quarta-feira, 28 de julho de 2021

CAMINHOES VW UM LEQUE DE OPÇOES SENDO ENTREGUE

 VW Caminhões e Ônibus vende mais de 400 veículos à Cervejaria Cidade Imperial

Empresa já opera com cerca de mil caminhões Volkswagen

A VW Caminhões e Ônibus acaba de entregar as últimas unidades de um lote de mais de 400 veículos à Cervejaria Cidade Imperial, fabricante brasileira de bebidas sediada em Petrópolis (RJ). Entre os caminhões adquiridos estão os modelos VW Constellation 17.230, 24.280 e 30.280, além do VW Delivery 11.180 em suas versões 4x2 e 4x4.

“Nós sempre desenvolvemos caminhões ideais para as aplicações e necessidades dos nossos clientes. O objetivo é trazer mais conforto, performance e o melhor custo operacional para aqueles que adquirem nossos produtos”, pontua Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da VWCO.

O cliente já é parceiro de longa data da VW Caminhões e Ônibus, contando com cerca de mil caminhões VW em sua frota, que rodam em mais de 90 cidades brasileiras transportando água mineral, energéticos, cervejas, entre outros. De acordo com a empresa, a escolha dos veículos fabricados em Resende (RJ) se deu pela configuração sob medida para suas aplicações, robustez e alta disponibilidade para operação.

Além de utilizar os veículos VW para uso próprio, a cervejaria oferece alguns desses caminhões de sua frota para locação a revendedores, otimizando os serviços logísticos com os melhores modelos para desempenhar tarefas do dia a dia.

Vantagens operacionais

O VW Delivery 11.180 é equipado com o motor Cummins ISF de 3,8 litros e tecnologia SCR, tem torque máximo de 600 Nm, 175 cv de potência e transmissão manual de 6 velocidades. Combina confiabilidade, robustez e o melhor desempenho da categoria. Sua versão 4x2 é indicado para entregas urbanas com agilidade, rapidez nos serviços rodoviários de curtas e médias distâncias e o modelo 4x4 é o único caminhão leve com tração integral do país, ideal para operar em estradas ou fora delas.

Já os VW Constellation 24.280 e 30.280 equipados com motor MAN D08 de 6 cilindros e que não utiliza Arla 32, oferecem mais conforto e redução no consumo de combustível de até 5%. Além disso, têm mais durabilidade nos componentes do trem-de-força, o que resulta em um melhor custo operacional.

O VW Constellation 17.230 é equipado com motor MAN D08 de 4 cilindros e também não necessita do Arla 32, agrega inovações que tornam a condução do veículo mais simples e confortável, melhorando a sua produtividade, com durabilidade e baixo custo operacional.

https://vwtbpress.com/

terça-feira, 27 de julho de 2021

STOCK CAR : MARCOS GOMES E NAVARRO PRONTOS PARA CURITIBA

                                                                                    


Meta do time chefiado por Beto Cavaleiro é seguir com seus dois carros ocupando as primeiras colocações

Manter os dois carros no grupo de elite é o desafio da equipe Cavaleiro Sports para a próxima etapa da Stock Car, que ocorre neste domingo (1º), no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), região metropolitana da capital paranaense. Na prova deste fim de semana, o objetivo do time liderado por Beto Cavaleiro é repetir o feito da última etapa, em Cascavel (PR). Na ocasião, Marcos Gomes conquistou seu melhor resultado desde sua estreia pela equipe, no último ano, ao chegar na quarta colocação na segunda prova, enquanto Denis Navarro fechou a disputa em nono.                                                                   

“Cascavel foi minha melhor prova com a equipe e ainda assim saímos com um gosto amargo. Dei azar com uma entrada de Safety Car. O quarto lugar foi bom, mas estávamos em posição de vencer a corrida”, disse o campeão de 2015, que completou 37 anos de idade nesta segunda-feira (26). “Não fiz uma boa classificação em Cascavel, mas temos feito um grande campeonato até aqui, com muita regularidade e pontos importantes mesmo em momentos difíceis como esse. Queremos que tudo saia perfeito em Curitiba para brigarmos quem sabe para estarmos entre os cinco melhores ao fim do dia!”, completou Navarro.

O chefe de equipe Beto Cavaleiro avalia que a prova de Cascavel mostrou que o time pode andar no pelotão da frente com seus dois Chevrolet Cruze. “Esperamos que essa prova tenha sido um divisor de águas para o Marquinhos, que sofreu muito até aqui para transformar seu desempenho em resultados à altura de seu talento”, avaliou Cavaleiro. “Queremos colocar sempre entre os primeiros colocados tanto o carro dele quanto o do Denis, que está na briga pelo Top 10 também no campeonato no momento. Vê-lo nessa condição, sem dúvida, também é um dos objetivos imediatos da nossa equipe”, completou.                                                           

A prova deste fim de semana em Curitiba será válida pela sexta etapa da Stock Car e acontece no sábado (31) e domingo, para quando estão programadas as duas corridas desta rodada. As provas terão transmissão ao vivo em TV aberta para todo o país pela Band, a partir das 13h. 

Confira a programação completa e onde assistir:

Sábado (31) - Julho:

10h10 - Treino livre

13h - Treino livre

15h30 - Classificação (YouTube e Facebook Stock Car)

Domingo (1º) - Agosto:

13h - Prova (Band, SporTV3, Facebook e YouTube Stock Car, Facebook e TwitchTV AutoVideos)

MS2 

domingo, 25 de julho de 2021

MERCEDES BENZ CHALLENGE: WITOLD E CESAR FONSECA VENCEM NO VELOCITTA

                                                                                      


Etapa eletrizante contou com algumas grandes pancadas e muitas disputas na estreia da categoria no interior de São Paulo.


O Autódromo Velocitta, localizado na região de Mogi-Guaçú, a 170 km de São Paulo (SP), recebeu pela primeira vez o Mercedes-Benz Challenge com o GP Ipiranga - Octapro e foi presenteado com duas corridas eletrizantes, vencidas por Cesar Fonseca (CLA 45 AMG) e Witold Ramasauskas, (C300).                                                                            


Reveja a segunda etapa do MBC na íntegra clicando aqui:

                                                              

Atuais campeões em suas categorias, Fonseca e Ramasauskas venceram as duas disputas deste domingo, mas não foram conquistas fáceis. Na primeira prova, Fonseca foi de 19º para segundo, logo atrás de Vitor Genz, que venceu mas foi desclassificado por um toque com Edson Jr. na briga pela liderança.

A segunda viu o piloto do carro #1 vencer novamente, mas sofrendo pressão de Roger Sandoval durante boa parte da disputa - no fim, Sandoval perdeu força e, por conta disso, foi obrigado a ceder o segundo posto para Betão Fonseca, irmão de Cesar.

Com o resultado, Fonseca disparou na tabela de pontos com 104 pontos e viu seu principal rival, Adriano Rabelo, bater nas duas corridas (a primeira delas na largada) e ficar fora dos pontos - agora Sandoval é o vice-líder, com 96. "Ontem na classificação eu tive de parar o carro por causa de uma porca e fui desclassificado. Prometi a mim mesmo que buscaria esse resultado e conseguimos", comentou Cesar. 

Já Ramasauskas travou uma longa disputa nas duas corridas com Vinny Azevedo, que chegou em segundo em ambas as provas e segue firme na vice-liderança, com 92 pontos, contra 110 de Witold. "Consegui cumprir meu objetivo que era vencer novamente e me manter firme no campeonato, mas não foi fácil, pois o Vinny me perseguiu o tempo todo e qualquer erro ele viria para cima", completou Witold.

A próxima etapa da temporada 2021 está marcada para o dia 27 de agosto, no Autódromo de Interlagos (SP). Confira o resultado final:

Corrida 1

1. Cesar Fonseca (CLA M)

2. Roger Sandoval (CLA M)

3. Fernando Amorim/Victor Amorim (CLA M)

4. Edgar Colamarino (CLA)

5. Fernando Jr. (CLA M)

6. Thaline Chicoski/Thiago Sansana (CLA)

7. Max Mohr (CLA M)

8. Cristiano Tock/Jared Wilson (CLA)

9. Witold Ramasauskas (C300)

10. Vinny Azevedo (C300)

11. Betinho Sartorio (CLA)

12. Alexandre Navarro (C300)

13. Marcelo Romani (C300)

14. Estefano Boiko Jr. (C300)

15. Fabio Lemans (CLA)

16. Marcio Giordano/Rodrigo Detilio (C300)

17. Orlando Maia/Paulo Baldini (C300)

18. Pablo Marçal (C300)

19. Marcelo Ramaciotti/Leo Garcia (C300)

20. Rafael Mascarenhas (C300)

21. Betão Fonseca (CLA M)

22. Flavio Andrade/Raphael Abbate (C300)

Melhor volta: Vitor Genz (CLA), 1:40.623


Corrida 2

1. Cesar Fonseca (CLA M)

2. Betão Fonseca (CLA M)

3. Roger Sandoval (CLA M)

4. Fernando Amorim/Victor Amorim (CLA M)

5. Fabio Lemans

6. Max Mohr (CLA M)

7. Edgar Colamarino (CLA)

8. Cello Nunes (CLA)

9. Gustavo Cheche/Mauricio Lobatto (CLA)

10. Betinho Sartorio (CLA)

11. Cristiano Tock/Jared Wilson (CLA)

12. Thaline Chicoski/Thiago Sansana (CLA)

13. Witold Ramasauskas (C300)

14. Vinny Azevedo (C300)

15. Marcelo Romani (C300)

16. Marcio Giordano/Rodrigo Detilio (C300)

17. Orlando Maia/Paulo Baldini (C300)

18. Marcelo Ramaciotti/Leo Garcia (C300)

19. Flavio Andrade/Raphael Abbate (C300)

20. Rafael Mascarenhas (C300)

21. Nezio Monteiro (C300)

22. Pablo Marçal (C300)

Melhor volta: Edson Coelho, 1:41.2208

Fotos:

Vanderley Soares

F:BVP 

TCR SOUTH AMÉRICA : DIGO BAPTISTA E TOM CORONEL VENCE O ENDURANCE

  


Cobra Racing Team vence segunda etapa com Digo Baptista e Tom Coronel

Com o resultado, o piloto da equipe de Nonô Figueiredo saltou da sétima para a segunda colocação no campeonato

A Cobra Racing Team teve um grande fim de semana no Autódromo Internacional Raul Boesel, em Pinhais, na Grande Curitiba, onde, no domingo, 25, foi realizada a segunda etapa da TCR South America, com uma prova de endurance que durou uma hora e foi disputada por duplas.

Depois de andar bem nos treinos livres, a Cobra Racing Team foi surpreendida na classificação para o grid de largada com um problema eletrônico que acionava o limitador de velocidade dos seus carros. Largou da 10ª posição com o Audi RS3 LM TCR #13 compartilhado por Digo Baptista e Tom Coronel, piloto holandês convidado para esta etapa, e da nona posição com o Audi RS3 LM TCR #10 pilotado por Adalberto Baptista e pelo convidado Alan Hellmeister.


Digo Baptista fez excelente largada, terminou a primeira volta já em sexto lugar e evoluiu até a segunda posição em que entregou o carro para Tom Coronel na 23ª das 39 voltas que a prova teve, depois de muito pressionar Valdeno Brito, parceiro de Raphael Reis, que vinha com um Honda Civic na primeira posição.

Tom Coronel passou a perseguir Raphael Reis, que assumiu o volante também na 23ª volta, até ultrapassá-lo na volta 37 para levar a Cobra Racing Team à sua primeira vitória no TCR South America. Com um Hyundai Elantra,Sergio Jimenez e Beto Monteiro terminaram a corrida em segundo lugar, e, pilotando um Alfa Romeo Giulietta, Fabio Casagrande e o canadense James Vance acabaram em terceiro.

Com o resultado, Digo Baptista marcou 50 pontos e saltou da sétima para a segunda posição no campeonato, que continua liderado por Pepe Oriola, com Raphael Reis em terceiro lugar.

Na Copa Trophy, Adalberto Baptista, que deixou a pista com problemas no carro a quatro voltas do fim, terminou na segunda posição e continua na liderança dessa classe no campeonato.

“Foi um fim de semana que começou complicado, mas acabou bem, recompensando todo nosso esforço para resolver os problemas que surgiram na classificação. Estamos muito felizes com os nossos resultados”, diz Nonô Figueiredo.                                                                    


Tom Coronel também vibrou com a experiência. “Foi um grande prazer vir ao Brasil para correr com a Cobra Racing Team no TCR South America e colaborar um pouco para a consolidação dessa nova categoria na América do Sul, que começou muito competitiva e tem tudo para crescer”, conclui o piloto holandês que disputa os campeonatos mundial e europeu da TCR com o Audi RS 3 LMS #32 da equipe belga Comtoyou DHL Audi Sport.

A terceira etapa da TCR South America 2021 será disputada no Autódromo Velopark, no Rio Grande do Sul, em 28 e 29 de agosto.

Fotos:

Rafa Catelan

F: Charles

sábado, 24 de julho de 2021

DI GRASSI SEGUE COLADO NO LIDER PELA FORMULA E

 

 Londres Di Grassi avança em campeonato surpreendente da F-E

Vencedor da prova de hoje pulou de 15º para 2º na tabela. Ainda há 90 pontos em jogo na temporada

Lucas Di Grassi terminou na sétima posição a 12ª etapa do Campeonato Mundial de Fórmula E, disputada neste sábado (24) na pista de rua montada às margens do Rio Tâmisa, em Londres. Com vitória do inglês Jake Dennis (BMW Andretti Motorsport), o brasileiro largou e chegou na sétima posição, reduzindo de 27 para 21 pontos a diferença para o primeiro colocado na classificação, o também inglês Sam Bird (Jaguar Racing).

Chamou a atenção a volatilidade da relação de forças deste Mundial. O vencedor Jake Dennis tinha até a manhã de hoje a mesma pontuação que Di Grassi, mas com o resultado da prova o inglês pulou para o segundo lugar na classificação, a apenas dois pontos do líder Sam Bird. “Eu nunca vi um campeonato tão apertado e imprevisível quanto o deste ano na Fórmula E. Basta uma prova para mudar muita coisa”, disse o brasileiro da equipe Audi Sport Abt Schaeffler.

“Larguei em sétimo e o que nos atrapalhou um pouco foi nossa estratégia de uso do modo ataque. Ficamos sem essa opção muito cedo durante a prova. Então nos estágios finais brigamos para não perder posições – e não conseguimos avançar. Mas mesmo assim foi um resultado importante, reduzimos a diferença para o líder e tudo é possível nesta temporada do jeito que as coisas estão. Contando com a prova de amanhã, faltam três corridas e há muitos pontos a serem conquistados ainda. Vamos manter a fé e foco que podemos chegar lá”, disse Di Grassi.

Neste domingo, também em Londres, o Campeonato Mundial de Fórmula E disputa a 13ª das 15 etapas previstas. A prova será transmitida pela TV Cultura e o SporTV, com largada às 10h (de Brasília).


TCR : BETO MONTEIRO E JIMENEZ NA PRIMEIRA FILA NESTE DOMINGO

 Sérgio Jimenez e Beto Monteiro largam na primeira fila no Endurance da TCR South America

Dupla da Scuderia CJ conquistou a segunda posição no grid em Curitiba na corrida válida pela segunda etapa do campeonato

A Scuderia CJ colocou a parceria formada por Sérgio Jimenez e Beto Monteiro na segunda posição no grid de largada da segunda etapa da temporada 2021 do TCR South America, a corrida de duplas e de longa duração, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR)                                                                  

No classificatório marcado por dois treinos de 15 minutos, o Hyundai Elantra #12 conseguiu avançar com tranquilidade para as primeiras colocações do grid, com a média das voltas de Jimenez e Monteiro dando à parceria o segundo lugar.

“Estou contente com o resultado. E o primeiro confronto direto com as outras marcas. Ainda estamos um pouco atrás em performance, mas acho que no todo resultado foi positivo! Temos um bom carro para a corrida!”, destacou Jimenez.

"Trabalhamos bastante o carro na classificação, tínhamos um carro para deixar mais rápido no fim. Fizemos um ótimo trabalho, e o carro está bem balanceado para amanhã", disse Monteiro

A de Endurance/Corrida de Duplas será disputada ao meio-dia deste domingo, com transmissão ao vivo da Fox Sports. A corrida terá a duração de uma hora ou 40 voltas.

Fotos:

Duda Bairros – TCR South America

F:MS2

sexta-feira, 23 de julho de 2021

RIVALDO VER O SÃO PAULO FORTE

 Rivaldo elogia atuação do tricolor na Libertadores

"Esse é o São Paulo que todos esperamos ver regularmente!"

Em entrevista à Betfair.net, o craque falou sobre as emoções das oitavas de final da Libertadores, e ainda falou sobre uma das grandes polêmicas dos Jogos de Tóquio

O futebol brasileiro segue se destacando nas competições continentais de clubes e, após conquistar a Copa Libertadores nas últimas duas temporadas, se prepara agora para classificar possivelmente cinco times para as quartas de final da competição em 2021, aumentando muito as chances de termos uma final brasileira novamente.

Em entrevista à Betfair.net, Rivaldo falou sobre o desempenho dos brasileiros nas oitavas de final, e elogiou especialmente o clube dirigido por Hernán Crespo após a vitória sobre o Racing por 3x1: “Fiquei muito contente pelo São Paulo que teve o tipo de atuação que seus torcedores gostam. Esse é um clube muito grande e de tradição, com time para ir na Argentina e vencer”, disse o craque.

“Muitos duvidavam que o São Paulo pudesse passar por um Racing fora de casa, porém, o normal num time dessa dimensão é poder conseguir isso regularmente, pois tem uma ótima estrutura e elenco suficiente para fazer coisas muito bonitas.”

“Um clube com a história do São Paulo tem todas as condições de conseguir esse tipo de feito mais frequentemente, e eu acredito que é isso que os torcedores anseiam, ou seja, que o time estabilize num nível elevado por muitas temporadas.”

“Agora, é esperar que esse grande resultado motive os jogadores para também no Brasileirão melhorarem seus placares e atuações a fim de saírem da situação delicada em que se encontram na tabela”, afirmou o embaixador da Betfair.net.

Galo de parabéns por eliminar um rival poderoso

“Já se esperava uma eliminatória muito disputada entre Atlético Mineiro e Boca Juniors, e a briga foi tão acirrada que os times chegaram no final dos 180 minutos de jogo sem que um gol fosse marcado”, analisou Rivaldo na entrevista à Betfair.net.

“A sorte acabou sorrindo nos pênaltis para o Galo, porém depender dessa sorte dá muito trabalho e todo o time está de parabéns por ter ultrapassado essa difícil provação diante de um adversário muito qualificado que sempre briga por conquistar o troféu.”

Sempre um prazer vestir a camisa do Barcelona

Na entrevista, Rivaldo falou sobre a emoção de vestir novamente a camisa do Barcelona em um jogo entre os veteranos do clube catalão e do Real Madrid, vencido pelo clube merengue por 3x2. “Essa semana participei do jogo ‘El Clasico Legends’ lá em Israel e tive a oportunidade de voltar a vestir a camisa do Barcelona e ostentar a braçadeira de capitão, além de poder entrar no gramado para jogar futebol”, disse o craque.

Com a situação da pandemia esse tipo de eventos não vem acontecendo tão regularmente e fazia muito tempo que não via meus colegas. Além disso, esse evento contou com a presença de público, pois as coisas estão muito controladas já em Israel, então isso também abrilhantou essa partida de lendas do Barcelona e Real Madrid.”

“Foi uma felicidade para mim poder participar dessa festa e reencontrar com muitos amigos que foram meus companheiros dentro do gramado e outros meus rivais. Sempre é bom rever pessoas tão importantes em sua carreira como o Ronaldinho, Luís Figo, Roberto Carlos e muitos outros”, declarou o embaixador da Betfair.net.

Levar a família para grandes competições não era minha prática

Um dos assuntos mais polêmicos no Brasil na preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio foram as críticas do surfista Gabriel Medina ao fato do Comitê Olímpico Brasileiro não ter concedido credencial para que sua esposa Yasmin Brunet o acompanhasse na competição. Rivaldo falou sobre o assunto na entrevista à Betfair.net.

“Vem se falando muito sobre a impossibilidade dos atletas brasileiros que estão participando nas Olimpíadas poderem levar suas famílias para o Japão e, embora eu respeite todos aqueles que fazem questão de ter a família por perto, isso nunca foi uma prática minha”, disse o craque.

“Na verdade, enquanto profissional sempre preferi ter foco total naquilo que estava fazendo e por vezes ter a família por perto é uma preocupação pois você sempre quer saber se estão bem alojados, se não estão sendo incomodados e como estão se adaptando a um novo país.”

“Então, é normal que você acabe se distraindo de seu principal objetivo sempre buscando saber se sua família está bem e foi por isso que eu joguei Olimpíadas em Atlanta, Copa América e duas Copas do Mundo sempre sem levar minha família junto comigo”, afirmou Rivaldo.

“Certamente que ter a família por perto é crucial para muitos atletas, porém, eu sempre consegui me abstrair disso compensando com chamadas telefônicas e agora ainda seria mais fácil com as chamadas de vídeo.”

“Além disso, numa situação pandêmica como essa jamais iria trazer minha família para um evento dessas dimensões pois também estaria colocando eles em algum risco.”

Rivaldo fez uma ressalva: “Mas é importante notar que não estou criticando atletas como o Gabriel Medina que se mostrou muito insatisfeito por não poder levar sua esposa. Para mim, isso não era um problema, mas entendo que seja para outros apesar de também poder ser uma distração num momento em que o foco precisa estar 100% na competição”, finalizou o craque.

F: Betfair.net

quinta-feira, 22 de julho de 2021

VINNY COM DOIS PODIOS FOCA NA ETAPA DO VELOCITTA

                                                                                     


          MB Challenge  Vinny Azevedo faz etapa de olho no campeonato

Depois de subir ao pódio com dois segundos lugares na etapa de abertura da temporada do Mercedes-Benz Challenge, o piloto paraense Vinny Azevedo está muito confiante para repetir a dose nas provas que acontecem neste final de semana no Autódromo Velocittà, região de Mogi-Guaçu (SP). Atual vice-líder ele foca na somatória de pontos para se manter entre os primeiros.

“Minha preocupação é a regularidade na conquista de pontos para descartar o mínimo possível antes da decisão. E por ser uma etapa em uma pista diferente, não há pressão por resultados. Só espero manter a média que tenho no Velocittà quando disputei a Sprint Race de ir ao pódio em todas as provas”, comenta o representante de Parauapebas que leva em seu carro as marcas do patrocínio do BanPará com o apoio da EducaCoin, Ong OPA Brasil e ZAZ Produções e Eventos.                                                                

Apesar de conhecer a pista, Vinny optou por participar dos treinos extras desta sexta-feira para sentir a reação do carro. Ele acredita que pode haver dificuldades por conta das características do Velocittà com o sistema de tração dos carros.

“Temos vários ingredientes novos. Um traçado mais técnico, que combina curvas em alta e baixa velocidade, com subidas e descidas, exigindo muita técnica. E teremos temperaturas mais baixas, o que interfere nos pneus. Quero ver como o carro vai se comportar nestas condições para evitar surpresas”, avalia.

As corridas do Mercedes-Benz Challenge acontecem no domingo e terão transmissão pela TV Cultura e Rede Família a partir das 11h30, com narração de Osires Junior e comentários de Bruno Vicaria. 

Classificação após a 1ª etapa – Categoria C300

1º - Witold Ramasauskas, 55

2º - Vinny Azevedo, 46

3º - Paulo Baldini/Orlando Maia, 34

4º - Pablo Marçal, 31

5º - Marcelo Torrão/Léo Garcia, 30 pontos

6º - Estefano Boiko Jr, 22 pontos

7º - Alexandre Navarro, 18 pontos

8º - Rafa Maeda, 17 pontos

9º - Marcelo Romani, 15 pontos

10º - Rodrigo Detilio/Marcio Giordano, 13 pontos

11º - Khayan Ghazzaoui, 12 pontos

Programação 2ª Etapa

Sexta-feira  23/07

16h10 – 16h50 – Treino Extra

Sábado 24/07

08h40 – 09h10 – 1º Treino C300 Cup

09h15 – 09h45 – 1º Treino CLA45 AMG

11h40 – 12h10 – 2º Treino C300 Cup

12h15 – 12h45 – 2º Treino CLA45 AMG

15h45 – 16h00 – Classificatório C300 Cup

16h10 – 16h25 – Classificatório CLA45AMG

Domingo 25/07

09h05 – Corrida 1

12h00 – Corrida 2

Foto: Vanderley Soares

quarta-feira, 21 de julho de 2021

NOVO CARRO DA FORMULA UM PARA O PROXIMO ANO

 

A Fórmula 1 apresentou o  carro de  corrida da próxima geração.

O carro que será utilizado por equipes na temporada de 2022. Com um design mais aerodinâmico, a intenção é que o veículo crie  corridas  mais competitivas e mais ação na pista. O projeto foi executado usando Computational Fluid Dynamics (CFD) e milhares de núcleos de computação da AWS, economizando tempo e dinheiro.

O downforce (carga aerodinâmica desenvolvida pelos projetistas e engenheiros) dos carros é um elemento crucial para as corridas de F1, pois auxilia na tração para aumentar as velocidades nas curvas e reduzir o desgaste dos pneus. Atualmente, os veículos de F1 enfrentam uma perda de força descendente ao correrem próximos uns aos outros, perdendo até 50% do downforce. O carro da próxima geração contará com um novo design de carroceria, nova forma de asa dianteira, suspensão simplificada, novo layout da extremidade traseira, túneis sob o piso, dispositivos de controle de esteira de roda, e circulará pela primeira vez com rodas de 18 polegadas com pneus de baixo perfil. O resultado é uma perda de apenas 15% do downforce na mesma distância entre os veículos, criando uma corrida mais intensa e emocionante.

O principal objetivo da F1 ao redesenhar o automóvel é propiciar mais ultrapassagens entre os veículos, que atualmente são restritas devido à perda aerodinâmica. Essa mudança no design  ajuda a reduzir o fluxo de ar proveniente do veículo da frente, aumentando a chance de ultrapassagens.

O projeto CFD usou mais de 1.150 núcleos de computação AWS para executar simulações detalhadas de mais de 550 milhões de pontos de dados que modelam o impacto da esteira aerodinâmica de um automóvel em outro. Usando a escalabilidade incomparável da AWS, a Fórmula 1 foi capaz de reduzir o tempo médio de execução de simulações em 80% - de 60 horas para 12 horas.

“Logo no início deste projeto, nosso principal objetivo era fazer com que os carros corressem mais próximos. Quando ficam a cerca de 20 metros ou menos um do outro, os automóveis  atualmente perdem cerca de 50% de seu downforce. Com a ajuda da AWS, conseguimos reduzir essa perda de 50% para 15%”, diz Pat Symonds, diretor técnico da Fórmula 1. “Usar a  nuvem da AWS realmente removeu todas essas barreiras e nos permitiu executar o que queríamos, quando queríamos e como queríamos. Isso é algo que eu não teria acreditado ser possível antes de comprovar o poder da AWS, Esse é o futuro”.                                                                          

Com a nuvem, a F1  pôde deixar de usar os tradicionais testes em túneis de vento juntamente com o CFD para projetar e analisar as propriedades aerodinâmicas dos veículos. A F1 mudou seu ambiente de simulação CFD para uma plataforma de computação de alto desempenho (HPC) na AWS usando instâncias do Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2) para executar simulações complexas que visualizam a turbulência dos automóveis e o impacto nos veículos que os seguem. A F1 escolheu usar uma combinação de instâncias do Amazon EC2 C5n e as novas instâncias C6g baseadas em AWS Graviton2 para obter o máximo de flexibilidade em relação a preço e desempenho. Além de reduzir o tempo de simulação de dias para horas, a F1 reduziu o custo de execução destes workloads em 30% usando as instâncias do AWS Graviton2.

                                                                          


O recente lançamento do AWS Graviton2 nos permitiu otimizar outros trabalhos e alcançou uma economia de custos de cerca de 30%. E realmente vejo isso indo além. Tenho certeza de que podemos avançar para 40% de redução de gastos em comparação com nossos métodos antigos”, diz Symonds. “Ao trabalhar com a AWS, temos acesso a um ambiente enorme, e não falo apenas em relação ao aspecto físico de poder de computação, mas também sobre as pessoas excelentes com quem trabalhamos. São colegas que nos impulsionam tanto quanto nós mesmos fazemos”.

Veja mais no link 

https://aws.amazon.com/pt/ec2/graviton/

https://aws.amazon.com/pt/ec2/?ec2-whats-new.sort-by=item.additionalFields.postDateTime&ec2-whats-new.sort-order=desc

F: RPMA

terça-feira, 20 de julho de 2021

IMPÉRIO ENDURANCE MUDOU TUDO

                                                                                      


Categoria realizará a quarta etapa da temporada, na sexta-feira, 07 de agosto, em Interlagos (SP)

Diante dos acontecimentos da última semana, buscamos alternativas que não prejudicassem o evento Império Endurance Brasil, mas, principalmente, os cerca de 100 profissionais, entre pilotos, equipes, pessoal de trabalho e fornecedores, pois todos são peças fundamentais no nosso espetáculo!

Nossa prioridade foram todos os envolvidos, que fazem parte da nossa categoria, que com integração e muita união chegou ao patamar de uma das categorias mais importantes do nosso automobilismo. Baseado nisso buscamos soluções, consultamos nossos patrocinadores, que também de forma efetiva nos apoiaram.

Dessa forma, depois de muita análise, conversas e ações optamos por ter todos juntos e batalhando na pista com muito profissionalismo e paixão pela nossa etapa, que acontecerá na sexta-feira, 07 de agosto, em Interlagos (SP). Adiantando em um dia toda a nossa programação, para que todos os envolvidos possam conciliar as duas categorias – Império Endurance Brasil e Stock Car.

A possibilidade de adiantarmos nossa programação em um dia também foi possível em função do rígido protocolo da Covid-19 aplicado em todas as etapas, onde não temos a participação do público e convidados.

Esse desafio é de todos nós, onde mais uma vez só temos a agradecer aos nossos patrocinadores Cervejaria Império, Stuttgart Porsche, Pirelli, Eurobike e EMS, a todos os integrantes da Associação de Pilotos de Endurance e aos nossos profissionais, que se empenharam para buscarmos uma solução ao conflito de data imposto pela Stock Car. E como sempre apresentarmos um grande espetáculo de união, a APE espera que não tenha outra situação igual sem sermos consultados, pois com diálogo acreditamos que todos e, principalmente, o automobilismo brasileiro saem ganhando!

F:imprensa Endurance


domingo, 18 de julho de 2021

COPA TRUCK : MARQUES E DIRANI SHOW DE VITORIAS EM CASCAVEL

 André Marques e Danilo Dirani vencem novamente em Cascavel

Diferença de Marques para o líder Wellington Cirino cai para três pontos; na Super Truck, Felipe Tozzo leva as duas corridas                                                                             


André Marques e Danilo Dirani vencem em Cascavel pela Copa Truck. Esse título poderia ser copiado da etapa do sábado, que teve os mesmes vencedores, mas o enredo foi completamente diferente.

Na primeira corrida, Marques teve uma atuação perfeita. Com o Mercedes-Benz da equipe AM Motorsport, o piloto do caminhão #77 faturou o chamado Grand Chelem (pole, vitória, melhor tempo e todas as voltas lideradas). Para completar a festa, ele contou com a escolta do companheiro de equipe Wellington Cirino, atual líder do campeonato, e de Beto Monteiro.                                                                      

“Vencer é sempre ótimo, ainda mais duas vezes no fim de semana. Hoje fizemos a pole e repetir a vitória de ontem. Foi sofrido, mas deu tudo certo no final e conquistamos excelentes pontos na briga pelo título”, conta Marques, que agora tem 124 pontos, apenas três atrás de Cirino.

Dirani, que foi o quinto e passou a primeira disputa inteira preso atrás de Roberval Andrade (com direito à reclamação gestual na reta dos boxes em duas oportunidades), partiu em quarto e pulou para segundo na largada. Foi quando ele encontrou a segunda pedra no sapato deste domingo: Leandro Totti.                                                                   

De volta após ficar de fora no último encontro, em Interlagos, e abandonar as corridas de ontem logo no inicio, Totti fez jus ao apelido de “Marvado” e fez de tudo para conter o ímpeto de Dirani, que passou na base do braço, forçando o rival da Volvo a um erro que o permitiu assumir o traçado ideal e efetuar a ultrapassagem.

Totti conseguiu se segurar e ser o segundo, à frente de Roberval Andrade, Paulo Salustiano e Felipe Giaffone, que completaram o pódio – uma cena impressionante foi ver Beto Monteiro fazer toda a segunda corrida com um pneu traseiro furado – fruto de destroços na pista – e chegar à frente de Cirino, no fim.

“Aqui em Cascavel foi realmente para começar o campeonato. E nas duas corridas, largando da quarta posição, a primeira foi mais complicada; na segunda fiz uma boa largada, fui para segundo e fiquei ali na briga com o (Leandro) Totti. Acho que faltando umas três voltas ele deu uma erradinha ali na curva 8, consegui tracionar melhor e passei na primeira curva. Foi minha única oportunidade de ultrapassar. Feliz e agradecido pelas duas vitórias do final de semana”, completa Dirani.                                                                       


Já na SuperTruck, Felipe Tozzo mostrou que é o cara a ser batido e venceu as duas corridas. Para melhorar ainda mais sua situação no campeonato, onde lidera isoladamente, seus principais rivais tiveram percalços pelo caminho – como Giuliano Losacco, que abandonou a segunda corrida logo na partida.

O próximo encontro da Copa Truck acontece nos dias 14 e 15 de agosto no circuito de Tarumã, em Viamão (RS), retornando após um hiato de quase quatro anos. Confira os resultados:

Corrida 1

1. André Marques (MB), 17 voltas a 26:08.960

2. Wellington Cirino (MB), a 1.905

3. Beto Monteiro (VW), a 5.658

4. Roberval Andrade (VW), a 8.057

5. Danilo Dirani (MB), a 8.236

6. Paulo Salustiano (VW), a 11.378

7. Leandro Totti (VOL), a 13.495

8. Felipe Giaffone (IVE), a 15.410

9. Felipe Tozzo (IVE/S), a 17.105

10. Jaidson Zini (MB), a 19.270

11. Giuliano Losacco (MB/S), a 23.571

12. Luiz Lopes (MB), a 26.715

13. Adalberto Jardim (PRO), a 27.992

14. José Augusto Dias (VW/S), a 28.704

15. Valmir Benavides (IVE), a 29s425

16. Debora Rodrigues (VW), a 38.089

17. Glauco Barros (MB/S), a 43.784

18. Evandro Camargo (MB/S), a 50.384

19. Daniel Kelemen (MB/S), a 52.869

20. Danilo Alamini (VW/S), a 1 volta

21. Ricardo Alvarez (SCA/S), a 1 volta

22. Fabio Fogaça (PRO/S), a 3 voltas

23. Rodrigo Pimenta (PRO/S), a 4 voltas

Não classificados

Djalma Pivetta (IVE/S), a 14 voltas

PP Fernandes (MB/S), a 16 voltas

Melhor volta: André Marques, 1:20.025

Corrida 2

1. Danilo Dirani (MB), 14 voltas em 20:01.748

2. Leandro Totti (VOL), a 1.453

3. Roberval Andrade (VW), a 3.355

4. Paulo Salustiano (VW), a 6.125

5. Felipe Giaffone (IVE), a 8.037

6. André Marques (MB), a 8.816

7. Beto Monteiro (VW), a 11.686

8. Wellington Cirino (MB), a 11.949

9. Jaidson Zini (MB), a 12.377

10. Felipe Tozzo (IVE/S), a 21.226

11. Adalberto Jardim (PRO), a 24.413

12. Luiz Lopes (IVE), a 25.262

13. Debora Rodrigues (VW), a 25.672

14. Evandro Camargo (MB/S), a 29.170

15. Danilo Alamini (VW/S), a 34.680

16. Glauco Barros (MB/S), a 35.326

17. Daniel Kelemen (MB/S), a 44.625

18. José Augusto Dias (VW/S), a 45.079

19. Ricardo Alvarez (SCA/S), a 1 volta

20. Rodrigo Pimenta (PRO/S), a 3 voltas

Não classificado

Valmir Benavides (IVE), a 6 voltas

Giuliano Losacco (MB/S), a 14 voltas

Fabio Fogaça (PRO/S), a 14 volta

Djalma Pivetta (IVE/S), a 14 voltas

PP Fernandes (MB/S), a 14 voltas

Melhor volta: Danilo Dirani, 1:20.575

Classificação

Pro

1. Wellington Cirino, 127

2. André Marques, 124

3. Felipe Giaffone, 103

4. Paulo Salustiano, 90

5. Roberval Andrade, 87

6. Beto Monteiro, 85

7. Valmir Benavides, 76

8. Jaidson Zini, 76

9. Luiz Lopes, 74

10. Danilo Dirani, 69

11. Adalberto Jardim, 68

12. Leandro Totti, 29

13. Debora Rodrigues, 28

Super

1. Felipe Tozzo, 139

2. Glauco Barros, 106

3. Giuliano Losacco, 94

4. Evandro Camargo, 88

5. Danilo Alamini, 86

6. José Augusto Dias, 78

7. Daniel Kelemen, 74

8. Djalma Pivetta, 67

9. Ricardo Alvarez, 66

10. Fabio Fogaça, 44

11. PP Fernandes, 40

12. Rodrigo Pimenta, 29

13. Maicon Roncem, 0

14. Carlos Machado, 0

Marcas

1. Mercedes-Benz, 272

2. Volkswagen, 204

3. Iveco, 186

4. Volvo, 25

5. Scania, 6

Fotos:

Duda Bairros/Copa Truck

Rafael Gagliano/Copa Truck

https://copatruck.com.br/


PEDRO AIZZA JA GARANTIU SEU PODIO NESTE DOMINGO SPRINT RACE

Bicho Pegou Logo Cedo Nas Disputas  Pela  Proam Corrida 1 em Cascavel

Jovem Pedro Aizza venceu no geral na manhã de domingo, seguido por Francesco Franciosi e Pedro Ferro. Na PRO, o melhor foi Weldes Campos, enquanto na AM o primeiro foi Luis Debes. Corrida 2 será a 12h30.

O jovem Pedro Aizza, de 16 anos, foi o grande destaque na Corrida 1 da quarta etapa da edição 2021 e terceira etapa da GT Sprint Race Brasil. Na manhã deste domingo (18), no Autódromo Internacional de Cascavel – Zilmar Beux, localizado no Oeste paranaense, o piloto curitibano venceu pela primeira vez na categoria e justamente em sua temporada de estreia, mostrando que está firme na briga pelo título da PROAM.  Ele completou as 16 voltas com o tempo de  25min21s467, com vantagem de mais de um segundo para o vice.

A corrida da Pedro foi incrível. Depois de largar em quinto, ele já ocupava a terceira colocação ainda na primeira volta. Com cinco voltas, ele superou o pole Beto Cavaleiro, da PRO, assumindo a ponta instantes antes da entrada do carro de segurança. A partir daí, ele soube manter o foco e o bom ritmo, garantindo o topo do pódio no geral e na categoria de uma das principais categorias do automobilismo nacional.                                                                              

No melhor estilo “a primeira vez a gente não esquece”, o vencedor destacou a importância do resultado. “Significa muito. Nosso inicio na GT Sprint Race e tem pilotos muito mais experientes que eu. Sinto que estou evoluindo com a equipe, sempre concentrado e isso é incrível. Nada melhor para provar isso do que esse resultado. Vai ficar na memória para sempre”, comemora o piloto de Curitiba (PR).                                                          

A briga pela vitória na PRO também foi empolgante. A poucas voltas do final, Alex Seid, que largou em 12º, assumiu a liderança e parecia certa sua conquista. Porém, Weldes Campos não pensou assim e partiu para cima, superando o adversário e assegurando mais um resultado positivo na carreira. “Não é a corrida que quero ganhar. Quero crescer ao longo da temporada e estou muito feliz. Esse é meu hobby e é mais do que mereço”, afirmou o piloto mineiro.                                                                        

Na AM, o melhor foi Luis Debes e em grande estilo. O piloto, que não teve uma classificação satisfatória e largou na última posição do grid, fez uma bela prova de recuperação, terminando em primeiro na categoria e 13ª no geral. “Foi uma classificação horrível, mas sabia que para a corrida a condição seria bem. Consegui largar bem e depois de uma boa briga bacana com o Waltinho Lester, consegui passar em um lugar incrível e terminar em primeiro. Foi bom demais”, destacou o curitibano.

O calendário da GT Sprint Race está dividido em duas séries e nove etapas: o campeonato nacional, com seis etapas (duas corridas em cada), – Velocitta (SP), Interlagos (SP), Cascavel (PR), Palmeira (PR) e duas em Curitiba (PR) –, e as três etapas da “Special Edition” – Goiânia (GO), Tarumã (RS) e Potenza (MG) –, com três corridas cada. Na 10ª edição serão três títulos distintos da Sprint Race: Brasil, Special Edition e Overall, nas suas respectivas classes: PRO, AM e PROAM. E, ainda, o título do minitorneio do Rookie Of The Year.

A GT Sprint Race é patrocinada pela Pirelli e Militec1, têm apoio da TecPads, Fremax, Tekbond e Gold Springs.

Resultado doa Corrida 1:

1) #35 Pedro Aizza, PROAM, 16 voltas, a 25min21s467

2) #73 Francesco Franciosi, PROAM, a 1s175

3) #03 Pedro Ferro, PROAM, a 2s085

4) #11 Weldes Campos, PRO, a 3s766

5) #01 Alex Seid/ Marcelo Henriques, PRO, a 4s452

6) #161 Pedro Costa/Antônio Junqueira, PROAM, a 11s113

7) #19 Nathan Brito/ Luciano Zangirolami, PRO, a 11s453

8) #25 Eduardo Trindade/ Sérgio Ramalho, PRO, a 11s545

9) #83 Eduardo Pavelski/ Gabriel Casagrande, PRO, a 11s800

10) #21 Beto Cavaleiro/ Thiago Camilo, PRO, a 15s539

11) #13 Rafael Dias, PROAM, a 21s306

12) #12 Edgar Bueno Neto/ Zezinho Muggiati, PROAM, a 24s085

13) #37 Luís Deves, AM, a 26s661

14) #17 Walter Lester, AM, a 28s310

15) #72 Giovani Girotto, AM, a 28s713

16) #82 Gerson Campos, PRO, a 35s630

17) #31 Adriano Ramos/ Caê Coelho, AM, a 52s220

Melhor volta: #13 Rafael Dias, 1min10s331, 156,528 km/h

Fotos: Luciano Santos / SigCom

F:SIG