quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

BELO HORIZONTE VAI TER CORRIDA DA STOCK CAR ONDE ...

                                                                       


A cidade de Belo Horizonte foi convidada pela VICAR Promoções Desportivas S.A. – detentora da categoria Stock Car Pro Series – para sediar uma etapa da competição nacional, em circuito não permanente (circuito de rua), na temporada 2024.

                                                                                

Nota de esclarecimento

As empresas Speed Seven e DM Corporate, organizadoras do evento BH Stock Festival, que contempla a etapa de BH da corrida automobilística Stock Car Pro Series, vêm à público esclarecer de forma definitiva os fatos acerca do evento que irá acontecer, em sua primeira edição, entre os dias 15 e 18 de agosto de 2024 na esplanada e arredores do estádio Mineirão, em Belo Horizonte.

A cidade de Belo Horizonte foi convidada pela VICAR Promoções Desportivas S.A. – detentora da categoria Stock Car Pro Series – para sediar uma etapa da competição nacional, em circuito não permanente (circuito de rua), na temporada 2024.

Desde o convite para a realização, vários estudos foram elaborados em razão da realização do evento. Dentre eles os estudos de topografia, viabilidade técnica para a construção do circuito, o impacto econômico, projeção turística e impacto ambiental.

Seguindo estritamente as determinações legais, os trâmites foram seguidos de forma a obtenção de todas as licenças, sempre com diálogo franco e a participação ativa de todas as secretarias municipais e da sociedade civil.

Para a realização do evento foram levantadas licenças junto ao IPHAN - Instituto do Património Histórico e Artístico Nacional, IEF – Instituto Estadual de Florestas e FMC – Fundação Municipal de Cultura. No dia 21 de fevereiro de 2024, em reunião pública com a participação online de mais de 100 integrantes da sociedade civil, especialistas da área do meio ambiente, vereadores e membros do executivo municipal o COMAM – Comitê Municipal do Meio Ambiente se reuniu para debater sobre os impactos ambientais do Festival. Com vistas à segurança do público e dos competidores o COMAM aprovou por 10 votos à 2 o plano para a supressão de 63 indivíduos arbóreos para a construção do circuito.

Seguindo 100% o que versa a legislação em vigor, de forma compensatória, serão plantadas 688 novas árvores. Estes novos indivíduos arbóreos deverão seguir um requisito de tamanho mínimo de 2,5 metros do solo até o primeiro galho, com no mínimo três galhos.

Na manhã de ontem, quarta-feira (28/02/2024) a prefeitura de Belo Horizonte, seguindo a aprovação recebida pelo COMAM, deu início ao corte das árvores dentro do processo legal estabelecido. E, de acordo com o Secretário Municipal do Meio Ambiente José Reis, à partir da próxima sexta-feira (1º/03/2024) será iniciada a compensação ambiental com o plantio de 63 árvores por meio da Sudecap. Este será o início de um processo que se estenderá até a data da realização do BH Stock Festival no início de agosto quando, então, terão sido plantadas todas as 688 árvores estabelecidas no acordo com o COMAM. Com a compensação ambiental que será realizada, a região da Pampulha ficará 10 vezes mais arborizada do que é atualmente.

A organização do BH Stock Festival terá a responsabilidade de manutenção e cuidados com todas estas árvores desde o momento posterior ao seu plantio até os próximos cinco anos de contrato em que o evento será realizado na cidade.

As empresas responsáveis pelo evento se comprometeram com o executivo municipal de apresentar relatórios semestrais sobre o estado das árvores, os quais serão acompanhados pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e pela Sudecap.

Ademais, os organizadores do evento vão deixar como legado para a região da Pampulha, em contra partida ao tamanho do impacto que o evento pode causar, uma compensação além da prevista por lei e conduzida pela PBH, com o plantio de mais árvores, sobretudo as consideradas nobres, como os Ipês Roxos e Amarelos. Somados a essa ação, algumas empresas já parceiras do evento, demonstraram interesse em também contribuir para aumentar esse contingente arbóreo, para mais de mil indivíduos, afim de reforçar essa pauta positiva para o evento e, consequentemente, para a população.

A organização do evento não só entende tamanha importância de contribuir, como está moldando todo o evento em cima dos pilares de SUSTENTABILIDADE, INCLUSAO E SEGURANCA. O BH Stock Festival está 100% voltado às políticas ESG, com inúmeras ações voltadas para os pilares citados acima.

Além disso, a organização do BH Stock Festival vem esclarecer que o evento será 100% Carbono Neutro conquistado por meio de parceria com empresa Orma Auto, especializada neste tipo de compensação e que já atende à toda a temporada da Stock Car, realizada pela VICAR. Fora isso, o incentivo ao uso do transporte público, para reduzir o trânsito de veículos e as emissões de gases poluentes também serão pautas constantes do Festival.

O cuidado com os resíduos gerados durante o evento também é uma responsabilidade assumida pela organização do BH Stock Festival juntamente com a VICAR. Será realizado o refino do óleo lubrificante utilizado pelas equipes, por meio da empresa LWART, que faz a coleta do produto utilizado pelas equipes da Stock Car e da Fórmula 1 no Brasil. Isso confere à iniciativa o Certificado de Destinação Final, documento de valor legal que assegura a conformidade com as normas ambientais. Assim sendo, se compromete a divulgar a quem possa se interessar, os devidos certificados que serão produzidos pelos órgãos competentes ao fim desse processo.

Vale ressaltar também que todos os movimentos importantes foram antecipados pelos organizadores do evento, como buscar diálogos com as comunidades do entorno através das associações dos moradores e principalmente com a UFMG. No mês de janeiro de 2024, a reitora da Universidade Federal de Minas Gerais Sandra Regina Goulart Almeida recebeu os responsáveis pela realização do evento quando, em audiência na própria reitoria da UFMG, cientificada de todo o projeto, foi amplamente ouvida sobre as possíveis soluções ambientais e acústicas definitivas acerca dos incômodos que a universidade já convive.

Diante da proximidade de cerca de 80 metros de parte do circuito à área do Hospital Veterinário e Biotério da UFMG, os organizadores ofereceram como solução permanente para o impacto sonoro gerado pelos carros, a construção de barreiras acústicas. A reitora indicou um especialista da própria Universidade, reconhecido nacionalmente por sua atuação neste tipo de análise, para a orientação na solução definitiva na construção e instalação de tais barreiras. Em paralelo a isso, a organização do evento também fez a contratação de um profissional renomado e com expertise no tema para efetuar o projeto e executá-lo com maestria, garantindo que existe solução plenamente viável desse tema.

As barreiras acústicas, utilizadas em larga escala em autoestradas ao redor do mundo, serão um legado oferecido pelo BH Stock Festival à comunidade de Belo Horizonte. Elas permanecerão instaladas de forma definitiva no local que, historicamente, recebe inúmeros jogos de futebol, shows, fogos de artifícios, buzinaços, blocos carnavalescos, etc. Diante disso, a organização do evento espera que a comunidade da UFMG se atente apenas aos critérios técnicos da solução oferecida, uma vez que o tema é de interesse público.

De acordo com a pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), o evento irá gera um impacto de mais de 1 bilhão ao longo dos cinco anos de realização. A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (IPEAD) estimou um impacto de até 0,08% no Produto Interno Bruto (PIB) de Belo Horizonte já em 2024. Além da geração de aproximadamente 2 mil empregos diretos e indiretos. E por consequência uma arrecadação superior a 100 milhões de reais aos cofres do município.

A Stock Car Pro Series projeta a visibilidade de suas cidades sede para mais de 171 países por meio transmissões Ao Vivo narradas em mais de cinco idiomas. Fato este que colocará Belo Horizonte numa posição de reconhecimento mundial nunca antes ocorrido. No Brasil as provas são transmitidas por meio da Band – canal aberto, Sportv – Canal por assinatura, YouTube – Canais do Galvão Bueno e Stock Car e TwitchTV – Canal do Gaulês.

Diante do exposto, cabe ressaltar que a organização do BH Stock Festival está de portas abertas para ouvir a todos os setores da sociedade e, uma a uma, esclarecer quaisquer dúvidas que se fizerem necessárias neste processo de acolhimento a um dos maiores eventos esportivos do país.


Fonte:GBalo 

ERIC GRANADO RETORNA AO SUPER BIKE BRASIL

Maior campeão do SuperBike Brasil, Eric Granado retorna a Interlagos neste fim de semana

                                                                        


Dono dos títulos de 2017 a 2020, Eric está de volta à principal categoria nacional de motovelocidade em projeto da Honda

Neste fim de semana terá início a 13ª temporada da SuperBike Brasil, principal competição nacional de motovelocidade, com a primeira etapa acontecendo no domingo, três de março, no Autódromo de Interlagos. Após duas temporadas ausente do grid da categoria, Eric Granado está de volta a uma edição da competição, novamente à frente da equipe Honda.

Eric é o maior campeão da história da SuperBike Brasil, com quatro títulos nacionais conquistados entre 2017 e 2020, em uma trajetória que rendeu momentos espetaculares em disputas contra adversários como Alexandre Barros e Diego Faustino, sempre pilotando uma Honda. Para este retorno à SuperBike Brasil, Granado pilotará uma moto modelo CBR1000R EIA Fireblade.

Granado e a Honda – “Estou super animado, super empolgado para esse novo projeto junto com a Honda no SuperBike Brasil. Corro com a Honda desde 2015 e tivemos vários anos de muito sucesso juntos, dentro e fora do Brasil. Corremos lá fora nos últimos três anos, no Campeonato Espanhol e o Mundial de Superbike com a Honda CBR1000R EIA Fireblade, que é a moto que eu vou usar nesta temporada aqui no Brasil. Então é um equipamento com o qual tenho bastante familiaridade”, explicou Eric Granado.

Ao todo serão dez etapas na temporada 2024 da SuperBike Brasil, com sete delas realizadas no Autódromo de Interlagos – uma medida que visa minimizar os custos para equipes e pilotos. Os autódromos de Cascavel e Londrina, no Estado do Paraná, e o Autódromo de Goiânia também receberão uma etapa cada.

“Faz muitos anos que eu não ando em Interlagos, então vai ser também um aprendizado de certa forma para mim, nessa pista que acho espetacular e que me trouxe tantas alegrias. Estou ansioso e com a expectativa alta para este primeiro fim de semana de volta à SuperBike e a Interlagos”, revelou Granado.

Eric Granado, que compete no Mundial de MotoE com apoio de Suhai Seguradora, Alpinestars, Shark Helmets, Oakley, Pneustore, Frota Assessoria Empresarial, Instituto Marazul, Camargo Alfaiataria, HoloStore, Zero Racing Design, EG51 Store e Edge Lifesports.

Campeões da SuperBike Brasil

2010 – Murilo Colatreli

2011 – Danilo Andric

2012 – Diego Faustino

2013 – Maico Teixeira

2014 – Maico Teixeira

2015 – Diego Faustino

2016 – Diego Faustino

2017 – Eric Granado

2018 – Eric Granado

2019 – Eric Granado

2020 – Eric Granado

2021 – Pedro Sampaio

2022 – Pedro Sampaio

2023 – Maxi Gerardo

Calendário da SuperBike Brasil 2024

1ª etapa – 03 de março – Autódromo de Interlagos (SP)

2ª etapa – 07 de abril – Autódromo de Interlagos (SP)

3ª etapa – 19 de maio – Autódromo de Interlagos (SP)

4ª etapa – 16 de junho – Autódromo de Interlagos (SP)

5ª etapa – 28 de julho – Autódromo de Interlagos (SP)

6ª etapa – 18 de agosto – Autódromo de Interlagos (SP)

7ª etapa – 15 de setembro – Autódromo de Cascavel (PR)

8ª etapa – 06 de outubro – Autódromo Internacional de Goiânia (GO)

9ª etapa – 27 de outubro – Autódromo de Londrina (PR)

10ª etapa – 24 de novembro – Autódromo de Interlagos (SP)


Foto:

Mundopress/Ricardo Santos

F:

BestPR Com

 

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

STOCK CAR : DANÇA DAS CADEIRAS SÃO MUITAS NESTE ANO

                                                                                

Zezinho Muggiati (ao centro)

Estreantes e muitas trocas de equipe compõem o cenário neste começo de temporada

José Zignani/WOKIN Garra Racing

Será uma temporada de muitas novidades no grid da Stock Car Pro Series, que inicia seu novo campeonato neste final de semana (02 e 03/03) em Goiânia. A principal categoria do continente apresentará três caras novas para o público. São pilotos que em 2024 farão a primeira temporada completa.

Campeão da categoria de acesso Stock Series em 2023, o paranaense Zezinho Muggiati, de 20 anos, subirá à principal divisão do automobilismo brasileiro neste ano graças ao maior prêmio já pago no esporte a motor do país: o equivalente a R$ 2,5 milhões, concedidos ao dono do título da categoria de acesso justamente para ter a oportunidade de medir forças entre os melhores pilotos do Brasil. Muggiati elegeu a equipe KTF Sports para disputar sua primeira temporada na Stock Car.                                                                           

Dois talentosos e promissores gaúchos também farão a primeira temporada na Stock Pro Pro Series em 2024. Arthur Leist vai debutar como piloto da equipe Full Time Sports, com apoio da Toyota Gazoo Racing Brasil. Natural de Novo Hamburgo, o jovem de 22 anos fará seu primeiro ano completo na competição, assim como Gabriel Robe. Campeão da Stock Series em 2017 e vice-campeão em quatro temporadas, o piloto nascido em Pelotas é uma das atrações da mais nova equipe do grid: a WOKIN Garra Racing, que assim como Robe sobe da divisão de acesso e entra de cabeça na Stock Car.

Quem também acelera em 2024 para fazer sua primeira temporada completa na Stock Car Pro é Raphael Teixeira. Depois de ter feito dez corridas (cinco etapas) com a Scuderia Chiarelli no ano passado, o piloto vai correr por uma equipe que estreia neste ano na categoria: a ASR Competições. Baseado em Aparecida de Goiânia, a ASR será o primeiro time do Estado de Goiás no grid da Stock Car depois de mais de 20 anos. O time será chefiado por Roberto Ramos, o ‘Betinho’, e promete DNA 100% goiano.                                                                    

Rafael Suzuki

Entre os pilotos que já estavam habitualmente no grid no ano passado, seis deles mudaram de casa em 2024. Rafael Suzuki estreará parceria com a TMG Racing, Julio Campos mudará para a Pole Motorsport, Felipe Baptista assinou com a Crown Racing para 2024, Nelson Piquet Jr. e Gaetano Di Mauro formam uma nova dupla com endereço inédito (Cavaleiro Sports) e Lucas Kohl defenderá a WOKIN Garra Racing. Em contrapartida, 20 competidores apostaram na continuidade e permanecem nos times onde já estavam no ano passado.                                                                       


TALENTOS QUE CHEGAM EM 2024

Zezinho Muggiati, 20 anos, paranaense, equipe KTF Sports

Arthur Leist, 22 anos, gaúcho, equipe Full Time Sports

Gabriel Robe, 26 anos, gaúcho, equipe WOKIN Garra Racing


PILOTOS EM NOVAS EQUIPES

Rafael Suzuki, 36 anos, paulista, saiu da Pole Motorsport e vai para a TMG Racing

Julio Campos, 42 anos, paranaense, deixou a TMG Racing e ingressa na Pole Motorsport

Felipe Baptista, 20 anos, paulista, trocou a KTF Sports pela Crown Racing

Nelson Piquet Júnior, 38 anos, brasiliense, saiu da Crown Racing  e reforça a Cavaleiro Sports

Gaetano Di Mauro, 26 anos, paulista, será parceiro de Piquet na Cavaleiro, deixando a HotCar

Lucas Kohl, 25 anos, gaúcho, trocou a HotCar pela WOKIN Garra Racing

Raphael Teixeira, 37 anos, goiano, deixa a Scuderia Chiarelli e corre pela estreante ASR Competições


Fotos:

Felipe Caramori/KTF Sports

Duda Bairros/Stock Car

José Zignani/WOKIN Garra Racing

Bruno Terena/MS2

F:Imprensa BRB 

domingo, 25 de fevereiro de 2024

MUNDIAL DE ENDURANCE FIA WEC, COMEÇA OS TREINOS

Mundial de Endurance FIA WEC terá treinos coletivos a partir desta segunda-feira

Em razão de atrasos no transporte marítimo no Canal de Suez e no Mar Vermelho, testes de pré-temporada foram adiados para o início da semana em Lusail

Os testes de pré-temporada do Campeonato Mundial de Endurance FIA WEC terão início amanhã, segunda-feira (26/02). O prólogo, como são chamados estes ensaios, terá quatro sessões: na segunda-feira, das 8h às 11h e das 12h às 17h, e na terça-feira, das 4h às 7h e das 8h às 11h (sempre no horário de Brasília).                                                                

As equipes participarão de três das quatro sessões, optando por trabalhar no treino das 8h às 11h da segunda-feira, ou na prática agendada para o mesmo horário no dia seguinte. O prólogo terá lugar no Circuito Internacional de Lusail, em Doha, no Qatar.                                                                      

Inicialmente, os ensaios estavam previstos para acontecer no sábado e domingo deste fim de semana. Mas, por conta da situação geopolítica na região do Oriente Médio, onde as companhias marítimas têm sofrido com atrasos significativos no Canal de Suez e também no Mar Vermelho, os treinos tiveram que ser adiados em dois dias.                                 

A mudança de programação para o Prólogo não vai impactar no cronograma da abertura da temporada, com a disputa da Qatar Airways 1.812 KM do Qatar, no fim de semana seguinte. A corrida acontecerá no sábado, dois de março, com largada prevista para 5h (horário de Brasília). A previsão é que a prova tenha duração aproximada de dez horas. Os treinos válidos para a etapa de abertura acontecem a partir da próxima quinta-feira, às 06h20.

Com ingressos já a venda, o Mundial de Endurance disputará uma etapa no Brasil, a Rolex 6 Horas de São Paulo, no dia 14 de julho, em Interlagos. A seguir, confira os horários do Prólogo e o cronograma da etapa de abertura do FIA WEC 2024, o Qatar Airways 1.812 KM do Qatar.


FIA WEC, programação no Qatar

Segunda-feira, 26 de fevereiro

08h00 às 11h00 – Sessão 1

12h00 às 17h00 – Sessão 2


Terça-feira, 27 de fevereiro

04h00 às 07h00 – Sessão 3

08h00 às 11h00 – Sessão 4


Quinta-feira, 29 de fevereiro

06h20 – Treino Livre 1

11h30 – Treino Livre 2


Sexta-feira, 1º de março

05h00 – Treino Livre 3

10h00 – Classificação LMGT3

10h20 – Classificação Hypercar

10h40 – Hyperpole LMGT3

10h58 – Hyperpole Hypercar


Sábado, 2 de março

05h00 – Qatar Airways 1.812 KM do Qatar (corrida com previsão de 10 horas de duração)

www.fiawec.com

https://fiawecsaopaulo.com.br

Fotos:

FIA WEC

F:Letra NovaComun.. 

sábado, 24 de fevereiro de 2024

MANZINI SATISFEITO COM PARTICIPAÇAO NO ENDURANCE

Victor Manzini valoriza o saldo da sua estreia na Turismo Nacional, em Goiânia


Categoria voltará à pista em abril, no Autódromo de Interlagos, com corridas sprint

Não foi fácil a vida de Victor Manzini, da Equipe Roberto Manzini Centro Pilotagem (RMCP) em sua estreia no automobilismo, na primeira corrida de longa duração da Turismo Nacional, no Autódromo de  Goiânia, no sábado, 24, que ele disputou com o piloto Renato Turelli no New Onix  #117. Depois de largar da nona posição entre 28 carros, eles terminaram em 18º lugar ao fim de três horas de corrida mais uma volta.

“Tivemos alguns problemas no carro durante a prova, que acabaram nos tomando tempo, mas isso nos provou que estávamos rápidos e constantes. Não fossem esses problemas, com os tempos que a gente estava virando, tínhamos condições de terminar a corrida entre os cinco primeiros. Mas, mesmo assim, estou contente com nosso trabalho no fim de semana ”, diz o piloto patrocinado pela  Roberto Manzini Blindagens.                                                                     

Esta foi a primeira vez que Victor Manzini andou na pista de Goiânia e no seu New Onix, que só conheceu na quarta-feira, 21. E foi sua primeira corrida de carro para valer. Antes, ele participou de apenas uma bateria de uma prova da categoria HRacing. Nos treinos, o piloto paulistano evoluiu bem, fez o quinto tempo no último ensaio extras da quinta-feira, 22, e fechou os treinos livres da sexta-feira, 23, com o terceiro tempo.

Logo de início, foi preciso melhorar o sistema de refrigeração da frente do carro. E resolver problemas com o sistema de direção que, na classificação, fez o New Onix #117 “passarinhar” nas retas, oscilando para a esquerda e para a direita, além de um probleminha com o sistema de bucha de bandeja, que deixou a frente solta.                                                                        

Rápidos e constantes - “Mas corridas são corridas”, comenta Roberto Manzini, chefe da Equipe RMCP. “O que não aconteceu durante os treinos, aconteceu na prova. Tivemos uma pane elétrica no sistema de troca de marchas e perdemos uns dez minutos para resolver isso. Depois quebrou um flexível, e o carro perdeu o freio. Aí deu uma chuva forte. Não foi feita tomada de ar para o piloto, pois não deu tempo, então os vidros do carro embaçaram de tal maneira que o Victor deu duas voltas sem enxergar nada.”

Na avaliação de Victor Manzini, o saldo da sua estreia no automobilismo foi positivo. “Foi minha primeira corrida de verdade. A Turismo Nacional é bem competitiva, tem muitos pilotos bons e bem experientes. E eu sou um estreante. Estou aqui  para aprender mesmo. Fomos rápidos e constantes, e isso é o que importa. Vamos para a próxima em Interlagos!”, conclui o piloto de 16 anos, o mais jovem da categoria.

Com o New Onix #110 da Equipe RMCP, Américo Lanzoni e Rafael Manzini terminaram em 19º lugar.                                                                       

Homenagem dos pilotos da TN a Wilson Fittipaldi

A Turismo Nacional terá sua segunda etapa, que dará início ao Campeonato Sprint, em 14 de abril, em São Paulo.

                                                                   

Fotos:

Ricardo Saibro)

F:Imprensa

 

TURISMO NACIONAL FABIANO E AUGUSTO VENCEM NO ENDURANCE

Augusto Freitas e Fabiano Cardoso vencem primeira corrida Endurance da Turismo Nacional

                                                                            

Nem mesmo a chuva na hora final segurou a dupla da Fast Racing. Prova teve 62 pilotos e foi a primeira no formato de longa duração da categoria.                                                               


Augusto Freitas e Fabiano Cardoso escreveram uma página inédita na história da Turismo Nacional na tarde deste sábado (24) no Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna. Correndo em dupla, os pilotos conquistaram a vitória da primeira corrida de longa duração promovida pela categoria. A dupla formada pelo atual campeão da TN na categoria B e seu chefe de equipe, um exímio piloto em carros de tração dianteira, foi uma das grandes protagonistas ao longo da prova e sempre esteve nas primeiras posições. Nem mesmo o temporal que deu as caras na capital goiana no começo da hora final foi páreo para tirar o triunfo dos pilotos, que guiaram o Chevrolet New Onix #04 preparado pela Fast Racing.

Com o resultado deste sábado, o catarinense e o gaúcho começam a temporada 2024 como líderes da Copa Endurance, um dos certames à parte promovidos pela categoria ao longo do ano. Além do título reservado aos maiores pontuadores das duas corridas de longa duração, a Turismo Nacional também realiza o campeonato Sprint — com seis etapas, compostas por corridas de ‘tiro curto’. O título Overall representa a soma dos pontos somados em todas as provas do calendário.

A segunda posição terminou com o trio melhor colocado nesta tarde. Pablo Alves travou duelo espetacular com Ewerson Dias nas últimas voltas da corrida e conquistou importante resultado para tripulação formada também por Kreis Jr. e Renato Braga. O conjunto figurou nas primeiras colocações em praticamente toda a disputa, chegando até a assumir a liderança em alguns momentos.

Destaque também para outra forte dupla, que finalizou a corrida deste sábado em uma muito honrosa terceira posição. Ewerson Dias, que formou parceria com o goiano Leandro Reis, cruzou a linha de chegada logo de Pablo Alves. A parceria, formada por Ewerson, campeão Sênior B em 2023, e por Leandro, reconhecido pela sua experiência correndo de campeão, empreendeu recuperação notável durante a corrida depois de ter largado da última colocação, resistiu aos muitos desafios apresentados pela etapa e assegurou bom lugar no pódio.

Depois de três carros da Chevrolet nas três primeiras posições, o top-5 foi completado pelo Volkswagen Polo de Edu de Paula e Leonardo Kovalski, enquanto a dupla formada por Ernani Kuhn e João Cardoso Neto, também a bordo de um New Onix, concluiu a disputa na quinta colocação.

                                                                           

Antes da largada, Turismo Nacional homenageou Wilson Fittipaldi Jr.

Como foi a corrida — Em razão de uma punição imposta a Ewerson Dias e Leandro Reis após inspeção técnica realizada na noite de sexta-feira, a pole position da primeira prova Endurance da Turismo Nacional foi herdada por Augusto Freitas e Fabiano Cardoso. Coube a Cardoso largar para a dupla em Goiânia no início de uma corrida muito disputada e de ritmo intenso.

Logo nos primeiros minutos, a prova teve baixas de muita relevância. Atual campeão da Turismo Nacional na categoria A, Juninho Berlanda enfrentou problemas e teve de abandonar a disputa depois de somente quatro voltas. Quem também deixou a batalha foi Gui Sirtoli, que iniciou o sint para o trio formado também por Junior Helte e Natan Sperafico.

As primeiras paradas para reabastecimento e troca de pilotos começaram depois de 25 minutos de corrida. A abertura do segundo stint trouxe Ernani Kuhn na liderança, com Arthur Scherer — parceiro de Vitor Genz — lutando pela segunda posição com Kreis Jr., do trio formado por Pablo Alves e Renato Braga. Mais atrás, chamava a atenção a batalha envolvendo Augusto Freitas e Leandro Reis.

A segunda hora de prova começou com o Chevrolet New Onix de Arthur Scherer e Vitor Genz na liderança. Um dos pontos altos neste momento foi a disputa na pista entre pai e filha, Ewerson e Bruna Dias, o que refletiu o caráter de uma corrida de alta intensidade, em que pese a duração de três horas mais uma volta. Antes do complemento de mais um stint e de novas paradas de boxes, a primeira posição mudou de mãos: Daniel Nino e Diego Augusto assumiram o topo da tabela.

Perto do complemento da segunda hora, os céus indicavam uma nova dinâmica na corrida. Um grande temporal se aproximava com força da região do autódromo, com potencial para mudar toda a história da etapa. Antes da chuva, o top-3 da corrida era formado por Ernani Kuhn/João Cardoso, Arthur Scherer/Vitor Genz e Daniel Nino/Danilo Augusto, enquanto Ewerson Dias/Leandro Reis aparecia na quarta colocação e Pedro Bürger/Thiago Riberi em quinto.

Momento de decisão — A chuva finalmente deu as caras na pista na hora final em Goiânia e tornou a decisão da corrida ainda mais imprevisível e frenética. O trio formado por Pablo Alves, Kreis Jr. e Renato Braga escalou rumo à ponta da tabela, com Augusto Freitas e Fabiano Cardoso em segundo e na mesma volta do líder. E a chuva apertava ainda mais.

Depois do sexto pit-stop do Chevrolet New Onix #33, Fabiano Cardoso e Augusto Freitas retomaram a dianteira no período mais desafiador da corrida, quando a pista estava muito lisa e até encharcada em alguns pontos da pista. Destaque para os dois Volkswagen Polo da Duraline Racing, de Edu de Paula/Leonardo Kovalski em segundo e Rafael de Paula/Stive Tokarski em terceiro, os dois na mesma volta do líder da corrida.

Depois da trégua da chuva, todas as atenções estavam voltadas à luta pela vitória. Cardoso e Freitas mantiveram a ponta antes do último pit-stop. Coube a Fabiano o stint final pela dupla do New Onix #4. Na segunda posição da prova, Ewerson Dias reassumiu o volante do Onix Sedan #250 e partiu para a última tentativa de buscar o primeiro lugar.

As voltas finais reservaram um duelo espetacular e lado a lado entre Ewerson Dias e Pablo Alves, que lutaram pela segunda colocação. Na última volta, o paraense radicado em Goiânia fez a ultrapassagem no fim da reta dos boxes e triunfou na batalha final, encerrando com chave de ouro uma corrida especial para a Turismo Nacional.

Ao fim de três horas e mais uma volta, a Turismo Nacional finalizou a primeira corrida Endurance da sua história e coroou como vencedores o catarinense Augusto Freitas e o gaúcho Fabiano Cardoso. Os dois começam 2024 no topo do pódio da categoria dos carros mais vendidos do Brasil.

Sábado de glória — Augusto Freitas comemorou seu primeiro triunfo na categoria A, mas atribuiu o sucesso ao seu parceiro de carro. “Essa vitória é do Fabiano, que é um guerreiro, trabalha dia e noite. E quero falar isso para ele, dizer que admiro muito esse cara. Toda minha dedicação, meu esforço, cada gota de suor que derramei aqui foi por ele. Sabia que ele merecia essa vitória”, destacou.

Fabiano Cardoso também rendeu elogios a Augusto neste dia de vitória em Goiânia. “Só tenho de agradecer a ele, que é novo no automobilismo e está trabalhando no rumo certo. Adoro ensinar e fazer o piloto evoluir. Então, poder fazer o que a gente gosta, ama, colher resultados e poder mostrar o poder do aprendizado é fantástico. Só tenho de agradecer a Deus por isso”.

Segundo colocado, Pablo Alves exaltou os parceiros Kreis Jr. e Renato Braga. “Não fomos muito bem ontem na tomada de tempos, mas na corrida o carro foi encaixando. Nossos companheiros de equipe fizeram o papel direitinho. Sofremos um drive-through, a vitória poderia ter sido nossa, mas Deus não quis que fosse assim. O carro era muito rápido, estava sobrando, mas infelizmente ficamos fora da luta pela vitória”.

Para Ewerson Dias, chegar em terceiro depois de ter largado da 28ª e última posição tem um grande significado. “Lideramos todos os treinos livres e fizemos a pole, mas fomos punidos. Depois do que passamos, terminar neste pódio para nós tem um sabor de vitória. Foi um excelente fim de semana”, declarou o parceiro de Leandro Reis.

A Turismo Nacional volta a acelerar para a primeira etapa Sprint da temporada 2024 nos dias 12 a 14 de abril, no Autódromo de Interlagos. Já a segunda corrida Endurance do ano está marcada para 14 de setembro, no Rio Grande do Sul.


Turismo Nacional, temporada 2024, Copa Endurance, Goiânia, resultado final:

1º - #4 – Augusto Freitas/Fabiano Cardoso (Chevrolet New Onix/Fast Racing), 80 voltas em 3h02min52s870

2º -#33 – Pablo Alves/Kreis Jr./Renato Braga (Chevrolet New Onix/Maranatha Racing), a 1min38s428

3º- #250 – Ewerson Dias/Leandro Reis (Chevrolet New Onix/Ricco Motorsport), a 1min47s681

4º - #222 – Edu de Paula/Leonardo Kovalski (Volkswagen Polo/Duraline Racing), a 1 volta

5º - #107 – Ernani Kuhn/João Cardoso (Chevrolet New Onix/Auto Racing), a 1 volta

6º - #333 – Rafael de Paula/Stive Tokarski (Volkswagen Polo/Duraline Racing), a 1 volta

7º - #116 – Arthur Scherer/Vitor Genz (Chevrolet New Onix/WC6 Motorsport), a 1 volta

8º - #88 – Augusto Sangalli/Gabriel Nagel/Leo Sangalli (Chevrolet New Onix/Pein Competições), a 1 volta

9º - #15 – Fabrício Fleury/Ale Xavier (Chevrolet New Onix/Classe A Motorsports), a 1 volta

10º - #18 - Daniel Nino/Diego Augusto (Chevrolet New Onix/WC6 Motorsport), a 2 voltas

11º - #25 – Marcelo Perillo/Vitor Perillo/Willian Perillo (Chevrolet New Onix/Petropolis Motorsport), a 2 voltas

12º - #66 – Pedro Bürger/Thiago Riberi (Fiat Argo/WC6 Motorsport), a 2 voltas

13º - #9 – Eduardo Bacarin/Lindolfo Birck (Chevrolet New Onix/JW Motorsport), a 2 voltas

14º - #999 – Lutianne Dantas/Felipe Pedrosa/Ítalo Virgílio (Chevrolet New Onix/Landerson Competições), a 5 voltas

15º - #121 – Dorivaldo Gondra/Eduardo Cavalli (Citroën C3/Classe A Motorsports), a 6 voltas

16º - #90 – Beto Pontes/Beto Pontes Filho (Chevrolet New Onix/Ricco Motorsport), a 6 voltas

17º - #105 – Thiago Guinzelli/Alexandre Frankenberger (Volkswagen Gol/Porthack Racing), a 7 voltas

18º - #117 – Victor Manzini/Renato Turelli (Chevrolet New Onix/Manzini), a 13 voltas

19º - #110 – Américo Lanzoni/Rafael Manzini (Chevrolet New Onix/Manzini), a 15 voltas

20º - #52 – Bruna Dias/Tiago Takagi (Chevrolet New Onix/Ricco Motorsport), a 16 voltas


Turismo Nacional, calendário 2024

Etapa / Data / Local

1ª etapa Sprint - 14/04 – Interlagos (SP)

2ª etapa Sprint - 26/05 – Cascavel (PR)

3ª etapa Sprint - 21/07 – Goiânia (GO) ou alternativa

4ª etapa Sprint - 25/08 – Velocitta (SP)

2ª etapa Endurance - 14/09 – Rio Grande do Sul

5ª etapa Sprint - 20/10 – Rio Grande do Sul

6ª etapa Sprint - 01/12 – Brasília (DF)


Fotos:

Duda Bairros/Vicar

F: Imprensa Vicar  

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

TURISMO NACIONAL :EWERSON E LEANDRO GARANTE A POLE




Ewerson Dias e Leandro Reis largam na pole da Turismo Nacional em Goiânia

                                                                      


Piloto com longa experiência nos caminhões cravou o tempo que valeu à dupla a posição de honra em fim de semana histórico e inédito para a categoria

A tarde de sexta-feira (23) terminou com muita festa para Ewerson Dias e Leandro Reis. A dupla marcou a histórica primeira pole position em uma etapa Endurance da Turismo Nacional e vai largar na frente neste sábado, a partir de 14h55, para uma corrida de três horas mais uma volta de duração. A prova será disputada no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO), palco da abertura da temporada 2024 da categoria dos carros mais vendidos do Brasil.

Coube a Leandro Reis a missão de fazer a classificação para a dupla no momento em que a pista estava ainda úmida em alguns pontos em razão da chuva que havia dado as caras horas antes da classificação. Goiano de 39 anos, com experiência na Copa Truck e também em campeonatos regionais de marcas e pilotos, Leandro registrou 1min47s144 a bordo do Chevrolet Onix Sedan #250 e garantiu a pole para a dupla neste sábado.                                                                      


A estratégia promete ser uma das grandes atrações deste fim de semana em Goiânia e já movimentou as atividades desde a sessão classificatória. As escolhas sobre o piloto determinado para fazer a tomada de tempos variou entre as tripulações. O atual campeão da Turismo Nacional na categoria A, Juninho Berlanda, foi para a pista, enquanto Arthur Scherer entregou o volante para seu convidado, Vitor Genz.

Convidado e chefe de equipe de Augusto Freitas — campeão da categoria B no ano passado —, Fabiano Cardoso registrou para a dupla a segunda posição no grid, garantindo assim um lugar na primeira fila neste sábado. O piloto virou 1min47s461 com Chevrolet New Onix, modelo que dominou as primeiras colocações da sessão. Ernani Kuhn, atual vice-campeão da categoria A e dupla de João Cardoso, vai largar em terceiro, lado a lado com Pablo Alves — que corre neste fim de semana com Kreis Jr. e Renato Braga. Titular no carro que tem como parceiro Bernardo Cardoso, Célio Vinícius completa a relação dos cinco mais rápidos do dia.

Juninho Berlanda abre a temporada de defesa do título da Turismo Nacional partindo da 11ª posição do grid. O catarinense de 30 anos e dupla junto com o irmão, Dudu Berlanda, registrou 1min48s290 no seu melhor tempo com o Toyota Yaris na classificação.

“Carro sensacional” — A dupla Ewerson Dias/Leandro Reis se destacou desde o início oficial das atividades, no período da manhã. O Chevrolet Onix Sedan #250 liderou os dois treinos livres, em prenúncio do que estava por vir.

Leandro vibrou com a pole e creditou o resultado ao trabalho realizado pelo time, a Ricco Motorsport. “A identificação do Ewerson com a equipe, que acreditou neste bom projeto e entregou um carro sensacional e muito bem acertado, fez toda a diferença. Só tenho gratidão por ele e por todos, pelo acolhimento que tive aqui. Conhecer bem a pista ajuda e facilita para a gente, mas vamos lutar muito amanhã na corrida também”, disse o goiano.

Ewerson, paulista radicado em Goiânia, destacou as qualidades do parceiro de carro e também enalteceu a equipe. “A experiência do Leandro é incontestável, né? E acho que amanhã isso vai contar muito a nosso favor. Hoje é dia de comemorar muito, estamos em uma família, corro aqui junto com a Bruna Dias, minha filha, e tocamos nossa equipe como se fosse dentro de casa. Que venha amanhã”, afirmou.

                                                                          


Automobilismo ‘na faixa’ — O público poderá assistir, de forma gratuita, a primeira etapa Endurance da história da Turismo Nacional. A categoria oferece assim diversão acessível à população neste sábado em Goiânia. Os ingressos gratuitos para a etapa estão disponíveis para resgate na plataforma Sympla — mais informações no link.

As mil primeiras pessoas que chegarem ao autódromo neste sábado terão acesso livre à visitação aos boxes, um dos momentos mais aguardados do fim de semana, onde o público tem a chance de interagir com seu piloto preferido, chegar perto dos carros que aceleram na Turismo Nacional e ainda podem ganhar brindes. Ainda, as primeiras 500 pessoas também vão ganhar um boné oficial da Turismo Nacional.

Outra grande atração fica por conta do Clube do Opala de Goiânia, que vai realizar exposição e desfile de um dos modelos mais icônicos da indústria automotiva do Brasil, com muitas raridades na pista do Autódromo Internacional Ayrton Senna.

A primeira corrida Endurance da história da TN tem início previsto para 14h55 de sábado. A abertura do campeonato vai ser transmitida ao vivo pelo canal oficial da Turismo Nacional no YouTube, na Twitch da Tribo do Gaules e também pelo canal Catve.

Turismo Nacional, temporada 2024, etapa Endurance 1, Goiânia, grid de largada:

1º - #250 – Ewerson Dias/Leandro Reis (Chevrolet Onix Sedan/Ricco Motorsport), 1min47s144

2º - #4 – Augusto Freitas/Fabiano Cardoso (Chevrolet New Onix/Fast Racing), 1min47s461

3º - #107 – Ernani Kuhn/João Cardoso (Chevrolet New Onix/Auto Racing), 1min47s620

4º - #33 – Pablo Alves/Kreis Jr./Renato Braga (Chevrolet New Onix/Maranatha Racing), 1min47s764

5º - #10 – Célio Vinícius/Bernardo Cardoso (Chevrolet New Onix/Fast Racing), 1min47s854

6º - #228 – Junior Martins/Felipe Lobo (Volkswagen Polo/One Motorsport), 1min47s947

7º - #18 - Daniel Nino/Diego Augusto (Chevrolet New Onix/WC6 Motorsport), 1min47s996

8º - #8 – Jairo Andrade/Mathias de Vale/Edson do Vale (RS) (Citroën C3/Veronez), 1min48s032

9º - #45 – Junior Helte/Gui Sirtoli/Natan Sperafico (Chevrolet New Onix/JW Motorsport), 1min48s159

10º - #117 – Victor Manzini/Renato Turelli (Chevrolet New Onix/Manzini), 1min48s174

11º - #17 – Juninho Berlanda/Dudu Berlanda (Toyota Yaris/Pein Competições), 1min48s290

12º - #116 – Arthur Scherer/Vitor Genz (Chevrolet New Onix/WC6 Motorsport), 1min48s378

13º - #105 – Thiago Guinzelli/Alexandre Frankenberger (Volkswagen Gol/Porthack Racing), 1min48s399

14º - #66 – Pedro Bürger/Thiago Riberi (Fiat Argo/WC6 Motorsport), 1min48s435

15º -#301 – Rafa Reis/Gaetano Di Mauro (Chevrolet Onix/Porthack), 1min48s451

16º -#121 – Dorivaldo Gondra/Eduardo Cavalli (Citroën C3/Classe A Motorsports), 1min48s460

17º - #222 – Edu de Paula/Leonardo Kovasli (Volkswagen Polo/Duraline Racing), 1min48s524

18º - #110 – Américo Lanzoni/Rafael Manzini (Chevrolet New Onix/Manzini), 1min48s550

19º - #88 – Augusto Sangalli/Gabriel Nagel/Leo Sangalli (Chevrolet New Onix/Pein Competições), 1min48s883

20º - #9 – Eduardo Bacarin/Lindolfo Birck (Chevrolet New Onix/JW Motorsport), 1min48s968

21º - #25 – Marcelo Perillo/Vitor Perillo/Willian Perillo (Chevrolet New Onix/Petropolis Motorsport), 1min49s028

22º - #333 – Rafael de Paula/Stive Tokarski (Volkswagen Polo/Duraline Racing), 1min49s036

23º - #146 – Rogério Santos Neto/Nilton Rossoni (Hyundai HB20/Jegteam Racing), 1min49s076

24º - #23 – Rafael Correa/Gabriel Correa (Chevrolet New Onix/Classe A Motorsports), 1min49s147

25º - #15 – Fabrício Fleury/Ale Xavier (Chevrolet New Onix/Classe A Motorsports), 1min49s169

26º - #999 – Lutianne Dantas/Felipe Pedrosa/Ítalo Virgílio (Chevrolet New Onix/Landerson Competições), 1min49s229

27º - #52 – Bruna Dias/Tiago Takagi (Chevrolet Onix Sedan/Ricco Motorsport), 1min49s503

28º - #90 – Beto Pontes/Beto Pontes Filho (Chevrolet New Onix/Ricco Motorsport), 1min49s686

Programação em Goiânia

Sábado, 24 de fevereiro

10h00 – Warm Up

12h00 – Visitação aos boxes

14h55 – Etapa de Endurance de Goiânia (corrida com três horas mais uma volta)

18h00 – Pódio

Fotos:

Beto Correa/Vicar

F: Imprensa Vicar  

VICAR NOTA DE PESAR : WILSON FITTIPALDI

O esporte brasileiro perdeu hoje, aos 80 anos, Wilson Fittipaldi Júnior, um piloto espetacular e engenheiro igualmente genial.

É até difícil expressar sua importância para o nosso automobilismo.

 No fundo, o Tigrão, como era conhecido nos autódromos, sempre teve a alma inquieta de um piloto que busca sem cessar a própria superação. Mas, para quem compartilhou de sua trajetória, era fácil enxergar o entusiasta e empreendedor que elevou a essência do automobilismo ao patamar da arte.

Com sua energia criativa, ousadia e um conhecimento enciclopédico do esporte, Wilsinho não apenas construiu carros: suas iniciativas inspiraram milhares de novos adeptos, ajudando a fazer do nosso país um dos centros mundiais do esporte.

Wilsinho disputou três temporadas na Stock Car, conquistando vitórias e o vice-campeonato de 1991. Foi uma presença gigante, magnética: nossos pilotos viveram a situação fantástica de competir ao lado de um de seus grandes ídolos. Somos todos fãs. E continuaremos a ser. Obrigado, Tigrão.


Fernando Julianelli

CEO, Vicar

Stock Car Pro Series


WILSON FITTIPALDI JÚNIOR

Nascido em 25 de dezembro de 1943 em São Paulo (SP). Wilson se foi nesta sexta-feira (23 de dezembro), aos 80 anos

Filho de jornalista especializado Wilson ‘Barão’ Fittipaldi e Josefa ‘Juzy’ Wojciechowska

Irmão mais velho de Emerson Fittipaldi, bicampeão mundial de Fórmula 1

Pai do ex-piloto de Fórmula 1, F-Indy e Stock Car, Christian Fittipaldi

Construtor do primeiro kart no Brasil e organizador da primeira corrida da categoria no país

Idealizador da primeira equipe do Mundial de Fórmula 1 baseada fora da Europa

Pela Copersucar-Fittipaldi, ou apenas Fittipaldi, correram pilotos que tornaram-se lendas do automobilismo brasileiro, como o próprio Emerson e também Ingo Hoffmann e Chico Serra


Fórmula 1

Corridas disputadas: 35 (entre 1972 e 1975)

Melhor resultado: 5º lugar no GP da Alemanha de 1973

Líder do projeto da Copersucar-Fittipaldi, única equipe brasileira a correr no Mundial de Fórmula 1, com estreia no GP da Argentina de 1975.


Stock Car

Corridas disputadas: 50

Melhor resultado: vice-campeão em 1991

Vitórias: 2 (Curitiba, 1991; Jacarepaguá, 1995)

Pódios: 20

Poles: 1

Voltas mais rápidas: 4


Fotos:

Sergio Sanderson


F: Imprensa Vicar