terça-feira, 15 de novembro de 2016

SUPERBIKE: GOIÂNIA

Eric Granado voa baixo e vence com folga 2ª corrida da SuperSport.
                                                                                    

Eric Granado (#51), da equipe Granado Sport Team, foi impecável na segunda bateria da categoria SuperSport, realizada na tarde deste domingo (13) no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). Se na primeira corrida do dia o piloto encontrou dificuldades para vencer, nesta o líder do campeonato não deu a mínima chance a seus adversários. Granado faturou a primeira colocação com uma gigantesca vantagem de 28 segundos sobre o então vice-líder.

E na segunda corrida da SuperSport, o ‘céu’ acabou deixando sua marca. Logo na primeira volta, o tempo mudou e voltou a chover. Após a queda de Lucas Bittencourt (#202), da equipe Paulinho SuperBikes, que perdeu o controle da moto ao tocar na zebra, a direção de prova optou pelo procedimento de bandeira vermelha para que os pilotos pudessem trocar de pneus e em seguida retornassem à pista para uma nova largada.
                                                                     

Com o reinício da prova, Eric Granado voltou bastante motivado e ainda na primeira volta abriu quase dois segundos para Maximiliano Gerardo (#41), da equipe Motonil Motors, que vinha na segunda posição. Com um ritmo digno de SuperPole, Granado cravou consecutivas voltas rápidas e já na metade da corrida tinha a vitória garantida em suas mãos. Sem nenhum incidente que atrapalhasse aos planos do atual líder do campeonato, Granado faturou com facilidade sua sétima vitória consecutiva e se aproximou ainda mais do título da temporada 2016.

Enquanto isso, Maximiliano Gerardo realizou uma prova bastante solitária. Se por um lado, não conseguiu acompanhar o ritmo do ponteiro, por outro, nenhum adversário chegou a ameaçar sua vice-liderança. Assim, o uruguaio se despediu de Goiânia com mais uma segunda colocação.

Já Lucas Torres (#77), da equipe Pitico Race Team, teve uma prova completamente diferente. O piloto cometeu um erro ao longo da quinta volta, quando era terceiro colocado, e acabou caindo para a sétima posição. A partir deste momento, Torres iniciou uma corrida de recuperação. Com um ritmo forte, o piloto ultrapassou Alex Schultz (#22), da Dynel's Racing Team, em seguida tomou as posições de Devanir Lippi Folheto (#8), da Motonil Motors, e de Marcio Ferreira Bortolini (#37), da Granado Sport Team. Nas voltas finais, venceu o embate com seu xará Lucas Bittencourt (#202) e recuperou o terceiro lugar, posição em que encerrou a prova.

Na sequência da classificação final, Lucas Bittencourt garantiu o quarto lugar no pódio na segunda bateria da SuperSport e terminou a prova logo à frente de Alex Schultz, em quinto.

Pela categoria Pro Amador, Marcio Bortolini confirmou o excelente desempenho em Goiânia e foi novamente o vencedor. A segunda posição ficou com Diego Viveiros (#231), da Tecfil Racing Team. Cristiano Aquino Nogueira (#26), da MCW Racing Team, faturou o terceiro lugar no pódio seguido por Ricardo J. Ferreira (#76), da BSB Motor Racing, em quarto, e por Jefferson Ramos Valcézia (#99), da Tecfil Racing Team, na quinta posição.

Postar um comentário