segunda-feira, 27 de março de 2017

MOTO GP CATAR

VIÑALES venceu bonito sem aliviar Moto GP no Catar ...


... tocando muito forte para cima de Andrea Dovizioso, deixando na segunda posição. Já Valentino Rossi ficou na terceira posição depois de largar atras. 


Valentino Rossi também teve um ótimo desempenho no Circuito de Losail, depois de largar em decimo, Rossi chegou a disputar as primeiras posição e fazendo melhor tempo  mostrando que continua andando muito bem e faltou pouco para Rossi fisgar a primeira colocação mostrando que teremos grandes disputas nas próximas etapa.


                                                                       
Viñales, que garantiu sua primeira pole position no MotoGP devido à combinação dos resultados dos treinos livres, não conseguiu manter a posição após a largada. Mas, aos poucos, o espanhol foi entrando no ritmo, até que a seis voltas do final, viu o companheiro Rossi logo atrás.

                                                                         
Dovizioso voltou a ultrapassar Maverick no final da longa reta, mas Viñales usou a potência de sua YZR-M1, e as últimas cinco voltas foram preenchidas com uma pressão constante entre os dois pilotos. Viñales soube manter-se na ponta e venceu com 0.461s à frente do italiano. Esta vitória torna o espanhol, o segundo piloto mais jovem a vencer na categoria rainha com diferentes fabricantes, depois de Mike Hailwood.
                                                                     


Seu companheiro de equipe, Valentino Rossi, começou a temporada 2017 em décimo lugar no grid, mas “o Doutor” não ficou muito tempo nessa posição. Acelerou sua YZR-M1 logo depois da largada, e apareceu em sétimo lugar. Rossi chegou a disputar as primeiras posições, quando colou em Viñales e Dovizioso. 


Com quatro voltas para o final, marcou o melhor tempo, com 1'56.398s, e parecia ameaçador, mas devido ao desgaste dos pneus não pôde participar da luta pela vitória, mantendo a terceira posição. Cruzou a linha de chegada, 1.928s, atrás de seu companheiro de equipe.

Com a vitória, Viñales garante o primeiro lugar na classificação do campeonato com 25 pontos. Rossi ocupa o terceiro lugar com 16 pontos.

                                                                             

Com os resultados, a Movistar Yamaha MotoGP lidera o campeonato de equipes com 41 pontos, enquanto a
Yamaha lidera a classificação entre os Construtores com 25 pontos.
                                                                           

A próxima etapa do Mundial, será realizada no circuito Termas de Río Hondo, na Argentina, dentro de duas semanas.




Fala o diretor Massimo Meregalli
"Que maneira de começar a temporada! Foi um dia muito difícil para todos: primeiro tínhamos de esperar porque o início foi adiado duas vezes e quando finalmente conseguimos começar a prova, ainda não estávamos certos sobre as condições da pista. Maverick fez um excelente trabalho e mostrou um grande nível de maturidade. Ele esperou o momento certo para abrir seu caminho na frente e sua batalha com Dovizioso foi um presente incrível para todos os fãs de motovelocidade. É uma grande conquista obter a vitória em sua primeira corrida com a Yamaha e seu resultado é o prêmio pelo excelente trabalho que ele tem feito desde que se juntou à Yamaha. Valentino novamente realizou uma de suas corridas de recuperação, mesmo depois de ter sido atingido na primeira curva. Lamentavelmente seus pneus estavam muito desgastados no final, senão ele poderia ter lutado pelo primeiro lugar. Os testes de inverno foram realmente desafiadores para ele e Rossi nunca desistiu, juntamente com todo o time, para tentar encontrar o acerto ideal com a moto 2017. O terceiro lugar de hoje é o resultado da profunda dedicação e enorme esforço que ele e sua equipe colocaram nesta corrida. Deixamos Doha com o primeiro pódio duplo. Agora estamos ansiosos para a próxima corrida!”.

 


Leia o depoimento de Maverick
“Eu me sinto incrível com o resultado. Fizemos um excelente trabalho durante todo o fim-de-semana e começamos bem já nos testes, logo na primeira sessão de treinos livres, nos sentimos muito bem. A corrida foi difícil, começou a chover e houve um pouco de confusão porque não sabíamos o que fazer. As primeiras voltas foram muito desafiadoras, a pista estava muito escorregadia e eu tentei manter a calma. Eu sabia que tinha um bom ritmo, então segurei para forçar mais no final da corrida. Houve muitos acidentes na frente, então eu esperei o momento certo e finalmente nós pegamos a vitória. O sentimento quando cruzei a linha foi incrível. Como foi minha primeira vitória com a Yamaha, foi ainda mais importante do que a primeira vitória no MotoGP, porque havia muita pressão. Nós lideramos todo o teste - "Você pode fazer isso" - e finalmente fizemos, então eu estou feliz como eu lidei com a pressão e também com o trabalhou muito bem feito de toda a equipe. A eletrônica funcionou perfeitamente e a aderência dos pneus estava muito boa nas últimas voltas. O setor três foi crucial, porque Andrea (Dovizioso) usou os pneus macios, então ele podia acelerar melhor o tempo todo, e ele não desperdiçou essa vantagem. Estava difícil vencê-lo, mas no setor três, eu estava realmente forte o fim de semana inteiro. Coloquei meu melhor setor três na última volta para levar a vitória. É realmente ótimo, eu estou muito feliz. Espero ter uma largada perfeita na Argentina. A largada aqui foi boa, mas eu fui para fora do traçado quando Zarco veio pra cima, tive que segurar a moto e então Marquez e Dovi me passaram, por isso foi um pouco caótico nas primeiras voltas, mas fui capaz de me concentrar e me recuperar. Temos de continuar assim e manter essa concentração.”

                                                                         


Depoimento do Rossi:


Meu segredo é a minha equipe, é a Yamaha. Nós nunca desistimos e nós sempre mantemos a nossa concentração. Eu sempre sinto o apoio e a confiança de todos os caras ao meu redor, o que é ótimo. Conhecemos o nosso potencial e sabemos que temos grandes motos e pilotos. Sinceramente, quando eu estava no top cinco já disse "isso está OK", mas chegar ao pódio é algo ainda melhor. Estou muito feliz por começar a temporada assim, porque o pódio é sempre melhor e vem depois de um período difícil. Temos de continuar dessa forma. Este resultado é muito bom para nós, tanto para a nossa motivação quanto para o lado técnico, porque agora conseguimos obter um entendimento melhor sobre tudo.”

Sobre a Yamaha do Brasil
A marca dos três diapasões – menção ao conhecido escudo com três diapasões sobrepostos, se estabeleceu no Brasil em 1970 com a Yamaha Motor do Brasil Ltda. Foi a primeira fabricante de motocicletas a se instalar efetivamente no País. Já em outubro de 1974 passou a produzir em Guarulhos, São Paulo, o primeiro modelo nacional, a Yamaha RD 50. Em 1985 se estabelece em Manaus, Amazonas, com uma segunda unidade fabril, a Yamaha Motor da Amazônia Ltda. Hoje são 50 diferentes versões e 28 modelos de motocicletas, 10 WaveRunners (veículos aquáticos), 26 modelos de motores de popa e uma Rede com mais de 400 concessionárias e pontos de venda autorizados e capacitados no atendimento e serviços com qualidade.

O Grupo Yamaha Motor no Brasil é constituído por sete empresas, como a Yamaha Motor do Brasil Ltda, Yamaha Motor da Amazônia Ltda, Banco Yamaha Motor do Brasil S/A, Yamaha Administradora de Consórcio Ltda, Yamaha Motor do Brasil Corretora de Seguros Ltda, Yamaha Motor Componentes da Amazônia Ltda e Yamaha Motor do Brasil Serviços e Participações Ltda. 


Fazem parte do grupo também às filiais Yamaha Motor del Peru S/A, Yamaha Motor Uruguai S/A e Yamaha Motor Argentina S/A. A Yamaha do Brasil é um importante polo produtor e exportador para grupos seletos e exigentes como, Europa, Estados Unidos, Canadá, Japão, Oceania e Mercosul.


Mais informações, acesse
www.yamaha-motor.com.br

www.facebook.com/yamahamotorbrasil
www.twitter.com/yamahamotorbra
Postar um comentário