COMPETIÇÃO 2018


IMSA: Pipo Derani será companheiro de Felipe Nasr na Action Express Racing em 2019.
                                                                        


Dupla brasileira estará a bordo do #31 Whelen Engineering Racing. Equipe ainda terá os portugueses João Barbosa e Felipe Albuquerque no #5 Mustang Sampling Racing.

A equipe Action Express Racing anunciou nesta sexta-feira (dia 7) suas duplas para a temporada 2019 do IMSA WeatherTech SportsCar Championship. O time, que se prepara para a disputa da penúltima etapa do ano, neste domingo (9), em Laguna Seca (EUA), terá novamente dois carros na categoria Protótipos em 2019.

Com cinco vitórias com o Cadillac DPi-V.R, a equipe espera continuar seu compromisso com a montadora, em busca de novas conquistas.
                                                                      

A novidade no #31 Whelen Engineering Cadillac DPi-V.R é a chegada do brasileiro Pipo Derani, que será companheiro do compatriota Felipe Nasr em toda a temporada 2019, com o norte-americano Eric Curran – campeão do IMSA em 2016 – ao lado deles nas etapas de longa duração (24 Horas de Daytona, 12 Horas de Sebring, 6 Horas de Watkins Glen e 10 Horas de Petit Le Mans).

No #5 Mustang Sampling Racing DPi-V.R, o time continuará com os portugueses João Barbosa e Filipe Albuquerque na temporada completa. O brasileiro Christian Fittipaldi estará com a dupla em sua despedida das pistas nas 24 Horas de Daytona.

A equipe mantém sua forte “esquadra” de pilotos e inclui um novo nome ao programa. Derani, que iniciou sua carreira no kart e monopostos, destacou-se de cara no endurance, vencendo grandes eventos logo em sua primeira tentativa em 2016: as 24 Horas de Daytona e as 12 Horas de Sebring.

“Já tendo corrido contra eles, estou muito feliz em me juntar à Action Express Racing”, declarou Derani. “Já ‘senti na pele’ o quanto esta equipe é forte. É uma equipe com calibre de campeã e pilotos consistentes. Meu objetivo é lutar pelo título do IMSA e então esta será uma oportunidade incrível”, continuou o brasileiro de 24 anos.

Pipo, que se chama Luis Felipe, também está feliz em dividir a pilotagem com seu xará brasileiro. “Nos conhecemos desde a época do kart no Brasil, então temos acompanhado um ao outro por muitos anos”, lembrou.

“Nós dois corremos de kart e de monoposto juntos, mas depois da F-3 nossas carreiras foram em rumos diferentes. Então, é muito legal estarmos correndo juntos como companheiros de equipe. Ele é um grande piloto e estou ansioso para dividir algumas histórias de sucesso com ele”, completou o brasileiro, que este ano repetiu a dose e venceu novamente em Sebring.

Com o foco em novas vitórias, a equipe mais bem-sucedida do IMSA na era atual, tem o objetivo de continuar brigando por títulos. “Estamos todos felizes por ter o Pipo ao nosso lado na próxima temporada, já que ele é extremamente capaz, então é muito bom tê-lo agora fazendo parte do nosso programa”, declarou o chefe da equipe, Gary Nelson.

“Vamos continuar buscando as vitórias e temos a sorte de trabalhar com grandes pilotos. Construir uma forte relação com eles, só soma para a nossa habilidade e performance. Então, é importante ter consistência. O Eric (Curran) tem sido muito importante e fico feliz que ele continue nas corridas longas, e também esperamos um grande resultado do Christian (Fittipaldi) em sua última prova em Daytona”, finalizou.

Os títulos da Action Express:
2017 Tequila Patrón North American Endurance Cup (No. 5 Mustang Sampling)
2016 IMSA WeatherTech SportsCar Championship (No. 31 Whelen Engineering)
2016 Tequila Patrón North American Endurance Cup (No. 5 Mustang Sampling)
2015 IMSA WeatherTech SportsCar Championship (No. 5 Mustang Sampling)
2015 Tequila Patrón North American Endurance Cup (No. 5 Mustang Sampling)
2014 IMSA WeatherTech SportsCar Championship (No. 5 Mustang Sampling)
2014 Tequila Patrón North American Endurance Cup (No. 5 Mustang Sampling)

As vitórias da Action Express:
2018 Detroit Grand Prix
2018 Bubba Burger Grand Prix at Long Beach
2018 Rolex 24 At Daytona (dobradinha)
2017 Canadian Tire Motorsports Park
2017 Sahlen’s Six Hours of the Glen 
2016 Sahlen’s Six Hours of the Glen
2016 Canadian Tire Motorsports Park
2016 Continental Tire Road Race Showcase
2015 Petit Le Mans
2015 Continental Tire Road Race Showcase (dobradinha)
2015 Chevrolet Sports Car Classic
2015 Mobil 1 Twelve Hours of Sebring
2014 Continental Tire Road Race Showcase
2014 Brickyard Grand Prix
2014 Rolex 24 at Daytona
2013 Sahlen’s Six Hours of the Glen
2013 Mid-Ohio Sports Car Course
2012 Sahlen’s Six Hours of the Glen
2012 Chevrolet Detroit Belle Isle Grand Prix (dobradinha)
2011 Virginia International Raceway
2010 Rolex 24 at Daytona


Facebook: facebook.com/PIPODERANI
Instagram: @pipoderani
Twitter: @pipoderani

www.fgcom.com.br.




08/09/2018
______________________________________________
TUDO PRONTO É NESTE SÁBADO 1° SETEMBRO :  SPRINT RACE OF CHAMPIONS  
                                             

Pilotos do  Kart, Stock Car, Brasileiro de Marcas, Fórmula 3 Brasil, Fórmula Ford, Motovelocidade (MotoGP, SuperBike), Copa Truck e na própria Sprint Race.
                                                                             

Sprint Race: Grid completo para a Race Of Champions. Quem será o vencedor?

A etapa mais aguardada do ano começa nesta sexta-feira, 31, com os treinos oficiais. As corridas estão marcadas para o sábado 1º de setembro, no autódromo de Interlagos.

Neste sábado, na Sprint Race Brasil, receber a bandeira quadriculada na frente será ainda mais especial para os pilotos que disputam o campeonato de 2018. Principal etapa do ano, a Race Of Champions terá uma corrida apenas com pilotos convidados. Este é o quinto encontro da temporada e também conta pontos na tabela de classificação para os pilotos titulares na disputa pelo título. Por isso, a expectativa entre os competidores é enorme.
                                                   

A Race Of Champions reunirá 32 pilotos na pista, entre titulares das máquinas e grandes estrelas do automobilismo nacional e mundial. Estas celebridades convidadas - 15, ao todo - levarão para o grid sua experiência nas mais diversas modalidades, como Kart, Stock Car, Brasileiro de Marcas, Fórmula 3 Brasil, Fórmula Ford, Motovelocidade (MotoGP, SuperBike), Copa Truck e na própria Sprint Race.

Na sexta-feira, 31, no Autódromo de Interlagos, os competidores darão início à etapa mais esperada da sétima edição da Sprint Race. O primeiro treino livre começa às 10 horas e o segundo, às 15 horas. Ainda no mesmo dia, os classificatórios estão previstas para às 18 horas (1º) e 18h15 (2º). No sábado, 1º de setembro, acontecem as três corridas válidas da etapa: a primeira será às 09h55; a segunda, exclusiva para os convidados, terá largada às 14h05; e a terceira, às 18 horas.
                                                                    

Sobre a Race Of Champions - Composta por oito etapas, com 17 corridas, a Sprint Race 2018 inicia sua segunda metade da temporada com a Corrida de Campeões, em Interlagos. Os critérios para que os pilotos titulares desta temporada escolhessem seus convidados para esta especial incluem pilotos em atividade com títulos em competições nacionais como a Stock Car, Campeonato Brasileiro de Marcas, Copa Truck, carreiras e campeões internacionais, além dos campeões de edições passadas da Sprint Race, tanto na categoria PRO como na GP. 
                                                                      

Ingressos – As entradas podem ser adquiridas nos dias do evento na secretaria do autódromo (portão 7) no valor de R$ 30,00 e terá direito de acesso aos boxes.

As exibições da corrida acontecem durante a semana seguinte de cada etapa na programação dos canais BandSports, PlayTV, além da cobertura completa no Programa Acelerados - no SBT e no YouTube (youtube.com/acelerados).

A Sprint Race Brasil é patrocinada pela Albriggs, aQuamec, Pirelli, Motul, Fremax e Vivamil.



Confira o grid da Race Of Champions:

#07 Kau Machado e Alex Barros

#09 Cassio Cortes e Beto Monteiro

#19 L. Zangirolami, R. Seibel e Vitor Baptista

#13 Raphael Campos e Júlio Campos

#20 Felipe Papazissis e Adriano Amaral

#27 Luiz Túrmina e Wellington Cirino

#34 Rodrigo Elger e Valdeno Brito

#44 Luiz Arruda e Bruno Baptista

#55 Caê Coelho, Ricardo Haag e Galid Osman

#77 Rodrigo Rocha e Ricardo Sperafico

#82 Gerson Campos e João Rosate

#99 Vinny Azevedo e Gustavo Martins

#111 Bruno Bertoncello e Raphael Abbate

#113 Diego Ramos e Dennis Dirani

#228 Vinicius Kwong e Guilherme Salas


Programação para a quinta etapa da Sprint Race 2018 - #RaceOfChampions


SEXTA-FEIRA – 31/08

10h00h às 10h45 – 1º Treino Oficial

14h00 – Briefing com direção de prova

14h30 – Foto oficial do evento (presença obrigatória de todos os pilotos)


15h00 às 15h45 – 2º Treino Oficial

18h00 às 18h10 – Classificação Grupo 1

18h15 às 18h25 – Classificação Grupo 2


SÁBADO – 01/09

Corrida 1

09h00 – Alinhamento dos carros

09h50 – Placa de 5 minutos

09h55 – Saída para volta de aquecimento + 15 min + 1 volta      

Corrida 2 - RACE OF CHAMPIONS

13h00 – Alinhamento dos carros

14h00 – Placa de 5 minutos

14h05– Saída para volta de aquecimento + 20 min + 1 volta       

Corrida 3

17h30 – Alinhamento dos carros

17h55 – Placa de 5 minutos

18h00 – Saída para volta de aquecimento + 15 min + 1 volta

Calendário 2018:

Etapa 5 – 02/09 - São Paulo (SP) - Race Of Champions
Etapa 6 –14/10 - Velo Città (SP) - Guest Driver Race
Etapa 7 – 18/11 - Cascavel (PR) - Setup Free Race
Etapa 8 – 16/12 – Curitiba (PR) - Pontuação Dupla

Siga-nos também nas redes sociais:
Facebook: fb.com/SprintRaceBrasil
Twitter: @Sprint Race
Youtube: youtube.com/sprintracebrasil
Instagram: instagram.com/sprintracebrasil

Fotos: Luciano Santos/SigCom




30/08/2018
___________________________________
CORRIDA DO MILHÃO VEJA TUDO MESMO.





______________________________________________________________________________

BARRICHELO VENCE PELA SEGUNDA VEZ A CORRIDA DO MILHÃO
                               

Pela segunda vez, Rubens Barrichello vence a Corrida do Milhão da Stock Car.
                                                                         

Em 2014, piloto da Full Time comemorou vitória com o filho Dudu; quatro anos depois, foi a vez do caçula Fefo subir no teto do carro para comemorar junto do pai.

A décima edição da Corrida do Milhão, realizada no final da manhã deste domingo (5) em Goiânia, trouxe além de uma corrida espetacular, um pódio verdadeiramente apoteótico. Disputada em altíssima velocidade pelos 2.696 metros do anel externo do circuito da capital de Goiás, a prova foi vencida por Rubens Barrichello, que leva um milhão de reais pela segunda vez após ter vencido em 2014 também em Goiânia.
                                                                           

Barrichello aproveitou-se de toda sua experiência, de um carro muito bem acertado e de uma estratégia diferente em relação aos ponteiros do grid para subir no degrau mais alto do pódio – além, claro, do Fan Push votado pelo público. Em sua última parada de box, a três voltas do final, conseguiu sair à frente do então líder Max Wilson, da Eurofarma-RC. O português Antonio Félix da Costa, que correu como convidado da Hero Motorsport, fechou o pódio em terceiro lugar.
                                                                       

“O Mau-Mau (Maurício Ferreira, chefe da equipe) dizia para não termos medo de sermos diferentes. Ficar na pista era um risco, pois podia entrar um safety car, que já tinha entrado outras vezes. Para nós, graças a Deus, não recebi nenhum toque, mas foi uma prova de muitos acontecimentos, alguns acidentes que a gente precisa revisar. De qualquer forma, ficar na pista andando rápido e, cara, usar o Fan Push, aquele que o público votou, aquele que o público me ajudou. É realmente pagar de volta todos aqueles momentos que a gente teve junto nos 19 anos de Fórmula 1. Agradecer a Deus por estar aqui – vou sempre me emocionar, porque não posso me esquecer do problema de saúde que tive no começo do ano. Com 46 anos, competitivo desse jeito, só posso agradecer aos céus de verdade”, discursou.

O público lotou as arquibancadas, arena e camarotes do Autódromo Internacional de Goiânia em uma manhã bastante quente. O pódio, montado no meio da arena, colocou o público junto a seus ídolos, a uma proximidade jamais vista na Stock Car – o que tornou a comemoração do vencedor ainda mais memorável. “Goiânia é muito especial para mim. Eu tinha um sentimento quando acordei hoje de manhã: o de que seria muito competitivo, mas não seria fácil”, pontuou.
                                                                     

Foi a primeira vez que a Corrida do Milhão aconteceu em um circuito de anel externo. O traçado de 2.696 metros proporcionou as médias de velocidades mais altas da Stock Car, com os carros completando uma volta a até 204 km/h de média. 

O pole position Daniel Serra manteve a ponta na largada, e saindo de segundo, Barrichello foi superado por Félix da Costa. Entretanto, o carro de segurança fez sua primeira intervenção já na quarta volta, após a batida de Galid Osman. A relargada aconteceu três giros depois, e na nona volta voltou à pista depois que Julio Campos saiu da pista por causa de um toque e também acabou batendo.
                                                                                  
Rubinho ainda foi superado por Lucas di Grassi, e logo começaram as primeiras paradas de box, em movimento aberto pelo líder Serra e Di Grassi. Barrichello foi na volta seguinte. Daniel Serra teve um pit stop lento, e voltou atrás de Félix da Costa. Optando por primeiro abastecer e trocar pneus só na segunda parada, Lucas Foresti assumiu a liderança.
                                                                     

Na 23ª volta, um acidente envolvendo Thiago Camilo, Cacá Bueno, Bruno Baptista e Daniel Serra forçou a terceira entrada do safety car. Quando a bandeira verde liberou a disputa, Da Costa superou Foresti na saída da curva 1. Max Wilson fez o mesmo trazendo Barrichello e Di Grassi.

Max e o português aproveitaram para fazer a segunda parada na volta 31, enquanto Rubinho assumia a liderança para parar na volta seguinte. Enquanto isso, Felipe Massa saía da pista depois de um toque com Denis Navarro. Com um pneu furado, foi o fim da Corrida do Milhão para Massa.
                                                                          

Barrichello só parou para abastecer no 34º giro, e saiu imediatamente à frente de Max a quatro voltas do final. Na linha de chegada, os três primeiros receberam a bandeirada separados por apenas 1,2 segundo. Foi a senha para a festa da torcida nas arquibancadas. Rubinho fez zerinhos pela pista e, ao parar na reta, repetiu, com o filho caçula o gesto feito em sua primeira vitória na Corrida do Milhão, quatro anos antes, também em Goiânia, quando subiu no teto do carro com o primogênito Dudu.

“Eu tenho dois filhos; subi no carro para comemorar com um na primeira vez e eu queria subir com o outro – e eu tinha um feeling de que isso iria acontecer. Só me concentrei em fazer tudo certo – voltas, pit stops – e estar na pista lutando para que meu filho subisse no teto do carro junto comigo. É um sentimento especial, uma alegria enorme estar vivendo isso hoje e poder dividir o pódio com meu filho, com o público. Este pódio foi maravilhoso”, explicou.

“Quanto ao milhão, vou usar a minha parte no Instituto Barrichello, que faz um trabalho bem bacana e, como todo instituto, sofre as suas dificuldades para tentar ajudar o Brasil a melhorar um pouco”, concluiu.

Felipe Fraga foi o quarto colocado na prova, seguido por Marcos Gomes, Ricardo Zonta, Allam Khodair, Daniel Serra, Guga Lima e Bia Figueiredo. O argentino Agustín Canapino terminou a prova na 12ª posição. Felipe Massa, após o furo de pneu com a saída de pista, concluiu em 22º lugar.
                                                                            
Na disputa pelo título, Daniel Serra mantém a liderança com o oitavo lugar conquistado neste domingo (165 pontos), mas Marcos Gomes se aproximou ao terminar em quinto e agora soma 130. Max Wilson é o terceiro na tabela com 120, seguido por Felipe Fraga (117) e Rubens Barrichello com 115. Julio Campos, Cacá Bueno, Ricardo Zonta, Lucas di Grassi e Átila Abreu fecham os dez primeiros da classificação geral.
                                                                      

A Stock Car volta em ação dentro de duas semanas com a sétima etapa da temporada em rodada dupla que será disputada em Campo Grande (MS).

Resultado da Corrida do Milhão:
1. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – 39 voltas em 41min24s444
2. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 0s684
3. 444 Antonio Félix da Costa (Hero Motorsport II) – a 1s250
4. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) – a 4s791
5. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 7s333
6. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 9s654
7. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – a 10s703
8. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 15s700
9. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) – 17s707
10. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 17s911
11. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 17s71
12. 86 Agustín Canapino (Cimed Chevrolet Team) – a 18s321
13. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 18s635
14. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 19s279
15. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 34s995
16. 117 Guilherme Salas (Bardahl Hot Car) – a 38s925
17. 555 Renato Baga (Bardahl Cifarma RZ) – a 42s133
18. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 42s169
19. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 1 volta
20. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 8 voltas
21. 11 Lucas Di Grassi (Hero Motorsport) – a 9 voltas
22. 19 Felipe Massa (Cimed Chevrolet Team) – a 9 voltas
NÃO COMPLETARAM
23. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 18 voltas
24. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) – a 18 voltas
25. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 21 voltas
26. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 22 voltas
27. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 32 voltas
28. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 34 voltas
29. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 37 voltas
30. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 39 voltas
31. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – excluído
32. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – desclassificado
33. 33 Nelson Piquet Jr. (Full Time Bassani) – desclassificado
MELHOR VOLTA: Antonio Félix da Costa, 47s622 (média de 203,7 km/h)

Classificação do Campeonato:
1. Daniel Serra – 165 pontos
2. Marcos Gomes – 130
3. Max Wilson – 120
4. Felipe Fraga – 117
5. Rubens Barrichello – 115
6. Julio Campos – 89
7. Cacá Bueno – 80
8. Ricardo Zonta – 71
9. Lucas Di Grassi – 68
10. Átila Abreu - 65


Fotos : 
Fernanda Freixosa/Stock Car/Vipcomm
Duda Bairros/Stock Car/Vipcomm


Fonte. Vpcomm Assessoria 


05/08/2018
________________________________________

STOCK CAR - CORRIDA DO MILHÃO: FELIPE MASSA CONFIRMADO JUNTO COM OUTROS FERAS



Estrelas da Corrida do Milhão enfrentarão traçado inédito em Goiânia.    


Grandes nomes convidados como Felipe Massa e Antonio Félix da Costa juntam-se aos ases da Stock Car como Rubens Barrichello, Lucas di Grassi, Nelsinho Piquet, Daniel Serra, Cacá Bueno, entre outros, para correrem pela primeira vez no anel externo do circuito.
                                                                          

O grid da Corrida do Milhão está estrelado em 2018. A prova, que acontece em Goiânia no dia 5 de agosto, já tem as presenças confirmadas de verdadeiras estrelas convidadas como Felipe Massa, o português Antonio Félix da Costa, o argentino Agustín Canapino – um dos destaques do SuperTC 2000, o principal campeonato do automobilismo argentino -, que irão dividir curvas com outros grandes nomes já fixos da Stock Car como Rubens Barrichello, Lucas di Grassi, Daniel Serra, Cacá Bueno, Felipe Fraga, Nelsinho Piquet, entre tantos outros.
                                                                    
                                                                       
E a grande novidade para os pilotos, tanto os que disputam a temporada como os que estarão apenas em Goiânia atrás do milhão de reais é a utilização do anel externo do circuito, que tem um total de 2.696 metros de extensão. Um desafio a mais para os pilotos, já que ninguém do grid atual jamais competiu nesta versão do circuito da capital goiana. Será a primeira vez em 18 anos que a Stock Car utilizará a versão somente com curvas à direita, e a sexta vez na história do autódromo da capital de Goiás.

“Quisemos trazer um ingrediente especial para esta edição da Corrida do Milhão ao optarmos pelo traçado externo, no qual ninguém da atual geração de pilotos da Stock Car correu. Vai ser muito interessante acompanhar a evolução de cada piloto com acerto do carro e pilotagem, e também em tempos de volta, para termos a Corrida do Milhão mais veloz da história”, destacou Rodrigo Mathias, CEO da Vicar Promoções Desportivas, empresa que organiza a Stock Car, a Stock Light e o Brasileiro de Marcas.

A primeira das cinco vezes em que a Stock Car correu no anel externo do circuito de Goiânia foi em 1993. A versão do traçado, com 2.550 metros de extensão, teve a vitória da dupla formada por Ingo Hoffmann e Ângelo Giombelli em 1993. Seis anos depois, já com 2.800 metros, o “oval” da capital goiana teve duas provas, ambas com vitória de Chico Serra. No ano seguinte, em uma versão de 2.696 metros, foram duas corridas, vencidas por Chico Serra e Ingo Hoffmann.

Da última vez em que a Stock Car utilizou o anel externo goiano, o carro da categoria ainda era a versão do Vectra com motor de seis cilindros em linha. O tempo da pole position na ocasião, adotado por Affonso Giaffone Neto, foi de 53s500, a uma média de 181,413 km/h. Uma das grandes expectativas agora fica por conta do tempo de volta do modelo atual dotado de motor V8 e cerca de 500 cavalos de potência.

O traçado atual terá 2.696 metros e, de acordo com simulações, o tempo de volta deverá ser em torno de 49 segundos – cerca de quatro segundos mais rápido em relação à última pole registrada em 2000.

Três pilotos do grid atual terão aliados poderosos: seus próprios pais. Daniel Serra, Marcos Gomes e Thiago Camilo tiveram seus sobrenomes representados na última vez em que a Stock Car correu no anel externo goiano, com Chico Serra, Paulo Gomes e Bel Camilo. Além deles, Vitor Genz e Valdeno Brito, da Eisenbahn Racing Team, contarão com os conselhos valiosos do chefe Carlos Alves, autor da última pole position no anel externo goiano, no ano 2000.
                                                                       

Horários de largada definidos

A classificação e a largada para a Corrida do Milhão já têm horários definidos. No sábado (4), a definição do grid da Stock Car ocorre ao meio-dia, com transmissão ao vivo do SporTV. A Stock Light tem a largada da primeira prova também no sábado às 13h30, enquanto o Brasileiro de Marcas tem o horário de início às 14h35.

No domingo (5), a programação será aberta com a largada da segunda prova do Brasileiro de Marcas; na sequência, ocorre a visitação dos boxes, às 9h45, onde os portadores do passe poderão conseguir autógrafos e fotos com os ídolos da Stock Car.
                                                                       
Às 11h30 será dada a largada para a Corrida do Milhão da Stock Car, com transmissão ao vivo na Globo dentro do programa Esporte Espetacular, e às 12h35 a Stock Light dá início à segunda prova.



                                                                        
INGRESSOS À VENDA – As entradas, já à venda pelo site oficial da categoria (www.stockcar.com.br) e pela Tickets For Fun (www.ticketsforfun.com.br), estão também disponíveis na capital goiana em oito postos Petrobras espalhados pela cidade e na FNAC do Shopping Flamboyant – confira a lista com os endereços abaixo. Em Brasília também há um ponto físico de venda, na loja FNAC do Park Shopping. O primeiro lote de ingressos com preços reduzidos tem ingressos de arquibancada e arena por R$ 50. Adquirindo a entrada para este espaço, o torcedor poderá acompanhar a corrida e diversas atrações do espaço, presentes no Village, com atividades e exposições durante o sábado e o domingo para o entretenimento do público. 

Acompanhando tudo o que a arquibancada e a arena oferece, o torcedor pode também adquirir, por R$ 130, o passe de visitação aos boxes, no qual o torcedor vai aos boxes em horário determinado pela organização do evento para tirar fotos e conseguir autógrafos com seus ídolos. Com serviço de alimentação e bebidas no domingo, o Paddock está à venda por R$ 370 incluindo a visitação aos boxes e um local privilegiado, coberto, para ver a corrida do melhor ângulo possível. 

Em Goiânia também estarão à disposição as entradas para o Grid Experience: é a melhor maneira de vivenciar a Stock Car com a maior proximidade possível com toda a comodidade de alimentos, bebidas e grande conforto. É o único ingresso que garante a presença no grid de largada formado, ao lado de pilotos e engenheiros definindo os últimos ajustes para a corrida. Além disso, garante presença próxima de seus ídolos no pódio, podendo ver bem de perto o novo milionário e participar de toda a festa do champanhe.

Além da corrida em si, a prova terá outras atrações para entreter o público – e que serão divulgadas posteriormente. O evento é para maiores de cinco anos de idade. Menores até 14 anos deverão estar acompanhados pelos pais ou representantes legais. Para o Grid Experience, o portador deve ser maior de 18 anos.

Pontos de venda de ingressos – Postos Petrobras

A.P.JAMEL CECILIO LTDA – RUA 65, 33 – JARDIM GOIAIS – GOIANIA

PERIMETRAL DER DE PETR LTDA – AV. PERIMETRAL NORTE, 1360 – CAPUAVA – GOIANIA

POSTO SABADIN II LTDA – AV. BRASIL, QD. 02 LT. 1E, 688 – JARDIM DA LUZ – GOIANIA

ALPHA COMERCIO DE COMBS. E LUBS. LT – RUA ARAGUAPAZ, 20 – RES. ALPHAVILLE FLAMBOYANT – GOIANIA

POSTO MENDES LTDA – AV. C-17, 660 – SETOR SUDOESTE – GOIANIA

PETROENGE COM. COMBS. SERV. LTDA – AV. T-4 ESQ. C/ T-12, 123 QD.124 - SETOR BUENO – GOIANIA

A.P. ATENEU LTDA – AV. ENGLER, 220 – JD. MARILIZA – GOIANIA

AUTO POSTO CRIMEIA LTDA – AV. GOIAS, 4118 - ST CRIMEIA OESTE – GOIANIA

FNAC SHOPPING FLAMBOYANT – AV. JAMEL CECÍLIO, 3300 – JD. GOIÁS – GOIÂNIA

EM BRASÍLIA (DF):
FNAC PARK SHOPPING – SAI/SO ÁREA, 6580 – BRASÍLIA, DF

Fotos :
Fernanda Freixosa/VICAR/Vipcomm
Duda Bairros/VICAR/Vipcomm                      
Notícias em:  www.stockcar.com.br


F. Vipcomm Assessoria

__________________________

SBK  TERCEIRA ETAPA  NESTE FINAL DE SEMANA  COM BRASIL E ARGENTINA


Brasil e Argentina fazem duelo no SuperBike Brasil neste fim de semana em Interlagos


Equipe Alex Barros Racing conta também com a força de Alemanha e Itália na terceira etapa do campeonato que acontece no autódromo paulistano.

Tem Copa do Mundo rolando na Rússia, mas por aqui o SuperBike Brasil  não para. Neste fim de semana (de 22 a 24 de junho) acontece a terceira etapa do campeonato no Autódromo de Interlagos (SP). E a equipe Alex Barros Racing entra em ‘campo’ com uma verdadeira seleção de grandes feras. A bordo das motos de modelo BMW S 1000 RR, estão: o brasileiro Alexandre Barros e o argentino Diego Pierluigi. A briga pelas primeiras posições começa ‘dentro de casa’, o que significa dizer que teremos um grande clássico sul-americano nas pistas.

Além deles, o elenco conta também com engenheiros da Itália e Alemanha. E com a presença e dedicação de craques de tantas nacionalidades, a equipe tem uma expectativa otimista para a disputa da etapa neste fim de semana em Interlagos.

Alexandre Barros está animado, tanto com a Copa do Mundo, como para a disputa da terceira etapa. O chefe e piloto da equipe ressalta o encontro de feras de quatro países que tem em seu elenco.  
                                                             

“Temos um quarteto forte dentro da equipe. Eles representam seleções Top no Mundial de Futebol. Contamos com um time formado por Brasil, Argentina, Alemanha e Itália, apesar dos italianos não estarem jogando essa Copa. Mas, sabemos da força que esses times têm. E nós vamos nos inspirar no futebol para mostrar na pista que também somos competitivos. Acredito que será uma etapa bacana, com esse clima de Mundial. Também teremos a chance de testar alguns itens novos, que queríamos ter treinado em Curitiba, mas que não foi possível”, declara Alexandre Barros, o dono da BMW S 1000 RR #4.

Diego Pierluigi confessa que não é lá muito fã de futebol, mas disse que se tiver que torcer, quer ‘agradar’ o chefe e vai apoiar o Brasil. “A verdade é que eu não gosto muito de futebol, é quase que indiferente para mim. Nem pareço argentino. Mas vou incentivar o Brasil, que é minha segunda casa, e como não sou fã, vou ‘torcer’ mais como uma forma de agradecer todo o apoio e carinho que recebo por aqui”, comenta o argentino, com tom de brincadeira.
                                                         

Mas quando o assunto é corrida, o tema fica sério. Pierluigi está otimista para a etapa. “A expectativa para a corrida é boa. É uma pena que a segunda etapa tenha sido cancelada, pois com isso fiquei muito tempo sem ter contato com a moto BMW e não pude treinar. Mas estou tranquilo, pois Interlagos é uma pista que já temos uma boa base de informações. Vamos chegar pra ser competitivos e fazer um bom trabalho, tentando somar bons pontos para o campeonato”, finaliza o piloto da BMW #84.

A programação da categoria SBK terá seu início na sexta-feira (22) com a realização de três treinos livres, a partir das 10h. Para o sábado (23) estão previstas três sessões classificatórias. A Superpole, com a presença dos dez mais rápidos no combinado do dia, será às 16h e definirá o grid para a corrida. No domingo (24) a prova terá sua largada às 12h15.  

Tudo pronto para o confronto Brasil X Argentina 

(Sampafotos)

Classificação da SBK Pro - após uma etapa (Top-8):
1) 51-Eric Granado (PRO), 26
2) 4-Alex Barros (PRO), 20
3) 41-Maximiliano Gerardo (PRO), 16
4) 28-Pedro Sampaio (PRO), 13
5) 17-Danilo Lewis (PRO), 11
6) 15-Wesley Gutierrez (PRO), 10
7) 7-Joelsu Mitiko (PRO), 9
8) 84-Diego Pierluigi (PRO),8

______________________________

ESTAMOS PRONTOS 
24 Horas Rental Kart Interlagos: Tartarugas Racing Team anuncia formação
                                                                       

Equipe com 16 pilotos quer brigar pelo pódio na prova de gala do kartismo amador.

Exatamente um mês antes da realização da terceira edição da 24 Horas Rental Kart Interlagos, que terá largada as 12 horas de 7 de julho no Kartódromo Ayrton Senna, na zona sul de São Paulo (SP), o Tartarugas Racing Team anuncia a sua formação, com a pretensão de subir no pódio em sua terceira participação.

“Em nossa primeira participação não tínhamos nenhuma experiência em corridas longas. Eu, meus dois filhos, meu primo e alguns amigos nos reunimos e participamos sem nenhuma pretensão. Terminamos em 26º entre 42 participantes, no ano passado ficamos em 17º entre 50 concorrentes, o que nos deu ânimo para continuar participando e agora nosso objetivo é buscar o pódio”, comentou João Ulisses dos Santos, veterano de 60 anos de idade, que se diverte correndo com os filhos gêmeos Cesar e Vitor Mercatelli, e o primo Marcos Gelsi.

O time paulista terá dois karts na pista, dividindo os 16 pilotos entre eles, de acordo com a estratégia montada. O Tartarugas Racing Team é formado por: Alberto Otazú (17 anos), André Alves (33), André Mansano (36), Beto Dicker (42), Cadu Guimarães (34), Cesar Mercatelli (33), Eduardo Abrantes (50), Erick Nemez (37), Luciano Montanhez (38), João dos Santos (60), Johnny Neves (32), Marcos Gelsi (47), Rodrigo Caldeira (29), Thiago Oliveira (16), Vitor Mercatelli (33), Zeppe Corsi (40).

Piloto mais jovem (16 anos) do time, Thiago Oliveira vai usar a sua experiência internacional e capacidade demonstrada com vários títulos nacionais e estaduais, em seus oito anos no kartismo profissional, para ajudar o Tartarugas Racing Team a alcançar um bom resultado. “Será uma experiência nova participar em prova longa de rental kart, acho que vai ser bem divertido. A equipe está bem forte, nós já treinamos bastante, estamos entrosados e podemos subir no pódio”, acredita o campeão do Festival Brasileiro Rotax.

A III 24 Horas Rental Kart Interlagos cresceu ainda mais e este ano terá a participação de 55 equipes, reunindo um mínimo de quatro e máximo de 12 pilotos por kart, que deverão cumprir cerca de 1.220 voltas pelo circuito de 1.150 metros do kartódromo.

“Acredito que chegamos numa boa receita de equipe para uma prova desta envergadura. Temos garotos muito rápidos e pilotos bem experientes em vários tipos de corridas. Cada um vai entrar na pista de acordo com a necessidade que teremos de acordo com o desenvolvimento da competição. Temos boas condições de terminar as 24 Horas entre os primeiros”, assinala Eduardo Abrantes, 24 anos de experiência no kartismo e vários títulos no kartismo, inclusive nas 12 Horas da Granja Viana.

O Tartarugas Racing Team tem o apoio de Mundo Koi.


F. Master Midia Marketing


06/06/2018
_
24/05/2018
____________________________________
Pilotos da Stock Car prestam solidariedade a Pietro Fittipaldi.
#ForçaPietro
Pilotos da Stock Car prestam solidariedade a Pietro Fittipaldi.

Competidores, que neste final de semana disputam a quarta etapa da temporada em Londrina (PR), desejam rápida recuperação ao colega.

Os pilotos da Stock Car e da Stock Light prestam em Londrina (PR), palco da quarta etapa da temporada 2018, solidariedade ao colega Pietro Fittipaldi. O neto de Emerson Fittipaldi sofreu, na última sexta-feira (4), um forte acidente durante a classificação das 6 Horas de Spa-Francorchamps, prova do Campeonato Mundial de Endurance.

Com fraturas nas duas pernas, o piloto de 21 anos teve de ser operado na Bélgica. Sua condição é estável e ele não corre risco, mas os pilotos da principal categoria do automobilismo brasileiro fizeram questão de desejar uma rápida recuperação a Fittipaldi.

Por isso, em Londrina os 31 carros da Stock Car e os 25 da Stock Light levam um adesivo com a hashtag #ForçaPietro. “Espero que esteja tudo bem. Sabemos que o automobilismo é um esporte perigoso, mas esperamos que ele melhore logo. Pietro, não vejo a hora de te ver no carro de novo ganhando corrida”, falou Nelsinho Piquet em vídeo divulgado em suas redes sociais.

PROGRAMAÇÃO
Domingo, 6 de maio
10h15 – 10h30: Warm up – STOCK CAR
11h00 – 12h00: VISITAÇÃO DE BOXES
12h35: Corrida 2 – STOCK LIGHT
14h00: Corrida 1 – STOCK CAR
15h05: Corrida 2 – STOCK CAR

INGRESSOS
A quarta etapa da temporada 2018 da Stock Car, que acontece no domingo, dia 6, em Londrina (PR), tem ingressos à venda. As corridas da maior categoria do automobilismo brasileiro terão largada às 14 e às 15 horas no domingo (6) e transmissão ao vivo pelo SporTV. O final de semana inclui também a disputa da terceira etapa da Stock Light.

Para ver as disputas na pista, o torcedor pode adquirir os ingressos já disponíveis pelo site oficial do evento, o stockcar.com.br, ou também no site da Tickets For Fun (www.ticketsforfun.com.br), e também nas bilheterias do Autódromo Internacional Ayrton Senna (somente nos dias 5 e 6). Curitiba também disponibiliza ponto de venda na loja FNAC (Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 600, Barigui, Curitiba).

Os ingressos para arquibancada podem ser adquiridos por R$ 60; o passe que dá direito à visitação aos boxes, que em Londrina acontece no domingo (6) das 11 horas ao meio-dia, está à disposição por R$ 150. 

Com serviço de alimentação e bebidas no domingo, o Paddock está à venda por R$ 390 e o Grid Experience, no qual o torcedor pode acompanhar os momentos que antecedem a corrida vendo de perto toda a preparação dos pilotos antes de entrarem nos carros para a disputa, R$ 840.


Duda Bairros/VICAR/Vipcomm


F:  Vpcomm


05/05/2018
____________________________________
STOCK CAR : Impecáveis, Cacá Bueno e Daniel Serra vencem provas no Velopark
                                                              

Pilotos de Cimed Racing e Eurofarma RC são, respectivamente, vice-líder e líder do campeonato após a disputa da terceira etapa.
                                                                         

Cacá Bueno e Daniel Serra foram os grandes vencedores da terceira etapa da temporada 2018 da Stock Car, disputada neste domingo (22) no circuito do Velopark, em Nova Santa Rita (RS). O resultado coloca os dois pilotos como protagonistas do momento na disputa pelo título: Serra, vencedor da segunda prova, é o líder da tabela com 80 pontos e o único piloto a vencer duas corridas em 2018; Cacá, que voltou a vencer depois de quase dois anos, conquistou seu primeiro triunfo desde que se juntou à Cimed Racing, em 2017, e subiu à vice-liderança da disputa, com 65.
                                                                          

Ambos foram impecáveis em sua condução no decorrer das duas corridas. Cacá Bueno largou da pole position e manteve-se na frente e soube segurar os ataques de Ricardo Zonta, o segundo colocado. Julio Campos fechou o pódio em terceiro lugar.
                                                                        

“Feliz da vida por termos reencontrado o caminho. O carro é extremamente bom na pista seca, mas ainda não é o melhor. O Zonta vinha mais rápido. Na chuva, no entanto, é um fenômeno. Vamos melhorando ao longo do ano para buscar este título", disse. "A corrida foi boa, estava muito quente e depois do pit stop minha pressão até baixou um pouco, por isso tive que esperar uns dois minutinhos para sair do carro após o fim da prova”, justificou o vencedor.
                                                                   
Felipe Fraga foi o quarto colocado, seguido de Ricardo Maurício, Lucas Foresti, Gabriel Casagrande, Daniel Serra, Marcos Gomes e Allam Khodair fechando os dez primeiros que largaram em ordem inversa na segunda prova.

Os vencedores do Hero Push no Velopark foram Lucas di Grassi, Bia Figueiredo, Bruno Baptista, Rubens Barrichello, Átila Abreu e Nelsinho Piquet. Mais votado do sexteto, Di Grassi sequer teve a chance de usar o botão extra de ultrapassagem, pois abandonou a disputa na primeira prova após uma batida causada por uma roda solta, e não largou na segunda corrida.
                                                                     
   
Saindo da terceira posição, não tardou para que Daniel Serra assumisse a ponta da segunda corrida. Mesmo optando por abastecer na janela obrigatória de pit stops, o piloto da Eurofarma não perdeu a liderança para Marcos Gomes, o segundo colocado. Em boa recuperação, Julio Campos fechou na terceira posição pela segunda vez no final de semana, repetindo uma façanha que ele mesmo foi o primeiro a realizar, há dois anos, exatamente no Velopark.
                                                                            

O piloto da Prati-Donaduzzi, no entanto, chegou com Átila Abreu praticamente ao seu lado, mas o piloto da Shell V-Power teve de se contentar com o quarto lugar. Felipe Fraga ficou com a quinta posição, seguido de Thiago Camilo, Ricardo Zonta, Cacá Bueno, Rubens Barrichello e, novamente em décimo, Allam Khodair.
                                                                     

Serra, que na chuvosa classificação de sábado havia conseguido apenas a 12ª posição para a largada ressaltou o papel da equipe na decisão da estratégia e no acerto de seu carro. “O carro começou muito bem o final de semana. Foi o melhor carro que eu tive neste ano até agora. Depois choveu e a gente não se achou na pista molhada. Eu não fiz uma boa primeira corrida, me posicionei um pouco mal, acabei perdendo algumas posições. Mas com o bom trabalho de estratégia da equipe pude chegar entre os dez. Na corrida dois eu sabia que tinha tudo para ganhar porque o carro era muito bom. A jogada foi saber passar o Khodair antes do Marcos Gomes e esse jogo de xadrez deu muito certo”, explicou o piloto, que terminou a prova sentindo câimbras nas pernas.
                                                                           

A classificação do campeonato após as corridas do Velopark tem Daniel Serra na frente com 80 pontos e Cacá Bueno em segundo com 65. Felipe Fraga é o terceiro na tabela com 59, seguido de Julio Campos (55), Ricardo Zonta (47), Gabriel Casagrande (45), Marcos Gomes (41), Rubens Barrichello (36) e Lucas di Grassi (35) fechando os dez primeiros na pontuação geral da temporada.
                                                                           

A próxima parada da Stock Car acontece no dia 6 de maio em Londrina, no norte do Paraná, para a disputa da quarta etapa da temporada 2018.

Resultado – Corrida 1:
1. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – 41 voltas em 40min17s304
2. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 0s668
3. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 8s716
4. 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – a 8s974
5. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 12s308
6. 12 Lucas Foresti (Cimed Racing Team) – a 13s261
7. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – 15s399
8. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 16s676
9. 80 Marcos Gomes (Cimed Racing Team) – a 17s973
10. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – a 17s984
11. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 19s089
12. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 20s278
13. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 24s750
14. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 25s775
15. 25 Tuka Rocha (Vogel Motorsport) – a 31s788
16. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 32s639
17. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 33s128
18. 55 Sérgio Jimenez (Squadra G Force) – a 1min11s276*
19. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani) – a 2 voltas
20. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 3 voltas
21. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 5 voltas
22. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 6 voltas
23. 9 Guga Lima (Squadra G Force) – a 10 voltas
24. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 10 voltas
NÃO COMPLETARAM (75% DA DISTÂNCIA DE CORRIDA)
25. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Confuflex) – a 12 voltas
26. 117 Guilherme Salas (Bardahl Hot Car) – a 14 voltas
27. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 24 voltas
28. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 24 voltas
29. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 26 voltas
30. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 30 voltas
31. 11 Lucas di Grassi (Hero Motorsport) – a 31 voltas

MELHOR VOLTA: Julio Campos – 54s334 (média de 150,9 km/h)

*Penalizado em 50 segundos no tempo de prova por atitude anti-desportiva

Resultado – Corrida 2:
1. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – 41 voltas em 41min10s436
2. 80 Marcos Gomes (Cimed Racing Team) – a 1s484
3. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 8s460
4. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 8s688
5. 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – a 9s149
6. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 9s336
7. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 9s688
8. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – a 12s220
9. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 12s870
10. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – a 15s699
11. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 23s204
12. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 24s139
13. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 25s159
14. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 26s426
15. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 30s927
16. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 32s033
17. 12 Lucas Foresti (Cimed Racing Team) – a 32s469
18. 9 Guga Lima (Squadra G Force) – a 34s060
19. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 11 voltas

NÃO COMPLETARAM (75% DA DISTÂNCIA DE PROVA)
20. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 12 voltas
21. 117 Guilherme Salas (Bardahl Hot Car) – a 16 voltas
22. 55 Sérgio Jimenez (Squadra G Force) – a 19 voltas
23. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 20 voltas
24. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 22 voltas
25. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 22 voltas
26. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 23 voltas
27. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani) – a 29 voltas
28. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 30 voltas
29. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 36 voltas
30. 25 Tuka Rocha (Vogel Motorsport) – a 10 voltas (excluído)**
31. 11 Lucas di Grassi (Hero Motorsport) – não largou

MELHOR VOLTA: Ricardo Zonta – 54s302 (média de 151,0 km/h)
**Excluído por atitude anti-desportiva

Classificação do Campeonato:
1. Daniel Serra – 80 pontos
2. Cacá Bueno – 65
3. Felipe Fraga – 59
4. Julio Campos – 55
5. Ricardo Zonta – 47
6. Gabriel Casagrande – 45
7. Marcos Gomes – 41
8. Rubens Barrichello – 36
9. Lucas di Grassi – 35
10. Max Wilson – 30
11. Ricardo Maurício – 29
12. Cesar Ramos – 25
13. Rafael Suzuki – 21
14. Lucas Foresti – 17
15. Allam Khodair – 17
16. Thiago Camilo – 17
17. Átila Abreu – 13
18. Antonio Pizzonia – 10
19. Denis Navarro – 9
20. Vitor Genz – 9
21. Bruno Baptista – 4
22. Guilherme Salas – 3
23. Tuka Rocha – 3
24. Diego Nunes – 2
25. Nelson Piquet Jr – 1
26. Felipe Lapenna – 1
27. Guga Limia – 0
28. Valdeno Brito – 0
29. Sérgio Jimenez – 0
30. Galid Osman – 0
31. Bia Figueiredo - 0

Fotos: Fernanda Freixosa/VICAR/Vipcomm
             Duda Bairros/VICAR/Vipcomm

Canal Oficial no YOUTUBE. Inscreva-se!





F: Vipcomm 

22/05/2018
____________________________________
STOCK CAR : TEMPO ABRE E CACÁ BUENO VENCE COM ÓTIMA ESTRATÉGICA NO VELOPARK 


Cacá Bueno segura Ricardo Zonta e vence a primeira no Velopark
                                                                            

Pole position não quis saber de dar chance aos adversários. Zonta foi o segundo colocado e Julio Campos, o terceiro.

Levou 55 corridas e quase dois anos para que Cacá Bueno voltasse a sentir o gosto da vitória na Stock Car. O jejum foi encerrado no início da tarde deste domingo (22) no Velopark, durante a primeira corrida da terceira etapa da temporada. Largando da pole position, o pentacampeão da categoria chegou à 26ª vitória de sua carreira e À sua 78ª presença no pódio da Stock Car. Mas não veio fácil: ele teve de segurar, nas voltas finais, todo o ímpeto de Ricardo Zonta, o segundo colocado. Julio Campos fechou o pódio em terceiro.

“Feliz da vida. Reencontramos o caminho. O carro é extremamente bom na pista seca, mas ainda não é o melhor. O Zonta vinha mais rápido. Na chuva, no entanto, é um fenômeno. Vamos melhorando ao longo do ano para buscar este título", disse. "A corrida foi boa, estava muito quente e depois do pit stop minha pressão até baixou um pouco, por isso tive que esperar uns dois minutinhos para sair do carro após o fim da prova", justificou.
                                                                       

Os primeiros colocados do grid mantiveram a ordem na largada, com Cacá liderando o pelotão. Na abertura da terceira volta, Lucas Foresti tomou a segunda posição de Allam Khodair usando o push to pass. Max Wilson deixou a disputa da primeira corrida após sete voltas, parando nos boxes com problemas técnicos. 

Na 11ª volta, Lucas di Grassi bateu no muro da entrada da reta principal, quando era o 21º colocado, forçando a entrada do carro de segurança para a retirada do bólido avariado do então vice-líder do campeonato. A batida, segundo o piloto, foi causada pela roda dianteira esquerda solta. Átila Abreu (problemas no carro) e Rubens Barrichello (atingido na traseira por outro competidor) também abandonaram a corrida de número 1.

Cacá Bueno seguia tranquilo na liderança seguido por Foresti, Khodair, Zonta, Julio Campos, Felipe Fraga, Sérgio Jimenez, Vitor Genz, Denis Navarro e Felipe Lapenna fechando o bloco dos dez primeiros colocados. 

A disputa foi reiniciada na volta 15. Julio Campos e Felipe Fraga tomaram a posição de Ricardo Zonta e subiram para a quarta e quinta posições, respectivamente. Na 18ª volta, Max Wilson voltou à pista depois que a equipe resolveu o problema de seu carro. Ao mesmo tempo, Cesar Ramos abandonava a prova.

Os boxes foram abertos para as paradas obrigatórias no 19º giro, e Cacá Bueno não perdeu tempo, sendo o primeiro a parar para trocar pneus. Foresti parou na volta seguinte, mas seu pit stop demorou mais que o planejado e ele voltou atrás de Ricardo Zonta, que fez boa estratégia de box e retornou imediatamente atrás de Bueno. Lucas ainda foi superado por Julio Campos e Felipe Fraga logo em seguida.

A prova seguia com Cacá na ponta, seguido por Zonta, Campos, Fraga, Ricardo Maurício, Foresti, Khodair, Marcos Gomes, Gabriel Casagrande e Daniel Serra fechando o top-10 após 30 voltas. A seis minutos do final, Barrichello deixou os boxes para ao menos completar a primeira corrida e largar na segunda. Casagrande ultrapassou Khodair pelo sexto lugar e Daniel Serra superou Marcos Gomes para assumir o nono lugar. Sérgio Jimenez, Diego Nunes e Vitor Genz protagonizaram uma bela disputa pelo 13º lugar, com vantagem para o piloto da Scuderia G-Force. 

Na parte final, Ricardo Zonta começou a atacar Cacá Bueno pela vitória. A diferença entre o piloto da Cimed e o da Shell era inferior a meio segundo. Cacá Bueno conseguiu segurar o ímpeto do adversário para vencer pela primeira vez pela equipe Cimed Racing e encerrar um jejum de quase dois anos sem vitória.

Ricardo Zonta fechou em segundo, com Julio Campos em terceiro, Felipe Fraga em quarto e Ricardo Maurício em quinto. Lucas Foresti, Gabriel Casagrande, Daniel Serra, Allam Khodair e Marcos Gomes fecharam os dez primeiros que largam em ordem inversa logo mais às 13h35.

Resultado provisório – Corrida 1*:
1. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing)
2. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power)
3. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing)
4. 88 Felipe Fraga (Cimed Racing)
5. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports)
6. 12 Lucas Foresti (Cimed Racing Team)
7. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport)
8. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC)
9. 80 Marcos Gomes (Cimed Racing Team)
10. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas.





Fotos:Duda Bairros/VICAR/Vipcomm

F: Vipcomm



22/04/2018
_________________________________________________________________________________


Lucas di Grassi vence a segunda corrida da Stock Car em Curitiba.

Além de conquistar sua primeira vitória na categoria, campeão da Fórmula E levou também a Hero Motorsport a seu primeiro triunfo na Stock C

Lucas di Grassi e a Hero Motorsport conquistaram, juntos, a primeira vitória do piloto e da equipe na Stock Car. O paulistano de 33 anos, atual campeão da Fórmula E, foi o vencedor da corrida 2 da Stock Car, disputada no início da tarde deste domingo (8) em Curitiba. Cacá Bueno e Gabriel Casagrande fecharam os três primeiros no pódio.
                                                               

Antes da largada, foram revelados os seis ganhadores do Hero Push pela votação na internet: Thiago Camilo, Felipe Fraga, Cacá  Bueno, Marcos Gomes, Ricardo Zonta e Cesar Ramos.

Ramos, saindo em terceiro, se deu melhor e tomou a ponta de Rafael Suzuki e também de Marcos Gomes, o segundo no grid. Lucas di Grassi também pulou bem e foi de quinto para terceiro no giro inicial. Ainda na primeira volta, Gomes superou Ramos para assumir a liderança.

O campeão de 2015, no entanto, parou ao final da reta na abertura da quinta volta, com problemas técnicos no carro da Cimed Racing Team, deixando Ramos na liderança com Di Grassi em segundo e Gabriel Casagrande em terceiro.

Fraga, em oitavo, também enfrentou problemas depois de escapar da pista na primeira curva, parou na pista com um princípio de incêndio e forçou a entrada do safety car, justamente no momento em que Di Grassi usava o botão de ultrapassagem para tentar passar Cesar Ramos pela liderança.

A bandeira verde reiniciou as disputas na abertura da 11ª volta, com Gabriel Casagrande colocando pressão sobre Lucas di Grassi. Cesar Ramos, apesar de próximo, manteve a liderança apesar das tentativas dos dois adversários.

O líder foi para os boxes já no início da janela de paradas. Di Grassi parou na volta 16 para seu pit stop e foi para a liderança virtual da corrida com o abandono de Cesar Ramos – virtual porque outros cinco pilotos ainda não haviam feito suas paradas obrigatórias. Por causa do carro da Blau Motorsport parado, o carro de segurança mais uma vez entrou na pista. Ramos aparecia inconsolável ao lado de seu carro, depois de abandonar enquanto ocupava a liderança da corrida.

A relargada veio na 20ª volta com cinco pilotos que ainda não haviam feito seus pit stops. Na ordem, Allam Khodair, Galid Osman, Nelsinho Piquet, Diego Nunes e Max Wilson. Em sexto, Di Grassi era o virtual líder da prova. Cacá Bueno colocou-se entre Lucas e Gabriel para assumir o segundo lugar após todos os pilotos realizarem suas paradas de box. Rubens Barrichello também começava a chegar no grupo da frente ocupando o quinto lugar.

Lucas di Grassi assumiu a liderança real da corrida na volta 23, quando Diego Nunes foi para os boxes. Apenas cinco segundos separavam os dez primeiros colocados. Barrichello superou Antonio Pizzonia pelo quarto lugar, numa grande demonstração de recuperação por parte do campeão de 2014 – e autor da pole position da etapa curitibana.

O líder da Hero Motorsport abriu a volta final com uma vantagem de 1,4 segundo sobre o pentacampeão Cacá Bueno e recebeu a bandeira quadriculada pela primeira vez na frente da principal categoria do automobilismo brasileiro, em sua segunda corrida como titular da Stock Car.

Os 10 primeiros da Corrida 2 – Stock Car*:
1. 11 Lucas di Grassi (Hero Motorsport)
2. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing)
3. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport)
4. 111 Rubens Barrichello (Full Time)
5. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi)
6. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car)
7. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team)
8. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power)
9. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing)
10. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC)


Fonte: Vipcomm 

08/04/2018
________________________________________________
Dois irmãos e um aniversariante no pódio da Stock Light em Curitiba.

Em corrida agitada, Marcel Coletta vence a primeira e tem a companhia do aniversariante Raphael Reis em segundo e o irmão Murilo Coletta em terceiro.

A Stock Light deu no início da tarde deste sábado (7) em Curitiba à segunda etapa da temporada 2018. Em corrida conturbada e cheia de intervenções do carro de segurança, a vitória ficou com Marcel Coletta, que teve a companhia do irmão Murilo no pódio em terceiro. Em segundo ficou o aniversariante do dia, Raphael Reis.

“Larguei muito bem, indo de terceiro para primeiro, e dali em diante foi manter. O Rafinha (Reis) estava muito rápido, colocando muita pressão e praticamente não me deixando respirar. Graças a Deus no final deu tudo certo, e ainda pude guardar uns botões de ultrapassagem para ir bem amanhã. Foi uma corrida muito confusa”, lembrou Marcel. 

“Eu estava a 100 metros de entrar nos boxes para a parada obrigatória quando ouvi a equipe me chamar, e em seguida eles gritaram para que eu não entrasse porque o safety car havia entrado na pista; então tomamos as decisões certas para trazer o troféu para casa. Ter meu irmão no pódio junto comigo não podia ser melhor. Deixamos a família bem feliz”, concluiu o piloto da Cimed Júnior.

O aniversariante Raphael Reis comemorou o segundo lugar como um presente. “Na verdade, a gente quer sempre mais, mas devemos sair daqui felizes com o que conquistamos hoje. Foi uma prova muito conturbada, com muitas entradas do safety car, então eu nem tive chance de atacar o Marcel. Sabíamos que o carro era equilibrado, e assim que as luzes de largada se apagassem a gente iria para cima. Foi um trabalho excelente da W2”, disse o competidor da Shell Racing.

Acostumado a dividir tantos pódios no kart, desta vez, a primeira correndo em carros, foi especial para o caçula Murilo Coletta. “Para mim não há nada mais gratificante do que subir ao pódio junto com o meu irmão. Poderia ser um pouco melhor, com um primeiro e segundo e vice-versa, mas estando ali já foi muito legal. O fator sorte nos ajudou muito nessa corrida, porque meu carro começou a entrar em modo de segurança por causa da temperatura, e as intervenções do safety car acabaram me ajudando a manter o carro”, disse.

A largada já trouxe altas doses de adrenalina, quando o pole position Pietro Rimbano foi acertado por Gabriel Robe, pondo fim à corrida de ambos. Marcel então assumiu a liderança para não mais deixa-la, mesmo com a pressão exercida por Raphael Reis, que completa neste sábado 25 anos de idade.

Foram quatro as intervenções do safety car, por causa de acidentes ou de problemas mecânicos com alguns pilotos – Gustavo Bandeira, por exemplo, teve de sair às pressas de seu carro, que teve um princípio de incêndio rapidamente controlado pela equipe de resgate da Stock Light.

Gustavo Myasava, João Rosate, Enzo Bortoletto, Luca Milani, Erik Mayrink, Rodrigo Gil e Vinicius Margiota fecharam os dez primeiros que terão as posições invertidas no grid de largada de amanhã. A corrida deste domingo (8) tem largada às 13h25 e transmissão ao vivo pelo globoesporte.com.

Resultado – Corrida 1*
1. 9 Marcel Coletta (Cimed Racing Júnior) - 16 voltas 
2. 77 Raphael Reis (W2 Racing) - a 0.995
3. 10 Murilo Coletta (Cimed Racing Júnior) - a 5.113
4. 18 Gustavo Myasava (PGG MRF Paraguay Racing) - a 5.442
5. 58 João Rosate (Carlos Alves Competições) - a 5.470
6. 85 Enzo Bortoletto (KTF Sports) - a 5.491
7. 14 Luca Milani (AN09 Team) - a 6.765
8. 1 Erik Mayrink (TMG Light Team) - a 7.174
9. 89 Rodrigo Gil (Motor Fast) - a 9.550
10. 7 Vinicius Margiota (AN09 Team) - a 10.081
11. 78 Lucas Peres (AN09 Team) - a 11.445
12. 74 Odair dos Santos (PGG MRF Paraguay Racing) - a 21.449
13. 23 Marco Cozzi (AN09 Team) - a 1 volta
14. 22 Gabriel Lusquiños (Motortech Competições) - a 5 voltas.
15. 46 Tuca Antoniazzi (Motortech Motorsport) - a 5 voltas
16. 36 Pedro Boesel (RKL Motorsports) - a 5 voltas
17. 12 Lauro Traldi (MRF Motorsport) - a 7 voltas
18. 43 Pedro Cardoso (Carlos Alves Competições) - a 7 Lp.
NÃO COMPLETARAM 75% DA PROVA
19. 66 Gustavo Bandeira (TMG Light Team) - a 11 voltas
20. 86 Gustavo Frigoto (RKL Motorsports) - a 12 voltas
21. 17 Pietro Rimbano (W2 Racing) - a 16 voltas
22. 35 Gabriel Robe (Motortech Competições) - a 16 voltas
23. 71 Lucas Daleffe (MRF Motorsport) - a 16 voltas
MELHOR VOLTA: 9 Marcel Coletta - 1:27.171
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

INGRESSOS 
Os ingressos para as arquibancadas custam R$ 60; já as entradas que dão direito à visitação aos boxes para que o torcedor consiga seu autógrafo ou selfie com os pilotos da Stock Car estão disponíveis por R$ 150.

O camarote paddock está à venda por R$ 390. Trata-se de um espaço premium do autódromo, decorado e climatizado, com serviço de alimentos e bebidas e TVs para uma melhor visão da corrida em pontos estratégicos. A credencial para essa modalidade permite a visitação aos boxes no dia da corrida, em horário pré-determinado pela organização. 

O Grid Experience, ingresso mais exclusivo da Stock Car, permite ao fã da categoria acompanhar momentos importantes da corrida, como a adrenalina da formação do grid ao lado dos carros e dos pilotos, além da comemoração do pódio, assistindo todo o evento de dentro do paddock do autódromo com tour pelas áreas de bastidores que são inacessíveis para qualquer outra modalidade de ingresso, proporcionando uma experiência única, por R$ 840. O Grid Experience só é disponível para maiores de 18 anos.

É proibida a entrada de menores de cinco anos de idade, e para menores de idade de cinco a 14 anos é obrigatória a apresentação de documento original tanto do responsável como do menor na entrada do evento – crianças de cinco a nove anos não necessitam de ingresso para acessar a arquibancada, desde que acompanhados de maior responsável.

FNAC Curitiba
Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600 – Barigui – Curitiba (PR)
Horário de Funcionamento:
Segunda a sexta: das 11 às 23 horas
Sábado: das 10 às 22 horas
Domingos e feriados: das 14 às 20 horas
PROGRAMAÇÃO 

Domingo, 8 de abril:
09h15 – 10h15: Visitação aos Boxes
11h00: Corrida 1 Stock Car
12h05: Corrida 2 Stock Car
13h25: Corrida 2 Stock Light
14h30: Corrida 2 Brasileiro de Marcas

Stock Manager: você no comando de sua própria equipe de Stock Car!
Participe: http://www.stockcar.com.br/stock-manager

Fotos :(Duda Bairros/VICAR/Vipcomm)

Mais notícias em:  www.stockcar.com.br

Fonte : Vipcomm


08/04/2018
________________________________________________

Stock Car oferece experiência inédita em Curitiba
                                                                            


O Motion Sphere, um simulador de corridas que reproduz todas as forças gravitacionais que agem sobre um carro, estará disponível para os portadores dos ingressos Paddock e Grid Experience.

Os torcedores que adquirirem as entradas para o Grid Experience poderão viver mais uma experiência única em um dia de Stock Car, além de curtir todo o ambiente da categoria em seu estado mais puro: o Motion Sphere, um simulador de corridas em formato de esfera que reproduz todos os movimentos e forças gravitacionais que agem sobre o veículo na pista.

É mais uma das atrações que o torcedor terá ao acompanhar em Curitiba a segunda etapa da Stock Car, além das provas da Stock Light e do Brasileiro de Marcas. Convidados das equipes também terão direito a experimentar o simulador, que já chama atenção no paddock da categoria.

“O Motion Sphere eleva a experiência de realidade virtual a um outro nível”, explica Beto Facci, que coordena o empreendimento. Em seu interior, o simulador reproduz um carro comum, com bancos para motorista (ou piloto) e passageiro, com uma tela curva de 140 polegadas para não deixar nenhum detalhe escapar.

“Toda sensação que um piloto tem em um carro de corrida é reproduzida no simulador: as frenagens, a força G – ele pode reproduzir até 7 Gs -, a aceleração e todas as trepidações do asfalto. É uma experiência e tanto”, descreve.


INGRESSOS 
Os ingressos para as arquibancadas custam R$ 60; já as entradas que dão direito à visitação aos boxes para que o torcedor consiga seu autógrafo ou selfie com os pilotos da Stock Car estão disponíveis por R$ 150.

O camarote paddock está à venda por R$ 390. Trata-se de um espaço premium do autódromo, decorado e climatizado, com serviço de alimentos e bebidas e TVs para uma melhor visão da corrida em pontos estratégicos. A credencial para essa modalidade permite a visitação aos boxes no dia da corrida, em horário pré-determinado pela organização. 

O Grid Experience, ingresso mais exclusivo da Stock Car, permite ao fã da categoria acompanhar momentos importantes da corrida, como a adrenalina da formação do grid ao lado dos carros e dos pilotos, além da comemoração do pódio, assistindo todo o evento de dentro do paddock do autódromo com tour pelas áreas de bastidores que são inacessíveis para qualquer outra modalidade de ingresso, proporcionando uma experiência única, por R$ 840. O Grid Experience só é disponível para maiores de 18 anos.

É proibida a entrada de menores de cinco anos de idade, e para menores de idade de cinco a 14 anos é obrigatória a apresentação de documento original tanto do responsável como do menor na entrada do evento – crianças de cinco a nove anos não necessitam de ingresso para acessar a arquibancada, desde que acompanhados de maior responsável.

FNAC Curitiba
Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600 – Barigui – Curitiba (PR)
Horário de Funcionamento:
Segunda a sexta: das 11 às 23 horas
Sábado: das 10 às 22 horas
Domingos e feriados: das 14 às 20 horas
PROGRAMAÇÃO 

Sábado, 7 de abril:
08h00 – 08h35: 3º Treino Stock Car (Grupo 1)
08h45 – 09h20: 3º Treino Stock Car (Grupo 2)
10h00 – 10h10: Classificação Stock Light
10h20 – 10h30: Classificação Brasileiro de Marcas
11h00 – 12h00: Classificação Stock Car
13h00: Corrida 1 Stock Light
14h30: Corrida 1 Brasileiro de Marcas

Domingo, 8 de abril:
09h15 – 10h15: Visitação aos Boxes
11h00: Corrida 1 Stock Car
12h05: Corrida 2 Stock Car
13h25: Corrida 2 Stock Light
14h30: Corrida 2 Brasileiro de Marcas

Stock Manager: você no comando de sua própria equipe de Stock Car!
Participe: http://www.stockcar.com.br/stock-manager

Mais notícias em:  www.stockcar.com.br

Foto:Fernanda Freixosa/VICAR/Vipcomm
Fonte : Vipcomm

O Motio Sphere pode reproduzir forças de até 7 G sobre o piloto 


07/04/2018
_____________________________________
Com grid cheio de estrelas, Stock Car retorna a Curitiba em 8 de Abril.
                                                                    

Ingressos já estão à venda pelo site oficial do evento, na FNAC da capital paranaense e também nas bilheterias do autódromo. Alto nível dos pilotos promete encantar o público de Curitiba na prova do dia 8 de abril.

Está aberta a venda de ingressos para a segunda etapa da Stock Car, que acontece no dia 8 de abril no Autódromo Internacional de Curitiba. A principal categoria do automobilismo brasileiro começou embalada depois da Corrida de Duplas disputada em Interlagos no último sábado, em que Daniel Serra venceu junto de João Paulo Oliveira em uma corrida que encheu os olhos do público no autódromo de Interlagos por conta de sua alta competitividade.
                                                                        

O atual grid é um dos mais fortes da história da Stock Car. Só de pilotos que possuem experiência na Fórmula 1, são oito: Rubens Barrichello, o recordista de largadas, Antonio Pizzonia, Ricardo Zonta, Tarso Marques e os estreantes Lucas di Grassi e Nelsinho Piquet, que passaram pela categoria máxima do automobilismo como titulares; além de Max Wilson, que foi piloto de testes da Williams no final dos anos 90, e César Ramos, que já testou pela Ferrari como prêmio pelo título conquistado na Fórmula 3 Italiana em 2010.

Além deles, o grid atual da Stock Car soma nada menos do que 12 títulos da categoria na pista: Rubens Barrichello, Felipe Fraga, Marcos Gomes, Daniel Serra e Max Wilson possuem um título cada; Ricardo Maurício, dois, e Cacá Bueno, cinco.
                                                                  

Todos eles estarão batendo roda e disputando posições em Curitiba, que recebe a primeira rodada dupla do ano. Serão duas corridas de 40 minutos mais uma volta no domingo. Além da Stock Car, a capital paranaense recebe também a segunda etapa da Stock Light e a abertura da temporada do Campeonato Brasileiro de Marcas.

As entradas já estão disponíveis via internet, pelo site oficial da categoria (stockcar.com.br/ingressos) e na loja FNAC de Curitiba. As bilheterias do autódromo também estarão abertas a partir do dia 7 de abril.
                                                                       
O primeiro lote promocional está à venda até o dia 6, e a entrada para as arquibancadas está disponível a R$ 50; os ingressos que dão direito à visitação dos boxes para que o torcedor consiga seu autógrafo ou sua selfie ao lado dos pilotos da Stock Car custa R$ 130. O camarote paddock está à venda por R$ 370. Trata-se de um espaço premium do autódromo, decorado e climatizado, com serviço de alimentos e bebidas e TVs para uma melhor visão da corrida em pontos estratégicos. A credencial para essa modalidade permite a visitação aos boxes no dia da corrida, em horário pré-determinado pela organização. 

O Grid Experience, ingresso mais exclusivo da Stock Car, permite ao fã da categoria acompanhar momentos importantes da corrida, como a adrenalina da formação do grid ao lado dos carros e dos pilotos, além da comemoração do pódio, assistindo todo o evento de dentro do paddock do autódromo com tour pelas áreas de bastidores que são inacessíveis para qualquer outra modalidade de ingresso, proporcionando uma experiência única, por R$ 840.
                                                                         

O segundo lote de ingressos, a partir de 7 de abril, tem a entrada de arquibancada a R$ 60, a visitação a R$ 150 e o Paddock a R$ 390, sem alteração de valor no Grid Experience.

É proibida a entrada de menores de cinco anos de idade, e para menores de idade de cinco a 14 anos é obrigatória a apresentação de documento original tanto do responsável como do menor na entrada do evento – crianças de cinco a nove anos não necessitam de ingresso para acessar a arquibancada, desde que acompanhados de maior responsável.

FNAC Curitiba
Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600 – Barigui – Curitiba (PR)
Horário de Funcionamento:
Segunda a sexta: das 11 às 23 horas
Sábado: das 10 às 22 horas
Domingos e feriados: das 14 às 20 horas

Stock Manager: você no comando de sua própria equipe de Stock Car!
Participe: http://www.stockcar.com.br/stock-manager

Mais notícias em:  www.stockcar.com.br

15/03/2018
__________________________________

Principal categoria do automobilismo brasileiro terá início no dia 10 de março, em Interlagos.


Stock Car anuncia calendário da temporada 2018
                                                                           

Principal categoria do automobilismo brasileiro terá início no dia 10 de março, em Interlagos.
                                                                               

Mais importante e longeva categoria do automobilismo nacional, a Stock Car lança seu calendário com as 12 etapas de 2018. Marcada por inovações no último ano, esta temporada inicia com uma novidade em relação a 2017: o retorno da Corrida de Duplas.
                                                                           

A quarta edição da prova abrirá o campeonato no dia 10 de março, um sábado, em Interlagos. Será a estreia de Felipe Massa com um carro da Stock Car, como parceiro de Cacá Bueno. O final de semana em São Paulo marcará também a primeira corrida de Nelsinho Piquet como titular da categoria, pela equipe Full Time Sports. 
                                                                    

Em seguida a Stock Car segue para Curitiba ou outra praça alternativa. Esta cidade receberá a primeira das nove rodadas duplas do ano. O Autódromo do Velopark, em Nova Santa Rita (RS), Londrina (PR) e Santa Cruz do Sul (RS) completam a primeira fase da temporada, antes da parada para a Copa do Mundo.

A Stock Car retoma suas atividades no início agosto, para a sexta etapa, a Corrida do Milhão. Quatro cidades disputam o direito de receber a prova milionária. O calendário segue com outras duas praças em aberto - que serão anunciadas até o início da temporada 2018. Existe a possibilidade de novidades em relação a 2017.
                                                                   

A oitava e a nona etapa serão disputadas em setembro, respectivamente em Cascavel (PR) e no Autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu (SP). A décima rodada acontecerá em Tarumã, no município de Viamão (RS), em outubro. A Grande Final será no dia 9 de dezembro, em Interlagos, em prova com pontuação dobrada.

“Após um ano marcado por inovações dentro e fora das pistas em 2017, a Stock Car se prepara para mais uma temporada de crescimento na exposição da categoria. Além do resgate da corrida de duplas, que atrai grandes nomes do automobilismo nacional e mundial, teremos um ano com muitas novidades”, diz Rodrigo Mathias, diretor geral da Vicar.

                                                                     

Categorias de apoio: Stock Light e Brasileiro de Marcas

Além da Stock Car, em 2018 a Vicar segue organizando o Campeonato Brasileiro de Marcas e terá também a Stock Light, que chega para ser, de fato, a série mais importante na formação de pilotos do país, se consolidando como a categoria oficial de acesso à Stock Car. O pacote de inovações prevê benefícios para o piloto campeão e a revelação do campeonato, além de um regulamento mais próximo da categoria principal - com corridas com pit stop para reabastecimento obrigatório e o uso do push to pass.

Já o Brasileiro de Marcas segue para sua oitava temporada consecutiva e em 2018 terá novidades no regulamento técnico, como um novo pacote aerodinâmico, que será divulgado em breve.

Os calendários das duas categorias de apoio também já estão definidos. Confira os calendários da Vicar:


Calendário 2018 - Stock Car:

1a etapa: 10 de março - Interlagos

2a etapa: 8 de abril – Curitiba / Alternativa

3a etapa: 22 de abril - Velopark

4a etapa: 06 de maio - Londrina

5a etapa: 20 de maio - Santa Cruz do Sul

6a etapa: 5 de agosto - Corrida do Milhão

7a etapa: 19 de agosto – A ser divulgado

8a etapa: 09 de setembro - Cascavel 

9a etapa: 23 de setembro - Velo Città 

10a etapa: 21 de outubro - Tarumã

11a etapa: 4 de novembro – A ser divulgado

12a etapa: 9 de dezembro - Interlagos



Calendário 2018 - Brasileiro de Marcas:

1a etapa: 10 de março - Interlagos

2a etapa: 8 de abril – Curitiba / Alternativa

3a etapa: 20 de maio - Santa Cruz do Sul

4a etapa: 5 de agosto - Corrida do Milhão

5a etapa: 19 de agosto - A ser divulgado

6a etapa: 09 de setembro - Cascavel 

7a etapa: 4 de novembro - A ser divulgado

8a etapa: 9 de dezembro - Interlagos


Calendário 2018 - Stock Light:

1a etapa: 10 de março - Interlagos

2a etapa: 8 de abril – Curitiba / Alternativa

3a etapa: 06 de maio - Londrina

4a etapa: 5 de agosto - Corrida do Milhão

5a etapa: 19 de agosto – A ser divulgado

6a etapa: 23 de setembro - Velo Città 

7a etapa: 21 de outubro - Tarumã

8a etapa: 9 de dezembro - Interlagos

Mais notícias em: www.stockcar.com.br


18/01/2018

Postar um comentário