso objetivo é evitar que jovens pilotos passem as mesmas dificuldades e consigam ir além, atingindo seus objetivos e crescendo a cada passo de suas carreiras, sempre com muito planejamento e profissionalismo", completou Fráguas.

Siga a GP Management nas redes sociais
Instagram
Facebook.

FGCom Assessoria de Imprensa
Postar um comentário