domingo, 31 de julho de 2016

SALUSTIANO GANHA TRUCK EM INTERLAGOS

Esta foi a sétima vitória na carreira, a terceira consecutiva nesta temporada.


Só dá Paulo Salustiano na Fórmula Truck. Na tarde deste domingo no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, o piloto do caminhão Mercedes-Benz conquistou a sétima vitória na carreira, a terceira consecutiva neste ano e sua primeira em Interlagos, o templo do automobilismo brasileiro. Com o resultado, ele assumiu a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, pois Felipe Giaffone fez um segundo e um quinto lugares nas duas fases desta sexta etapa e se manteve na ponta. Giaffone tem 236 pontos contra 214 de Salustiano, 179 de Diogo Pachenki e 170 de André Marques, que conquistou seu quarto pódio na temporada.
                                                                       
                                                                                
Logo na largada, Paulo Salustiano se aproveitou do toque entre o pole position Davi Muffato e Wellington Cirino e pulou da quinta para a primeira posição. Na relargada, pois o Pace Truck entrou na pista, novo acidente, desta vez entre Valmir Hisgué Benavides e Ronaldo Kastropil, o que rendeu uma punição a Hisgué. Logo depois Cirino teve o pneu esquerdo traseiro furado devido ao enrosco com Muffato na largada. Com somente oito voltas devido às paralisações, Salustiano marcou seus primeiros 25 pontos do dia.
                                                                      

Na segunda fase, André ultrapassou Giaffone e passou a pressionar Salustiano, que enfrentava problema de superaquecimento nos freios do lado esquerdo. A briga entre os dois foi muito boa e Salustiano mostrou grande maturidade para se segurar na frente. Quando Giaffone recuperou o segundo lugar, foi de vez para cima de Salustiano, e errou ao ultrapassar o limite de velocidade (160,9 km/h) no radar. Como faltavam menos de três voltas para o final, ele foi punido com 20 segundos no tempo final. Assim, apesar de ter cruzado na frente, terminou em quinto lugar. Um dos destaques foi o terceiro posto de Roberval Andrade. O bicampeão tem mostrado novo ânimo com o caminhão Iveco.
                                                                          
 


A sétima etapa da temporada está marcada para dia 4 de setembro no Autódromo de Tarumã, no Rio Grande do Sul.



Resultado da primeira fase da sexta etapa, em Interlagos

  1) Paulo Salustiano (ABF Mercedes-Benz), 8 voltas em 27min17s867, média de 122,4 km/h
  2) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), a 0s461
  3) André Marques (RM Competições-MAN), a 1s049
  4) Roberval Andrade (Dakar Motorsports), a 2s002
  5) Débora Rodrigues (RM Competições-MAN), a 5s934
  6) Régis Boessio (Boessio Competições), a 6s562
  7) Alex Fabiano (ABF Azulim Indy Truck Racing), a 15s724
  8) Raijan Mascarello (ABF Racing Team), a 16s662
  9) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), a 20s721
10) Rogério Castro (ABF Racing Team), a 24s158
11) Pedro Muffato (Muffatão Racing), a 37s137
12) Valmir Hisgué Benavides (DF Racing Fans), a 35s178
13) David Muffato (MAN TGX), a 37s183
14) Ronaldo Kastropil ( ABF Motorsport), a 1min22s614
15) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), a 1 volta
16) Djalma Fogaça (DF Racing Fans), a 6 voltas
17) Adalberto Jardim (RM Competições-MAN), a 6 voltas
18) Leandro Totti (Clay Truck Racing), a 7 voltas
19) Beto Monteiro (Lucar Motorsport), a 7 voltas
* Diogo Pachenki (Copacol Truck Racing), foi excluído por atitude antidesportiva contra Leandro Totti.
>> Melhor volta: André Marques, 2min06s505, média de 122,6 km/h.


Resultado da segunda fase

  1) Paulo Salustiano (ABF Mercedes-Benz), 13 voltas em 28min01s498, média de 121,7 km/h
  2) André Marques (RM Competições-MAN), a 0s907
  3) Roberval Andrade (Dakar Motorsports), a 3s384
  4) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), a 17s895
  5) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), a 19s097
  6) David Muffato (MAN TGX), a 28s012
  7) Raijan Mascarello (ABF Racing Team), a 33s216
  8) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), a 36s820
  9) Ronaldo Kastropil ( ABF Motorsport), a 1min16s875
10) Pedro Muffato (Muffatão Racing), a 1min21s665
11) Rogério Castro (ABF Racing Team), a 2min02s269
12) Alex Fabiano (ABF Azulim Indy Truck Racing), a 1 volta
13) Joel Mendes Júnior (Fábio Fogaça Motorsports), a 2 voltas
14) Adalberto Jardim (RM Competições-MAN), a 5 voltas
15) Débora Rodrigues (RM Competições-MAN), a 6 voltas
16) Régis Boessio (Boessio Competições), a 7 voltas
>> Melhor volta: André Marques, 2min07s305, média de 121,9 km/h 

Os dez primeiros no Campeonato Brasileiro da Fórmula Truck

  1) Felipe Giaffone, 236 pontos
  2) Paulo Salustiano, 214
  3) Diogo Pachenki, 179
  4) André Marques, 170
  5) David Muffato, 156
  6) Raijan Mascarello, 138
  7) Débora Rodrigues e Alex Fabiano, 135
  8) Wellington Cirino, 109
  9) Roberval Andrade e Régis Boessio, 90
10) Valmir Hisgué Benavides, 76

Campeonato das fábricas

1) Mercedes-Benz, 503 pontos
2) MAN Latin América, 483
3) Volvo, 262
4) Iveco, 218
5) Ford, 175
6) Scania.

Próximas etapas do calendário 2016 da Fórmula Truck

4 de setembro - Tarumã (RS)
9 de outubro - Cascavel (PR)
6 de novembro - Guaporé (RS)

sábado, 30 de julho de 2016

INTERLAGOS: DAVID MUFFATO LARGA NA POLE DA TRUCK.


Sexta etapa da temporada acontece neste domingo às 14 horas na mais tradicional pista do automobilismo brasileiro. Muffato faz sua segunda pole com o caminhão MAN em 2016.
                                                                      

David Muffato larga na pole position da sexta etapa da Fórmula Truck, a ser disputada neste domingo às 14 horas no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Na tarde deste sábado o piloto do caminhão MAN completou a volta em 2min03s272, média de 125,8 km/h. Esta é a segunda pole na carreira e na temporada do piloto paranaense. O segundo lugar no grid ficou com Wellington Cirino, que marcou 2min03s293. Numa demonstração do grande equilíbrio na mais popular categoria do automobilismo da América do Sul, a diferença entre os oito primeiros colocados e que passaram para o Top Qualifying foi de 0s741. 

Fala aí David Muffato.

                                                               


Grid de largada da sexta etapa da Fórmula Truck, em Interlagos

1) David Muffato (MAN TGX), 2min03s272
2) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), 2min03s293
3) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), 2min03s334
4) Djalma Fogaça (DF Racing Fans), 2min03s365
5) Paulo Salustiano (ABF Mercedes-Benz), 2min03s702
6) Leandro Totti (Clay Truck Racing), 2min03s838
7) André Marques (RM Competições-MAN), 2min03s869
8) Régis Boessio (Boessio Competições), 2min04s013

Pilotos que não se classificaram para o Top Qualifying

9) Diogo Pachenki (Copacol Truck Racing), 2min04s834
10) Roberval Andrade (Dakar Motorsports), 2min05s203
11) Débora Rodrigues (RM Competições-MAN), 2min05s890
12) Joel Mendes Júnior (Fábio Fogaça Motorsports), 2min05s999
13) Valmir Hisgué Benavides (DF Racing Fans), 2min06s198
14) Alex Fabiano (ABF Azulim Indy Truck Racing), 2min06s301
15) Beto Monteiro (Lucar Motorsport), 2min06s741
16) Raijan Mascarello (ABF Racing Team), 2min07s309
17) Rogério Castro (ABF Racing Team), 2min07s479
18) Ronaldo Kastropil ( ABF Motorsport), 2min07s965
19) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), 2min08s163
20) Pedro Muffato (Muffatão Racing), 2min09s753
21) Adalberto Jardim (RM Competições-MAN), 2min30s978

Sistema de pontos

Todas as etapas da Fórmula Truck distribuem 53 pontos, que são divididos em cada uma das duas fases da corrida da seguinte forma: além do vencedor, que recebe 25, o segundo colocado fica com 22, o terceiro 20, o quarto 18, o quinto 16, o sexto 15, o sétimo 14, o oitavo 13, o nono 12, o décimo 11, o décimo primeiro 10, o décimo segundo 9, o décimo terceiro 8, o décimo quarto 7, o décimo quinto 6, o décimo sexto 5, o décimo sétimo 4, o décimo oitavo 3, o décimo nono 2 e o vigésimo colocado 1 ponto. Isso, além da bonificação de um ponto para o pole position e um para quem fizer a melhor volta em cada fase.


Os dez primeiros no Campeonato Brasileiro da Fórmula Truck

  1) Felipe Giaffone, 198
  2) Diogo Pachenki, 179
  3) Paulo Salustiano, 164
  4) David Muffato, 128
  5) André Marques, 126
  6) Débora Rodrigues, 119
  7) Alex Fabiano, 114
  8) Raijan Mascarello, 111
  9) Wellington Cirino, 85
10) Adalberto Jardim, 73

Venda de ingressos para Interlagos

Todos os tipos de ingressos (arquibancadas, Camarote Torcedor, Paddock e VIP) para a sexta corrida - dia 31 de julho - do 21º ano da Fórmula Truck podem ser comprados as bilheterias do autódromo. Para acompanhar a corrida das arquibancadas o preço é de R$ 35. Aqueles que compraram os tickets de arquibancadas nas bilheterias do autódromo no sábado ainda ganharam o boné, diferentemente dos que adquirirem somente no domingo, que não receberão. 

Os ingressos de arquibancadas comprados pelo site devem ser retirados na bilheteria as credenciais (Camarote Torcedor, Paddock ou VIP), no contêiner de credenciamento. 

O bilhete de Paddock, ao preço de R$ 180, dá direito de acompanhar a corrida de um local reservado pela organização próximo à área dos boxes, mas sem alimentação. No entanto, no domingo antes da prova, esse bilhete dá acesso à visitação aos boxes, somente para maiores de 16 anos e ao passeio no Truck Teste. Além de tudo isso, a cada três ingressos de Paddock adquiridos se recebe uma credencial de estacionamento gratuito na parte interna do autódromo.

A credencial Camarote Torcedor custa R$ 350 e dá direito à visitação aos boxes todos os dias e de acompanhar a corrida de domingo de um local reservado na área de box, com alimentação limitada, além de receber o Kit Torcedor, que inclui uma camiseta silkada personalizada e um boné bordado. O dono da credencial Camarote Torcedor também pode participar do Truck Teste no domingo pela manhã, único dia em que serão servidas alimentação e bebidas de acordo com o estabelecido: mesa de snacks à vontade (batata chips, mix de castanha, amendoins, jujuba) 6 vales bebidas (cerveja lata ou refrigerante lata (linha Coca-Cola/água) 5 vales espetinho (carne/frango/linguiça/coração e pãozinho para acompanhar) 2 vales cachorro quente, além de sobremesa, que será servida na mesa de snacks antes do fim do evento. Todas as comidas e bebidas serão servidas dentro do Camarote Torcedor. Cada três credenciais adquiridas darão direito a uma credencial de estacionamento de veículo na área interna do Autódromo.

A credencial VIP, cujo preço é de R$ 600, dá ao portador acesso ao Camarote VIP da Fórmula Truck, com serviço de buffet incluso - bebidas e alimentação ilimitadas - no domingo, além de participar da visitação aos boxes. A cada três ingressos VIP adquiridos o comprador tem direito a uma credencial de estacionamento numa área reservada. As credenciais de Paddock e VIPs podem ser pagas com cartão de crédito ou dinheiro. Tanto em treinos quanto na corrida é obrigatório o uso das credenciais, que devem estar penduradas no pescoço.

Nas bilheterias do autódromo, a única forma de pagamento é em dinheiro. Para ter direito à meia-entrada (RS 17,50), que é vendida domingo somente nas bilheterias do autódromo, é preciso apresentar a Carteira de Identificação Estudantil, dentro do prazo de validade, junto com documento de identidade oficial. Terão direito à entrada gratuita na arquibancada, Portadores de Necessidades Especiais (PNE), menores de oito anos, desde que acompanhados dos pais ou responsáveis, portando documentos, e idosos acima dos 60 anos, com Carteira de Identidade. Esses ingressos só podem ser adquiridos na bilheteria do autódromo.

É proibido entrar nas arquibancadas portando garrafas e copos de vidro.

Mais informações podem ser obtidas pelo email: ingressos@formulatruck.com.br
Twitter: @Formula_Truck ou pelo telefone: (13) 3299-1144

Próximas etapas da temporada 2016 da Fórmula Truck

31 de julho - Interlagos (SP)
4 de setembro - Tarumã (RS)
9 de outubro - Cascavel (PR)
6 de novembro - Guaporé (RS)
4 de dezembro - Curvelo (MG)

Mais informações
www.formulatruck.com.br

quinta-feira, 28 de julho de 2016

SHOW DA TRUCK.

Fórmula Truck volta a Interlagos dois anos depois com show.

Juninho e a irmã Dani são atração do Show dos Caminhões que levará alegria ao público.



Juninho 

Juninho e a irmã Dani.  


terça-feira, 26 de julho de 2016

FÓRMULA TRUCK.

Alegria e tristeza por usar os restritores da F Truck em Interlagos.

A sexta etapa da temporada do Campeonato Brasileiro da Fórmula Truck, marcada para este domingo no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo, terá, pela primeira vez, os caminhões mais velozes do mundo com restritores de potência para equilibrar mais a briga por posições e pela vitória. A primeira vez que os sete tamanhos diferentes de restritores foram usados foi em Londrina, na quinta etapa da 21ª temporada da história da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Todos os pilotos querem estar entre os primeiros colocados, mas eles sonham em não usar o restritor. Impossível, de acordo com o regulamento da Fórmula Truck. O restritor é, basicamente, um anel que reduz a entrada de ar no motor dos caminhões e diminui a queima de combustível, no caso óleo diesel, o que faz a potência cair.                                                                      


O líder do Campeonato Brasileiro, Felipe Giaffone, estará com o restritor de 70 milímetros, o que o leva a perder algo em torno de 140 cavalos. O segundo colocado Diogo Pachenki vai com o de 72mm e deixa de usar cerca de 120 HP. Paulo Salustiano, que ocupa o terceiro posto, levará o de 74mm, com 100 cavalos de perda. David Muffato, o quarto colocado, usa o de 76 milímetros e perde 50 HP e o quinto na tabela da classificação geral, André Marques, utilizará o de 78mm e perde 30 cavalos.
                                                                  

Quase todos os outros caminhões do grid usarão o restritor de 80 mm, menos os três da marca Iveco que, em vez de redução, usam abertura da entrada de ar de 85 milímetros. O caso dos brutos de Beto Monteiro, Roberval Andrade e Luiz Lopes foi definido após a constatação da dificuldade enfrentada pelo motor da marca, que não conseguia acompanhar os outros concorrentes pela pequena entrada de ar.


Conforme o regulamento prevê, os restritores serão usados até a penúltima corrida, marcada para dia 6 de novembro em Guaporé, Rio Grande do Sul. Na decisão do título desta temporada, no dia 4 de dezembro em Curvelo, Minas Gerais, todos os pilotos posicionados entre os cinco primeiros deixam de usar os restritores.


Os dez primeiros colocados no Campeonato Brasileiro da Fórmula Truck

  1 - Felipe Giaffone (Volkswagen Constellation), 198 pontos
  2 - Diogo Pachenki (Mercedes-Benz), 179
  3 - Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), 164
  4 - David Muffato (MAN), 128
  5 - André Marques (Volkswagen Constellation), 126
  6 - Débora Rodrigues (Volkswagen Constellation), 119
  7 - Alex Fabiano (Volvo), 114
  8 - Raijan Mascarello (Mercedes-Benz), 111
  9 - Wellington Cirino (Mercedes-Benz), 85
10 - Adalberto Jardim (Volkswagen Constellation), 73

Venda de ingressos para Interlagos

Todos os tipos de ingressos (arquibancadas, Camarote Torcedor, Paddock e VIP) para a sexta corrida - dia 31 de julho - do 21º ano da Fórmula Truck podem ser comprados no site da loja da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul: www.lojaformulatruck.com.br/loja e em pontos de venda que podem ser encontrados em: www.formulatruck.com.br/docs/POSTOS-CREDENCIADOS-SAO-PAULO-REVENDA-INGRESSO.pdf. As vendas pelo site se encerram na sexta-feira, dia 29 de julho. Para acompanhar todos os treinos de sexta e sábado e a corrida das arquibancadas o preço é de R$ 35 - com direito a um boné oficial da F-Truck e à visitação aos boxes no sábado em horário determinado pela organização. Quem optar por comprar os tickets de arquibancadas nas bilheterias do autódromo entre os dias 29 e 30 (sexta e sábado) ainda ganha o boné, diferentemente dos que adquirirem somente no domingo (dia 31 de julho), que não receberão. 

Os ingressos de arquibancadas comprados pelo site devem ser retirados na bilheteria a partir das sexta-feira, dia 29 de julho, mesma data para a retirada das credenciais (Camarote Torcedor, Paddock ou VIP), no contêiner de credenciamento. Os ingressos de arquibancada dão direito à visitação aos boxes somente no sábado no horário determinado pela organização. 

O bilhete de Paddock, ao preço de R$ 180, dá direito de acompanhar treinos e corrida de um local reservado pela organização próximo à área dos boxes, mas sem alimentação. No entanto, no domingo antes da prova, esse bilhete dá acesso à visitação aos boxes, somente para maiores de 16 anos e ao passeio no Truck Teste. Além de tudo isso, a cada três ingressos de Paddock adquiridos se recebe uma credencial de estacionamento gratuito na parte interna do autódromo.

A credencial Camarote Torcedor custa R$ 350 e dá direito a ver os treinos de sexta e sábado, à visitação aos boxes todos os dias e de acompanhar a corrida de domingo de um local reservado na área de box, com alimentação limitada, além de receber o Kit Torcedor, que inclui uma camiseta silkada personalizada e um boné bordado. O dono da credencial Camarote Torcedor também pode participar do Truck Teste no domingo (31/7) pela manhã, único dia em que serão servidas alimentação e bebidas de acordo com o estabelecido: mesa de snacks à vontade (batata chips, mix de castanha, amendoins, jujuba) 6 vales bebidas (cerveja lata ou refrigerante lata (linha Coca-Cola/água) 5 vales espetinho (carne/frango/linguiça/coração e pãozinho para acompanhar) 2 vales cachorro quente, além de sobremesa, que será servida na mesa de snacks antes do fim do evento. Todas as comidas e bebidas serão servidas dentro do Camarote Torcedor. Cada três credenciais adquiridas darão direito a uma credencial de estacionamento de veículo na área interna do Autódromo.

A credencial VIP, cujo preço é de R$ 600, dá ao portador acesso ao Camarote VIP da Fórmula Truck, com serviço de buffet incluso - bebidas e alimentação ilimitadas - somente no domingo (31/7), além de participar da visitação aos boxes. A cada três ingressos VIP adquiridos o comprador tem direito a uma credencial de estacionamento numa área reservada. As credenciais de Paddock e VIPs podem ser pagas com cartão de crédito ou dinheiro. Tanto em treinos quanto na corrida é obrigatório o uso das credenciais, que devem estar penduradas no pescoço.

Seja nos pontos de venda, situados nos postos Petrobras ou nas bilheterias do autódromo, a única forma de pagamento é em dinheiro. Para ter direito à meia-entrada (RS 17,50), que é vendida sexta, sábado e domingo somente nas bilheterias do autódromo, é preciso apresentar a Carteira de Identificação Estudantil, dentro do prazo de validade, junto com documento de identidade oficial. Terão direito à entrada gratuita na arquibancada, Portadores de Necessidades Especiais (PNE), menores de oito anos, desde que acompanhados dos pais ou responsáveis, portando documentos, e idosos acima dos 60 anos, com Carteira de Identidade. Esses ingressos só podem ser adquiridos na bilheteria do autódromo.

É proibido entrar nas arquibancadas portando garrafas e copos de vidro.

Mais informações podem ser obtidas pelo email: ingressos@formulatruck.com.br
Twitter: @Formula_Truck ou pelo telefone: (13) 3299-1144

Próximas etapas do calendário 2016 da Fórmula Truck.

31 de julho - Interlagos (SP)
4 de setembro - Tarumã (RS)
9 de outubro - Cascavel (PR)
6 de novembro - Guaporé (RS)
4 de dezembro - Curvelo (MG)

Mais informações: www.formulatruck.com.br.

O Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck tem a supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e patrocínio da Petrobras e Pirelli. As fabricantes de caminhões são Iveco, Ford, MAN Latin America, Mercedes-Benz, Scania, Volkswagen e Volvo.

Comunicação da Fórmula Truck
Milton Alves
13 3299-1144 / 13 996-623-442

domingo, 24 de julho de 2016

KAWASAKI 1000 TURBO.

Na 4° Etapa da Super Bike Brasil, ela estava ali no box da Kawasaki.  Uma moto diferente com desing super moderno, uma máquina de velocidade que chamava muito atenção da galera. Mas, logo o piloto tricampeão da Super Bike Bruno Corano (#34) já entraria na pista para uma voltinha com esse foguete de pista. Segundo informações, essa fera  pode chegar até 400km por hora. Um verdadeiro espetáculo.  Nossa equipe esteve lá e conferiu bem de  perto.

                                                                      



" Veja o vídeo dessa máquina abaixo "


sábado, 23 de julho de 2016

TV GENTE FINA: 4ª etapa da SuperBike Brasil 2016.

 O bicho pegou na reta e na curva.

Veja agora, nossa equipe falou com pilotos feras dessa etapa.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

FÓRMULA INTER.

Nova categoria do automobilismo apresentada em Piracicaba.  

Primeira categoria de monopostos nacionais com sistema "seat and drive", baixos preços e com extenso pacote promocional, de entretenimento e de mídia.    
         
A mais inovadora modalidade do automobilismo brasileiro fez a sua apresentação dinâmica no ECPA - Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo, autódromo de Piracicaba (SP). A Fórmula Inter realizou o seu primeiro teste coletivo na Capital do Etanol, combustível que vai movimentar em alta velocidade os monopostos da categoria que entrará na programação do Campeonato Paulista de Automobilismo, administrado pela Federação de Automobilismo de São Paulo (FASP).                    


"Para nós é motivo de muito orgulho ter chegado até aqui, afinal somos hoje uma excelente opção de desenvolvimento profissional para pilotos e novos profissionais que desejam se dedicar ao automobilismo profissional e que muitas vezes encontram um mercado cada vez mais proibitivo a sua frente. Além disso, iniciamos nossa trajetória apoiados por importantes parceiros estratégicos, que sem dúvida irão somar esforços e valores para que venhamos a ser a maior categoria de fórmula do país", comemora Marcos Galassi, Diretor Geral da categoria. 
                                                                        

O CARRO


O Fórmula Inter foi totalmente projetado e construído no Brasil. Seu projeto de engenharia foi testado, validado e certificado em testes por meio de softwares de simulação, que asseguram o atendimento às melhores normas de segurança, resistência e eficiência torcional. Trata-se de um trabalho combinado, que envolveu as experiências de um dos mais tradicionais construtores de carros de corrida do Brasil, o Sr. José Minelli, somada a dos estudantes de engenharia da FEI, responsáveis pelos projetos dos Fórmula SAE desenvolvidos por aquela instituição, e vencedores de competições internacionais.
                                                                     

Cerca de 95% dos componentes do carro foram desenvolvidos e são produzidos na fábrica da Formula Inter em São Paulo, adotando soluções sustentáveis como combustível etanol e pintura com tinta a base de água.

O carro tem um desenho inovador de grandes dimensões, e sua aerodinâmica foi projetada utilizando os mesmos softwares (Computer Fluid Design) utilizados por uma das principais equipes de Fórmula 1. A carenagem e as asas foram produzidas pioneiramente no Brasil por controle numérico computadorizado (CNC), o que garante qualidade e elevado padrão de acabamento. 


Além de ter crash box dianteiro e traseiro, os destaques para a segurança vão para os side pods estruturais em plano inclinado - que evitam que o piloto seja atingido por impacto lateral -, e pelo habitáculo em fibra de carbono e anel de segurança para a cabeça do piloto. O volante é com painel eletrônico "on-board".

O Fórmula Inter vai utilizar rodas de fabricação própria em magnésio de aro 13 polegadas, com tala 8" na dianteira e 11" na traseira, que recebem pneus Pirelli PZero Slick, 225/40 VR13 dianteiros e 265/540 VR13 traseiros.

O Power train é composto por motor 2.0, quatro cilindros, 16 válvulas, injeção direta, que gera 191 hp e torque máximo de 21 kgfm a 6.000 rpm, acoplado a caixa de câmbio produzida pela própria F.Inter com 5 marchas em "h". A velocidade máxima projetada em Interlagos aproxima-se dos 250 km/h 

"Segurança, desempenho, competitividade, aprendizado, profissionalismo e baixos custos são os pilares que nos motivam a criar uma categoria completamente nova, com ideias novas, que refletem todo o potencial que nosso país tem no desenvolvimento do esporte a motor", enaltece o executivo.
                                                                           

Como Participar


O modelo de participação será o de locação, através de uma organização única, e compreende uma série de entregáveis que vão muito além da disponibilidade do carro propriamente, e serão oferecidos imediatamente no fechamento do contrato para toda a temporada. Trata-se de uma oferta completa para quem quer começar ou permanecer no automobilismo.

Inclusos no pacote estão pneus e combustível necessários ao cumprimento dos treinos oficiais, classificações e corridas, de acordo com o regulamento técnico e desportivo a ser publicado em breve. 

O valor da locação por prova para a temporada é de R$ 13.990,00 por etapa, para o pacote de 11 etapas.

INCUBADORA DE PILOTOS


A Incubadora de pilotos Fórmula Inter, iniciativa inédita no Brasil, é um programa que visa formar jovens que sonham em ser piloto de automobilismo através de um programa subsidiado. 

A primeira turma da Incubadora Fórmula Inter é formada por Daniel Mageste (RJ), Thiago Izequiel (RJ), João Bedin (SC), André Giotto (SC), Silvano Fernandes (RS), Nikolas Gaigalas (SP), Leandro Montalvão (SP), Luiz Júnior (SP) e Luan Giraldi (SP).

Muito mais que pilotar, o profissional do automobilismo deve estar preparado para todos os desafios de uma carreira extremamente competitiva. A missão da Formula Inter é oferecer os meios e a experiência de quem já chegou lá para criar oportunidade de capacitação profissional dos pilotos.

Por isso, a categoria oferece a todos os seus pilotos acesso à Academia F.Inter, que irá ministrar aulas de mecânica, tecnologia de dados, técnicas de pilotagem, media training, marketing e vendas, entre outras disciplinas complementares para quem deseja se aprimorar na profissão, tudo sob a supervisão do ‘reitor’ Roberto Pupo Moreno, ex-piloto de Fórmula 1 e Fórmula Indy. 

"Temos a experiência de todos os profissionais competentes que fazem parte da Fórmula Inter, e que estarão envolvidos em todas as etapas durante a passagem do piloto por ela e certamente vão contribuir para seu crescimento e para sua realização pessoal. Por isso foi formada a Academia Fórmula Inter, uma universidade para os nossos jovens talentos e futuros campeões", anuncia Marcos Galassi. 


FÓRMULA INTER


O nome Fórmula Inter é uma homenagem à Interlagos, um dos circuitos mais famosos do mundo. Lugar onde tantos fizeram história, onde tantos sonhos e paixões marcaram para sempre a nossa memória. "É esse lugar que nos inspira e será o berço de muitas outras histórias que ainda vamos contar", reverencia Galassi.


MIDIA


A Fórmula Inter terá amplo espaço nos mais variados segmentos de mídia, incluindo a veiculação de cerca de 90 minutos mensais destinados a apresentar um "reality-show" e também suas provas para todo o país, através do Bandsports. A série de televisão produzida pela própria categoria, mostrará os bastidores da competição, seus pilotos e equipes, numa abordagem inédita no automobilismo profissional brasileiro. 

Adicionalmente, a categoria contará com uma ampla ativação, via os principais serviços de mídia social

Parceiros


A Fórmula Inter dá início à sua caminhada revolucionária trazendo consigo importantes parceiros estratégicos que irão contribuir para seu crescimento e sustentação no automobilismo nacional. Todos eles agregam as melhores práticas em tecnologia e sustentabilidade, além de valores afinados com os da categoria, contribuindo assim para sua disseminação entre seus pilotos e todos os fãs do automobilismo: 


PIRELLI


A Pirelli é a fornecedora oficial de pneus da Fórmula Inter. A fabricante italiana oferece duas linhas de pneus fabricadas no Brasil, na planta de Campinas (SP), o P Zero, para clima seco, e o Cinturato, para pista molhada.

O composto para chuva conta com marcação lateral em azul, já famosa em competições internacionais. A principal diferença em relação ao modelo slick, para asfalto seco, é a presença de sulcos na banda de rodagem, responsáveis por expulsar a água da chuva e, assim, garantir maior aderência do pneu à pista.

Sobre o acordo firmado com a categoria, Fabio Magliano, gerente de produtos Car e Motorsports da Pirelli explica: "Para nós, da Pirelli, participar da mais nova iniciativa do automobilismo brasileiro é estimulante. Por sermos uma empresa tão envolvida neste segmento, é natural que estejamos juntos para ajudar no caminho de crescimento de novas promessas para o esporte".


BOSCH


Bosch e Fórmula Inter tem interesses comuns no fomento do automobilismo nacional, na disseminação de tecnologias avançadas relacionadas a veículos de competição e na formação e desenvolvimento de profissionais para o segmento do motorsport brasileiro. 

Tais interesses viabilizam que Fórmula Inter e Bosch pioneiramente venham a criar a primeira Academia Técnica do Motorsport do mercado brasileiro, e que terá como base o Centro de Treinamento Técnico da Bosch em Campinas/SP, oferecendo cursos com mais de uma dezena de disciplinas voltadas ao segmento, incluindo grades curriculares com cerca de 200 horas de cursos envolvendo teoria e prática, ministradas complementarmente também na Fábrica da Fórmula Inter em São Paulo, bem como durante suas provas.

Todos os cursos irão emitir um Certificado do Centro de Treinamento Automotivo Bosch e abrirão as portas para estágios na própria F.Inter e outras categorias internacionais onde a Bosch atua com parcerias estratégicas, tais como a DTM Alemã. 

Ainda, como resultado deste acordo, está o desenvolvimento do "Carro do Futuro", um F.Inter integrando o melhor da tecnologia mundial Bosch, que será utilizado como referencial tecnológico para implementações futuras na categoria. 

"Estamos muito orgulhosos desta parceria, pois ela aponta para o desenvolvimento de pessoas, recursos humanos e tecnologias necessárias para o surgimento de um mercado cada vez mais autossustentável visando o desenvolvimento de um automobilismo brasileiro dentro dos melhores padrões internacionais", comemora Marcos Galassi, diretor geral da Fórmula Inter.


UNICA


A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA - www.unica.com.br), maior organização representativa do setor de açúcar e bioetanol do Brasil, será fornecedora oficial de etanol para a Fórmula Inter, que em comparação com a gasolina, aumenta a potência do motor e ainda reduz em até 90% as emissões de CO2.

A presidente da UNICA, Elizabeth Farina, acredita que a Fórmula Inter, a exemplo da categoria americana Fórmula Indy, que também usa o mesmo combustível renovável, pode se tornar uma importante plataforma de desenvolvimento tecnológico e marketing para a indústria automotiva de baixo carbono no Brasil, principalmente no segmento esportivo.

"Usar o biocombustível brasileiro em veículos de alta potência fabricado quase que inteiramente no País faz todo o sentido, não apenas pelo fato de produzirmos o etanol mais eficiente e sustentável do mundo, mas também porque a indústria da cana traz enorme prosperidade socioeconômica à nação", afirma a presidente da UNICA, destacando que, sendo a primeira fonte de energia renovável do Brasil, a cadeia sucroenergética gera mais um milhão de empregos diretos e movimenta um valor bruto que supera os US$ 100 bilhões anualmente.

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar é a entidade representativa das principais unidades produtoras de açúcar, etanol (álcool combustível) e bioeletricidade da região Centro-Sul do Brasil, principalmente do Estado de São Paulo. As usinas associadas à UNICA são responsáveis por mais de 50% da produção nacional de cana e 60% da produção de etanol. Na safra 2015/16, o Brasil produziu aproximadamente 617 milhões de toneladas de cana, matéria-prima utilizada para a produção de 31 milhões de toneladas de açúcar e 28 bilhões de litros de etanol.

SPARCO


A Sparco é reconhecida mundialmente como líder absoluta no Mundo do Motorsport, com distribuição em 60 países e subsidiarias no Brasil, nos EUA e Tunísia. O primeiro campeonato de F1 ganho com um macacão Sparco foi em 1983, usado pelo brasileiro Nelson Piquet.

A Sparco começou produzindo macacões, luvas, sapatilhas e outros artigos de segurança para pilotos, mas produz em larga escala bancos, volantes e outros acessórios para atender as exigências de um mercado vasto.

Além de fornecer equipamentos de segurança para carros e pilotos de corrida, estando presente nas equipes das principais categorias mundiais, se destaca também no mercado OEM por fornecer produtos para as melhores marcas de "super carros esportivos", como Ford, Fiat, Ferrari, Lamborghini, Bugatti, Maserati, Bentley, Alfa Romeo, entre outros.

Com a experiência adquirida no Mundo do Motorsports e no fornecimento para OEM, a Sparco oferece também uma linha completa para personalização de veículos (volantes esportivos, alavancas de câmbio, pedaleiras, bancos, cintos de segurança, tapetes, manoplas de freios, entre outros), além de ter também uma linha chamada Sportswear (roupas, bolsas, bonés, etc).

Além desses, a Fórmula Inter conta ainda com outros fornecedores que viabilizam a oferta da melhor tecnologia e elementos de segurança, são eles: Pro Tune Electronics, Bilstein Amortecedores, Eibach Molas, Espaço Real Modelação, Magnivisão Fundição, Techspeed, entre outros.

Maiores detalhes em www.formulainter.com.br



FICHA TÉCNICA - FÓMULA INTER

Monoposto: F-Inter MG-15
Construtor: Minelli Racing
Chassis: Construção tubular semi-monocoque, crash box frontal removível e side pods laterais estruturais em plano inclinado
Suspensão dianteira: ‘push rod’ mono shock, triangulo superior e inferior com uniballs e rótulas Aurora espec Race e barra estabilizadora.
Suspensão traseira: ‘push rod’ bishock, triangulo superior e inferior com uniballs e rótulas Aurora espec Race e barra estabilizadora.
Amortecedores e molas: Com bump e rebound fixos, molas com carga variável.
Freios: 4 discos ventilados, calipers espec race de 4 embolos, distribuição de carga dianteira e traseira regulável no cockpit.
Mangas de eixo: em magnésio com cubo rápido.
Rodas: Fabricação própria em magnésio, aro 13, tala 8" dianteira e 11" traseira
Pneus: Pirelli PZero Slick - 225/40 VR13 dianteiros e 265/540 VR13 traseiros
Caixa de Direção: Minelli Racing
Tanque de combustível: de borracha, capacidade 30 litros
Combustível: etanol
Pintura: Sherwin Williams à base d’água
Habitáculo: em fibra de carbono, extrator de banco 
Banco de segurança: em fibra de carbono, removível
Anel de segurança: Protetor de cabeça em material compósito
Volante: Fibra de carbono com sistema de retirada rápida e painel eletrônico embutido
Carenagem: Fibra de vidro em vacuum bag, 8 peças
Aerofólio: Regulável de 0 a 11 graus, com 1.000mm de comprimento.
Asa: Fixa em 11 graus, com 1.800mm de comprimento 
Flaps: Dianteiro 4 unidades reguláveis de O a 35 graus, traseiro com 1.000mm regulável de 0 a 35 graus.
Extrator Traseiro: em fibra de vidro, fixo
Dimensões: 
Comprimento total: 4.320mm
Largura total: 1.800mm
Altura máxima: 1.000mm
Entre eixos: 2.465mm
Bitola dianteira externa aos pneus: 1.800mm
Bitola traseira externa aos pneus: 1.750mm. 
Peso: 520 kg sem combustível.

Motor: 2 litros, 4 cilindros em linha, 16válvulas
Coletor de admissão e escape: Minelli Racing
Refrigeração: 2 radiadores laterais de alumínio para água
Sistema de Gerenciamento Eletrônico: Pro Tune Eletronic Systems
Potência: 191 hp a 6000 rpm
Torque: 21 kgfm a 6000 rpm
Câmbio: 5 marchas em H