domingo, 8 de abril de 2018

STOCK CAR : DI GRASSI VENCE A SEGUNDA CORRIDA COM 1,4 SEGUNDO DE VANTAGEM EM CURITIBA

Lucas di Grassi vence a segunda corrida da Stock Car em Curitiba.

Além de conquistar sua primeira vitória na categoria, campeão da Fórmula E levou também a Hero Motorsport a seu primeiro triunfo na Stock C

Lucas di Grassi e a Hero Motorsport conquistaram, juntos, a primeira vitória do piloto e da equipe na Stock Car. O paulistano de 33 anos, atual campeão da Fórmula E, foi o vencedor da corrida 2 da Stock Car, disputada no início da tarde deste domingo (8) em Curitiba. Cacá Bueno e Gabriel Casagrande fecharam os três primeiros no pódio.
                                                               

Antes da largada, foram revelados os seis ganhadores do Hero Push pela votação na internet: Thiago Camilo, Felipe Fraga, Cacá  Bueno, Marcos Gomes, Ricardo Zonta e Cesar Ramos.

Ramos, saindo em terceiro, se deu melhor e tomou a ponta de Rafael Suzuki e também de Marcos Gomes, o segundo no grid. Lucas di Grassi também pulou bem e foi de quinto para terceiro no giro inicial. Ainda na primeira volta, Gomes superou Ramos para assumir a liderança.

O campeão de 2015, no entanto, parou ao final da reta na abertura da quinta volta, com problemas técnicos no carro da Cimed Racing Team, deixando Ramos na liderança com Di Grassi em segundo e Gabriel Casagrande em terceiro.

Fraga, em oitavo, também enfrentou problemas depois de escapar da pista na primeira curva, parou na pista com um princípio de incêndio e forçou a entrada do safety car, justamente no momento em que Di Grassi usava o botão de ultrapassagem para tentar passar Cesar Ramos pela liderança.

A bandeira verde reiniciou as disputas na abertura da 11ª volta, com Gabriel Casagrande colocando pressão sobre Lucas di Grassi. Cesar Ramos, apesar de próximo, manteve a liderança apesar das tentativas dos dois adversários.

O líder foi para os boxes já no início da janela de paradas. Di Grassi parou na volta 16 para seu pit stop e foi para a liderança virtual da corrida com o abandono de Cesar Ramos – virtual porque outros cinco pilotos ainda não haviam feito suas paradas obrigatórias. Por causa do carro da Blau Motorsport parado, o carro de segurança mais uma vez entrou na pista. Ramos aparecia inconsolável ao lado de seu carro, depois de abandonar enquanto ocupava a liderança da corrida.

A relargada veio na 20ª volta com cinco pilotos que ainda não haviam feito seus pit stops. Na ordem, Allam Khodair, Galid Osman, Nelsinho Piquet, Diego Nunes e Max Wilson. Em sexto, Di Grassi era o virtual líder da prova. Cacá Bueno colocou-se entre Lucas e Gabriel para assumir o segundo lugar após todos os pilotos realizarem suas paradas de box. Rubens Barrichello também começava a chegar no grupo da frente ocupando o quinto lugar.

Lucas di Grassi assumiu a liderança real da corrida na volta 23, quando Diego Nunes foi para os boxes. Apenas cinco segundos separavam os dez primeiros colocados. Barrichello superou Antonio Pizzonia pelo quarto lugar, numa grande demonstração de recuperação por parte do campeão de 2014 – e autor da pole position da etapa curitibana.

O líder da Hero Motorsport abriu a volta final com uma vantagem de 1,4 segundo sobre o pentacampeão Cacá Bueno e recebeu a bandeira quadriculada pela primeira vez na frente da principal categoria do automobilismo brasileiro, em sua segunda corrida como titular da Stock Car.

Os 10 primeiros da Corrida 2 – Stock Car*:
1. 11 Lucas di Grassi (Hero Motorsport)
2. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing)
3. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport)
4. 111 Rubens Barrichello (Full Time)
5. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi)
6. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car)
7. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team)
8. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power)
9. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing)
10. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC)


Fonte: Vipcomm 
Postar um comentário