sábado, 8 de abril de 2017

MotoGP - Argentina

Primeiro dia de treinos livres em Termas do Rio Hondo 
                                                                      

A 2ª sessão livre da categoria Moto2 encerrou esta sexta-feira (7) de treinos para o Grande Prêmio Motul da Argentina da forma mais eletrizante possível. Ao todo, seis pilotos dividiram a liderança numa verdadeira batalha travada no circuito Termas de Rio Hondo. E o vencedor desse embate foi Franco MORBIDELLI (#21), da equipe EG 0,0 Marc VDS. O italiano garantiu a ponta em sua 22ª e última tentativa na pista, quando cravou a marca imbatível de 1m44s118.

Cerca de dois décimos mais lento, Marcel SCHROTTER (#23), da equipe Dynavolt Intact GP, garantiu o segundo posto no treino. O alemão esteve muito perto de faturar a liderança. Restando apenas dois minutos para o encerramento, Schrotter fechou a volta de 1m44s337 e saltou para o topo da tabela classificatória. Porém, sua alegria durou pouco e acabou sendo vencido pelo adversário italiano quando o cronômetro já havia zerado.

Seguindo o resultado final, o terceiro lugar na sessão livre foi para Takaaki NAKAGAMI (#30), da equipe IDEMITSU Honda Team Asia. O piloto japonês obteve a posição com o tempo de 1m44s414. Lorenzo BALDASSARRI (#7), da Forward Racing Team, garantiu o quarto lugar com a volta de 1m44s447, logo à frente de Miguel OLIVEIRA (#44), da Red Bull KTM Ajo, em quinto, com 1m44s498.

Confira abaixo a classificação dos 10 primeiros colocados no 2º treino livre da categoria Moto2:

1º - Franco MORBIDELLI (#21), da EG 0,0 Marc VDS – 1m44s118

2º - Marcel SCHROTTER (#23), da Dynavolt Intact GP – 1m44s337

3º - Takaaki NAKAGAMI (#30), da IDEMITSU Honda Team Asia - 1m44s414

4º - Lorenzo BALDASSARRI (#7), da Forward Racing Team - 1m44s447

5º - Miguel OLIVEIRA (#44), da Red Bull KTM Ajo – 1m44s498

6º - Alex MARQUEZ (#73), da EG 0,0 Marc VDS - 1m44s557

7º - Mattia PASINI (#54), da Italtrans Racing Team - 1m44s633

8º - Simone CORSI (#24), da Speed Up Racing - 1m44s651

9º - Xavi VIERGE (#97), da Tech 3 Racing - 1m44s665

10º - Dominique AEGERTER (#77), da Kiefer Racing – 1m44s691


Textos: Eduardo Coutelle - VGVOM |
 Fotos: Gimar Rose - VGCOM


Viñales crava volta mais rápida do 1º dia de treinos para o Grande Prêmio da Argentina
                                                                                   

Maverick VIÑALES (#25), da equipe Movistar Yamaha MotoGP, confirmou o bom desempenho e liderou o segundo treino livre da categoria MotoGP, realizado na tarde desta sexta-feira (7) no Circuito de Termas de Rio Hondo. O piloto espanhol abriu mais de três décimos de vantagem sobre os adversários e consolidou a liderança nesta sessão válida para o Grande Prêmio Motul da Argentina. O atual líder do campeonato cravou a marca de 1m39s477 e fechou a melhor volta do dia.

Enquanto isso, o segundo posto foi para Marc MARQUEZ (#93), da equipe Repsol Honda Team. O piloto se redimiu da queda no treino anterior e brigou pela liderança da sessão. O espanhol chegou a ocupar a ponta restando cinco minutos para o encerramento do treino. Porém, acabou sendo superado por Viñales e ficou com a vice-liderança com a volta de 1m39s788.

Seguindo a classificação, Karel ABRAHAM (#17), da equipe Pull&Bear Aspar Team, fechou a terceira marca em 1m39s880, logo à frente de Alvaro BAUTISTA (#19), da Pull&Bear Aspar Team, em quarto, com 1m39s922, e de Danilo PETRUCCI (#9), da OCTO Pramac Racing, em quinto, com 1m39s960.

Além das disputas pelas primeiras posições, duas quedas marcaram esta segunda sessão livre. Dani PEDROSA (#26), da equipe Repsol Honda Team, perdeu o controle na Curva 13 e acabou escorrendo, ficando ele e a moto sobre a pista. Já o acidente mais sério foi com Bradley SMITH (#38), da Red Bull KTM Factory Racing. O piloto, que vinha veloz, caiu na Curva 1 e sua moto seguiu em inúmeras piruetas fora da pista sobre a área de escape. Apesar disso, Smith não se machucou.

Confira abaixo a classificação dos 10 primeiros colocados no 2º treino livre da categoria MotoGP:

1º - Maverick VIÑALES (#25), da Movistar Yamaha MotoGP – 1m39s477

2º - Marc MARQUEZ (#93), da Repsol Honda Team – 1m39s788

3º - Karel ABRAHAM (#17), da Pull&Bear Aspar Team - 1m39s880

4º - Alvaro BAUTISTA (#19), da Pull&Bear Aspar Team - 1m39s922

5º - Danilo PETRUCCI (#9), da OCTO Pramac Racing – 1m39s960

6º - Loris BAZ (#76), da Reale Avintia Racing - 1m40s120

7º - Cal CRUTCHLOW (#35), da LCR Honda - 1m40s124

8º - Jonas FOLGER (#94), da Monster Yamaha Tech 3 - 1m40s157

9º - Pol ESPARGARO (#44), da Red Bull KTM Factory Racing - 1m40s175

10º - Andrea IANNONE (#29), da Team SUZUKI ECSTAR – 1m40s250

Textos: Eduardo Coutelle - VGVOM |
 Fotos: Gimar Rose - VGCOM


Joan Mir domina primeiro dia de treinos da Moto3 no Grande Prêmio da Argentina
                                                                      

A disputa pela liderança do 2º treino livre da categoria Moto3 do Grande Prêmio Motul da Argentina foi acirrada e definida apenas nos momentos finais da sessão. Os pilotos Joan MIR (#36), da equipe Leopard Racing, e Romano FENATI (#5), da Marinelli Rivacold Snipers, tomaram a dianteira e nas duas últimas duas voltas protagonizaram um belo pega no circuito de Termas de Rio Hondo, que valeu a primeira colocação do treino. E mais uma vez o espanhol foi o vencedor. Mir foi brilhante em sua última tentativa na pista e cravou o melhor tempo do dia em 1m50s248. Já Fenati ficou com o segundo posto ao alcançar a marca de 1m50s812.

Nas posições seguintes a briga seguiu intensa. Nicolo BULEGA (#8), da equipe SKY Racing Team VR46, obteve a terceira marca, com 1m50s931, e ficou logo à frente de John MCPHEE (#17), da British Talent Team. O piloto britânico chegou a ocupar, temporariamente, a liderança do treino. Restando 13 minutos para o encerramento, McPhee fechou sua melhor volta em 1m50s940 e saltou para a dianteira. Porém, com a retorno dos ponteiros que realizavam ajustes nos boxes, acabou caindo para a quarta posição. Por fim, Niccolò ANTONELLI (#23), da Red Bull KTM Ajo, fechou a quinta marca em 1m51s093.

Confira abaixo a classificação dos 10 primeiros colocados no 2º treino livre da categoria Moto3:

1º - Joan MIR (#36), da equipe Leopard Racing – 1m50s248

2º - Romano FENATI (#5), da Marinelli Rivacold Snipers – 1m50s812

3º - Nicolo BULEGA (#8), da SKY Racing Team VR46 - 1m50s931

4º - John MCPHEE (#17), da British Talent Team - 1m50s940

5º - Niccolò ANTONELLI (#23), da Red Bull KTM Ajo - 1m51s093

6º - Juanfran GUEVARA (#58), da RBA BOE Racing Team – 1m51s098

7º - Darryn BINDER (#40), da Platinum Bay Real Estate - 1m51s157

8º - Aron CANET (#44), da Estrella Galicia 0,0 - 1m51s191

9º - Livio LOI (#11), da Leopard Racing - 1m51s241

10º - Enea BASTIANINI (#33), da Estrella Galicia 0,0 – 1m51s329 

Textos: Eduardo Coutelle - VGVOM |
 Fotos: Gimar Rose - VGCOM

Baldassarri garante liderança do 1º treino livre da Moto2 nos minutos finais

Os pilotos da categoria Moto2 encerraram o período da manhã deste primeiro dia de treinos para o Grande Prêmio Motul da Argentina, realizados nesta sexta-feira (7). Lorenzo BALDASSARRI (#7), da equipe Forward Racing Team, foi o mais rápido no circuito de Termas de Rio Hondo e garantiu a liderança da sessão livre. O piloto italiano foi o único a alcançar a casa de 1m44s e em sua última tentativa na pista cravou a marca de 1m44s934.

Já a segunda posição foi para Franco MORBIDELLI (#21), da equipe EG 0,0 Marc VDS. O também italiano, que liderou a maior parte da sessão, acabou sendo superado pelo seu compatriota e com isso levou o segundo posto com a volta de 1m45s167. Thomas LUTHI (#12), da CarXpert Interwetten, fechou a terceira posição com o tempo de 1m45s316, seguido por Dominique AEGERTER (#77), da Kiefer Racing, em quarto, com 1m45s341, e pelo alemão Marcel SCHROTTER (#23), da Dynavolt Intact GP, em quinto. Este último chegou a liderar a primeira parte do treino, porém, não conseguiu sustentar a dianteira. Com isso perdeu posições e encerrou a sessão com a volta de 1m45s381.

Alguns pilotos acabaram indo para o chão neste primeiro treino livre da Moto2. A queda mais feia foi a de Alex MARQUEZ (#73), da equipe EG 0,0 Marc VDS. O espanhol perdeu o controle da moto na Curva 3 e foi parar somente nas britas. O piloto não se machucou, porém, sua moto ficou bastante danificada. Já Simone CORSI (#24), da Speed Up Racing, que fez o 17º tempo, sofreu uma queda leve no início do treino e conseguiu voltar para a pista.  

Confira abaixo a classificação dos 10 primeiros colocados no 1º treino livre da categoria Moto2:

1º - Lorenzo BALDASSARRI (#7), da Forward Racing Team – 1m44s934

2º - Franco MORBIDELLI (#21), da EG 0,0 Marc VDS – 1m45s167

3º - Thomas LUTHI (#12), da CarXpert Interwetten - 1m45s316

4º - Dominique AEGERTER (#77), da Kiefer Racing - 1m45s341

5º - Marcel SCHROTTER (#23), da Dynavolt Intact GP – 1m45s381

6º - Remy GARDNER (#87), da Tech 3 Racing - 1m45s462

7º - Mattia PASINI (#54), da Italtrans Racing Team - 1m45s603

8º - Alex MARQUEZ (#73), da EG 0,0 Marc VDS - 1m45s616

9º - Sandro CORTESE (#11), da Dynavolt Intact GP - 1m45s616

10º - Hafizh SYAHRIN (#55), da Petronas Raceline  

Textos: Eduardo Coutelle - VGVOM |
 Fotos: Gimar Rose - VGCOM


Viñales acelera forte e lidera 1º treino livre da MotoGP para a etapa da Argentina
                                                                       
O principal nome do primeiro treino livre da MotoGP para o Grande Prêmio Motul da Argentina foi Maverick VIÑALES (#25), da equipe Movistar Yamaha MotoGP. O piloto espanhol se manteve por quase toda a sessão como o mais rápido na pista de Termas de Rio Hondo na manhã desta sexta-feira (7). Ainda na primeira metade do treino, quando já ocupava a liderança, Viñales quase sofreu uma queda ao perder levemente o controle da moto. Mas foi só isso. O atual líder do campeonato imprimiu um ritmo intenso e baixou consecutivamente suas marcas. No fim da sessão, garantiu o primeiro posto com o tempo de 1m40s356.

Quem acabou não indo tão bem foi Marc MARQUEZ (#93), da equipe Repsol Honda Team. O piloto acabou caindo sozinho na Curva 2 e acabou prejudicando o seu treino. Ainda assim, o espanhol conseguiu retornar à pista e fechar o 11º tempo. O italiano Valentino ROSSI (#46), da Movistar Yamaha MotoGP, também não teve bom desempenho e foi somente o 16º colocado.

Voltando a parte superior da tabela neste primeiro treino livre, Danilo PETRUCCI (#9), da equipe da OCTO Pramac Racing, garantiu a vice-liderança da sessão nos minutos finais. O italiano venceu uma disputa acirrada com outros cinco adversários e faturou a posição com o tempo de 1m40s562. Johann ZARCO (#5), da Monster Yamaha Tech 3, ficou logo atrás, em terceiro, com a volta de 1m40s574, seguido por seu companheiro de equipe, Jonas FOLGER (#94), em quarto, com 1m40s660, e por Karel ABRAHAM (#17), da Pull&Bear Aspar Team, em quinto, com 1m40s678.

Confira abaixo a classificação dos 10 primeiros colocados no 1º treino livre da categoria MotoGP:

1º - Maverick VIÑALES (#25), da Movistar Yamaha MotoGP – 1m40s356

2º - Danilo PETRUCCI (#9), da OCTO Pramac Racing – 1m40s562

3º - Johann ZARCO (#5), da Monster Yamaha Tech 3 - 1m40s574

4º - Jonas FOLGER (#94), da Monster Yamaha Tech 3 - 1m40s660

5º - Karel ABRAHAM (#17), da Pull&Bear Aspar Team – 1m40s678

6º - Andrea IANNONE (#29), da Team SUZUKI ECSTAR - 1m40s701

7º - Andrea DOVIZIOSO (#4), da Ducati Team - 1m40s716

8º - Hector BARBERA (#8), da Reale Avintia Racing - 1m40s853

9º - Jack MILLER (#43), da EG 0,0 Marc VDS - 1m40s876

10º - Alvaro BAUTISTA (#19), da Pull&Bear Aspar Team – 1m40s936 


Joan Mir é o mais rápido no 1º treino livre da Moto3 na etapa da Argentina

O primeiro dia de treinos para o Grande Prêmio Motul da Argentina iniciou com o céu nublado, temperatura amena na casa dos 22º graus e bastante ventoso. Os pilotos da categoria Moto3 abriram a movimentação no autódromo de Termas de Rio Hondo, localizado na cidade de mesmo nome no início da manhã desta sexta-feira (7). O espanhol Joan MIR (#36), da equipe Leopard Racing, foi o mais rápido na primeira sessão livre. O piloto dominou o treino quase que de ponta a ponta. Na última parte da sessão, cravou a marca de 1m51s559 e abriu pouco mais de dois décimos para o segundo colocado.

Os três pilotos seguintes também alcançaram voltas na casa de 1m51s. O representante argentino Gabriel RODRIGO (#19), da equipe RBA BOE Racing Team, fez a festa da torcida local e, em sua última tentativa na pista, obteve o segundo posto com o tempo de 1m51s768. Na sequência, Nicolo BULEGA (#8), da SKY Racing Team VR46, foi o terceiro mais rápido da sessão com a volta de 1m51s918, logo à frente de Juanfran GUEVARA (#58), da RBA BOE Racing Team, em quarto, com 1m51s963, e de Romano FENATI (#5), da Marinelli Rivacold Snipers, em quinto, com 1m52s012.

Confira abaixo a classificação dos 10 primeiros colocados no 1º treino livre da categoria Moto3:

1º - Joan MIR (#36), da equipe Leopard Racing – 1m51s559

2º - Gabriel RODRIGO (#19), da RBA BOE Racing Team – 1m51s768

3º - Nicolo BULEGA (#8), da SKY Racing Team VR46 - 1m51s918

4º - Juanfran GUEVARA (#58), da RBA BOE Racing Team - 1m51s963

5º - Romano FENATI (#5), da Marinelli Rivacold Snipers – 1m52s012

6º - Livio LOI (#11), da Leopard Racing - 1m52s335

7º - Enea BASTIANINI (#33), da Estrella Galicia 0,0 - 1m52s338

8º - Andrea MIGNO (#16), da SKY Racing Team VR46 - 1m52s413

9º - Aron CANET (#44), da Estrella Galicia 0,0 - 1m52s429

10º - John MCPHEE (#17), da British Talent Team – 1m52s502

Textos: Eduardo Coutelle - VGVOM |
 Fotos: Gimar Rose - VGCOM

Nos acompanhe nas redes sociais:

Facebook VGCOM: facebook.com/vgcom1

Instagram VGCOM: instagram.com/vgcombr

Facebook Fala Piloto: facebook.com/falapiloto

Instagram Fala Piloto: instagram.com/falapiloto



Postar um comentário