domingo, 25 de março de 2018

PIRELLI ANUNCIA MAIS DE 250 MILHÕES DE EUROS EM INVESTIMENTOS NA AMERICA LATINA

                                                                           
A NOVA PIRELLI CONSUMER LATAM:
                                                                            

NO TRIÊNIO 2018-2020, INVESTIMENTOS DE MAIS DE 250 MILHÕES DE EUROS (MAIS DE 1 BILHÃO DE REAIS), JÁ INCLUÍDOS NO PLANO INDUSTRIAL 2017-2020
INVESTIMENTOS DEDICADOS AO HIGH VALUE  E À DIGITALIZAÇÃO DOS PROCESSOS

A FÁBRICA DA BAHIA, NO BRASIL, É O PRIMEIRO POLO 4.0 DA PIRELLI NA AMÉRICA LATINA

Transformação Digital, Smart Manufacturing (Fabricação Inteligente) e uso do Big Data para aumentar a competitividade

A Pirelli anuncia investimentos de mais de 250 milhões de euros (mais de 1 bilhão de reais) nos próximos três anos na América Latina – valor já incluso no plano industrial 2017-2020 apresentado à comunidade financeira no ano passado por ocasião do IPO -, alinhados a estratégia de empresa global focada em pneus Consumer do segmento High Value. O anúncio foi feito pelo vice-presidente executivo e CEO Mundial, Marco Tronchetti Provera, durante a apresentação da fábrica 4.0 de Feira de Santana, na Bahia, na presença do vice-presidente sênior da área Industrial, Francesco Sala, e do vice-presidente sênior para América Latina, Paul Hembery.

Em linha com a estratégia do grupo, os investimentos serão destinados à constante modernização das instalações produtivas locais – como demostrado no polo da Bahia apresentado hoje –, e para o desenvolvimento do High Value (pneus Prestigie, New Premium, Specialties e Super Specialties), também por meio da conversão parcial da produção Standard em High Value. Esta conversão, que está sendo realizada no triênio 2018-2020, representará cerca de 20% da capacidade High Value da região até o final de 2020. Os investimentos permitirão satisfazer a demanda por pneus de alto de gama, tanto dos mercados locais quanto, em particular, da área Nafta da qual o Brasil representa uma das fontes integradas de fornecimento. Nos últimos quatro anos, a Pirelli já havia investido cerca de 250 milhões de euros (mais de 1 bilhão de reais) na América Latina – de acordo com o plano industrial 2013-2017 – para a constante modernização tecnológica das fábricas, a adequação das instalações à nova produção local New Premium e o início do projeto de digitalização dos processos produtivos.
                                                                     

Com o crescimento de 11,1% da receita da América Latina - 915,7 milhões de euros -, atualmente a América do Sul, onde a Pirelli está presente há mais de um século e dispõe de 5 fábricas, representa cerca de 17% da receita total (o equivalente a 5,35 bilhões de euros em 2017) e uma das mais estrategicamente relevantes macrorregiões geográficas do grupo. 


A fábrica da Pirelli em Feira de Santana, no Estado da Bahia, é a unidade produtiva mais recente da Pirelli na América Latina. Construída em 1976 e ampliada em 2003 (e de propriedade da Pirelli desde 1986), a fábrica sempre usou os maquinários mais modernos e os processos mais avançados e, nos últimos anos, principalmente em 2017, transformou-se no primeiro polo tecnológico 4.0 da Pirelli na América Latina, com novos processos digitalizados e o uso de tecnologias avançadas. Do mesmo modo, as outras fábricas da região também serão progressivamente envolvidas no processo de digitalização e na modernização das instalações, alinhadas à estratégia do grupo.


“A América Latina sempre foi uma área chave para a Pirelli. No Brasil, particularmente, possuímos uma presença quase centenária, uma notoriedade extraordinária da marca e um conhecimento do mercado que nos permite captar as tendências dos consumidores e oferecer os produtos mais adequados às suas exigências em todos os segmentos do mercado. Os investimentos anunciados hoje permitirão melhorar ainda mais os padrões de produção das fábricas locais, em linha com a estratégia global High Value da Pirelli e com a transformação digital, que é parte integrante dessa estratégia e representa hoje um elemento imprescindível de competitividade”, declarou Marco Tronchetti Provera, vice-presidente executivo e CEO Mundial da Pirelli.


“A Pirelli inaugura uma nova fase na América Latina, com a introdução de novas tecnologias, processos e maquinário avançados, que permitirão à empresa atender à crescente demanda por produtos de elevado conteúdo tecnológico, já presente no mercado, especialmente nas montadoras já instaladas na região. Graças à transformação digital das fabricas e ao foco nos produtos de alto de gama, a Pirelli poderá reforçar, ainda mais, a própria liderança no mercado da América Latina e do Brasil, onde há anos somos considerados pelo prêmio Top of Mind como a marca mais reconhecida em todo o setor”, declarou Paul Hembery, vice-presidente sênior da Pirelli para a América Latina.


No Brasil, assim como na Europa e na China, a Pirelli é líder no mercado de reposição de pneus New Premium para automóveis (com medida ≥18 polegadas) e no mercado Premium para motocicletas. A presença da Pirelli no Brasil é sustentada por uma rede comercial de mais de 2.000 pontos de venda, (somando 2.300 na América Latina, com projeção de crescimento de até 3.300 em 2020) e cerca de 14.600 em todo o mundo. O sucesso da marca é atestado também há anos pela pesquisa do instituto Datafolha, na qual a Pirelli, além de ser considerada a marca de pneus mais famosa do país, é ainda a marca Top of Mind, ou seja, a mais citada pela população masculina entre as empresas de todos os segmentos. 


No Brasil, o projeto do High Value teve início em 2016. A primeira parte do projeto foi desenvolvida principalmente em Feira de Santana e será seguida pela fábrica de Campinas. Na América Latina, o High Value é representado pela produção de todos os tipos de pneus do segmento, com exceção dos pneus Prestige e Velo.

A fábrica 4.0 de Feira de Santana entre a Transformação Digital e a Smart Manufacturing (Fabricação Inteligente)

                                                                          

Para antecipar as necessidades do mercado, gerenciar a complexidade do negócio, melhorar constantemente o nível dos próprios serviços e alcançar o consumidor final de modo eficaz, a Pirelli está globalmente empenhada em um plano de transformação e renovação, que culmina para a digitalização dos processos de planejamento, produção, distribuição e estudo do consumidor. Nesse plano estão incluídos quatro programas interfuncionais:

Programa de forecasting integrado, que usa a Ciência dos Dados para tornar a demanda mais previsível;

Programa de Smart Manufacturing e Fábrica Flexível, para responder de modo cada vez mais veloz e flexível aos pedidos dos consumidores, montadoras e redes comerciais;

Programa de Supply Chain, que busca aproximar cada vez mais o consumidor da marca também com serviços personalizados e

Programa Prestige, focado no consumidor final Prestige.

A inclusão da fábrica da Feira de Santana no Programa de Smart Manufacturing e Fábrica Flexível levou a sua transformação em uma verdadeira fábrica 4.0 e em um polo tecnológico para a produção de pneus High Value na América do Sul, assim como já está ocorrendo também na fábrica de Campinas, no Estado de São Paulo.

Na vanguarda no desenvolvimento de produtos, o Polo da Bahia contribui para o objetivo de um crescimento constante da eficiência produtiva do mundo Pirelli. O processo de digitalização levou para a fábrica Smart Manufacturing (Fabricação Inteligente), permitindo obter melhores resultados com a utilização de Big Data e capacitando a fábrica a resolver problemas de forma mais veloz. Graças ao trabalho de mais de 20 profissionais, que desenvolveram vários aplicativos de suporte às atividades na fábrica, Feira de Santana se consolidou como um local de trabalho ágil e flexível, em que se opera com auxílio de tablet que permite não ter mais postos de trabalho fixos, tonando o processo mais veloz. A digitalização das informações e o cruzamento dos dados permitem os maquinários sejam capazes de dar não apenas um feedback sobre o desempenho de um processo em andamento, mas também antecipa os resultados (feedforward) ou uma problemática na base de dados históricos (machine learning). A utilização da computação em nuvem, de instrumentos de open source e de programas online, que analisam os dados para fazer previsões, também são elementos essenciais para enfrentar a complexidade e a velocidade do mundo da produção e tornam a fábrica da Bahia uma das mais tecnologicamente avançadas da Pirelli.


A nova Pirelli no âmbito global

Após o processo de transformação que levou à separação da unidade de negócios de pneus Industrial, a Pirelli é atualmente não apenas uma fabricante especializada exclusivamente no segmento Consumer (pneus para carros de passeio e moto), um produtor com um posicionamento de destaque nos pneus High Value, preparado de atingir os máximos níveis em termos de performance, de segurança, de baixo nível de ruído e de aderência ao asfalto.

Em 2017, o segmento High Value representou 57,5% das receitas da Pirelli no mundo, com um objetivo de atingir 63% até 2020. Nesse segmento, a Pirelli atualmente é líder na divisão de pneus Prestige, com uma participação superior a um terço do mercado global em volume, e também no mercado de reposição de pneus radiais para motocicletas.

Fazem parte do segmento High Value as seguintes categorias

Prestige: pneus projetados em parceria com as montadoras que fazem parte do segmento Prestige (que tradicionalmente compreende montadoras como Ferrari, Lamborghini, Maserati, Bentley, Bugatti, Rolls Royce, Porsche, Aston Martin, McLaren e Pagani), com homologação específica;

New Premium: pneus com medida igual ou superior a 18 polegadas, destinados principalmente, mas não exclusivamente, a veículos dos segmentos Prestige e Premium (que tradicionalmente engloba montadoras como BMW, Mercedes, Audi, Alfa Romeo, Jaguar, Land Rover, Infiniti, Lexus, Lincoln, Acura, Cadillac e Volvo). Até o fim de 2016, a Pirelli classificava os pneus com medida igual ou superior a 17 polegadas como Premium. A partir do primeiro semestre de 2017, a Pirelli redefiniu a medida dos pneus Premium para igual ou superior a 18 polegadas, consequentemente modificando a nomenclatura para New Premium;

Specialties e Super Specialties: pneus com alta capacidade tecnológica para qualquer tipo de carro de passeio, que correspondem as exigências de aplicação específicas (por exemplo, Runflat) ou de personalização pelo consumidor final (por exemplo, os pneus Color Edition), independentemente da medida;

Premium Moto: pneus para motocicletas de alta cilindrada, que asseguram uma performance superior.


Em âmbito global, essas categorias se juntam a produtos e serviços do universo Velo (bicicletas), ao qual a Pirelli voltou no ano passado, e para veículos conectados. É o caso do Pirelli Connesso™, o pneu dotado de um sensor que, por meio de um app de celular, é capaz de atualizar o usuário em tempo real sobre as condições de uso, pressão e temperatura, além de habilitar serviços exclusivos como valet e assistência remota. Os pneus para bicicleta e o Pirelli Connesso não estão disponíveis na América Latina no momento.


Mais recentemente, na área de equipamento original, foi apresentado no Salão de Genebra de 2018 o “Cyber Car”, uma tecnologia que mede os parâmetros de funcionamento do pneu e os transmite para a inteligência de bordo, que, desse modo, é capaz de adequar os freios ABS e o controle de estabilidade para uma direção mais segura e eficaz. Já em experimentação pelas maiores montadoras, a tecnologia está pronta para o uso e até o fim do ano estará disponível pela primeira vez tanto em modelos elétricos como tradicionais.

Graças à parceria consolidada com as mais prestigiosas montadoras, a Pirelli dispõe atualmente da mais ampla gama de pneus High Value, com mais de 2.160 homologações, sendo no total, em todos os segmentos, mais de 2.740, em 31 de dezembro de 2017. A Pirelli destina aos produtos High Value a maior parte de seus investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento: em 2017, mais de 90% das despesas de P&D foram destinadas a produtos High Value, o equivalente a cerca de 6,5% das receitas, um dos níveis mais elevados entre os principais produtores mundiais de pneus. Com 19 fábricas em 13 países e uma capacidade total de produção de cerca de 76 milhões de pneus para automóveis em 2017, mais da metade (55%) da capacidade produtiva atual da Pirelli é destinada à fabricação de pneus High Value. 


Pirelli

Fundada em 1872, a Pirelli é uma empresa com uma marca reconhecida em todo o mundo por sua tecnologia de vanguarda, sua capacidade de inovação e a qualidade de seus produtos. Com 30.000 funcionários e um faturamento de cerca de 5,35 bilhões de euros em 2017, a Pirelli é uma das principais fabricantes mundiais de pneus e serviços coligados e a única dedicada inteiramente ao mercado Consumer, que inclui pneus para automóveis, motocicletas e bicicletas. A Pirelli é uma Pure Consumer Tyre Company focada no mercado dos pneus High Value e constantemente empenhada no desenvolvimento de produtos inovadores e capazes de satisfazer também as exigências mais específicas, como aquelas dos pneus Specialties e Superspecialties. Isso se deve também ao constante investimento em novas capacidades e novas áreas de negócios, como Consumer Marketing, Digital, Data Science, Cyber e Velo. A excelência tecnológica da Pirelli é também fruto de inovações e das competências adquiridas na participação em competições esportivas, área na qual a empresa atua há mais de 110 anos. Atualmente, a Pirelli está presente em mais de 460 eventos de motorsport (auto e moto) e, desde 2011, é fornecedora exclusiva do Campeonato Mundial de Fórmula 1©.


Pirelli na América Latina

A Pirelli está presente no Brasil há quase 90 anos (1929) e na Argentina há 108 anos. Na América do Sul, o grupo emprega 6.900 funcionários em 5 fábricas. Além das categorias globais como a Fórmula 1© e a World Superbike, a Pirelli é líder no motorsport regional, como fornecedora exclusiva e patrocinadora de todas as principais competições locais, como Stock Car, Fórmula 3, TC2000, Mercedes Benz Challenge, Porsche Club, Mitsubishi Motorsports e o campeonato Superbike local. Alinhada à filosofia do grupo, que em cada parte do mundo opera, interage e se integra com as comunidades locais, também no Brasil a Pirelli promove inúmeras iniciativas de incentivo à cultura, entre elas o apoio à Pinacoteca de São Paulo, à ArtRio e as colaborações com o Mozarteum e o museu MAM. Em 2018, a empresa contribuiu com a mostra “A Eterna Beleza”, ocorrida na Argentina, museu Usina Del Arte de Buenos Aires, a primeira de uma série de mostras do Calendário Pirelli previstas para a América Central e América do Sul. Desde 2014, a Pirelli é a empresa responsável pela manutenção do monumento ao Cristo Redentor no Rio de Janeiro. Na área social, as iniciativas apoiadas pela Pirelli em parceria com autoridades locais e o governo federal se estendem por diversos setores. Em particular, o grupo apoia vários projetos de recuperação e reinserção de centenas de crianças e adolescentes carentes em todo o país e programas de instrução, formação profissional e educação cívica.

                                                                                

Pirelli em Feira de Santana

A fábrica de Feira de Santana foi construída no início da década de 1970 e começou a produzir pneus em 1976, sendo adquirida pela Pirelli em 1986. Atualmente, emprega mais de 1.200 funcionários, que produzem mais de 10.000 pneus Car por dia, destinados aos mercados sul-americanos dos canais de equipamento original e de reposição, além do mercado de reposição da área Nafta. O estabelecimento também possui a primeira linha de produção de pneus Run Flat de toda a América do Sul e, graças aos recentes investimentos, é hoje o primeiro polo industrial 4.0 da Pirelli na região. Na área urbana de Feira de Santana, a Pirelli desenvolveu projetos de colaboração com a comunidade local voltados especialmente para a mobilidade sustentável, que envolveu o município e o World Business Council For Sustainable Development (WBCSD), e para a inclusão de crianças e jovens, por meio de atividades esportivas e lúdicas, reforçando o relacionamento da empresa com o ambiente em que está inserida.

www.campneus.com.br ----- www.pirelli.com
Postar um comentário