quarta-feira, 20 de setembro de 2017

SBK: 6° ETAPA CURITIBA : PILOTO RODRIGO DAZZI #146 CASTROL PRONTO PARA DEFENDER LIDERANÇA

                              

Piloto Rodrigo Dazzi, #146 Castrol com um ótimo histórico, e uma boa campanha, dentro dos campeonato de Moto velocidade.
                                                                           
Dazzi venceu  penúltima etapa, do GP Gerais de moto velocidade e já garantiu o Campeonato antecipado, com enorme vantagem de pontos com relação ao segundo colocado.
                                                                  

Na disputa do Campeonato Paulista  Piloto da Castrol também é líder isolado um aproveitamento inigualável.                                                                    

Já pela Super Bike Light , Dazzi  vai a Curitiba pela 6° etapa neste 24 Setembro com Liderança do Campeonato com vantagem pequena  com relação seu opositor Vitor Reis #25 da PRT, que de qualquer forma, que tirar essa diferença,Dazzi esta muito confiante e otimista, segundo piloto esta muito preparado. 

terça-feira, 19 de setembro de 2017

MEGA CYCLE 38° EDIÇÃO CIDADE DE PARATY RJ É NESTE FINAL DE SEMANA COM MUITAS ATRAÇÕES

                                                                          

Atracões: Na programação, exposição de motos, peças e acessórios, shows, acrobacias, concursos de barba e bigode e braço de ferro e acrobacias, por exemplo.
                                                                                  

É neste fim de semana, e já está tudo preparado para receber os amantes de duas rodas no Megacycle – um dos mais importantes eventos de moto do País. A 38ª edição acontecerá nos dias 22/09 (das 12h às 23h), 23/09 (das 10h às 23h) e 24/09 (das 10h às 16h), pela primeira vez na bela cidade de Paraty (RJ), considerada Patrimônio Histórico Nacional.
                                                                         

Em uma estrutura especialmente montada no Areal do Pontal, com uma paisagem muito agradável, serão três dias de diversão para toda família, com exposição de motos, peças e acessórios, test ride, lava moto com lavagem a seco, shows de rock’n roll, apresentação da Equipe Wheeling Moto Show, competição no dinamômetro, eleição da Miss Megacycle, concursos Barba e Bigode, Braço de Ferro, Tatuagem, Caipirinha e Comida de Rua, gincanas e praça de alimentação, por exemplo.

Entre os expositores, grandes marcas do setor como Autokraft BMW Motorrad (levará a BMW G310R, BMW F800 GS Adventure e BMW R 1200 GS), Kawasaki (lançamento da Versys X-300), Pirelli (descontos especiais em pneus e serviços), Triumph Rio Barra (mostrará a Street Twin, Tiger Explorer e Street Scrambler) e Zelão Racing (acessórios em 10x sem juros). Além de empresas com diversos acessórios – de boutique a souvenirs – como botas, capas, camisetas, bordados e novidades em couro e acessórios.
                                                                        

“A expectativa é a melhor. Faremos um superevento cheio de novidades, em uma cidade encantadora, o que vale a viagem e o passeio”, diz Alberto Pellegrini, da organização do evento, que pretende aumentar o fluxo de turistas na cidade e aquecer os setores de turismo, hotelaria e comércio durante o Megacycle.

Aproveitando o maior número de turistas na cidade, o evento irá apoiar o projeto “Paraty sem descartáveis”, a fim de conscientizar as pessoas da importância de reduzir o lixo produzido. Para se ter ideia o tempo de decomposição de um copo descartável está entre 250 e 400 anos. A ideia é incentivar a compra de um eco copo personalizado, com possibilidade de devolvê-lo e receber o dinheiro de volta.

Para mais comodidade, o estacionamento é gratuito para motos e o evento tem capaceteria. Os ingressos antecipados estão à venda pelo www.megacycle.com.br e pelo www.moto.com.br com preços especiais: passaporte Motoclube (pacote para os três dias): R$ 30 antecipado, R$ 50 (preço normal); passaporte Paraty (pacote para os três dias): R$ 35 antecipado, R$ 50 (preço normal); ingresso diário Paraty: R$ 20,10 antecipado, R$ 30 (preço normal) e ingresso infantil Paraty: R$ 20 antecipado, R$ 25 (preço normal). A partir de sexta-feira (22), os ingressos poderão ser adquiridos diretamente na bilheteria do evento.

Agora que já sabe o que esperar, basta fazer a revisão da moto, checar os equipamentos de segurança, reservar a hospedagem, chamar os amigos, garantir o ingresso e curtir o Megacycle!

Esta edição tem o patrocínio e/ou apoio da Cerveja Eisenbahn, Chope Capa Preta, Prefeitura de Paraty, Pirelli Pneus, Secretaria de Turismo de Paraty, Zeus Helmet e Moto.com.  


Atrações

O Megacycle preparou muito entretenimento para toda família, como shows de rock´n roll.  Quem abre a programação musical na sexta (22/09), às 19h, é a The Old Shack Band, um trio heavy rock do Vale do Paraíba, formado por Zemyr Bretas (guitarra e vocal), Nene Foroni (baixo e vocal) e Marcelo Bastos (bateria). Nos shows, o que se pode esperar deles é: “Batera moendo, baixão pulsando, guitarra gritando e válvulas fritando! Rock, só isso”. No sábado (23), serão 3 shows: às 16h, com Firebird, banda que toca os maiores hits do rock e pop nacional e internacional, composta por Tinho Mello (vocal), André Rima (vocal), Claudio Madureira (Madu) (guitarra), Paulo Lopes (baixo e voz), Fernando Vegas (teclados e voz) e Luiz Bahia (bateria). Às 18h, volta ao palco The Old Shack Band e às 20h30 é a vez da imperdível The Simple se apresentar. No domingo (24), quem faz o último show do evento é a Firebird, às 12h.

Prática de esporte comum no mundo das rodas sobre o asfalto, a competição braço de ferro se popularizou no Brasil na década de 50 e ganhou a Confederação Brasileira de Luta de Braço (CBLB) em 1994. A disputa no evento está causando alvoroço, principalmente entre os motoclubes.
                                                                            

Outro concurso – esse que ressalta a beleza masculina – é o Barba & Bigode, que acontecerá dia 23/09, às 20h. Os motociclistas poderão fazer a inscrição em uma das seguintes categorias: Papai (barba cheia com mais de 6 polegadas) – a barba aparece à medida que cresce naturalmente. Quanto mais natural, melhor. O bigode pode não ser destacado. A barba pode não ser encurralada na parte inferior. Não é permitida a utilização de estilo. Elegante (barba cheia com bigode com estilo – barba completa, qualquer comprimento, com formas de estilo distinto. É permitido o uso de styling. Não está tudo lá (barba parcial) – esta categoria é para quem tem cabelo facial que não se encaixa em nenhuma outra área (cavanhaque, costeletas, etc.) e Produzida – para quem tem estilo próprio; é permitido o uso de styling. Os vencedores ganharão um capacete e “estarão no rol da fama do Megacycle”.
                                                                   

E, quem disse que evento duas rodas não tem desfile e passarela? No Megacycle tem e os olhares estarão voltados para a realização do 2º Miss Megacycle Ink Girls. Antes o concurso acontecia para a escolha da mais bela mulher tatuada, mas a partir deste ano abre as portas para todas elas, desde que tenham alguma tatuagem. Para concorrer é preciso ser maior de 18 anos e desinibida para desfilar de biquíni. As vencedoras receberão prêmios oferecidos pelos patrocinadores do Megacycle, como o kit piercing nos valores de R$ 500 (1ª colocada), R$ 300 (2ª colocada) e R$ 100 (3ª colocada). A Miss Megacycle ganhará também um capacete exclusivo, um vestido e um ensaio fotográfico para a Girl Magazine.

Velocidade e adrenalina fazem parte dos motociclistas. E para estimular a adrenalina, um dinamômetro de hora em hora vai eleger a motocicleta mais rápida do Megacycle 2017.

Alimentação

Uma praça de alimentação com mais de 15 tipos de comidas e bebidas diferentes será um bom local para “se abastecer”. Entre eles o food beer do chope Capa Preta, oficial do evento. Já a cerveja oficial do evento é a Eisenbahn que montará um badalado lounge para receber os visitantes nas tardes e noites especiais. A cachaça Engenho D´ouro também estará presente.

Dois concursos irão movimentar o setor de alimentos e bebidas do evento: um de comida de rua e outro de caipirinha. Para este último, dia 23/09, a organização disponibilizará para os participantes: açúcar cristal, socador, copo, coqueteleira, colher, 200ml de cachaça, gelo e 2 limões. Os demais complementos ficam a cargo de cada participante. Qualquer motociclista ou membro de motoclube pode participar e fazer a inscrição até 1h antes do início do concurso. As bebidas serão avaliadas por uma comissão e o vencedor ganhará troféu e camiseta.
                                                               

Projeto Paraty sem descartáveis – Eco Copo

Com o objetivo de ajudar a preservar a charmosa cidade, o evento irá apoiar o projeto “Paraty sem descartáveis”. Reconhecido e premiado pela ONU o objetivo do projeto é diminuir os descartáveis, responsáveis por grande quantidade de lixo e poluição, e contribuir para disseminação de uma nova cultura de consumo acessível a todos. Ele é realizado por meio de uma parceria com a empresa Meu Copo Eco, com sede em Florianópolis e filial no Rio de Janeiro.

A ação é simples: o copo personalizado é vendido por R$ 5, com a possibilidade de o usuário devolvê-lo ao fim do evento e receber o dinheiro de volta. Ecologicamente correto, ele é 100% reciclável, ultra resistente, 100% fabricado no Brasil, térmico e não contém BPA, substância cancerígena presente nos copos descartáveis e liberada quando se coloca uma bebida quente como café, por exemplo. O copo estará à venda em vários pontos da cidade como comércios, pousadas, restaurantes, posto de gasolina. Além das embarcações, para incentivar o turista.

“Todos os dias, 720 milhões de copos descartáveis são jogados no lixo no Brasil; Paraty contribui com quase 2 milhões de copos ao ano. Caso os números se mantenham, em 2050 haverá mais plástico que peixe nos oceanos”, alerta Giselle Angelo, promotora de eventos de Paraty.

              
Passeios

Atividades não faltarão para quem quiser passar um fim de semana animado. É possível organizar dias e horários e conciliar as atrações do Megacycle com passeios para conhecer as maravilhas da região. A “porta de entrada” é o Centro Histórico. Para se ter ideia da importância, o local foi apontado pela UNESCO como “o conjunto arquitetônico colonial mais harmonioso”. E, é também Patrimônio Nacional tombado pelo IPHAN. Aqui é preciso reservar um bom tempo para apreciar a riqueza de detalhes da arquitetura.

Nas ruas do Centro Histórico é proibida a passagem de carros para preservar o encanto colonial. A dica é usar sapatos confortáveis e sem saltos porque as ruas são de pedras. Os casarões coloniais hoje abrigam simpáticas lojas, ateliers e restaurantes, por exemplo. Assim, será inevitável passar por lá, pois também é onde acontecem a maioria das expressões culturais e artísticas, de dia e à noite.

Entre os locais que vale conhecer: Casa da Cultura, Museu de Arte Sacra, a centenária igreja de Santa Rita e Mini Estrada Real.

A localização geográfica de Paraty é privilegiada: entre a serra e o mar, o que propicia inúmeras atividades nas praias, nos rios, nas cachoeiras, nas trilhas e na Mata Atlântica preservada.
                                                                         

Quem quiser apreciar a natureza por um ângulo diferente a dica é um inesquecível mergulho para conhecer os encantos do fundo do mar. A operadora de mergulho UNA DIVE tem opções para quem nunca mergulhou e também para mergulhadores certificados. O “batismo” – como chamam – é ideal para a primeira experiência no fundo do mar, para pessoas que ainda não fizeram curso. O mergulho é realizado em uma única saída onde a teoria é passada no barco durante a navegação e o mergulho é acompanhado e monitorado por um instrutor a uma profundidade de até 10 metros por 35 minutos. Já para mergulhadores certificados inclui 2 cilindros (2 mergulhos).

O preço para qualquer uma das duas situações – exclusivamente para os dias do evento – será de R$ 300 por pessoa. Este valor inclui mergulho, aluguel de todos os equipamentos e lanche servido a bordo (lanche, frutas, água e refrigerante). A saída acontece às 9h30 e a volta às 15h30.
                                                                         

Outro passeio interessante é o Jeep Tour com guia turístico – organizados pela Eyà Paraty –, em que se pode conhecer várias praias, cachoeiras, alambiques, quilombola e aldeia indígena, por exemplo. Entre os roteiros, um que passa por cachoeiras, alambique e caminho do ouro, com saídas às 8h, 11h e 13h. O passeio é feito pela Mata Atlântica do Parque Nacional Serra da Bocaina, seguindo o antigo Caminho do Ouro, com quedas d’água deslumbrantes e piscinas naturais. Engloba visita guiada no alambique, com a história da cachaça como produto do Brasil Colonial de Paraty, e degustação. As cachoeiras a serem visitadas são Pedra Branca, Usina, Tobogã e Tarzan. Inclui transporte, seguro de passageiros, visita guiada no alambique, bilhete da cachoeira e guia de turismo local, que fala inglês e espanhol.

               
Paraty

Charmosa e aconchegante, a cidade colonial preserva até hoje inúmeros encantos naturais e arquitetônicos. Uma volta no centro histórico é ingressar em outra época, onde o caminhar é mais lento devido às pedras “pés-de-moleque” das ruas. As construções dos casarões e igrejas representam um estilo de época e os símbolos maçônicos que enfeitam as paredes fazem a imaginação viajar em como seria o Brasil de antigamente.

A cidade foi fundada em 1667 em torno da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, a padroeira de Paraty. Teve grande importância econômica por conta dos engenhos de cana-de-açúcar – chegou a ter mais de 250 – sendo considerada referência em boa aguardente.

No século XVIII, foi importante porto por onde se escoava das Minas Gerais, o ouro e as pedras preciosas que iam para Portugal. Mas, com a construção de um novo caminho da Estrada Real, vertendo direto no Rio de Janeiro, a cidade ficou segregada da economia.

Depois da Estrada Paraty-Cunha, e, principalmente, após a construção da Rodovia Rio-Santos na década de 70, Paraty tornou-se um polo turístico nacional e internacional.

É propícia para quem gosta de Ecoturismo. O município está quase todo em área de parques e de preservação ambiental: Parque Nacional da Serra da Bocaina, a Área de Proteção Ambiental do Cairuçu, onde está a Vila da Trindade, a Reserva da Joatinga, e ainda, faz limite com o Parque Estadual da Serra do Mar. Ou seja, é Mata Atlântica por tudo.


Onde ficar

Mesmo em viagens com poucos dias o ideal é escolher e reservar a hospedagem com antecedência. Paraty tem várias opções para diversos estilos e bolsos:

Camping Marymar (www.paraty.com.br/marymar/)

– Carpe Diem Boutique Hotel (www.boutiquehotel-paraty.com)

– Hotel pousada Canoas (saccanoas@redehoteis.com.br)

– Pousada Apple House (www.applehouseparaty.com.br)

– Pousada do Careca (www.pousadadocareca.com)

– Pousada Mar & Vida (www.pousadamarevidaparaty.com.br)

– Pousada Marendaz (24 3371-1369)

– Pousada Provence (www.pousadaprovence.com.br)

– Pousada Recanto da Ladeira (www.recantodaladeira.com.br)

– Pousada Recanto do Jabaquara (www.recantodojabaquara.com.br)

– Pousada Rumo dos Ventos (www.rumodosventos.com.br)

– Pousada Solar D’Alcina (www.solardalcina.com.br)

– Pousada Taquinha (www.hotelpousadaemparaty.com.br)


Sobre a Megacycle

Com 24 anos de trabalho, a empresa atua no fomento do mercado de motocicletas, contribuindo para o melhoramento do setor por meio da educação de consumidores e empresas e da promoção da segurança no trânsito durante seus eventos. A Megacycle é reconhecida internacionalmente na realização do maior encontro motociclístico do hemisfério sul e pelos eventos que realiza.


8º Megacycle Paraty 2017 | #vempraparaty

Dias: 22 (das 10h às 23h), 23 (das 10h às 23h), 24 (das 10h às 16h) de setembro

Estádio Ronaldão, Areal do Pontal, Paraty (RJ)

Estacionamento gratuito para motos e capaceteria.

Saiba mais em: www.megacycle.com.br

Curta nossa página: www.facebook.com/megacycle


Ingressos:

Passaporte Motoclube (pacote para os três dias): R$ 30 antecipado. R$ 50 (preço normal);

Passaporte Paraty (pacote para os três dias): R$ 35 antecipado. R$ 50 (preço normal);

Ingresso Diário Paraty: R$ 20,10 antecipado. R$ 30 (preço normal);

Ingresso Infantil Paraty: R$ 20 antecipado. R$ 25 (preço normal).


VGCOM - VANESSA GIANNELLINI COMUNICAÇÃO
Jornalista Responsável: Vanessa Giannellini.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

SBK MUNDIAL: JONATHAN REA DA KAWASAKI VENCEU DUAS EM PORTUGAL

                                                                           
 A Kawasaki Racing Team foi imbatível em solo português e venceu as duas corridas disputadas no Circuito de Portimão, neste final de semana, válidas pela 10ª etapa do Mundial de SuperBike. Jonathan Rea (#1) voltou a brilhar e foi implacável.
                                                                  

O piloto norte-irlandês fez a pole position, cravou as voltas mais rápidas na pista e venceu as duas baterias. Com o resultado, o atual campeão mundial obteve à sua 11ª vitória na temporada [em 20 corridas realizadas] e está, praticamente, com a mão na taça. Restando três rodadas para o fim do campeonato e 150 pontos em aberto, Rea tem 120 pontos de vantagem para seu companheiro de equipe, Tom Sykes (#66), e 135 pontos para Chaz Davies (#7), da Ducati. Assim, uma vitória no circuito francês de Magny-Cours, na próxima etapa, já confirma, antecipadamente, o terceiro título mundial de Rea com a equipe Kawasaki.
                                                                          

O roteiro da etapa de Portugal teve poucas surpresas e Jonathan Rea consolidou o seu excelente desempenho no Circuito de Portimão. Nos classificatórios, o piloto cravou a marca de 1m41s430 e garantiu com folga a primeira posição no grid de largada. 

E na primeira corrida, realizada no sábado (16), Rea manteve o ótimo desempenho e deslanchou na dianteira. O norte-irlandês liderou a prova de ponta a ponta e cruzou a linha de chegada pouco mais de seis segundos à frente de Chaz Davies.

A segunda corrida, disputada no domingo (17), foi quase que uma reprise da anterior. Jonathan Rea assumiu dianteira ainda na segunda volta e logo passou a ampliar sua vantagem para os adversários. Sem grandes dificuldades, o piloto da Kawasaki recebeu a bandeirada novamente em primeiro e voltou a subir no lugar mais alto do pódio.
                                                                               

“Estou realmente muito feliz por ter vencido. Fiz algumas ultrapassagens difíceis nas primeiras voltas para obter a minha posição de largada e, assim que assumi a dianteira, alcancei o meu ritmo e fui embora. Utilizamos uma configuração da moto completamente diferente hoje [domingo]. Eu tive muitos feedbacks da moto e consegui pilotar no meu próprio ritmo, mas, com sete ou oito voltas para o fim tive uma queda de potência na segunda marcha. Ainda assim, com o passar das voltas, percebi que a diferença para o Chaz [Davies] permaneceu constante. Tivemos nossa má sorte este ano em Donington. Nossa liderança no campeonato é enorme e podemos partir para Magny-Cours pensando em ganhar na França”, comentou Rea.

Com as duas vitórias na rodada de Portugal, Jonathan Rea ampliou ainda mais sua vantagem na liderança do campeonato e agora soma 431 pontos.
                                                                             
Acidente, cirurgia e recuperação

Tom Sykes (#66) não teve a mesma sorte que seu companheiro de equipe na etapa de Portugal. O britânico sofreu uma queda durante o 3º treino livre e ficou de fora da disputa. Sykes perdeu o controle na Curva Oito e acabou sendo arremessado da moto. Com o acidente, o piloto teve fraturas nos dedos mínimo e anelar da mão esquerda e também no pulso esquerdo. Sykes foi encaminhado para um hospital em Barcelona, onde passou por cirurgia. A expectativa é que receba liberação médica e possa voltar para a pista na próxima rodada, que será realizada no Circuito de Nevers Magny-Cours, na França, nos dias 29 e 30 de setembro e 1º de outubro.

Mesmo sem pontuar, Tom Sykes manteve a segunda colocação no classificatório geral com 311 pontos. Após a primeira bateria, o piloto falou sobre o acidente:

“Entrei na pista para o FP3 [3º treino livre] e a moto estava bem. Quando comecei a acelerar na curva oito, a roda da frente saiu do chão. Ao tocar novamente, a parte traseira estava muito mais rápida que a da frente. O pneu dianteiro levou um momento para igualar à velocidade. Foi naquele momento que a moto perdeu completamente o controle e fui jogado para fora. Olhando para o acidente e sendo realista, tive muita sorte, mas também tive o azar de cair por algo tão pequeno”.

Kawasaki domina por completo etapa de Portugal

A Kawasaki foi imbatível e venceu em todas as categorias na etapa de Portugal. Pela SuperSport 600, o turco Kenan Sofuoğlu (#1), da Kawasaki Puccetti Racing, garantiu a vitória no Circuito de Portimão e assumiu a liderança do campeonato com 145 pontos. Seu compatriota e companheiro de equipe, Toprak Razgatlioglu (#54), colocou a Kawasaki novamente no lugar mais alto do pódio, desta vez pela categoria Superstock 1000. O jovem turco, de apenas 20 anos, venceu pela terceira vez neste ano e manteve a vice-liderança no classificatório geral com 114 pontos. 

Já a maior surpresa foi o excelente desempenho de Ana Carrasco (#35), da ETG Racing. A piloto espanhola superou seus adversários homens e, no comando da Kawasaki Ninja 300, alcançou sua primeira vitória na temporada. Com o resultado, ela saltou da 13ª para a 7ª posição com 57 pontos.

A próxima disputa do Mundial de SuperBike será realizada na França. O Circuito de Nevers Magny-Cours recebe a 11ª rodada do campeonato, que será realizada nos dias 29 e 30 de setembro e 1º de outubro.

Fonte : Agencia VGCOM

Kawasaki EUA | Kawasaki BR | VGCOM .

domingo, 17 de setembro de 2017

TROFÉU STUTTGART 20 ANOS: PRÊMIO NOS 500 KM DE SÃO PAULO VELO CITTÁ.

                                                                     
Stuttgart Veículos será a patrocinadora Ouro dos 500 Km de São Paulo, que completa 60 anos de existência em 2017. A prova será realizada no dia 23 de setembro no Autódromo Velo Città e valerá para o Campeonato Brasileiro de Endurance.
                                                                              

A Stuttgart Veículos estará presente na quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Endurance como participante e como patrocinadora. A prova 500 Km de São Paulo - Troféu Stuttgart 20 Anos acontecerá no dia 23 de setembro (sábado). O nome da prova é alusivo aos 20 anos de atividade da maior rede de concessionárias Porsche do Brasil.
                                                                     
Marcel Visconde, presidente da Stuttgart Veículos, vê o patrocínio aos 500 Km de São Paulo como uma oportunidade de incrementar ainda mais a presença da empresa na prova. “Quando surgiu a oportunidade de patrocinar os 500 Km, abraçamos a ideia e tudo se definiu rapidamente”, conta. “A Stuttgart está comemorando 20 anos. Por coincidência, a primeira vitória de um Porsche inscrito pela Stuttgart aconteceu exatamente nos 500 Km de São Paulo de 1997”, lembra.

Sílvio Zambello, presidente do Automóvel Clube Paulista e organizador dos 500 Km, realça a importância desta edição, em que a prova completa 60 anos de existência: “Estou muito honrado de ter a Stuttgart como parceira. São pessoas apaixonadas pelo esporte, como nós, e tenho certeza de que esta vai ser uma das melhores edições da corrida”.

Líder do Campeonato Brasileiro de Endurance junto com seu parceiro Ricardo Maurício, Marcel Visconde tentará vencer sua quarta corrida consecutiva com seu Porsche 911 GT3 R inscrito pela Stuttgart Motorsport. Nesta prova, a dupla terá o reforço de Max Wilson, outro piloto com um histórico vitorioso em Porsches de competição. Visconde tem um bom retrospecto nos 500 Km de São Paulo. Venceu a prova de 2008, ainda realizada em Interlagos, fazendo dupla com Max Wilson em um Porsche 911 GT3 RSR. Nos dois anos seguintes, Visconde, Wilson e Nonô Figueiredo levaram o Porsche ao segundo lugar. Em 2014, primeiro ano dos 500 Km no Velo Città, terminou em terceiro, tendo como parceiros Adalberto Baptista e Guilherme Figueirôa.

A programação dos 500 Km de São Paulo é esta:

22 de setembro (sexta-feira)
09:35 às 10:15 – primeiro treino livre
12:55 às 13:30 – segundo treino livre
15:30 às 16:20 – terceiro treino livre (categorias GP1, P2 e P3)
16:25 às 17:00 – terceiro treino livre (categorias GT1, GT2 e T)

23 de setembro (sábado)
08:35 às 08:55 ‒ quarto treino livre
10:40 às 11:00 – treino classificatório (categorias GT1, GT2, T)
11:05 às 11:25 ‒ treino classificatório (categorias P2 e P3)
11:30 às 11:50 – treino classificatório (categoria GP1)
13:55 – Largada para os 500 Km de São Paulo

Além dos 500 Km – Troféu Stuttgart 20 Anos, a programação inclui as categorias Sprint Race, Marcas BR, Fórmula 1.600 e Classic Cup. Todas elas terão suas provas realizadas no domingo, um dia depois dos 500 Km.


Sobre a Stuttgart Veículos

A Stuttgart Veículos iniciou suas operações como concessionária autorizada Porsche. Entre outubro de 1997 e junho de 2015, a empresa foi importadora oficial da marca alemã no Brasil. Nesse período, a Porsche aumentou significativamente sua presença no País. Desde 2015, a marca é representada pela Porsche Brasil, uma joint venture entre a Porsche AG e a Stuttgart Veículos. Atualmente, a Stuttgart Veículos opera sete concessionárias em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Florianópolis e Campinas.

Stuttgart Veículos
Assessoria de Imprensa
imprensa@stuttgartporsche.com.br

500 Km de São Paulo - Troféu Sttutgart 20 anos
Assessoria de Imprensa
dinholeme@uol.com.br

MOTOCROSS; IRMÃOS LIMA FELIZES VÃO REPRESENTA O BRASIL NA INGLATERRA.

                                                                             

Os irmãos Lima, pilotos oficiais Kawasaki Brasil, irão representar o país no Motocross das Nações 2017 na Inglaterra. Dudu Lima pela MXOpen e Marcello Lima na MX1 farão companhia a Fabio Santos na MX2 e representarão o Brasil na “Copa do Mundo” do Motocross. Confiram a seguir o depoimento dos atletas com a expectativa para essa participação.

Eduardo Lima #2 | MXOpen  -    “Estou muito feliz em poder representar meu país mais uma vez no Motocross das Nações, eu que já fui em 2011 e agora 6 anos depois estou tendo essa honra mais uma vez espero poder ajudar o país a classificar e ter um ótimo resultado representando também minha equipe Kawasaki entre os melhores pilotos do mundo!” 

Marcello Lima #5 | MX1  -  “Pra mim é uma grande honra poder fazer parte mais uma vez do time Brasil no MXoN, mais uma vez junto do meu irmão. Estou muito animado e vou dar o meu melhor. Nosso time está muito bom, acredito que temos chances reais de classificar para final. Mal posso esperar para entrar na pista!” 

A prova acontece nos dias 30 e 01 de Outubro em Matterley Basin na Inglaterra é a 71º edição do evento que é considerado a Taça do Mundo do MX e reúne os melhores pilotos de cada país! 


Fotos:Johanes Duarte | VGCOM 

Fonte: Agencia VGCOM.

KART : FORMULA MASTER: ALBERTO OTAZÚ CONSEGUE TERCEIRA VITÓRIA CONSECUTIVA.

                                                              


Vice-líder, piloto vai se recuperando e se aproximando da ponta da tabela de classificação.
                                                                                

Objetivo do dia alcançado. Precisando se recuperar na tabela de pontuação do Campeonato Fórmula Master de Kart, Alberto Cesar Otazú (Braspress/Pilotech/Alpie Escola de Pilotagem/HTPro Nutrition) venceu pela terceira vez consecutiva, depois de largar da pole position e estabelecer a volta mais rápida. A oitava etapa foi realizada no kartódromo de Interlagos, na última quinta-feira (14/9), com o líder Eduardo Abrantes terminando em segundo e somando 238 pontos, enquanto Otazú manteve a vice-liderança, com 221 pontos.

“Fiquei muito feliz com esta terceira vitória consecutiva, que foi extremamente difícil. Foram 19 voltas com o Edu (Abrantes) grudado na minha traseira e abri vantagem só no meio da última volta”, contou o vencedor, que também comemorou a sua 40ª vitória na curta carreira, a 25ª nesta temporada.
                                                                               

Na terceira posição chegou o garoto Enzo, filho mais novo do piloto internacional Maurizio Sala, com Fábio Fábio Gomara, David Simão e Flávio Perillo completando os seis primeiros. Terceiro colocado no campeonato, João Ramos recebeu a bandeirada na décima posição.

A nona etapa do campeonato Fórmula Master será no dia 5 de outubro, novamente no Kartódromo Ayrton Senna, em Interlagos. “Tenho mais três corridas para me recuperar da má fase do primeiro semestre, mas não será fácil conquistar este campeonato. Mesmo que eu vença todas as próximas corridas, se o Edu terminar em segundo em todas, ele será campeão”, comentou Otazú. “O que me resta é fazer o melhor possível e ver o que me aguarda no final da temporada”, conclui o piloto de 16 anos de idade, que está em sua primeira temporada completa no kartismo.
                                                                               

Os dez primeiros na oitava etapa da Fórmula Master foram: 1) Alberto Cesar Otazú, 20 voltas em 18min03s291; 2) Eduardo Abrantes, a 1s473; 3) Enzo Sala, a 18s050; 4) Fábio Gomara, a 28s571; 5) David Simão, a 29s431; 6) Flávio Perillo, a 29s800; 7) André Millan, 31s131; 8) Tyago Berbel, a 32s841; 9) Nelson Reple, a 32s999; 10) João Ramos, a 35s014.

Os dez primeiros da Fórmula Master depois de oito etapas são: 1) Eduardo Abrantes, 238 pontos; 2) Alberto Cesar Otazú, 221; 3) João Ferreira, 184; 4) Enzo Sala, 169; 5) Arthur Hercovitch, 129; 6) Bruno Viegas, 124; 7) André Millan, 123; 8) Marcelo Argenton, 109; 9) Yastaro Paulino, 96; 10) Roberto Salles, 88 pontos.


Alberto Cesar Otazú tem o patrocínio de Braspress, Pilotech, Mega Kart e Alpie Escola de Pilotagem, com apoio de HTPro Nutrition, BraClean, No Fire Services, Carnes del Sur, Click Pix Kart, Studio 67 Design e LEAG. O jovem apoia as ações da Associação Cruz Verde e Direção para a Vida.

Acompanhe www.facebook.com/albertocesar.otazu

Curta  www.facebook.com/associacaocruzverde



Curta www.facebook.com/DirecaoParaAVida

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

TRIUMPH : NOVA GERAÇÃO DA STREET TRIPLE JÁ CHEGA NO BRASIL.

Triumph lança no Brasil a nova geração
do modelo Street Triple em duas versões.
                                                                   

A Triumph está lançando no mercado brasileiro, nesta semana, a nova geração do modelo roadster Street Triple, completamente remodelado, em duas versões: S (R$ 38.990,00) e RS (R$ 48.990,00), ambas equipadas com o novo motor três cilindros de 765 cc – o mesmo propulsor que vai equipar, a partir de 2019, as motos que disputarão o Campeonato FIM Moto2TM, uma das classes que integra o Campeonato Mundial de Motovelocidade, a mais importante competição de motocicletas do planeta. A revolucionária Triumph Street Triple foi lançada, inicialmente, em 2007, apresentando diversas características marcantes para a época, como sua originalidade, leveza, rapidez, elegância e o seu estilo divertido de ser pilotada. Com seu emocionante motor três cilindros, visual agressivo e controle intuitivo, ela redefiniu o disputado mercado de motocicletas roadsters e se tornou um sucesso mundial de vendas.
                                                                      

A nova geração do modelo, que chega agora aos Concessionários do Brasil, apresenta o mesmo DNA inovador de 10 anos atrás. Com ela, a Triumph “rasgou o livro de regras” novamente, desenvolvendo uma motocicleta urbana com o desempenho mais explosivo, empolgante, ágil e intuitivo que a marca jamais criou. Além da motorização feita para as pistas de competição, a nova Street Triple vem equipada com muita tecnologia de última geração, incluindo, por exemplo, o mais elevado padrão de suspensões, freios e pneus de todos os tempos neste segmento e um novo visual ainda mais agressivo.A Street Triple S, versão de entrada para a família no mercado nacional, foi especialmente desenvolvida para fornecer uma pilotagem diária empolgante, ágil e viciante. O modelo destaca-se pelo seu novo visual, o mais alto nível de acabamento já visto neste segmento, o peso menor que a Street Triple anterior, seus freios, pneus e suspensões com especificações mais altas e o novíssimo braço oscilante de abertura superior na suspensão. Já a Street Triple RS é a versão mais explosiva da linha e a mais carregada de adrenalina até hoje – uma moto criada para ficar à vontade nas ruas, estradas e pistas.

MELHOR DESEMPENHO

Desenvolvido a partir do celebrado motor Daytona feito para competições, o novo motor de 765 cc da Street Triple oferece um grande aumento de potência e torque com mais de 80 novos componentes em seu interior - incluindo novo virabrequim, pistões e cilindros galvanizados em Nikasil, e ainda maior diâmetro e curso. O resultado é um avanço significativo no desempenho, especialmente nas faixas baixas e médias de rotações. Cada nova versão da Street Triple (S e RS) sai de fábrica com seus próprios ajustes personalizados no motor e também no módulo da injeção eletrônica. Desta forma, cada versão apresenta o caráter, a potência e o desempenho mais adequados para o estilo de pilotagem e o perfil de piloto de cada moto.

A versão “S”, por exemplo, oferece 113 cv de potência (a 11.250 rpm), o que representa um aumento de até 33% em relação ao pico de potência da geração anterior lançada no Brasil (85 cv, a 11.260 rpm). Além disso, agora seu torque chega a 73 Nm (a 9.100 rpm), um crescimento de 22% em comparação com o pico de torque do modelo anterior (59,9 Nm, a 8.304 rpm). Já a versão “RS” proporciona o mais alto nível de desempenho já obtido por uma Street Triple até hoje, com um aumento de potência de até 44% sobre o modelo anterior, oferecendo 123 cv (a 11.700 rpm), e um crescimento de pico de torque de 28%, atingindo  77 Nm (a 10.800 rpm). Ambos os modelos contam com o recurso eletrônico Modos de Pilotagem para ajudar o piloto a controlar melhor as maiores potência e torque em cada condição de pilotagem. Uma trilha sonora mais encorpada, vinda de um escapamento mais leve, com fluxo livre e uma caixa de ar revisada, oferece um som de indução inconfundível e mais distinto.

A aceleração mais forte do que nunca e as trocas de marchas mais precisas são permitidas com uma combinação de geometria revisada da transmissão, que também conta com a 1ª e a 2ª marchas mais curtas. A 1ª marcha ficou 12% mais curta que no modelo anterior, enquanto a 2ª agora está 5% mais curta. Além disso, no modelo RS, uma nova configuração de embreagem slip-assist (deslizante e assistida) fornece ação mais leve da embreagem com menor esforço e ainda traz um sistema de segurança que evita o travamento das rodas durante a redução das marchas e frenagens.

TECNOLOGIAS COM FOCO NO PILOTO

A nova linha Street Triple representa uma grande evolução nas tecnologias de ponta com foco no piloto para o máximo de controle e segurança.

Sistema de aceleração ride-by-wire. Oferece uma aceleração mais precisa e respostas de aceleração mais exatas. Permite o uso de diferentes mapas de aceleração, que, em conjunto com as configurações de controle de ABS e tração, resultam em até cinco modos de pilotagem (na RS).

Modos de pilotagem. Em conjunto com o sistema ride-by-wire, os dois modelos apresentam novos modos de pilotagem, que ajustam as configurações de resposta de aceleração, ABS e controle de tração. Na Street Triple S são dois modos de pilotagem: “estrada” e “chuva”. Na RS, são cinco modos de pilotagem: “estrada”, “chuva”, “esportivo”, “pista” e “programável pelo piloto”.

Painel de instrumentos em TFT ajustável totalmente colorido. A Street Triple RS apresenta um novíssimo painel de instrumentos de 5 polegadas, em TFT totalmente colorido, com ângulo ajustável para os pilotos acessarem o novo computador de bordo. Há três estilos diferentes de exibição de tela à sua escolha, pré-definidos para os modos de pilotagem e facilmente alteráveis durante o uso. Para garantir que a tela esteja legível em todas as condições de clima e iluminação, cada um dos três estilos pode ser selecionado com contraste “alto” ou “automático”. A moto ainda vem com um conjunto adicional de mais três estilos de exibição da tela, que inclui um exclusivo cronômetro de voltas. A Street Triple RS ainda é equipada com recursos adicionais, incluindo consumo de combustível médio e instantâneo, autonomia, seleção de modos de pilotagem, informações de serviço, temperatura do motor e cronômetro de voltas, entre outras informações.
                                                                     

Novo painel de instrumentos em LCD. Na Street Triple S há um conjunto de instrumentos em LCD totalmente revisado, similar ao disponível no modelo Speed Triple. Isso permite ao piloto selecionar os modos de pilotagem em movimento ou parado e acessar informações importantes do computador de bordo, como hodômetro, medidor de combustível, autonomia, distância percorrida, relógio e indicador de posição de marcha.

Novo interruptor com joystick de cinco direções no punho. Para navegar no painel da Street Triple RS há um novo interruptor com um joystick intuitivo de cinco direções, otimizado ergonomicamente para facilitar o seu uso. A Street Triple S possui botões no painel, revisados e seguindo a última geração de Speed Triple.

Freios ABS. Comutável na Street Triple RS pelo modo de pilotagem “programável pelo piloto”, que pode ser ajustado de acordo com as configurações de estrada ou pista, ou ser completamente desligado, se desejado pelo piloto.
                                                               

Controle de tração comutável. Na Street Triple S, as configurações de controle de tração podem ser gerenciadas pelo menu de instrumentos, selecionando os modos de pilotagem de “estrada” ou “chuva”. Na RS, o controle de tração é gerenciado pelo modo de pilotagem “programável pelo piloto”, selecionando a configuração de controle de tração desejada, entre “estrada”, “chuva”, “pista”, “esportiva” ou “desligada”.

Quickshifter. A Street Triple RS é equipada com um quickshifter, que permite aumentos de marcha sem o uso de embreagem, o que é até 2,5 vezes mais rápido do que o tempo exercido por um piloto competente com a embreagem. Esta tecnologia pode ser adicionada como um acessório opcional na Street Triple S.
                                                                          

Farol DRL (Faróis de condução diurna). Toda a linha Street Triple apresenta agora novos faróis projetados para uma postura de pilotagem mais agressiva. A Street Triple RS vem equipada com novos e distintos Faróis de Condução Diurna (DRL), em LED. Eles oferecem um novo perfil de iluminação que torna a moto mais fácil de ser vista na estrada, com menor consumo de energia e com maior durabilidade. A tecnologia DRL é impressionante: é 28 vezes mais potente que a geração anterior. A Street Triple S tem novos faróis em LED, que são 4,6 vezes mais potentes que a geração anterior.

Indicador de posição de marcha. A Street Triple RS possui indicador de posição de marcha, acessível pelo painel de instrumentos.

MAIS LEVE, ÁGIL E COM MELHOR PILOTAGEM

Mais agressivos do que nunca, os novos modelos Street Triple são mais leves do que a geração anterior, mantendo sua posição como as motos mais leves da categoria. Essa redução de peso, combinada ao novo motor de maior potência, com 765 cc, fornece uma incrível relação entre peso e potência, essencial para o seu desempenho inovador, oferecendo uma pilotagem realmente explosiva e ágil. O novíssimo braço oscilante com abertura superior, na suspensão, foi projetado especificamente para a nova linha Street Triple, resultando em maior rigidez torcional longitudinal combinada com uma redução de engenharia da rigidez lateral. Isso maximiza a estabilidade nas velocidades mais elevadas alcançadas pela nova Street Triple, para maior confiança do piloto, com posição de pivô otimizada do braço oscilante, oferecendo resistência mais natural à compressão da unidade de suspensão traseira sob aceleração intensa. Isso permite realizar curvas mais estreitas com mais segurança e proporciona um comportamento de chassi mais preciso, um benefício perceptível tanto em estradas quanto em pistas.

A Street Triple S vem com garfos dianteiros invertidos Showa de 41 mm, com funções separadas, com 110 mm de curso, e suspensão traseira com monochoque, com reservatório “piggyback” ajustável para pré-carga. Já a RS possui garfos frontais com 41 mm de pistão Showa com maior especificação, ajustáveis para retorno e compressão. A suspensão traseira é um monochoque com reservatório “piggyback” premium Öhlins STX40. Nos freios, a Street Triple S é equipada com pinças deslizantes de dois pistões Nissin na dianteira e uma pinça deslizante de pistão único Brembo na traseira. A Street Triple RS possui pinças radiais monobloco Brembo M50 de quatro pistões na dianteira, fornecendo potência de parada líder na categoria, com alavanca de razão e duração ajustável e uma pinça deslizante de pistão individual Brembo na traseira.

A Street Triple S é equipada com pneus premium Pirelli Diablo Rosso Corsa, que oferecem manuseio preciso e apurado, bem como excelente estabilidade e aderência na estrada. Enquanto isso, a Street Triple RS vem com pneus topo de linha Pirelli Diablo Supercorsa SP, que oferecem desempenho esportivo avançado para uso em estrada e, ocasionalmente, em pista.

MAIS ATITUDE E ESTILO MAIS AGUÇADO

A nova geração da Street Triple apresenta uma evolução significativa de estilo para oferecer mais atitude e uma postura mais aguçada e atlética, inspirada na atitude extremamente focada da última geração da Speed Triple. Linhas mais contemporâneas e agressivas foram criadas com os novíssimos elementos de carroceria, visor, radiador, coberturas e novo coletor de ar integrado. Adicionalmente, o assento foi reprojetado e remodelado para oferecer um conjunto mais esportivo e apurado, sem sacrificar o conforto do piloto ou do garupa.

Com incrível atenção aos detalhes, há um maior nível de acabamento em toda a motocicleta, com muitos detalhes de alta qualidade, inclusive subquadros individuais identificados por cor para cada modelo, proteções de calcanhar para o piloto redesenhadas e pedaleiras do garupa forjadas. A Street Triple RS oferece um nível de acabamento ainda maior, com protetor inferior identificado por cor, cobertura do assento do carona identificada por cor, com assento do carona removível e protetor da corrente inferior. As duas versões contam com mais de 60 acessórios disponíveis nas Concessionárias. A Street Triple S está disponível nas cores Diablo Red e Phantom Black (metálico), enquanto que a RS pode ser adquirida nas cores Matt Silver Ice e Phantom Black (metálico).

SOBRE A TRIUMPH

A Triumph Motorcycles Brazil é uma das 12 subsidiárias da empresa pelo mundo e conta com sede em São Paulo (SP) e fábrica em Manaus. A marca conta com 14 concessionárias nas cidades de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José dos Campos (SP), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Florianópolis (SC), João Pessoa (PB) e Londrina (PR). Fundada em 1902, a Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em 13 países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 57 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a maior fabricante britânica de motos e a marca que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos países nos quais está presente. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 1,6 bilhão e suas vendas no varejo superam as 60.000 unidades anuais. No mundo todo, a Triumph possui mais de 700 concessionárias e perto de 2.000 funcionários.


MAIS INFORMAÇÕES;
eduardo@g6comunicacao.com.br