terça-feira, 17 de abril de 2018

REA COMEMORA MUITO VITÓRIA NA ESPANHA PELO MUNDIAL SBK - NADA FÁCIL


KRT soma mais uma vitória na Espanha e Rea segue líder do Mundial de SBK.
                                                              

A Kawasaki Racing Team encerrou a rodada da Espanha com uma vitória e com a manutenção da liderança na categoria principal do Mundial de SuperBike. A 3ª etapa do calendário, realizada nos dias 13, 14 e 15 de abril, no circuito de MotorLand Aragon, foi marcada por grandes disputas entre os ponteiros e também, infelizmente, por um incidente que interrompeu a Corrida 1 realizada no sábado (14). Ainda na terceira volta, os pilotos Leon Camier (#2), Lorenzo Savadori (#32) e Jordi Torres (#81) se enrolaram na pista, na entrada da Curva 11, e os três acabaram indo para o chão. Com a colisão, a prova recebeu bandeira vermelha e teve uma nova largada.
                                                                   

Apesar do início turbulento, o atual campeão, Jonathan Rea (#1), da Kawasaki Racing Team, ocupou a ponta na maior parte da prova e recebeu a bandeirada em primeiro. Mas a vitória não foi fácil. O norte-irlandês encontrou adversários fortes e precisou defender a sua liderança constantemente. Ao longo de quase toda a corrida, Marco Melandri (#33) e Xavi Fores (#12), ambos de Ducati, perseguiram de perto o piloto da Kawasaki e por vezes conseguiram assumir a dianteira. Fores foi quem se saiu melhor e chegou a liderar a prova por um tempo. Porém, nas voltas finais, Rea apertou o ritmo, retomou a ponta e abriu uma pequena vantagem. Os dois adversários acabaram ainda sendo ultrapassados por Chaz Davies (#7), que ficou com o segundo posto.

“As condições de pista foram perfeitas para nós hoje [sábado]. Os pneus funcionaram bem. Consegui desenvolver um bom ritmo e estava confiante, especialmente no final da corrida, quando sabia que seríamos fortes. Eu vi essa prova como nossa chance [de vitória] desde o início. Percebi que todas as cartas estavam ao nosso lado, então, apenas tentei fazer uma corrida limpa. Cometi alguns pequenos erros e, quando Xavi Fores me ultrapassou, tentei entender onde ele era forte para eu melhorar”, comentou Rea.
                                                                         

Já seu companheiro de equipe, Tom Sykes (#66), não teve um grande desempenho na pista espanhola. O britânico largou da terceira posição na Corrida 1 e, com o passar das voltas, foi perdendo colocações. Com um ritmo consideravelmente mais lento que o dos ponteiros, Sykes chegou a cair para oitavo, porém, conseguiu ganhar duas posições e recebeu a bandeirada em sexto.
                                                                  

Na Corrida 2, no domingo (15), a Kawasaki Racing Team voltou a figurar entre os mais rápidos. Apesar disso, não conseguiu assegurar uma nova vitória. Jonathan Rea travou uma bela batalha com Chaz Davies pela liderança, mas dessa vez o piloto da Ducati acabou se saindo melhor. Rea e Davies – primeiro e segundo colocados, respectivamente, no campeonato – aceleraram forte suas motos e duelaram ao longo de todo o último terço de prova. O inglês conseguiu tomar a liderança de Rea e manteve a posição até receber a bandeirada em primeiro. Já o atual campeão, que vinha apenas dois décimos atrás do oponente, cometeu um erro na volta final e ficou com o segundo lugar no pódio.
                                                                       
  

“Eu joguei tudo para a última volta, mas ‘cozinhei’ demais na Curva 12. Apesar disso, foi divertido. A configuração da moto estava muito boa, embora eu estivesse lutando para desacelerar depois que o pneu traseiro perdeu grip. Com isso, reduzi a tração na entrada das curvas. Parecia que o Chaz tinha o mesmo problema que eu, mas quando ele cometia erros, conseguia manter o mesmo tempo de volta. Parece que agora temos que ser muito precisos durante toda a corrida. Eu não tinha informações de como a corrida iria se sair com a escolha de pneus que fizemos e com o aumento da temperatura. Eu não sabia o que esperar no final, mas fiquei muito feliz. Eu terminei a prova com os pneus sobrando e ainda era capaz de lutar. Agora vamos para Assen”, finalizou Rea.

Enquanto isso, seu companheiro de equipe não teve muito que comemorar no circuito espanhol. Tom Sykes voltou a ter problemas com sua moto e ficou novamente apenas com a sexta posição na Corrida 2.
                                                                          

“Estou realmente sofrendo nas curvas e isso é uma pena. Somos bons em algumas áreas, mas sofri demais na entrada e na finalização das curvas longas. É decepcionante, mas suponho que tenha sido um desses finais de semana. Fiquei surpreso com isso porque na sexta-feira [treinos] fomos mais competitivos, porém, obviamente, todo mundo melhorou e nós não. Hoje [domingo] não consegui muito mais de mim mesmo e estou decepcionado por isso”, lamentou Sykes.

Com os resultados da etapa da Espanha, Jonathan Rea manteve a liderança do Mundial de SuperBike e agora soma 114 pontos. Já Tom Sykes ocupa a sétima posição com 63 pontos. Na disputa entre fabricantes, a Kawasaki manteve a vice-liderança da categoria com 123 pontos.

Dando andamento a sequência do calendário em solo europeu, a Holanda recebe a 4ª etapa do Mundial de SuperBike. Sem intervelos, a próxima rodada será realizada no autódromo TT Assen Circuit, neste final de semana, nos dias 20, 21 e 22 de abril.

Fonte:  - Agencia VGCOM 


Siga : instagram@bloggentefina 


www.facebook.com/bloggentefina

Postar um comentário