MOTOCICLISMO


Megacycle Paraty -  38ª edição do Megacycle
                                                                       

Nesta semana 22 a 24/09 - Amantes de moto e apreciadores da natureza estarão em Paraty, RJ, para um divertido fim de semana.
                                                                           
#vempraParaty -   Imagina uma viagem em que, além de poder curtir um dos mais importantes eventos de motos do país, ainda se pode aproveitar as belezas da natureza... Quem for à 38ª edição do Megacycle, que acontece pela primeira vez na cidade de Paraty, Rio de Janeiro, entre os dias 22 e 24 de setembro, terá esta divertida experiência.  
                                                                        

A cidade é propícia para quem gosta de Ecoturismo. O município está quase todo em área de parques e de preservação ambiental: Parque Nacional da Serra da Bocaina, a Área de Proteção Ambiental do Cairuçú, onde está a Vila da Trindade, a Reserva da Joatinga, e ainda, faz limite com o Parque Estadual da Serra do Mar. Ou seja, é Mata Atlântica por tudo.
                                                                   

A localização geográfica é privilegiada: entre a serra e o mar, o que propicia inúmeras atividades nas praias, nos rios, nas cachoeiras, nas trilhas e na Mata Atlântica preservada. 
                                                                   

Quem quiser apreciar a natureza por um ângulo diferente a dica é um inesquecível mergulho para conhecer os encantos do fundo do mar. A operadora de mergulho UNA DIVE tem opções para quem nunca mergulhou e também para mergulhadores certificados. O “batismo” – como chamam - é ideal para a primeira experiência no fundo do mar, para pessoas que ainda não fizeram curso. O mergulho é realizado em uma única saída onde a teoria é passada no barco durante a navegação e o mergulho é acompanhado e monitorado por um instrutor a uma profundidade de até 10 metros por 35 minutos. Já para mergulhadores certificados inclui 2 cilindros (2 mergulhos).

O preço para qualquer uma das duas situações - exclusivamente para os dias do evento - será de R$ 300 por pessoa. Este valor inclui mergulho, aluguel de todos os equipamentos e lanche servido a bordo (lanche, frutas, água e refrigerante). A saída acontece às 9h30 e a volta às 15h30.

 A empresa prima pela qualidade e segurança na operação, assim usa equipamentos adequados e equipe treinada. Os barcos de mergulho são bem confortáveis: têm grande área acolchoada para descanso, solário com espreguiçadeiras, dois banheiros (feminino e masculino) e chuveiro de água doce.
                                                              

Já quem prefere os passeios por terra para apreciar a natureza, o Jeep Tour organizado pela Eyà Paraty, é a sugestão. Entre os roteiros disponíveis, destaque para o de Paraty Mirim. Com saída às 11h vai à praia de Paraty Mirim ou pequeno Paraty (como é conhecida). Ponto de partida para o Saco do Mamanguá - único fiorde (depressões geológicas comuns nos países escandinavos) tropical do mundo - há opção (paga à parte) de um passeio de barco que mostra toda a natureza exuberante, com direito a mergulho com tartarugas marinhas em seu habitat natural, em meio ao cultivo de algas. É possível ver também mansões e casas famosas, incluindo a que foi filmado A Saga Crepúsculo. Para completar o dia, visita a um alambique, com guia e degustação de cachaças e doces. Os principais atrativos são Praia de Paraty Mirim, alambique Coqueiro, Saco Mamanguá com Passeio de Barco (consultar preço) pelo Saco do Mamanguá – Praia do Sobrado, onde encontra-se a casa do Alexandre Negrão, Praia do Engenho, Casa do Crepúsculo e Praia do Cruzeiro. Inclui transporte – Van / Jipes, seguro de passageiros e guia. 
                                                                          

Onde ficar   -    No clima de natureza, a dica de hospedagem é a pousada Recanto da Ladeira – recantodaladeira.com.br   - localizada a 100m do Centro Histórico. A casa – que hoje é  a pousada - fazia parte de uma antiga chácara e ainda hoje, permanece com esse astral de casa de interior, rodeada de árvores cheias de passarinhos. ForneceTV, frigobar, ar condicionado nos apartamentos e piscina na área externa. Os serviços incluem café da manhã, estacionamento e rede Wi-fi. 
                                                                  

Outra opção é a Pousada Taquinha - hotelpousadaemparaty.com.br  - Tem fácil acesso à Praia do Pontal e está a 5 minutos de caminhada da Praça Matriz, no centro Histórico de Paraty, e a 3 minutos da rodoviária. Dispõe de 10 confortáveis apartamentos standard, cada um com capacidade para até três pessoas. O café da manhã está incluso na alta temporada, feriados e festividades de Paraty. Todas as acomodações são equipadas com televisão, ventilador de teto, frigobar, ar condicionado e internet wireless.  

Megacycle -   O Megacycle acontece pela primeira vez na cidade de Paraty e promete reunir muita diversão e entretenimento para o público. No Areal do Pontal será montada uma infraestrutura para receber exposição de motos, peças e acessórios, além de shows de Rock´n roll, shows com acrobacias em motos, competição no dinamômetro, eleição da Garota Megacycle, concurso Barba e Bigode, braço de ferro, gincanas especiais, test ride e praça de alimentação, por exemplo.

Os ingressos estão à venda pelo site oficial do megacycle.com.br evento e também pelo site moto.com.br  com preços especiais. Existe a opção de ingresso diário ou passaporte para todos os dias. 

Sobre a Megacycle:     Com 24 anos de trabalho, a empresa atua no fomento do mercado de motocicletas, contribuindo para o melhoramento do setor por meio da educação de consumidores e empresas e da promoção da segurança no trânsito durante seus eventos. A Megacycle é reconhecida internacionalmente na realização do maior encontro motociclístico do hemisfério sul e pelos eventos que realiza.


Informações adicionais sobre os passeios com Eya Paraty | Agência de Turismo

Tel: (24) 98855-4279 | Id: 35*50*10152

Cadastur: 19.071267.10.0001-3 


Informações adicionais sobre o mergulho com Una Tour & Dive 

Tel: (24) 3371 - 6188 | (24) 9 9943 - 8998

21 anos formando mergulhadores


8º Megacycle Paraty 2017 |  #vempraparaty

Dias: 22 (das 10h às 23h), 23 (das 10h às 23h), 24 (das 10h às 16h) de setembro

Estádio Ronaldão, Areal do Pontal, Paraty (RJ)

Estacionamento gratuito para motos e capaceteria.

Saiba mais em:  www.megacycle.com.br/

Curta nossa página:  www.facebook.com/megacycle/


Ingressos para o Megacycle Paraty 2017:

Passaporte Motoclube (pacote para os três dias): R$ 30,00 antecipado. R$ 50,00 (preço normal);

Passaporte Paraty (pacote para os três dias): R$ 35,00 antecipado. R$ 50,00 (preço normal);

Ingresso Diário Paraty: R$ 20,10 antecipado. R$ 30,00  (preço normal);

Ingresso Infantil Paraty: R$ 20,00 antecipado. R$ 25,00  (preço normal).

VGCOM - VANESSA GIANNELLINI COMUNICAÇÃO
Jornalista Responsável: Vanessa Giannellini



 17/09/2017
________________________________________________
MOTOGP 2017: YAMAHA DOMINA PÓDIO COM VINÃLES EM SEGUNDO E ROSSI EM TERCEIRO                                             

Em uma grande atuação da dupla de pilotos, a equipe Movistar Yamaha MotoGP mostra estar 100% na disputa pelo título da temporada 2017
                                                                       
O Grande Prêmio britânico trouxe muitas emoções para a equipe Movistar Yamaha MotoGP, incluindo um pódio duplo como resultado final. 

Maverick Viñales gerenciou perfeitamente o desgaste de seus pneus e garantiu uma brilhante segunda posição. Seu companheiro de equipe Valentino Rossi manteve um forte ritmo e liderou a maior parte da corrida, mas não conseguiu conter os ataques de seus oponentes nas voltas finais, terminando a 12ª etapa de 2017 em terceiro lugar.
                                                                             
Viñales, que largou em quarto lugar, manteve sua posição na primeira curva e logo ultrapassou Cal Crutchlow, assumindo o terceiro lugar. O próximo a ser ultrapassado por MV25 foi Marc Marquez – na volta 3 –, deixando caminho livre para que o espanhol tantasse buscar a liderança ocupada por seu companheiro de equipe. VR46, por sua vez, “tomou” a ponta já na primeira curva, abrindo em poucas voltas, uma respeitável vantagem com mais de um segundo.

Volta após volta, Viñales reduzia o espaço entre ele e Rossi, chegando inclusive a esboçar ultrapassagens, quando – a dez voltas do final – Andrea Dovizioso deu início a uma intensa batalha pelo segundo lugar. Na disputa, Viñales voltou à quarta colocação atrás de Marquez, enquanto Rossi buscou abrir distância para respirar, mas a batalha ainda não havia terminado.
Quando Márquez deixou a corrida, Rossi sofria ataques de Dovizioso pela liderança. Rápido, MV25 tirou a diferença que o separava dos ponteiros e logo ultrapassou Rossi, que em função de um pneu traseiro já deteriorado, havia caído para a segunda colocação.
                                                                     
Determinado, Viñales tirou a diferença que havia entre ele Dovizioso, mas já na última volta, sem tempo o sufiente para dar um bote pela liderança, cruzou a linha de chegada com o importante segundo lugar. 

Entuasiasmado com o resultado, Maverick Vinãles declarou: “foi difícil, mas acho que nos saímos muito bem em Silverstone.  Acertamos a eletrônica e fomos muito fortes em todas os setores do circuito. Este fim de semana voltamos, nos sentimos novamente fortes e esse é o ponto positivo, especialmente durante a última parte da corrida, já que fomos os mais rápidos nas últimas voltas”. E completa: “Eu estava chegando no Dovizioso na última volta, dando o meu melhor. Fiz uma das minhas melhores voltas no finalzinho da prova, dando tudo para pegá-lo, mas honestamente o segundo lugar foi o melhor que pudemos fazer. Estamos felizes por termos trabalhado de maneira correta...”

Ainda que não tenha vencido o Grande Prêmio da Grã-Bretanha, Rossi tinha motivos para comemorar. Além de ocupar a terceira colocação no pódio e diminuir a pontuação entre ele o líder com campeonato de 33 para 26 pontos, “The Doctor” tornou-se o primeiro piloto da história a disputar 300 corridas na categoria principal da motovelocidade mundial.


Segundo Rossi, “estou satisfeito porque foi uma ótima corrida para mim. Consegui andar muito bem depois de um excelente começo, fiquei na frente e cheguei no limite sem cometer erros, enfim, gostei muito por 17 voltas. Creio que esta foi uma boa maneira de celebrar a minha 300ª corrida na categoria rainha da MotoGP. Resta uma pequena frustração, pois sabia que nas últimas voltas sofreria um pouco com a degradação do pneu traseiro, mesmo assim, acho que neste fim de semana melhoramos muito. Ainda não estamos no topo, temos que fazer melhor se quisermos tentar vencer, mas foi um bom fim de semana”.

Com os resultados do GP em Silverstone, Viñales e Rossi passam ocupar o terceiro e quarto lugar, respectivamente na classificação do campeonato, que segue aberto, já que ainda restam seis etapas para serem disputadas e apenas 13 pontos separam Viñales do líder.

No ranking de Contrutores, a Yamaha continua na ponta com 7 pontos de diferença, enquanto a Movistar Yamaha MotoGP Team recuperou o primeiro lugar na classificação do campeonato entre as equipes, abrindo uma vantagem de 5 pontos.

As emoções do MotoGP estarão de volta no dia 9 de setembro, quando acontecerão os treinos classificatórios no Circuito Mundial de Misano Marco Simoncelli, na disputa pelo Grande Prêmio Tribul Mastercard de São Marinho e da Riviera de Rimini.


Para mais informações, acesse: 
www.facebook.com/yamahamotorbrasil ou Instagram/yamahabrasil 


29/08/2017
________________________________________________

YAMAHA E TETRA CAMPEÃ MUNDIAL EM SUZUKA 
                                                            
Em um fim de semana histórico, a Yamaha YZF-R1 não só vence a emblemática corrida japonesa, como conquista o primeiro e terceiro lugar no Campeonato Mundial de Endurance 2017
                                                                          
A Yamaha mais uma vez escreveu uma linha na história do motociclismo mundial. Além da Equipe Yamaha Factory Racing vencer pela terceira vez consecutiva a famosa e emblemática corrida 8 Horas de Suzuka – disputada no Japão –, a equipe GMT94 Yamaha Official EWC, em uma corrida estratégica, faturou o título de campeã do Mundial de Endurance, competição essa que se destaca por exigir ao máximo a perícia e resistência de pilotos e suas máquinas.
                                                                     

Depois de ser a mais rápida nos treinos e largar em primeiro, a Equipe Yamaha Factory Racing teve um iníco de prova difícil, com o piloto japonês Katsuyuki Nakasuga perdendo a liderança. Contudo, o herói local se recuperou e assumiu novamente a ponta após 16 voltas. Nakasuga manteve-se focado e imprimindo um forte ritmo até o fim de seu turno, quando passou a Yamaha YZF-R1 a seu companheiro de equipe Alex Lowes. O jovem britânico não só se manteve na ponta, como abriu uma boa vantagem com mais de 4 segundos sobre as equipes rivais.
                                                                           
O terceiro piloto a assumir o guidão foi Michael van der Mark. A situação que já era favorável para o holandês, que pilotava determinado a aumentar a vantagem, ficou ainda tranquila quando a moto de número 634, que ocupava a segunda posição, sofreu um acidente que deu à Equipe da Yamaha uma vantagem ainda maior.

A partir daí, o trio nunca mais foi incomodado na competição, mantendo um ritmo superior a ponto de quebrar o recorde de volta mais rápida por duas vezes, primeiramente com 2: 07.402, e depois com incrível tempo de 2: 06.932.

Ao cruzar a linha de chegada com uma volta de vantagem sobre os outros competidores, a belíssima e poderosa YZF-R1 azul da equipe oficial Yamaha, levou aos delírio os milhares de fãs japoneses, escrevendo uma página histórica em Suzuka: a segunda vitória tripla consecutiva conquistada por uma equipe. Nakasuga foi ovacionado pelos torcedores ao se tornar o primeiro piloto japonês a ganhar o Suzuka 8 Horas três vezes seguidas.

Além de desafiadora, a prova válida pelo Campeonato Mundial de Endurance foi a última e decisiva etapa da temporada 2017 foi um verdadeiro teste de paciência para a Equipe GMT94 Official EWC.

A equipe começou a corrida largando em 15º lugar com Niccolò Canepa ao guidão da YZF-R1. Apesar das condições difíceis, com chuva intermitente em alguns trechos do circuito de Suzuka, o piloto italiano lutou bravamente na busca por melhores posições. Seu companheiro veterano, David Checa, ao assumir a moto, manteve o ritmo definido por Canepa na primeira hora da competição.

A medida que as horas passavam, a equipe francesa conseguiu reverter a situação com voltas consistentes. O objetivo, diferente dos ponteiros, não era vencer a corrida, mas administrar a diferença dos pontos em relação aos seus rivais para um bem maior. Mesmo cruzando a linha de chegada na 11ª posição, a Equipe GMT94 Official EWC foi a grande vencedora do campeontato!

Por fim, completando os feitos da Yamaha em Suzuka, a Equipe YWR YARTHA mais uma apresentou um resultado constante, se posicionando entre a principais equipes do Campeonato. A prova disso é que o quinto lugar conquistado na etapa japonesa, deu à equipe o honrado trofeu de terceiro lugar no Campeonato Mundial de Endurance 2017.


Resultados: Suzuka 8 Hours Race

1 - Yamaha Factory Racing Team - Nakasuga/Lowes/VD Mark – 216 voltas.

2 - Kawasaki Team – Green - Watanabe/Haslam/Kamaruzaman - 216 voltas - Diferença: 2:09.52.

3 - F.C.C TSR Honda - Aegerter/De Puniet/Hook - 215 voltas - diferença: 1 volta. 

4 - MuSASHi RT HARC - PRO Honda - Takahashi/Miller/Nakagami - 214 - Diferença: 2 voltas.

5 - YART Yamaha Official EWC Team - Parkes/Nozane/Fritz - 212 voltas - Diferença: 4 voltas.

6 - Honda Dream Racing - Koyama/Iwato/Yamaguchi - 212 voltas - Diferença: 4 voltas.

7 - Yoshimura Suzuki Motul Racing - Guintoli/Brookes/Tsuda - 212 voltas - Diferença: 4 voltas.

8 - Satu HATI Honda Team Asia - Pratama/Zaidi/Wilairot - 211 voltas - Diferença: 5 voltas.

9 - MotoMap SUPPLY FutureAcces - Waters/Aoki/Konno - 211 - Diferença: 5 voltas.

10 - Honda Dream RT SAKURAI - HONDA - Mizuno/O'Halloran/Stauffer - 211 voltas – Diferença: 5 voltas.

11 - GMT94 Yamaha Official EWC Team - Checa/Canepa/Di Meglio - 210 Voltas – Diferença: 6 voltas.


Para mais informações, acesse:
www.yamaha-motor.com.br,

www.facebook.com/yamahamotorbrasil ou Instagram/yamahabrasil

02/08/2017
________________________________________________
Super Bike 4° Etapa Motos de Grande velocidade
                                           







                                           

Super Bike 4° Etapa 2017.


19/07/2017
_________________
ROSSI VENCE GP DA HOLANDA DE MOTOVELOCIDADE COM NOVO RECORDE.
                                                                      
Com o resultado em Assen, o piloto italiano agora soma 115 vitórias em 20 anos de carreira, a mais vitoriosa de todos os tempos na motovelocidade mundial.
                                                                                 
Mais uma vez Valentino Rossi e sua Yamaha YZF-M1 levaram ao delírio os fãs da motovelocidade mundial. Em um fim de semana desafiador em função de mudanças climáticas, com um misto de pista seca e chuva, Rossi não só venceu o Grande Prêmio da Holanda de MotoGP, como regitrou um novo recorde difícil de ser quebrado: o dono da carreira vitoriosa mais longa dentre todas as categorias do Mundial de Velocidade. Nada menos que 20 anos e 313 dias separam a primeira da 115 vitória conquistada neste Domingo (25/06/2017).
Sob nuvens carregadas e céu escuro, Rossi largou em 4º lugar e logo ganhou uma posição, tendo a sua frente o piloto da Tech 3 Yamaha 
Johann Zarco e Marc Marquez, com Danilo Petrucci o precionando na retaguarda.

Com 17 voltas restando para o fim da corrida, Rossi ultrapassa Marquez na curva hum, levando a torcida ao delírio. Na volta seguinte o “The Doctor” repetiu a manobra na busca pela conquista da liderança, resultando em um toque entre ele e Zarco na curva quatro. Na disputa o italiano levou a melhor, enquanto o piloto francês perderia posições – cruzando a linha de chegada em 14º lugar –, deixando a disputa da segunda colocação para Marquez e Petrucci.
Rossi manteve um ritmo forte, abrindo mais de um segundo do 2º lugar. A oito voltas do final, tudo indicava que a vitória seria sua, contudo com o inicio da chuva, um novo capítulo – repleto de fortes emoções – se iniciaria, tornando sua conquista ainda mais inesquecível.
Com a diminuição drástica da aderência, a vantagem de Rossi sobre seus oponentes deixou de existir, encorajando Petrucci a dar o bote e ultrapassá-lo a apenas cinco voltas do final. Porém, combativo com sempre, o piloto italiano não desistiu da vitória, e buscando todo o potencial de sua Yamaha YZR-M1, na chicane deu o troco em seu compatriota na volta seguinte, reassumindo a liderança.

As voltas que se seguiram foram dramáticas a ponto de fazer os fãs de Rossi roerem unhas. Usando de toda sua experiência, o piloto italiano conteve os avanços de Petrucci e conquistou uma sensacional vitória com uma vantagem de apenas 0.063s.
                                                                     

Feliz com o resultado, o piloto da Yamaha deu a seguinte declaração após sua conquista no GP da Holanda: “Estou muito feliz e por diferentes razões, pois se trata não só de uma vitória muito importante para o campeonato, mas especialmente pela sensação de voltar ao topo após um ano. Sinceramente eu corro com motocicletas pela sensação do que eu sinto nas cinco ou seis voltas finais de uma corrida. É sempre incrível e especial depois de um ano sem vitória. Foi uma grande corrida e uma grande batalha com o Petrucci e também com os outros. Eu também estou feliz do ponto de vista técnico, já que nós trabalhamos muito na moto, mudamos o chassi e agora eu sinto que posso pilotar minha moto mais a minha maneira, de um jeito melhor. Tudo está aberto e neste ano nós descobrimos que de uma corrida para outra, a situação pode mudar bastante. Nós temos que esperar até semana que vem e tentarmos ser competitivos novamente em Sachsenring”.

O companheiro de equipe de Rossi, Maverick Viñales, lutou bravamente, se mostrando com grandes chances de assumir a liderança da prova. Ele largou em 11º lugar e quando ocupava a 5ª colocação, o piloto espanhol sofreu uma queda na 18ª volta, o que o retirou da corrida e também da liderança do campeonato. Segundo Viñales, “eu não posso explicar o que aconteceu porque nem sei como cai. Eu já passei por aquele ponto da pista 2.000 vezes sem problemas. Estava além de meu limite e, se não tivesse caído, eu poderia ter alcançado os pilotos da ponta porque estava em um ritmo muito forte”.

Restando 10 etapas para o final da temporada, com 250 pontos em jogo, Rossi agora totaliza 108 pontos, ocupando a terceira colocação na classificação do campeonato, três pontos atrás do companheiro de equipe Maverick Viñales e a apenas 11 do líder. A vitória em Assen também não só deu à Yamaha uma vantagem de 22 pontos na liderança pelo campeonato de construtores, como à Movistar Yamaha MotoGP o primeiro lugar entre as equipes, liderando com 28 pontos de vantagem.

A próxima etapa do Mundial de MotoGP acontece no dia 2 de julho no Circuito de Sachsenring, na Alemanha.

Para mais informações, acesse:




_____________________________________________________________________________

19/06/2017
____________________________________

Nova kawasaki Z650 ABS acaba de chegar no Mercado Brasileiro                                 

                    

A Kawasaki do Brasil acaba de apresentar ao mercado nacional seu mais novo modelo de média cilindrada, lançamento que dá seguimento às políticas de expansão da marca japonesa e atende a uma importante demanda dos consumidores brasileiros. 

A conceituada linha Z da Kawasaki agora fica ainda mais completa com a nova Z650 ABS, motocicleta que preenche o seu espaço ao lado da Z300, Z800 e Z1000.
                                                                            

A novidade, apresentada oficialmente hoje -  dia 17 de maio -  em Itatiba, interior de São Paulo, traz o que há de mais moderno se tratando de tecnologia e desenvolvimento automotivo e disponibiliza ao mercado brasileiro uma supernaked diferenciada, de porte médio, visual agressivo e que prioriza a agilidade.

Todo o desenvolvimento da nova Z650 ABS foi projetado para oferecer ao piloto maior segurança, conforto, desempenho e potência. E para isso, os engenheiros da Kawasaki utilizaram as soluções mais modernas da atualidade. Para ganhar performance e dirigibilidade, a moto teve seu peso total reduzido para 187kg. Isso foi possível graças à utilização de um quadro feito de aço de alta tensão de apenas 15kg.
                                                                         

Com menos peso, o modelo ficou mais ágil e veloz. A nova Z650 ABS é impulsionada por um motor bicilíndrico de 649 cm³ de cilindrada, que alcança potência máxima de 68 CV a 8.000 rpm. Projetado, principalmente, para o uso diário no trânsito das cidades, a motorização foi desenvolvida para oferecer maior equilíbrio e torque nas baixas e médias rotações. E além deste ganho em controle na aceleração, a tecnologia utilizada tornou a moto ainda mais econômica. Com um tanque de 15 litros de capacidade atinge uma excelente economia de combustível.
                                                                       

 ki Z650 ABS, a moto traz uma moderna tecnologia de embreagem, que pode ser configurada entre assistida e deslizante, e um sistema de frenagem com disco duplo em formato margarida tanto na dianteira – de 300 mm de diâmetro – quanto na traseira – com 220 mm. E como o próprio nome destaca, o lançamento oferece freios com ABS de série. Por se tratar de uma motocicleta de uso, principalmente, urbano, a questão do conforto, e, por consequência, do amortecimento foram muito considerados. O modelo recebeu garfo dianteiro telescópico de 41mm e suspensão traseira horizontal do tipo back-link com ajuste de pré-carga.

Além destas características técnicas que afetam diretamente o desempenho, a Z650 ABS chama a atenção por seu estilo agressivo e por sua forma mais rebaixada e dinâmica, característica que oferece um ganho adicional de pilotagem independente da altura do condutor. E, por fim, o lançamento traz ainda um painel bastante moderno. Um dos principais destaques é o tacômetro – ou conta-giros – que indica o momento certo para realizar a troca das marchas – isso seguindo uma configuração prévia. Já entre as demais características, o painel mantém as funções de velocímetro digital, odômetro total e mais dois parciais, marcadores de combustível, de média de consumo e de consumo momentâneo, indicadores da posição de marcha, de temperatura do motor, de temperatura externa e relógio. 

03 cores disponíveis:  

Metallic Flat Spark Black / Metallic Spark Black

Pearl Flat Stardust White / Metallic Spark Black

Candy Lime Green / Metallic Spark Black

Preço Público Sugerido: R$ 32.990.00

Disponível na rede:  Junho de 2017 


Kawasaki Motores do Brasil


Facebook: facebook.com/kawasakibrasilOFICIAL

Instagram: instagram.com/kawasakibrasiloficial

Fonte: Agencia VGCOM



17/05
___________________________________
BMW R 1200 GS Adventure chega cheia de novidades e com novo catalizador que que Diminui emissões.

 Além das tradicionais cores branca e vermelha, agora a BMW R 1200 GS Adventure pode ser adquirida também na inédita tonalidade externa Triple Black, que tem como principal destaque itens na cor preta – de acabamento fosco ou brilhante –, capazes de conferir um design ainda mais diferenciado à motocicleta. A nova BMW R 1200 GS Adventure Triple Black já pode ser encontrada na rede de concessionárias autorizadas BMW Motorrad com preço sugerido de R$ 86.900.

“A nova cor Triple Black ressalta a musculatura da BMW R 1200 GS Adventure proporcionando um visual mais ousado e ostensivo à moto. Trata-se de uma característica diferenciada e que, com certeza, vai agradar não apenas os admiradores das big trails mas, principalmente, os entusiastas da R 1200 GS, considerada um ícone de sua categoria”, afirma Luciana Francisco, gerente sênior de Marketing da BMW Motorrad.

Mas as novidades não se restringem à nova cor. O motor boxer de dois cilindros opostos e 125 cv de potência que equipa a big trail também ganhou aprimoramentos no módulo de injeção e transmissão, além do novo catalisador, tornando a moto ainda mais eficiente quanto ao nível de emissões.

O painel de instrumentos da nova BMW R 1200 GS Adventure também passa a exibir novo grafismo e layout, combinando elementos analógicos e um amplo visor digital, o que proporciona uma excelente visualização ao piloto.

Para mais informações sobre a BMW do Brasil acesse: 
www.bmw.com.br


04/05
_____________________________

Super Bike 1° Etapa Categoria Pro Amador.
Diego Viveiros estréia com Pódio na 1000cc . 
                                                                      

Viveiros manteve uma trajetória refinada, dando a entender que o piloto tinha em mente que somente a vitória lhe interessava, com a queda de Lewis que disputa em outra categoria e sempre pontuou nas primeiras etapas, Viveiros da Tecfil Racing no domínio da sua maquina de 1000cc, partiu para cima e foi ganhado posições a ponto de não ser incomodado representou Tecfil Racing Team no pódio.
                                                                       


O PilotoTecfil Racing Team, só teve bons motivos para comemorar e muito, Viveiros realizou estréia com 1000cc e utilizou ótima estratégica de chamar o publico pelo Facebook  para acompanhar sua estréia que deu certo:
                                                                          

Diante de uma grande pratéia que não arredou pé do Autódromo.
                                                                           

                                                                                 
                                                                                       

Diego fechou primeira prova e estréia com vitória  e já espera a próxima levando um resultado positivo mesmo.


29/04/2017
___________________________________________________________________






_____________________

Pódio duplo com os irmãos Sacilotti para Kawasaki Racing Team no Rally da Ilha.
                                                                    

Grandes foram os irmãos Sacilotti competiram no Rally da Ilha 2017, em Ilha Comprida (SP). Ambos foram para o pódio representando a Kawasaki nessa importante competição, com Ramon sendo o vice e Moara completando o pódio pela 4ª colocação. 
                                                                        

“Eram duas voltas por dia, numa especial com muitas poças e quase todas de areia. No sábado comecei meio sem ritmo com receio das poças, mas fui me soltando e venci a segunda volta dos dois dias. Na somatória dos tempos terminei em segundo lugar, uma ótima colocação levando em consideração que andei com a moto mais pesada pois já estava testando os equipamentos para o RN 1500 e Sertões”, comentou Ramon após a conquista. 

“Esse evento é um pouco diferente dos outros por ser uma área de preservação ambiental, as voltas não são muito grandes e a pista acaba sofrendo muito, o que deixa tudo mais técnico. Fui bem na competição e terminei com a 4ª colocação da Super Production, atrás de grandes nomes do rally. Estou feliz com o resultado e focada agora para o RN 1500”, disse Moara Sacilotti após o pódio no Rally da Ilha 2017. 

O próximo desafio dos irmãos Sacilotti, da Kawasaki Racing Team, será na primeira quinzena de abril, no Rally RN 1500. 




03/4
___________________
 Guidão de Ouro 2017  é da Tecfil  melhor equipe de motovelocidade do país

 A temporada 2016 trouxe grandes resultados e foi coroada com prêmios importantes para a Tecfil Racing Team, equipe de motovelocidade que compete no Campeonato Brasileiro representando a Tecfil, empresa líder de mercado no segmento de filtros automotivos. O time venceu o 'Guidão de Ouro 2017', premiação concedida pela revista MotoAction e realizada por meio de votação direta dos internautas. A Tecfil faturou o prêmio de ‘Melhor equipe de Motovelocidade’ – no ano de estreia desta categoria – e também o de ‘Melhor Piloto’, com Danilo Lewis, vice-campeão Brasileiro da SuperBike e atual campeão da Copa Pirelli 2017.
                                                                      

“A equipe Tecfil Racing Team e nosso piloto Danilo Lewis ganharam o prêmio Guidão de Ouro. E o melhor, a eleição foi via voto popular. Parabéns a essa grande equipe e ao nosso vitorioso piloto!”, comemorou a equipe através das mídias sociais.

E esta importante conquista reflete diretamente os bons resultados alcançados pela Tecfil ao longo do ano de 2016. O time foi o maior vencedor da temporada passada do SuperBike Brasil, o Campeonato Brasileiro de Movelocidade, e faturou sozinho quatro títulos e um vice-campeonato, este último na categoria de elite com o piloto Danilo Lewis.
                                                                     

“É uma honra poder fazer parte desta equipe. Parabéns a todos da Tecfil Racing Team e ao Danilo Lewis pelo prêmio Guidão de Ouro!”, disse o piloto Fernando Santos, atual detentor do título Brasileiro da categoria Copa Kawasaki Ninja 300.

Já os demais campeões da equipe Tecfil na temporada 2016 são Diego Viveiros, pela categoria SuperSport Pro Amador, Bruno Rodrigues, pela Copa Kawasaki Ninja 600, e Jeferson Souza, pela Copa Kawasaki Ninja 300 Light.

Acompanhe a Tecfil Racing Team:

Acesse: www.tecfil.com.br

Facebook: facebook.com/tecfilracingteam

Instagram: instagram.com/tecfil

Twitter: twitter.com/filtrostecfil

YouTube: youtube.com/tecfilfiltros


27/03
________________________________________________________________________
Motocross chave de ouro em Minas para time da  Kawasaki Racing Team.
                                                                          

No último final de semana os pilotos da Kawasaki Racing Brasil foram destaque total na abertura do maior campeonato estadual do país, o Campeonato Mineiro de Motocross. O evento contou com a presença de grandes nomes do cenário do motociclismo nacional e internacional e os pilotos Kawasaki se destacaram nas primeiras posições das principais categorias. 

Destaque para MX1 onde todo o pódio foi de pilotos e motos Kawasaki entre oficiais e satélites, Eduardo Lima levou a melhor com seu irmão Marcello Lima na segunda colocação, em terceiro ficou o jovem talento Leonardo Souza piloto do novo time chefiado por Balbi, o quarto colocado foi o Venezuelano, Humberto Martin que representa a equipe satélite Rota K e fechando o pódio o Carioca, Daniel Pessanha usuário de motocicletas Kawasaki. Deixando a categoria principal toda verde e um domínio da Kawasaki em todas as categorias disputadas no evento, mostrando um grande volume e aceitação da marca no mercado nacional. 

Confira o depoimento dos atletas e do assessor de competições da Kawasaki Brasil


“Foi um começo de temporada com o pé direito, ao começar pelo time do Balbi com o jovem Leonardo Souza que nos mostrou uma velocidade surpreendente e excelentes resultados, com um 2º lugar na MX2 e um 3º na MX1, com o Pedro Magero nosso jovem da 85cc ficou um pouco a desejar pois esperávamos um pódio e após uma queda na parte superior da pista acabou escapando essa oportunidade. Na MX1 sem comentários foi simplesmente perfeito com os 3 primeiros lugares para os nossos pilotos oficiais e o 4º e o 5º para pilotos de motocicletas Kawasaki, isso é muito positivo em um evento de um nível tão alto como esse estadual! – ComentouRicardo Kaphê Sebbe, assessor de competições da Kawasaki Motores do Brasil 

Pedro Magero #15 | 85cc 


“Larguei em quarto, andei umas quatro voltas num bom ritmo quando um piloto acabou me derrubando, aí tentei recuperar mas não consegui manter o mesmo ritmo e acabei na sexta colocação, mas foi a primeira corrida do ano e vou ir bem mais preparado para a próxima etapa!” 
                                                                         
Pedro Magero


Leonardo Souza #9 | MX2 


“Minha primeira corrida do ano, estou muito feliz com o resultado, no sábado participei da categoria MX Junior até 20 anos, fiz o 1º tempo no classificatório, na corrida larguei em primeiro e andei boa parte da corrida assim até ser ultrapassado e terminei em 2º lugar, no domingo mesmo tendo chovido muito a noite e a pista estar com muita lama para os treinos, a corrida ficou perfeita, na corrida da MX2 larguei em segundo andei algumas voltas, depois fui ultrapassado indo para o terceiro lugar, no final da corrida o outro piloto caiu e acabei a prova em 2° lugar. Na MX1 larguei em primeiro andei uns 6 minutos na frente e terminei a prova em 3° lugar. Vi que eu tenho velocidade para andar na frente, agora é acertar os ajustes e ir para próximas etapas! Queria primeiramente agradecer a Deus, a minha família, a Kawasaki, aos irmãos Balbi por acreditarem no meu trabalho neste ano e a todos os meus patrocinadores!” 
                                                                       
Leonardo Souza


Marcello Lima #5 | MX1


“Apesar de toda chuva que caiu sábado à noite, foi um ótima corrida. Consegui largar bem e andar num ritmo forte, me senti muito confortável na minha KX450F. Fizemos alguns novos ajustes para esse ano e ficou demais! O resultado foi um pódio em 2º lugar ao lado do meu irmão no topo!” 
                                                                              
Marcello Lima


Eduardo Lima #2 | MX1 


“Eu acabei não largando bem, saí na 3ª colocação depois perdi mais uma posição indo para 4º, sabia que a corrida era curta e tinha que me desenrolar rápido e foi o que fiz, andei por 10 minutos muito forte, conseguindo passar bem rápido os adversários e depois administrar a prova até o final. Estou feliz com o resultado e com o acerto de minha KX 450F agora é me preparar para a próxima!” 
                                                                    
Marcello Lima
O próximo desafio da Kawasaki Racing Brasil é a abertura da nova temporada 2017 do Arena Cross com previsão para abril.


24/03
____________________________________
Kawasaki apresenta suas equipes para a Temporada 2017
                                 

Kawasaki apresentou oficialmente seus times oficiais para a temporada 2017.    Após um bom trabalho nas competições nacionais de 2016, onde os times Kawasaki se destacaram nas maiores provas do país como o Campeonato Brasileiro de Motocross Pró e também nas maiores provas do Rally nacional, com pódios constantes, vitórias e excelentes resultados a empresa entra focada nessa temporada, para os pilotos Kawasaki as motocicletas de excelente performance foram o grande diferencial para um ano de muitas competições e resultados expressivos, com novidades e investimentos a marca busca alcançar resultados ainda melhores nesse ano nas competições no Brasil. 
                                                                  
A Kawasaki Racing Brasil amplia seus investimentos em competições para 2017 e estende seus times oficiais para as categorias MX2 e MX JR nessa temporada! A grande novidade é a equipe chefiada pelo multi campeão Jorge Balbi Jr. a Pro Tork 2B KAWASAKI Racing que competirá na categoria MX2, com os jovens destaques paranaenses Pepê Bueno e Leo Souza que defenderam a marca com as poderosas KX 250F.  
                                                                              
As "belas" ou as "feras" das pistas Moara e Mariana 
Na base do esporte a Kawasaki também vem com novidades que é o time Kawasaki RKS Racing, um projeto criado para incentivar novos talentos pelo assessor de competições da marca Ricardo Kaphê Sebbe, e o piloto Junior do time nessa temporada será o gaúcho, Pedro Magero que competirá com a KX 100.  
                                                                    

Na principal categoria do motociclismo off-road a MX1 a Kawasaki segue muito bem representada pelos irmãos Lima, os paulistas Marcello e Eduardo com a EMG Racing Kawasaki. A dupla representou a marca muito bem na temporada passada nessa classe, pilotando a KX 450F. A EMG Racing segue o projeto em busca de novos bons resultados em 2017.  
                                                                             

Para o Rally o projeto da Kawasaki segue com os irmãos Sacilotti que como sempre representam muito bem a marca no cenário nacional da modalidade sendo muito competitivos em suas respectivas categorias com a equipe Kawasaki Sacilotti Rally garantindo pódios e excelentes resultados, Ramon pilota a KX 450F preparada para as longas provas de resistência do rally, já sua irmã Moara vai de KLX 450cc. 
                                                                       

Para Ricardo Suzuki, gerente de marketing e planejamento da Kawasaki Motores do Brasil é de grande importância a participação da marca nas maiores competições do país, apoiando e incentivando atletas e colocando a prova as motocicletas produzidas pela marca e esse trabalho resulta diretamente nas vendas nas concessionárias de todo país. “2016 foi um ano excelente onde os pilotos patrocinados pela Kawasaki estiveram presentes nos maiores eventos do cenário, disputando de igual para igual e sempre conquistando pódios e ótimos resultados, para essa temporada o projeto aumentou e a marca vem ainda mais competitiva com a chegada das novas equipes chefiadas pelos experientes, Jorge Balbi Jr. e Ricardo Kaphê.”  Comentou confiante Ricardo Suzuki.  

Na motovelocidade, a Kawasaki também se mostrou bastante competitiva e teve um de seus pilotos entre os líderes do Campeonato Brasileiro, o SuperBike Brasil. Com a utilização do modelo 2017 da Kawasaki Ninja ZX-10R, o paranaense Wesley Gutierrez (#134) chegou a vislumbrar a possibilidade de título restando duas rodadas para o fim da competição. Com uma campanha ascendente, o piloto figurou entre os ponteiros e encerrou o campeonato nacional na terceira colocação da categoria de elite, a SuperBike, com 142 pontos. Nos melhores resultados da temporada, a Kawasaki Racing Team obteve dois segundos lugares e somou ainda mais sete pódios.
                                                                           

Bruno Corano (#34) completou o time de pilotos da marca japonesa. Com vasta experiência no esporte, o tricampeão do SuperBike Brasil colaborou em muito para a equipe alcançar a melhor configuração da Ninja ZX-10R e assim obter os melhores resultados na pista. Fora do trabalho dos boxes, na temporada 2016, Corano, ainda com dores nos joelhos, faturou um pódio e encerrou o ano em 16º lugar.

Para a temporada 2017 do SuperBike Brasil, a Kawasaki Racing Team volta a disputar a competição com os pilotos Wesley Gutierrez e Bruno Corano, e segue em busca deste importante título da motovelocidade brasileira.  

Esses são os times e pilotos oficiais que defenderão a Kawasaki Motores do Brasil na temporada 2017 nas modalidades ON e OFF ROAD.



18/03
__________________________________
 A BMW Motorrad iniciou o Rider Experience 2017 
                                                                   


A BMW Motorrad Brasil iniciou em11/03 a semana da temporada 2017 do Rider Experience, evento voltado para clientes da marca e entusiastas de motocicletas em geral, e que tem como objetivo principal o aprimoramento da condução de motocicletas em situações dentro e fora do asfalto.
                                                                         

A programação desta temporada inclui, além de atividades de treinamento em pista, oficinas para a utilização de instrumentos de navegação, workshops e palestras. Todas as atividades do Rider Experience têm perfil personalizado, e contam com supervisão do especialista Luciano Peixoto, profissional com mais de 30 anos de experiência em pilotagem sobre duas rodas e com o suporte técnico do Aloisio Frazão, instrutor oficial, certificado pela BMW Motorrad, na Alemanha.

“A BMW Motorrad tem expertise de mais de 40 anos em segurança sobre duas rodas e o Rider Experience é um dos propagadores do conceito de condução segura e que integra a diretriz Safety 360°, desenvolvida e transmitida amplamente pela marca ao redor do mundo ao longo dos últimos anos. Estamos muito entusiasmados com esta nova temporada do Rider Experience no Brasil, um evento de alto nível e de grande potencial para proporcionar momentos inesquecíveis aos seus participantes”, destaca Luciana Francisco, gerente sênior de Marketing da BMW Motorrad Brasil.

A participação na temporada 2017 do BMW Motorrad Rider Experience é aberta a todos os interessados. Para mais informações, acesse: www.bmwriderexperience.com.br

Rider Experience
Rider Day
Organizado em parceria com concessionárias, o Rider Day consiste em um dia de passeio ao ar livre, com motociclistas, por cidades e regiões próximas ao revendedor. As inscrições são limitadas a 40 participantes. Consulte seu concessionário BMW Motorrad.
                                                                       


Rider Training – On Road
Curso de pilotagem defensiva que explora técnicas de segurança, habilidade e equilíbrio, por meio do controle da moto em baixa velocidade, desviando da trajetória com agilidade, praticando frenagens de emergência e diferentes posicionamentos em curvas. Tem duração de 9 horas e as turmas contam com até 20 participantes.
Local: Haras Tuiuti/SP
Datas disponíveis: 18/03, 08/04, 20/05, 24/06, 22/07, 19/08, 02/09, 07/10 e 25/11

Rider Training – Off Road Weekend
Tem dois dias de duração e é realizado com aulas teórica e prática, para até 16 pessoas. Oferece certificado, seguro de acidentes pessoais, hospedagem outdoor, alimentação e bebidas não alcoólicas.
Local: Haras Tuiuti/SP
Datas disponíveis:  31/03 a 2/04 e 30/06 a 02/07

Rider Training – Off Road
Apresenta noções de controle da motocicleta em subidas e descidas, parada de emergência no topo, prática de frenagem e troncos paralelos.
Local: Haras Tuiuti/SP
Datas disponíveis: 19/03, 09/04, 21/05, 25/06, 23/07, 20/08, 30/09, 28/10 e 26/11

Workshop – Planejando sua viagem com GPS
Aulas sobre como definir roteiros e planejar viagens tendo como ferramenta o GPS, itens e procedimentos que não podem ficar de fora.
Local: Brotas/SP – Hotel Primavera da Serra
Datas disponíveis: 24/03 a 26/03, 01/12 a 03/12

Workshop – Mecânica para viagens
Ajuda a preparar e como proceder e solucionar possíveis problemas mecânicos eventuais na sua BMW em uma viagem.
Local: Brotas/SP – Hotel Primavera da Serra
Datas disponíveis: 24/03, 28/04, 09/06, 6/10 e 1/12

Rider Weekend
Roteiro de fim de semana diferenciando sobre duas rodas e em família capaz de surpreender a todos com cenários e pisos que resultarão em muito prazer de pilotar. Gastronomia ímpar, hospedagem de charme e ainda uma pequena clínica de técnicas básicas de pilotagem fora de estrada integram o programa. Os roteiros serão iniciados a partir do café da manhã, servido no Restaurante do Quality Resort & Convention Center Itupeva, localizado no Outlet Premium, aos sábados a partir das 8h, com total suporte de nossa equipe de profissionais.
Local: Brotas/SP – Hotel Primavera da Serra
Datas disponíveis: 25/03, 27/05 e 18/11

Rider Expedition – Nacional – Expedição Serras
Percurso através das serras mais famosas das regiões Sul e Sudeste do Brasil, capaz de encantar pelas belezas naturais, culturais e gastronômicas em uma incrível aventura.
Data disponível: 05/05 a 13/05

Rider Expedition – Nacional – Mantiqueira à Estrada Real
A Estrada Real, considerada a maior rota turística do País, compreende vários caminhos abertos oficialmente pela Coroa Portuguesa para escoar o ouro e pedras preciosas de Minas Gerais para o litoral do Rio de Janeiro, passando por S. Paulo.
Data disponível: 26/07

Para mais informações sobre o calendário do BMW Motorrad Rider Experience, acesse: www.bmwriderexperience.com.br/calendario/on-road

Confira o vídeo com os melhores momentos do BMW Motorrad Rider Experience 2016: https://youtu.be/3ZnPQbAicVY

Para mais informações sobre a BMW Motorrad Brasil acesse: 
www.bmw-motorrad.com.br

13-03
           _________________________    
                          
Yamaha  realizou Tour Interativo Crosser  6 XTZ 150 Crosser 2017.
                                                                          
                                                                        

 Foram 2.500km de Guarulhos (sede da Yamaha) até o Pantanal Mato-Grossense, com o objetivo de visualizar onças pintadas
                                                                                

No QR code acima, é possível ter acesso direto ao vídeo do 1º episódio do Tour Interativo Crosser. Nele, há a descrição dos participantes, o histórico do desafio e o primeiro trecho da jornada.                                                                  

O 1º Tour Interativo Crosser teve como destino Porto Jofre (MT), no fim da estrada Transpantaneira. Foram 2.449 quilômetros superados com seis modelos Crosser 2017, pilotadas por Jorge Negretti (ícone do motocross e freestyle), Lawrence Wahba (explorador e documentarista de vida selvagem), Glauber Leite (autor da “Jornada 9 de julho”, onde percorreu 45 mil quilômetros por 7 países com uma Yamaha Ténéré 250), Teo Mascarenhas (“O Estado de Minas” e “Vrumm”), Eliana Malizia (site “Acelerada” e revista “Playboy”) e Tiago Toricelli (Yamaha Motor do Brasil). A Crosser 2017 mostrou toda sua versatilidade em vários tipos de terreno: zonas urbanas, estradas bem conservadas e outras precárias, trânsito pesado, e mesmo não sendo uma motocicleta voltada exclusivamente para o uso off-road, superou trechos de terra, areia, pedras soltas e lama –situações de uso extremo. As motocicletas utilizadas no Tour não receberam nenhum tipo especial de preparação, e rodaram com a mesma especificação padrão dos modelos a venda nas Concessionárias.  
                                                                           

Além dos deslocamentos entre as cidades, os seis viajantes, puderam conhecer e vivenciar experiências proporcionadas pela Yamaha ao longo do caminho. Em Campo Grande (MS), visitaram o cativeiro onde estão os peixes que serão expostos no futuro Aquário do Pantanal, ainda em estruturação. Em Alcinópolis (MS), o Tour registrou a primeira passagem de motocicletas por uma estrada de terra e areia que liga a cidade até a entrada do Parque Natural Municipal Tempo dos Pilares, e pôde conhecer um dos maiores parques do País quando o assunto é arte rupestre. Lá, estão registros de mais de 10 mil anos, em desenhos e entalhes nas pedras, além da beleza exuberante de toda a região. 


A travessia da Transpantaneira, com 140 quilômetros de desafios, exigiu habilidade dos participantes e desempenho da Crosser 2017. A chuva na região deixou tudo mais difícil, e se já não bastassem as dificuldades previstas, como pedras soltas, terra, cascalhos e pontes de madeira que exigiram cuidado redobrado, a lama foi um elemento surpresa. Mesmo diante de um terreno que exigiria uma preparação especial, a Crosser 2017 mostrou sua versatilidade mais uma vez. Como é uma motocicleta ágil, leve e tem o DNA da Yamaha, o percurso foi vencido com valentia e segurança.
Além do objetivo de chegar ao Pantanal, a segunda meta do Tour Interativo Crosser, era a observação das onças pintadas selvagens em seu habitat natural. Com o apoio do experiente Lawrence Wahba, profundo conhecedor da espécie e de seus comportamentos, o Tour pôde acompanhar momentos da vida de um dos animais mais lindos do mundo, sem interferir direta ou indiretamente no seu cotidiano selvagem, percorrendo os rios em barcos impulsionados pelos motores de popa Yamaha, líder mundial e nacional no segmento. A observação e divulgação das onças pintadas tem como intenção ampliar a importância da 

Crosser 2017
A motocicleta que oferece conforto, estilo aventureiro, modernidade e versatilidade está disponível nas versões E e ED. A Crosser 2017 é resultado da parceria que uniu a criatividade dos engenheiros brasileiros e japoneses da Yamaha em busca de oferecer a melhor experiência de pilotagem, levando em consideração as características das ruas brasileiras. A motocicleta foi desenhada especificamente para atender o uso diário do consumidor nacional que não abre mão de conforto, economia de combustível e busca ótima performance.
Novo Painel 2017
                                                                           

O painel está mais moderno e com novo design; tem conta giros analógico, relógio, fuel trip e um visor LCD digital, além do exclusivo indicador de marchas, marcador de combustível, velocímetro, hodômetro parcial e total. A luz de fundo do painel mudou, antes vermelha, agora a iluminação é branca, facilitando ainda mais a leitura das informações.


Segurança
Seu conjunto óptico apresenta faróis com lâmpadas halógenas e piscas com lentes transparentes. O lampejador de farol alto adicionado na Crosser 2017 proporciona ainda mais segurança ao piloto, por exemplo, no momento de ultrapassagem.
Para completar, as rodas raiadas com aro 17” (traseira) e 19” (dianteira) são próprias para diferentes terrenos. O paralama dianteiro, próximo a roda, permite uma dirigibilidade sem trepidação e ainda protege a área de deslizamento do garfo dianteiro de impactos de pedras e outros detritos. O bagageiro moderno com alças de apoio em alumínio resultado em praticidade e segurança, tem capacidade de carga de 7 kg.

Desempenho
A Yamaha Crosser 2017 é equipada com motor com injeção eletrônica de 12,2CV (gasolina) e 12,4CV (álcool) Blue Flex de 2ª geração, sistema que permite o uso eficiente de gasolina, etanol ou mistura em qualquer proporção, trazendo melhor distribuição de torque e de potência.
O tanque de combustível tem capacidade de 12 litros.  
Seu escapamento, posicionado em ângulo bem acentuado, foi inspirado em modelos de alta cilindrada da Yamaha, combinando com sua melhor tecnologia de exaustão e garantindo o fluxo de ar ideal, temperatura e controle de emissões. 
O sistema YRCS (Yamaha Ram Air Cooling System), exclusivo em motocicletas Yamaha, tem a função de potencializar a refrigeração do sistema de ignição e do motor de 150cc, fazendo assim com que o desempenho e performance da motocicleta seja otimizado e todo o torque e potência seja entregue com fidelidade ao piloto. 

Conforto
Outro diferencial encontrado na Crosser 150 é o sistema de suspensão/amortecimento Monoshock com link, único da categoria 150cc bicombustível. Ele oferece mais conforto, absorvendo melhor os impactos e contribuindo na concentração de massa para melhorar a estabilidade e “manobrabilidade” da motocicleta. E para potencializar esse conforto, a Crosser 2017 está com um novo acerto da suspensão traseira, agora 10mm mais alta (99mm no curso da roda).
Para se adaptar à altura do piloto, a Crosser 2017 traz outro diferencial – na versão ED – o guidão é ajustável, o que possibilita explorar mais ainda sua versatilidade e aumentar a sensação de conforto. 

O assento, em dois níveis, foi desenvolvido especialmente para proporcionar um ótimo apoio de lombar e evitar o impacto entre capacetes durante frenagens, deixando o garupa em uma posição ergonômica adequada, permitindo ter um ponto de visão acima do piloto. 

Mais informações, acesse :
www.yamaha-motor.com.br, www.facebook.com/yamahamotorbrasil ou 
www.twitter.com/yamahamotorbra



Time Moretti.

100 Milhas de resistência e bom resultado.
                                                                      

SuperBike 100 Millhas de grandes disputa e resistência dos pilotos e equipe na manutenção das motos para suportar muitas voltas sem ter problema algum, um trabalho em conjunto para obter ótimos resultado.
                                                                       

A cada volta ter o controle que ainda  será preciso  entregar a moto a outro piloto, com tempo hábil de dar continuidade na tocagem forte é missão do segundo piloto é: Tocar ainda mais forte; Foi nesse quesito que Equipe Moretti Racing SAF-RJ (#53), trabalhou com  Linda Raad, que iniciou a prova, entregou a moto para o Leonardo Tamburro na 14ª volta, ai o garoto  começou a ditar ritmo e baixava cada vez mais.
                                                                       
Pilotos Linda Raad e Leonardo Tamburro - 2° lugar 

seu tempo, pois sabia que precisa  tirar grande diferença, mas como já obtinha  feito nos  treinos classificatório Tamburro, recuperou posição e levou equipe ao pódio.
                                                            


com  segundo lugar, time Moretti bem representado com Maria Fernanda #22 e Rafael
Touche, abraçou quinta posição junto com parceiro, se mostrou preparada para provas de longa duração sem mostra um único sinal de cansaço, garota vem crescendo e melhorando seu tempo a cada competição, Moretti e realmente um time  que cresce a cada  etapa. time Moretti tem participação de SKW7 Desing e Alta Performance como parceiros.
                                                                                        
Pilotos Rafael Touche e Maria Fernanda 5° lugar

Duas Rodas a todo vapor produção volta depois de uma pausa.

Apesar do crescimento, a média diária de vendas no primeiro mês de 2017 atinge o menor patamar de janeiro desde 2003
Em janeiro saíram das linhas de produção 81.646 motocicletas, contra 32.814 unidades em dezembro e 75.959 no primeiro mês de 2016, o que representa crescimentos de 148,8% e 7,5%, respectivamente, de acordo com os dados divulgados pela ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares.

“O aumento de produção registrado em janeiro ocorreu em função das bases de comparação terem sido os baixos volumes de dezembro, quando as fabricantes se encontravam nas habituais férias coletivas de final de ano.  O que se verifica no momento ainda é um ritmo lento na comercialização, com os consumidores tendo dificuldades para obter financiamento e as redes de concessionárias buscando formas variadas para viabilizarem os negócios”, afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

As vendas no atacado – para as concessionárias – atingiram 67.136 unidades em janeiro, alta de 19,8% em relação ao mês de dezembro, com 56.051, e de 14,2%, em comparação com janeiro de 2016 (58.801).

As exportações somaram 5.769 unidades no 1º mês deste ano, contra 6.402 de dezembro, o que representa um recuo de 9,9%. No entanto, em comparação com o mesmo mês de 2016, com 3.336 motocicletas exportadas, houve um crescimento de 72,9%.

Reforçando o momento de cautela no mercado, ainda em janeiro, com base nos licenciamentos* registrados pelo Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), foram emplacadas 67.596 motocicletas, volume 16,4% inferior ao apresentado no mês anterior (80.837). Em relação ao mesmo mês de 2016 (78.538), houve queda de 13,9%.

Mesmo com dois dias úteis a mais que o primeiro mês do ano passado (20 dias), a média diária de vendas apresentou queda de 21,8%, passando de 3.927 para 3.073 motocicletas – o pior janeiro desde 2003, que havia registrado a venda de 2.920 unidades por dia útil.

(*) No varejo, foram desconsiderados os ciclomotores usados, cujo licenciamento junto aos
Detrans passou a ser obrigatório a partir da Lei nº 13.154, de 30/07/2015, e da Resolução Contran nº 555/15, de 17/09/2015.

Sobre a ABRACICLO e o Setor de Duas Rodas

Com 40 anos de história e contando com 14 associadas, a ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares –  representa, no país, os interesses dos fabricantes de veículos de duas rodas, além de investir em ações visando a paz no trânsito e a prática da pilotagem segura.

A fabricação nacional de motocicletas, quase totalmente concentrada no Polo Industrial de Manaus (PIM), está entre as seis maiores do mundo. No segmento de bicicletas, com as principais fábricas também instaladas no PIM, o Brasil se encontra na quarta posição entre os principais produtores mundiais. No total, as fabricantes do Setor de Duas Rodas geram aproximadamente 14 mil empregos diretos no PIM.

Para mais informação , acesse o site www.abraciclo.com.br.


Motocross:
                                                                
Interior paulista irá sediar Copa Verão Rota K de Motocross em fevereiro

Dias 18 e 19 de fevereiro em Bragança Paulista.
                                                                        

O clima está esquentando e os motores prometem roncar alto no interior do estado de São Paulo. Neste verão, por três finais de semana o litoral paulista deixará de ser o principal destino e os amantes do motociclismo poderão curtir manobras incríveis e disputas intensas na Copa Verão Rota K de Motocross 2017. O evento, patrocinado pela concessionária autorizada Kawasaki de Campinas e Jundiai, Rota K, terá três etapas e a primeira rodada será realizada no final de semana dos dias 18 e 19 de fevereiro na pista MX Track Bragança, em Bragança Paulista (SP).
                                                                         

Ao todo, 12 categorias serão disputadas e os pilotos proprietários de motos Kawasaki terão desconto promocional de R$ 20 na primeira inscrição. Além disso, a marca japonesa estará com exposição completa da sua linha Off Road e os visitantes poderão fazer test ride com os modelos KX100, KX250F e KX450F. Ou seja, será um final de semana repleto de aventuras e muita diversão. E para não faltar nada, o local mantém uma infraestrutura completa, com lanchonete, sanitários e estacionamento.
                                                                          

O diretor da Rota K, Daniel Brull, revela que a concessionária Kawasaki – patrocinadora do evento – deve seguir investindo forte no segmento ‘fora de estrada’ e que a meta principal é fomentar o setor e consolidar a marca japonesa como maior referência se tratando de motos Off Road.

“Temos como objetivo do patrocínio levar até os consumidores Off Road a experiência Rota K através da nossa equipe, dos test rides e da exposição da nossa marca nos eventos. Já somos bastante conhecidos no mundo On Road e agora queremos deixar as pistas de MotoCross muito mais ‘verdes’”, afirma Brull.


SERVIÇO

1ª etapa da Copa Verão Rota K de Motocross 2017

Quando: 18 e 19 de fevereiro

Onde: MX Track Bragança

Endereço: Estrada Fernando Frias Fernandes, s/n, Km 1, Bairro Agudos, Bragança Paulista (SP)

Categorias: 50cc, 65cc, MX Junior, 230F, MX 2 Amador, MX Intermediária, MX 3, MX 4, MX 5, MX 2, MX 1 e MX Open;

Inscrições: R$ 120,00 para uma categoria e R$ 100,00 para as demais

Mais informações: extremeracing.com.br

2ª etapa

Nos dias 11 e 12 de março na Pista do Alemão, em Atibaia (SP);

3ª etapa (com pontuação dobrada)

Nos dias 25 e 26 março na pista Peter Jones, em Tietê (SP).

Passe na ROTA K - Kawasaki

Jundiai -  Avenida Jundiaí, 541 - Anhangabaú - Jundiaí - SP - (11) 4522-1500

Campinas -  Avenida Orozimbo Maia, 767 - Vila Itapura - Campinas - SP - (19) 2514-8400

www.rotakawasaki.com.br


Copa Pirelli de Moto velocidade  1° Etapa.

Danilo Lewis #17 levou  as duas provas, sendo que na segunda, vinha disputando cada cada segundo, com então piloto Marcelo Skaf, que também mandou muito bem,
Juninho Trudes, da equipe RF Racing ficou com a terceira posição já Bruno Corano da Kawasaki Racing Team, foi ao pódio e parecia muito satisfeito com resultado.
apesar das segunda prova ser realizada com muita chuva, não obteve acidentes, somente disputa acirrada.
                                                                    



Pro Amador ,Jeferson Friche não deu chance, tomou a frente desde a largada e se manteve até o termino, tendo Diego Viveiros, que largou mais atras, e com muita audácia e confiança realizou varias ultrapassagem abraçou segundo lugar, realmente mandou bem de mais, total corrida de recuperação, Fábio Nallin, da Vulcan.Bor, obteve o terceiro lugar, logo à frente de Mario Edson Nascimento, da Full Rider Team, em quarto, e de Daniel Toloni, da Misano Racing Team, na quinta posição.
                                    

Categoria Light, Vitor Reis, provou que gosta muito de chuva e dominou a prova de ponta a ponta, logo atras Victor Villaverde, em terceiro Fabrício Marciano de Freitas da Motonil,  ja Rodrigo Calmon Dazzi, da Indus Giromoto Ello D2 Racing fechou com quarto colocado com Danilo Berto da equipe Bercon abraçou a quinta posição.

 500 Milhas 2017 promete realizar  a melhor e maior edição da história.
                                                                        


O Autódromo de Interlagos continua a hospedar a prova, e novidades prometem atrair um grande número de participantes. Para começar, o evento este ano será organizado pelo SuperBike Brasil em uma parceria com o empresário Terlange Souza, que cedeu os direito de organização ao SuperBike na Edição de 2017. A união entre as partes promete produzir melhorias para o evento.
                                                                    

“O SuperBike vem comprovando nos últimos anos a excelência na realização de provas em circuitos fechados. Provas on-road. Sou o estilo de empresário que entendo e reconheço a importância de uniões estratégicas. Assim como já realizei em vários outros negócios meus, entendi que essa união seria o melhor para o evento”, comentou Souza, proprietário das 500 Milhas Brasil.

A categoria principal que leva o nome do evento 500 Milhas seguirá como a atração principal, mas outras atividades serão divulgadas em breve, assim como a confirmação oficial da data para a realização da prova, a qual espera-se que seja em fevereiro (aguardando apenas a confirmação oficial do Autódromo de Interlagos).
Com a entrada do SuperBike Brasil no evento, espera-se a participação de diversas equipes oficias de fábrica que marcam presença no SuperBike Brasil.

Em poucos dias divulgaremos mais informações. O início para a realização das inscrições para as 500 Milhas Brasil 2017 já tem data marcada:  dia 4 de janeiro com quantidade de vagas limitadas.

“Estamos felizes assumindo os direitos de organização das 500 Milhas Brasil. O evento vem a somar aos eventos que já realizamos pelo Brasil como os já tradicionais como SuperBike Brasil, Copa Pirelli, ações da MotoSchool e do MotoTest. A prova tem uma tremenda tradição, e é a única de longa duração do país. O Souza fez o mais difícil, comprou o evento e colocou ordem na casa, voltando a realizar uma prova tão importante que vinha com diversos problemas. Caberá à nós agora, apenas darmos sequência a esses passos já iniciados” comentou Bruno Corano, presidente da Associação dos Pilotos da Motovelocidade - APM, entidade que organiza o SuperBike Brasil.

500 Milhas Brasil 


José Duarte é Campeão Nordestino de Motovelocidade nas 600cc
                                                             
       
O piloto cearense mostrou grande desempenho, marcando a pole position, a melhor volta e vencendo as duas últimas etapas da competição

A temporada de 2016 não poderia encerrar da melhor forma possível para José Duarte #97 (Capacetes Shark, Instituto Le Santé, e Macacões One-X), que conquistou, neste domingo (18), o título de Campeão Nordestino de Motovelocidade na categoria 600cc.
                                                               

Na rodada dupla disputa no Autódromo Virgílio Távora, localizado na cidade do Eusébio (Região Metropolitana de Fortaleza), o cearense mostrou o quanto tem evoluído sua pilotagem, e conduziu sua Honda CBR 500R com maestria, cravando a pole position na sétima e oitava etapas, vencendo as duas corridas em sua categoria e marcando a melhor volta nas duas etapas.

Na primeira corrida do dia, que fora adiada por duas horas devido à forte chuva que caíra na pela manhã, o competidor da moto 97 não largou como pretendia, mas recuperou o primeiro posto chegando em primeiro lugar à frente de pilotos da categoria 1000cc, que correm juntas, embora tenham pontuação e premiação distintas.

Além de vencer, Duarte conseguiu a marca de 1min17min,930s em sua volta mais rápida, superando o tempo da pole position, que fora de 1min19,063s.
                                                                        

Na oitava e última etapa da competição, estabeleceu a melhor volta em 1min18,326s, e cruzou a linha de chegada em segundo lugar na geral, em primeiro nas 600cc, após grande duelo pelo primeiro posto com Fernando Cesar Cabral, que disputa o campeonato na categoria de 1000cc. Os dois revezaram-se na liderança e levantaram o público a cada troca de posição. Fernando acabou ficando com o primeiro posto.

Além do título nordestino, José Duarte conquistou o vice-campeonato da Copa Sol de Motovelocidade, válida pelo Campeonato Cearense de Motovelocidade, e agradeceu aos que o ajudaram ao longo do ano. O campeão Nordestino revelou ainda já está focado na temporada de 2017, e que já iniciou sua preparação visando as competições que vai encarar no ano seguinte.

O Campeonato Nordeste de Motovelocidade e o Campeonato Cearense de Motovelocidade-Copa Sol de Motovelocidade, tem a chancela da Federação de Motociclismo do Estado do Ceará (FMC), entidade filiada à Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM).

Confira os 10 primeiros colocados (categorias 1000cc e 600cc):

Sétima etapa:
01 José Duarte - 600cc
02 Fernando Cesar Cabral - 1000cc
03 Thiago Felipe Fonseca - 1000cc
04 Eduardo Formiga - 1000cc
05 José Reginaldo dos Santos - 600cc
06 Alberto Icaro Carneiro - 1000cc
07 Paulo Roberto Lima - 600cc
08 José Anizio Pereira - 600cc
09 Josué Júnior - 600cc
10 Fco Carvalho Neto - 1000cc

Oitava etapa:
01 Fernando Cesar Cabral - 1000cc
02 José Duarte - 600cc
03 Fco Carvalho Neto - 1000cc
04 Thiago Felipe Fonseca - 1000cc
05 José Reginaldo dos Santos - 600cc
06 Paulo Roberto Lima - 600cc
07 José Anizio Pereira - 600cc
08 Josué Júnior - 600cc
09 Alberto Icaro Carneiro - 1000cc 
10 Eduardo Formiga - 1000cc

Texto e Fotos: Robério Lessa


Pódio de Ouro

Os premiados em diversas categorias na última etapa do SuperBike Brasil.
                                                                                
Nosso agradecimento ao Gilmar Rose por nos ceder esta foto.


Última etapa do SuperBike Brasil. Nossa equipe acompanhou de todos os pontos do autódromo e resolvemos fazer uma galeria somente de pódios. Nosso objetivo é mostrar todos que ocuparam os cinco lugares reservados a vencedores. Como  são varias categorias, para que não haja erros, não colocaremos nomes somente fotos dos piloto. Vamos aos pódios, pois a equipe Gente Fina mostra mesmo. Parabéns a todos!

                                                                               




















                

Kawasaki:

Kawasaki chega muito forte com Sete modelos para 2ª edição do MotTest 
                                                                  

Kawasaki Z300, Z800 e Z1000 devem atrair muitos fãs da marcas no final de semana
                                                                       

A Kawasaki do Brasil através de seu concessionário de Campinas e Jundiai -  Rota K,  vai participar da segunda edição do MotoTest e mais uma vez dará a oportunidade aos amantes do segmento de duas rodas de comparar os modelos da consagrada marca japonesa com os de seus concorrentes do mercado nacional. No dia 17 de dezembro, sábado, a MotoSchool – escola de pilotagem que organiza o evento – irá reunir no Campo de Provas da Pirelli, em Sumaré (SP), as principais marcas do país que disponibilizarão para testes suas motos das linhas Trail, Touring, Scooter e Modelos Especiais.
                                                              

A Kawasaki estará com seu estande e vai dispor sete lançamentos da linha 2017 para testes. Entre as Nakeds, os visitantes poderão pilotar a potente Z1000, motocicleta que reúne visual bastante agressivo e excelente desempenho em seus 1.043 cm³ de cilindrada. Estarão disponíveis também a Z800 e a Z300, versões intermediária e de entrada da linha.
                                                                    

E para quem busca uma moto bastante versátil, que se saia bem em todos os tipos de terrenos e ainda ofereça o maior prazer de pilotagem, a dica é a Versys 1000. A representante da linha Adventure da Kawasaki estará disponível para testes assim como sua versão de menor cilindrada, a Versys 650.
                                                                  

A esportiva de entrada mais bem avaliada do Brasil também terá seu espaço garantido no estande da marca japonesa. A nova Ninja 300 é famosa por seu motor bicilíndrico que acelera forte em altas rotações e deixa todas as suas concorrentes para trás. E completando a lista de motos disponíveis para testes não poderia faltar a Touring Vulcan S. A moto é ideal para quem sonha em pegar a estrada fazer viagens inesquecíveis. O modelo reúne conforto, potência e muita segurança.
                                                                   

A segunda edição do Moto Test será realizada no dia 17 de dezembro, sábado, no Campo de Provas da Pirelli, em Sumaré (SP). O evento é indicado a todos os amantes do setor motociclístico, principalmente, para quem deseja adquirir um novo modelo sem errar na hora da escolha. Para participar, os interessados devem entrar em contato com a organização do evento através do e-mail mototest@motoschool.com.br – e reservar sua vaga. 

O ingresso para testes de motos premium custa R$ 200,00. Já para os demais modelos, o valor é de R$ 100,00. Acompanhantes pagam R$ 30,00 – podendo usufruir de toda a infraestrutura do local – e crianças de até 12 anos têm entrada liberada. Para a inscrição ser efetivada, o interessado precisa ter habilitação válida e ser proprietário de moto semelhante com no mínimo cinco anos de uso.

VEJA RELAÇÃO DOS MODELOS PARA TESTE.

Kawasaki - Z300 
Kawasaki - Z800 
Kawasaki - Z1000
Kawasaki - Versys 650 
Kawasaki - Versys 1000 
 Vulcan S - 2017 


Serviço:   MotoTest – 2º round 

Modelos:  Trails, Tourings, Scooters e Modelos Especiais (motos que não têm uma classe específica).

Data: 17 de dezembro – sábado

Horário: 8h às 17h

Local: Campo de Provas da Pirelli

Rod. José Lozano de Araújo – Jardim Maria Antonia (Nova Veneza), Sumaré (SP)



SuperBike Brasil.

Piloto cearense disputa título da Copa Honda CBR 500R
Animado após o primeiro dia de atividades na pista do autódromo José Carlos Pace, em Interlagos (SP), José Duarte #97 (Capacetes Shark, Instituto Le Santé, e Macacões One-X) mostrou estar focado na disputa do título da Copa Honda CBR 500R, integrante do SuperBike Brasil.

Nesta sexta (02), o cearense andou forte e manteve-se entre os três primeiros, hora alternando o primeiro postos, o segundo e o terceiro em três sessões de treinos bastante disputadas com Leonardo Tamburro, e seu companheiro no Team Estrella Galícia 0,0 by Alex Barros, Guilherme Brito.

Ao final do dia, com o combinado dos tempos das três práticas de treinos livres, Duarte ficou com a terceira marca, estabelecendo sua melhor passagem em 1min55,250s a 0,730s do primeiro tempo (Tamburro) e a 0,454s do segundo tempo (Guilherme), e analisou o resultado.
                                                               

"Foi um dia proveitoso, gostei do comportamento da moto e consegui ser rápido e constante. Há um grande equilíbrio nessa categoria, todos andando juntos separados por milésimos de segundos, e isso será visto na tomada de tempo deste sábado, que pode ter chuva, e aí muda todo o acerto que fizemos hoje. Termino o dia satisfeito e esperançoso pelo que vem amanhã", afirmou.

Depois de oito etapas muito equilibradas, chegou a hora da grande final do SuperBike Brasil. José Duarte pode chegar ao título e ele está confiante para a conquista. Apesar de estar em segundo lugar na classificação, sua distância para o líder é de 21 pontos. O dono da moto Honda CBR 500R #97, que venceu duas vezes no ano, sabe que só a vitória interessa, e é o que ele vai buscar, com foco e determinação. 

"A expectativa é boa. Quero fazer um bom fim de semana, chegar aos treinos classificatórios com condições de fazer a pole. Para essa corrida eu não tenho o que fazer, a não ser vencer. Eu quero fazer a minha parte. E o que depender de mim eu vou buscar ao máximo. Quero ganhar a corrida e fazer os pontos que preciso, e se acontecer o resultado que espero, quero me tornar o campeão. Vou trabalhar para isso, mas não depende só de mim. Já corremos aqui em São Paulo outras cinco etapas, tudo pode acontecer. Estou confiante", contou. 

Confira os 10 mais classificados da Copa Honda CBR 500R: 
1) Leonardo Tamburro, 161 pontos
2) José Duarte, 140 pontos
3) Arthur Costa, 117 pontos
4) Guilherme Brito, 115 pontos
5) Maria Fernanda Rocha, 70 pontos
6) David Gomide, 68 pontos
7) Moises Elias da Silva, 31 pontos
8) Marcia Reis, 28 pontos
9) Renzo Ferreira e Octávio Sereno, 25 pontos
10) Rafael Paixão, 21 pontos
12) Diogo Moreira, 13 pontos


Robério Lessa
Assessoria de Imprensa.

Super Sport  600cc .

                               Diego Viveiros (#231)  x Bortolini (#37), 
                                                                 
 
Grande duelo vai ocorrer nas motos de 600 cm³ cilindrada que a disputa vai pegar fogo na grande final do SuperBike Brasil. Diego Viveiros (#231), da equipe Tecfil Racing Team, lidera a categoria SuperSport Pro Amador e busca somar mais um título para sua carreira na motovelocidade. Porém, essa missão não será nada fácil. Atual campeão da Copa Kawasaki Ninja 600, Viveiros encontrou um adversário duro que vem fazendo uma campanha impecável na segunda metade da temporada. Apenas três pontos atrás do líder, Marcio Ferreira Bortolini (#37), da Granado Sport Team, obteve um desempenho excelente e venceu as últimas quatro corridas de forma consecutiva.
                              


______________________________

Manutenção da sua moto.


RIFFEL Motospirit alerta sobre alguns cuidados antes de pegar a estrada.
                                                                

Vai viajar no fim do ano? É hora de fazer a manutenção da sua moto

 Já tem muita gente se programando para as tão sonhadas viagens de fim de ano. O trajeto, o lugar, a companhia, quase tudo já está planejado. Mas, para quem vai viajar de moto, é hora de fazer a manutenção e ver se a revisão está em dia. Qualquer problema com peça ou mal funcionamento pode acabar com a diversão e causar muita dor de cabeça. E nada de achar que é cedo para isso: é preciso tempo para verificar se está tudo em ordem, comprar as peças que precisam ser substituídas e agendar um tempo com o mecânico de confiança. Melhor se antecipar para garantir uma viagem tranquila.  

Caso não se sinta seguro para fazer uma análise detalhada da moto, o motociclista deve procurar uma concessionária autorizada ou oficina especializada. Fundamental é sempre ter a motocicleta em plenas condições de uso, principalmente antes de trechos onde serão percorridos muitos quilômetros. Importante também é pesquisar e observar a qualidade das peças a serem utilizadas. "Nos preocupamos muito com a segurança dos motociclistas, por isso oferecemos produtos de alta qualidade para a manutenção das motos. Kits relação, câmaras de ar, amortecedores, caixas de direção e pedais de partida são alguns deles. Queremos que os motociclistas sigam até o seu destino e retornem com tranquilidade", afirma Charles Koschnik, Diretor Comercial da Riffel Motospirit, empresa do segmento de moto peças e roupas de segurança para motociclistas. 

 Mesmo que a manutenção do veículo esteja em dia, seguindo o que diz o manual do proprietário, é importante analisar alguns itens para não ser surpreendido no caminho. Entre as dicas, a primeira é checar todo o sistema de iluminação. “Farol, lanterna e seta são componentes para serem vistos pelos demais veículos, é questão prioritária de segurança. Depois, verifique a folga da corrente e se está na hora de lubrificá-la para evitar danos. Se o pinhão ou a coroa estiverem desgastados, troque o kit relação por completo. Examine as pastilhas de freio; se estiverem com nível acentuado de desgaste, providencie a troca imediata”, sugere Koschnik.  

Atenção também com a calibragem, que em geral muda se a motocicleta for ocupada por uma ou duas pessoas e também se tiver com bagagem ou não. “Siga rigorosamente as orientações fornecidas pelo fabricante, assim você trafega com mais segurança, economiza combustível e ainda minimiza as chances de desgaste incorreto dos pneus. Aproveite a parada no posto para encher o tanque e, claro, sempre que possível abasteça durante o trajeto para não ficar pelo caminho”, ressalta Koschnik. 

Abaixo alguns itens básicos da Riffel que podem ser comprados pelo site www.riffel.com.br e pagos em até 10 vezes sem juros no cartão de crédito (com parcelas mínimas de R$ 30). O frete é grátis para todo Brasil, com compras acima de R$ 199. As moto peças da Riffel também podem ser encontradas nas melhores lojas do ramo. 

- Kit Relação Titanium Fazer 150 – (Transmissão) Yamaha Fazer 150 (13-) 41Z X 14Z - c/ Corrente 428H X 126L.A coroa é produzida em aço 1045; todas as peças são usinadas em máquinas de CNC; o pinhão tem têmpera e a corrente tem modelo mais reforçado. As peças do kit Titanium são zincadas e ele é composto por uma coroa, um pinhão e uma corrente Riffel sem retentor.  

Kit Relação Fazer 250 – (Transmissão) Yamaha Ys 250 Fazer (05-) 45Z X 15Z c/ Corrente Oring 428H X 132L.A coroa é produzida em aço 1045; todas as peças são usinadas em máquinas de CNC; o pinhão tem têmpera e a corrente Riffel tem modelo mais reforçado. É perfeito para as motos de baixa e média cilindrada e para os motociclistas mais exigentes. As peças do kit Top são zincadase eleé composto por uma coroa, um pinhão e uma corrente com retentor O’Ring, que proporciona menos ruído. 

Kit Relação Bros 160 – (Transmissão) Honda Nxr 160 Bros 48Z X 16Z (15-) - c/ Corrente 428H X 128L.A coroa é produzida em aço 1045; todas as peças são usinadas em máquinas de CNC; o pinhão tem têmpera e a corrente Riffel tem modelo mais reforçado. As peças do kit titanium são zincadas e ele é composto por uma coroa, um pinhão e uma corrente Riffel sem retentor. 

Kit Relação CB 300 – (Transmissão) Honda Cb 300R (09-) 37Z X 13Z - c/ corrente 520H X 110L. A coroa é produzida em aço 1045; todas as peças são usinadas em máquinas de CNC; o pinhão tem têmpera, a corrente Riffel tem modelo mais reforçado. As peças do kit titanium são zincadas e é composto por uma coroa, um pinhão e uma corrente Riffel sem retentor. 

Kit Relação DL-650 – (Transmissão) Suzuki Dl 650 V-Strom (07-16) 47Z X 15Z – com corrente EK 525H X 120L (118L). A coroa é produzida em aço 1045; todas as peças são usinadas em máquinas de CNC; o pinhão tem têmpera e as peças do kit Super Top são zincadas. Para motos de alta cilindrada, a linha EK O-Ring proporciona durabilidade de até 4x mais que uma corrente tradicional. A linha também reduz o ruído da corrente e mantém a lubrificação por mais tempo. O kit é composto por uma coroa, um pinhão e uma corrente EK. 

Sobre a Riffel Motospirit: Consolidada como fornecedora de peças para as principais fabricantes de motos no Brasil, a Riffel - empresa com sede em Blumenau, Santa Catarina - construiu sua história de sucesso na união do conhecimento industrial com a paixão pelo motociclismo. Mostrando novamente sua capacidade de ir além, a empresa passou a investir também em acessórios de segurança como jaquetas, calças, botas e luvas para motociclistas, linha apresentada pela empresa como “motowear", e que contribuiu para tornar a marca ainda mais reconhecida e admirada pelo consumidor.



http://www.riffel.com.br/

Blog: blog.riffel.com.br

Telefone: (47) 3231-0500

Facebook: http://www.facebook.com/riffel.motospirit

Instagram: http://instagram.com/riffel.motospirit

Twitter: http://twitter.com/RiffelMotopecas

YouTube: http://www.youtube.com/c/RiffelMotospirit

Linkedin: http://www.linkedin.com/company/riffel-moto-pe-as




 Copa Kawasaki Ninja 600 


Samara vence as duas baterias Ninja 600 da rodada dupla em Goiânia
                                                                   


Samara Andrade (#74), da equipe Moretti Racing Team, conquistou um importante resultado na 8ª etapa da Copa Kawasaki Ninja 600, disputada neste domingo (13) no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). A piloto paulista, da cidade de Jundiaí, teve um bom desempenho e venceu as duas baterias da rodada dupla realizadas abaixo de mau tempo. Com o resultado, a briga pelo título da categoria permanece em aberto e será definida apenas na etapa final, marcada para o dia 4 de dezembro em Curitiba (PR).
                                                                    

Mas o caminho para chegar às vitórias não foi nada fácil. Samara largou na segunda posição da categoria Ninja 600 e protagonizou uma belíssima disputa pela liderança com Bruno Rodrigues (#30), da equipe Tecfil Racing Team, ao longo das duas largadas. Na primeira, realizada no final da manhã e com a pista bastante molhada, Samara conseguiu ultrapassar o adversário na sexta volta e tomou a dianteira. Porém, não conseguiu abrir uma vantagem confortável.

Os dois pilotos seguiram no mesmo ritmo até o fim da corrida e Samara recebeu a bandeirada apenas seis décimos à frente de Bruno. Enquanto isso, a terceira posição ficou com Victor Liuti (#222), da RF Racing, seguido pelos dois adversários da categoria Master – com pilotos acima de 45 anos: Valter Rubino (#65), da Misano Racing Team, em quarto e vencedor da categoria e José Anísio Pereira (#63) em quinto no geral e vice-líder entre os seniores.
                                                                   

Já a segunda bateria foi ainda mais disputada. A corrida foi interrompida logo na primeira volta, quando a chuva voltou a cair. Assim, a direção de prova optou pelo procedimento de bandeira vermelha para que os pilotos pudessem retornar aos boxes e trocar de pneus. Logo após a nova largada, Samara iniciou bem e ainda nas primeiras voltas alcançou Bruno Rodrigues.

As nuvens pesadas deram uma trégua e a maior parte da prova foi realizada sem chuva. Na terceira volta Samara já assumia a ponta. E assim como na corrida anterior, Bruno não desistiu do lugar mais alto do pódio. O piloto acelerou forte nas voltas finais e conseguiu reduzir bastante a vantagem da adversária. Mas o dia era mesmo de Samara. Por uma diferença de apenas três décimos, a piloto da equipe Moretti obteve sua quarta vitória na temporada. Bruno ficou com a segunda posição e Victor Liuti (#222), da RF Racing, em terceiro.

Na categoria Master, o resultado foi o mesmo da bateria anterior. Valter Rubino (#65), da Misano Racing Team, garantiu mais uma vitória e Jose Anísio Pereira (#63) ficou com a segunda posição.

Com a combinação de resultados em Goiânia, a classificação geral da Ninja 600 ficou ainda mais embolada e adiou a definição do título da temporada 2016 apenas para a rodada final. Bruno Rodrigues segue líder com 167 pontos e Samara vem na segunda posição com 156 pontos. 

O SuperBike Brasil tem Patrocínio Silver Honda, Mobil, Pirelli e Yamaha. Patrocínio Bronze Premium de Kawasaki, Ducati e MotoSchool. Patrocínio Bronze de Shark, Diafrag, Alpinestars e Tutto Moto.   

Ingressos para ARQUIBANCADA são GRATUITOS.

Calendário SuperBike Brasil 

9° SuperBike Brasil: 04 de dezembro - Interlagos (SP) *nova praça

Siga-nos também nas redes sociais: 

Facebook: facebook.com/Superbikeoficial

Twitter: @SuperBikeBrasil

Youtube: www.youtube.com/superbikebrasil

Instagram: instagram.com/superbikebrasil


Super Bike
Lewis mantém liderança na SuperBike, mas vê Faustino cada vez mais próximo.
                                                                        

E vem disputa boa na etapa do SuperBike em Goiânia no próximo final de semana.


 O SuperBike Brasil parte para sua final e a disputa na categoria SuperBike fica cada vez mais intensa. A vantagem de Danilo Lewis (#17), da equipe Tecfil Racing Team, na liderança caiu para apenas nove pontos e o atual campeão Diego Faustino (#68), da Honda, promete fazer de tudo para reduzir ainda mais essa diferença na próxima etapa, que será realizada no dia 13 de novembro no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO).
                                                                       
  

Para adicionar ainda mais emoção, o próximo encontro – o único disputado na região Centro-Oeste na temporada 2016 – terá rodada dupla. Ou seja, estarão em disputa 50 pontos, além do ponto extra da pole position. E como se isto só não bastasse, a participação de Diego Pierluigi (#84), da equipe BMW Motorrad Alex Barros Racing, adicionará ainda mais tempero nessa briga pela liderança. O piloto argentino estreou na competição no meio do calendário e venceu as duas provas que participou – em Curitiba e Londrina. Nesta última, Pierluigi tomou a ponta apenas na penúltima volta da corrida e com isso tirou cinco pontos preciosos de Faustino, que o deixariam ainda mais próximo do líder do campeonato. 

“Mais do que feliz. Primeiro lugar em Londrina. Nada é casualidade. Trabalho, sacrifício e dedicação a cada dia, todos os dias. Agradeço infinitamente a Alex Barros por confiar em mim, e a toda a equipe que trabalhou dando 100% de si”, publicou o argentino em uma rede social.
                                                                       

Já Faustino, que corria em casa diante de sua torcida, ficou com o segundo lugar no pódio e com isso alcançou 113 pontos na tabela classificatória após a sétima etapa – caso vencesse, estaria com 118, apenas quatro atrás de Lewis.
                                                                    

“Londrina foi uma prova sensacional com ritmo muito forte do começo ao fim. O calor estava insuportável, a pista extremamente quente e mesmo assim mantivemos as voltas na casa de 1m17s. Após liderar praticamente toda a corrida, terminei na 2ª colocação e estou muito contente com meu resultado, pelo desempenho e por estar mais perto na briga pelo campeonato! Próxima parada, Goiânia com rodada dupla!”, declarou o atual campeão.

E realmente a 8ª etapa pode mudar os rumos do campeonato. Danilo Lewis (#17), da equipe Tecfil Racing Team, venceu três das cinco provas disputas em Interlagos, porém, fora de São Paulo não conseguiu manter o mesmo desempenho. Em contrapartida, o atual líder do campeonato foi o mais rápido e futurou sua única vitória na temporada 2015 justamente correndo em Goiânia. Nesta última prova, em Londrina, Lewis voltou a acelerar mais forte e obteve seu melhor desempenho na segunda metade do campeonato: um terceiro lugar.
                             
“P3 na corrida de hoje [domingo (23)]. Infelizmente tive problemas na minha largada, caindo de segundo para 8° Lugar, mas impus um bom ritmo e conseguimos conquistar a terceira colocação. Não foi nada fácil. Essa pista é difícil de fazer ultrapassagem. Após esse resultado, continuamos na liderança do campeonato. Agora é continuar dedicado para as duas etapas [finais] do campeonato Brasileiro de Motovelocidade 2016”, comentou Lewis.
                                                                     

Dando seguimento à classificação da categoria SuperBike, José Luiz "Cachorrão" (#51), da equipe Honda, manteve o terceiro lugar na tabela após a 7ª etapa, porém, já vê em sua cola a presença de Wesley Gutierrez (#134), da Kawasaki Racing Team, que está apenas um ponto atrás. O piloto londrinense obteve o quarto lugar correndo em casa e com isso alcançou de vez os adversários da Honda. Enquanto isso, Maico Teixeira (#36) – quinto em Londrina – perdeu uma posição no classificatório e caiu para o quinto lugar no geral, também pela diferença de somente um ponto.
                                                                 

Classificação da categoria SuperBike após a 7ª etapa do campeonato
1º - Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing Team – 122 pontos
2º - Diego Faustino (#68), da Honda – 113 pontos
3º - José Luiz "Cachorrão" (#51), da Honda – 85 pontos
4º - Wesley Gutierrez (#134), da Kawasaki Racing Team – 84 pontos
5º - Maico Teixeira (#36), da Honda – 83 pontos
6º - Sebastiano Zerbo (#81), BMW Motorrad Alex Barros Racing – 63 pontos
7º - Diego Pretel (#88), da BMW Motorrad Alex Barros Racing – 46 pontos
8º - Marco Solorza (#55), da JC Racing Team– 37 pontos
9º - Mauro Thomassini (#5), da Motom – 31 pontos
10º - Juracy Rodrigues "Black" (#560), da Black Day Racing Team – 30 pontos

E que venha GOIÂNIA !! 

SERVIÇO
8ª etapa do SuperBike Brasil
Quando: entre os 11 e 13 de novembro
Onde: Autódromo Internacional Ayrton Senna
Endereço: Rodovia GO-02, km 04, Parque Lozandes, Goiânia (GO)
Ingressos de paddock: 1º lote R$ 30; 2º lote R$ 35 e 3º lote R$ 40
ARQUIBANCA GRATUITA

Mais informações, acesse: superbike.com.br



Brasil Motorcycle Show
                                                                     


Veja como foi o show de encher os olhos dos apaixonados por duas rodas em Curitiba



Assim aconteceu a 3ª edição do Brasil Motorcycle Show (BMS). O evento, que aconteceu na Expo Renault, localizada dentro do Parque Barigui.
                                                                      

Milhares de pessoas passaram por la  e conferiram de perto um pouco do glamou desse salão. 
                                                                        

Marcas nacionais e internacionais de motocicletas mostraram tudo no BMS.
                                                                          

Entre elas, destaque para icônicas como Harley Davidson, Triumph, Ducati, Honda, Suzuki, Indian, KTM, Yamaha, Kawasaki Off Road e BMW, também ocorreu  venda de peças de motocicletas e food Trucks no local.
                                                                        

O trabalho de customização foi mostrado de varias formas pela equipe que só tem feras formada por eles; Celio Dobrucki, Dynamite Crew, Benditha Macchina e King Kustom Motor Garage.
                                                                      

Fritando pneus e um pouco mais. 


Exposição

Brasil Motorcycle Show (BMS)
  


Kawasaki 

MotoTest: Participará de evento de test ride com cinco modelos top de linha.
                                                                     

Sábado, dia 15 de outubro na Pista da Pirelli em Sumaré, interior de São Paulo

São Paulo, outubro de 2016 -    Esta é uma oportunidade única para conhecer de perto os diferenciais das motocicletas da Kawasaki e comparar os modelos da consagrada marca japonesa com seus concorrentes do mercado nacional. No dia 15 de outubro, sábado, será realizada a primeira edição do Moto Test, um evento organizado pela escola de pilotagem MotoSchool, direcionado ao público do segmento motociclístico, que reunirá todas as marcas que operam no país para realização de um grande test ride no Campo de Provas Pirelli, em Sumaré (SP).
                                                                      

A Kawasaki estará representada pela concessionária Rota K – que tem unidades em Campinas e Jundiaí – e colocará cinco modelos à disposição para testes. Entre eles estão a esportiva ZX-10R, mesma motociclista utilizada em competições de motovelocidade como o Mundial de SuperBike e o SuperBike Brasil; a supernaked Z1000, com seu imponente motor de 1.043cc, que atinge impressionantes 142 cavalos de potência; a naked Z800, referência no segmento de média alta cilindrada com seu visual bastante agressivo; a ER-6n, bicilíndrica que combina agilidade, conforto e design distinto com uma performance amigável e quando se fala em  Ninja representa o melhor que a Kawasaki tem a oferecer ao consumidor que também poderá experimentar a Ninja 300 e a Z300.
                                                                   

Para o gerente de Vendas e Marketing da Kawasaki, Mauro Ferraz, esta é uma oportunidade ideal para os futuros compradores analisarem todas as opções do mercado e identificarem as vantagens que a Kawasaki pode oferecer.
                                                                          

“A expectativa da Kawasaki é que, pela primeira vez, teremos um evento fechado e direcionado ao nosso público alvo que terá a oportunidade única de comparar nossos produtos com os de nossos concorrentes diretos. Estamos certos de que, quando se fala de Kawasaki, a qualidade, desempenho e design são superiores. Mas não basta falar, queremos que nossos clientes testem isso e comprovem diretamente esta vantagem”, destaca o gerente.
                                                                    

Já para Daniel Brull, proprietário da concessionária Rota K, os futuros compradores poderão testar plenamente as motos durante o evento e com isso tirar suas próprias conclusões, confirmando, ou não, as informações que já tinham de determinado modelo.
                                                                            

“A proposta do MotoTest é fantástica. Muitos clientes leem matérias e comparativos, ouvem amigos e comentários e criam uma ideia de um modelo, mas nem sempre correspondem com o que ele está procurando ou com seu estilo, até porque a pilotagem é algo muito pessoal. A oportunidade de comparar motos de modelos e marcas diferentes é única, de passar a limpo e fazer a escolha certa. Com a Kawasaki tenho certeza que iremos surpreender com toda tecnologia, potência e conforto das motos de Akashi”, comenta o concessionário.

Até então inédito no Brasil, o MotoTest é um evento indicado para todos os amantes do setor motociclístico de alto desempenho, principalmente, para quem deseja adquirir um novo modelo sem errar na hora da escolha. Para participar, os interessados devem entrar em contato com a organização do evento através do e-mail mototest@motoschool.com.br – e reservar sua vaga. O ingresso para testes de motos premium custa R$ 200,00. Já para os demais modelos, o valor é de R$ 100,00. Acompanhantes pagam R$ 30,00 – podendo usufruir de toda a infraestrutura do local – e crianças de até 12 anos têm entrada liberada. Para a inscrição ser efetivada, o interessado precisa ter habilitação válida e ser proprietário de moto semelhante com no mínimo cinco anos de uso.

Serviço: MotoTest

Data: Sábado, 15 de outubro de 2016

Local: Campo de Provas Pirelli

Investimento: R$ 200 para MotoTest Premium e R$ 100 para demais modelos; R$ 30,00 entrada de acompanhantes. Crianças até 12 anos não pagam

Endereço: Rodovia José Lozano de Araújo – Jardim Maria Antonia, Sumaré (SP)

Ninja H2R estará em exposição 
Kawasaki 

ZX-10R - Kawasaki Racing Team 
Kawasaki 

Z1000 
Kawasaki 

Z800 
Kawasaki 

ER-6n 
Kawasaki 

Ninja 300 - 2017 
Kawasaki 


Z300 
Kawasaki 

________________________________________________

SuperBike

Após 4ª vitória consecutiva, Eric Granado assume liderança da SuperSport.



A SuperSport se despede da etapa de Curitiba com mais uma mudança importante entre os ponteiros. Na temporada 2016, a briga pelas primeiras posições tem se mostrados bastante acirrada e a categoria já soma seu quarto líder consecutivo no ano. Desta vez, a fera do motociclismo brasileiro, Eric Granado (#51), da equipe Granado Sport Team, assegurou o lugar mais alto da tabela.
                                                                   

O piloto paulistano mantém um aproveitamento invejável no campeonato. Das quatro rodadas que participou, venceu todas e ainda obteve três poles. Eric Granado, que não realizou duas corridas por questões de agenda – coincidiam com as etapas do Europeu de Moto2 – alcançou a liderança na segunda metade do campeonato e, caso mantenha o atual desempenho, será muito difícil deixar escapar o título.
                                                               

Entretanto, além de apresentar um novo líder para a categoria, a etapa de Curitiba, realizada no dia 11 de setembro, mostrou que Eric Granado tem um adversário à sua altura. Pela primeira vez na temporada, um piloto ameaçou sua liderança e protagonizou uma bela disputa na pista. O uruguaio Maximiliano Gerardo (#41), da equipe Motonil Motors, iniciou a última rodada como líder temporário da categoria, e cumpriu à risca a missão de tentar assegurar a posição no duro embate travado com o adversário da Granado Sport Team.
                                                                             

Consideravelmente mais rápidos, os dois pilotos travaram uma briga particular que começou ainda nos primeiros treinos, quando revezavam a liderança. Entretanto, no fim, Granado sempre conseguia ficar alguns décimos à frente. Na prova não foi diferente. Até a sexta volta, o uruguaio mostrou forças para seguir o ritmo de Granado e, por vezes, tomar a liderança. Porém, nos momentos finais da corrida acabou baixando o ritmo e se conformando com o segundo lugar.

“Contente com o resultado e o trabalho deste final de semana. Terminamos com o segundo posto e brigamos pela liderança até o fim. Agora é seguir trabalhando para a próxima [etapa], que a vitória está cada vez mais perto”, publicou o uruguaio nas redes sociais.

Enquanto isso, Eric Granado comemorou bastante a vitória que o alçou à liderança da categoria SuperSport.

“Muito feliz pelo resultado e principalmente pela liderança do campeonato. Obrigado à GST Granado Sport Team pelo grande trabalho em um fim de semana perfeito. Obrigado a todos que acreditam em mim e ao público lindo que foi lá no Autódromo Internacional de Curitiba torcer por todos nós”, agradeceu Granado.

Seguindo a ordem da tabela classificatória, Pedro Sampaio (#28), da equipe Tecfil Racing Team, ocupa a terceira posição. O piloto gaúcho, da cidade de Bento Gonçalves, obteve o quarto lugar em Curitiba e se distanciou um pouco da briga pela liderança do campeonato, isso restando apenas três rodadas.

“Larguei muito mal e fui lá para trás. Tive que buscar posições desde o início, até que na última volta estava na briga pelo terceiro lugar. Os retardatários dificultaram bastante no final. Com isso, o terceiro colocado abriu vantagem e não havia mais tempo de atacar. Foi um resultado satisfatório, mas quero fazer melhor na próxima”, declarou Sampaio.

Já o atual campeão da categoria, Matheus de Oliveira Dias (#70), da equipe Motom, segue na quarta posição. O piloto começou bem a temporada, vencendo a primeira etapa, porém, com a entrada de novos e fortes competidores, acabou ficando um pouco para trás na disputa pelos primeiros lugares.

Enquanto isso, Alex Schultz (#22), da equipe Dynel's Racing Team, manteve a quinta posição na tabela classificatória e comemorou o resultado obtido no Autódromo Internacional de Curitiba.

“A corrida em Curitiba foi sensacional. Tudo certo aqui, P6, evolução constante. Próxima etapa em Londrina mês que vem”, publicou Schultz em sua conta oficial no Facebook.

A próxima etapa do SuperBike Brasil será realizada no Autódromo Ayrton Senna, em Londrina (PR) no dia 23 de outubro.

Confira abaixo os primeiros colocados da categoria SuperSport após a disputa da 6ª etapa da categoria SuperSport:

  1º - Eric Granado (#51), da Granado Sport Team (GST) – 103 pontos
  2º - Maximiliano Gerardo (#41), da Motonil Motors – 99 pontos
  3º - Pedro Sampaio (#28), da Tecfil Racing Team – 91 pontos
  4º - Matheus de Oliveira Dias (#70), da Motom – 84 pontos
  5º - Alex Schultz (#22), da Dynel's Racing Team – 76 pontos
  6º - Lucas Bittencourt (#202), da Paulinho SuperBikes – 63 pontos
  7º - Lucas Torres (#77), da Pitico Race Team – 61 pontos
  8º - Dudu Costa Neto (#117), da Castrol Team – 33 pontos
  9º - Osvaldo Jorge Filho Duende (#55), da Duende Racing – 27 pontos
10º - Gerson Campos (#82), da Motom – 22 pontos

Ingressos para ARQUIBANCADA são GRATUITOS.

Serviço
7ª etapa do SuperBike Brasil
De 20 a 23 de outubro
Autódromo Ayrton Senna
Av. Henrique Mansano, 777, Londrina (PR).

___________________________________

Pierluigi venceu a 6ª etapa da SuperBike.

         
Diego Pierluigi (#84), da equipe BMW Motorrad Alex Barros Racing, acelerou forte e venceu a 6ª etapa da SuperBike, prova realizada no início da tarde deste domingo (11) no Autódromo Internacional de Curitiba. O piloto argentino, que já tinha sido o mais rápido nas sessões classificatórias, confirmou o bom resultado na pista sem sofrer nenhum incidente.

O único percalço na excelente prova de Pierluigi ocorreu logo na largada. O piloto foi ultrapassado por Diego Faustino (#68), da equipe Honda, que tomou a dianteira e saltou para a ponta. Porém, não conseguiu abrir vantagem. Na terceira volta o argentino já havia recuperado a posição para não mais deixá-la. Com um ritmo muito forte, o piloto da equipe BMW Motorrad conseguiu se consolidar na liderança e ainda contou com o azar do adversário paranaense, que acabou sofrendo uma queda na segunda metade da prova e dando adeus a qualquer possibilidade de vitória.

Com o caminho completamente aberto, Diego Pierluigi cruzou a linha de chegada em primeiro, pouco mais de seis segundos à frente dos adversários. Enquanto isso, a vice-liderança ficou para Wesley Gutierrez (#134), da equipe Kawasaki Racing Team. O piloto, natural da cidade de Londrina (PR), realizou uma prova consistente e se beneficiou dos erros dos adversários. Primeiro ganhou a terceira posição de Sebastiano Zerbo (#81), da BMW Motorrad Alex Barros Racing, e por fim herdou o segundo lugar com o incidente de Faustino.

Marco Solorza (#55), da equipe JC Racing Team, faturou a terceira colocação na prova. O piloto argentino imprimiu um ritmo intenso no final da corrida e chegou a ameaçar a vice-liderança de Gutierrez. Já Sebastiano Zerbo foi o quarto a receber a bandeirada. O italiano fez um início de corrida brilhante. Saltou da 11ª posição para o terceiro lugar. Porém, na segunda metade da prova acabou perdendo rendimento e sendo ultrapassado. Por fim, o líder do campeonato, Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing Team, completou o pódio com a quinta posição e comemorou o fato de seu principal adversário, Diego Faustino, ter completado a prova apenas na nona colocação.

______________

Motorcycle Rock.

Dias 15, 16, 17 e 18 de setembro de 2016 no Paraíso das Águas, em Sumaré, São Paulo.



Quem gosta de rock não pode perder a programação musical do Veteran Motorcycle Rock, que acontece de 15 a 18 de setembro, no parque aquático Paraíso das Águas, em Sumaré, interior de São Paulo. A 36ª edição do evento, que reúne música e entretenimento, ocorre pela primeira na cidade e promete repetir o sucesso do Limeira Motorcycle Rock, realizado em maio deste ano.
                                                                     

Todas as bandas são cover´s de bandas de expressão nacional e internacional e foram criteriosamente escolhidas para promover diversão de qualidade para o público.
                                                                     

Na quinta-feira – dia 15, a partir das 20h – se apresenta Banda Soluarea, fazendo um tributo a Charlie Brow Jr. Já na sexta, é a vez de Gun’s and Roses e AC/DC, 21h e 23h respectivamente. No sábado, a animação começa cedo para curtir bem o dia: por volta das 15h, o show Creedence Tribute – com a banda Flamme (oficial do Veteran); às 17h, Raul Seixas; às 19h, QUEEN; às 21h, Ozzy Osbourne e para fechar a noite, às 23h, KISS. No domingo, dia 18/09, é a vez dos shows de Elvis Presley, às 12h; CLASSIC ROCKS com a banda Senhor X, às 14h e, no melhor encerramento, Legião Urbana, às 18h.
                                                                      

No dia 15 a entrada é gratuita, Já nos dias 16, 17 e 18, custa R$ 10. Para não perder nenhum dia de festa, o ingresso promocional para os 3 dias fica por R$ 15. Os ingressos serão vendidos na bilheteria no dia dos shows. 
                                                                        

Estrutura  -   Já conhecido por abrigar grandes shows e eventos, o parque aquático Paraíso das Águas foi escolhido para mais este evento pelos diferencias de segurança, infraestrutura e conforto que oferece. O local está sendo todo estruturado - 260 mil metros quadrados - para receber bem e atender as peculiaridades desse público: recepção, área VIP, posto de informações, posto médico, sanitários e guarda volumes. 
                                                                       

Atrações - Além dos shows, haverá exposição com mais de cem modelos clássicos de motos, alguns deles exclusivos no Brasil, pertencentes aos associados do Veteran Motorcycle. Revendas de motocicletas - com modelos de diversas marcas -, lojas de assessórios, camisetas, bijuterias e produtos de decoração temáticos serão comercializados. Entre um show e outro, uma paradinha na Praça de Alimentação, inclusive com food trucks, que promete agradar vários paladares.   

O evento conta com a parceria da Prefeitura de Sumaré, através das secretarias de Turismo e Eventos e Meio Ambiente e tem a realização da GPS Eventos e MKT do Motorcycle Rock Limeira em parceria com Veteran Motorcycle Club do Brasil.

Veteran Motorcycle Rock

15, 16, 17 e 18 de setembro de 2016
Local: Parque Aquático Paraíso das Águas:
Ingressos:  Dia 15 (quinta-feira) a entrada é GRATUITA
Ingressos avulsos: 16, 17 e 18 - custam - R$ 10 (dez reais por dia)
Pacote para os três dias (16,17 e 18) de evento:  R$ 15 (quinze reais)
Horários: dias 15 e 16/09 das 18h à 1h; dia 17, das 12h à 1h; dia 18/09, das 10h às 20h.
Estacionamento para motocicletas é GRATUITO e carros pagam R$ 20 (vinte reais)


                                                      ___________________


Riffel Motospiri;     

Anunciou parceria com o projeto “Motostory - A História da Motocicleta no Brasil”
Carlãozinho Coachman ao lado do renomado arquiteto Ruy Ohtake 
 Anunciou parceria com o projeto “Motostory - A História da Motocicleta no Brasil”. O objetivo da iniciativa é colaborar com a preservação da memória, dos fatos e personagens que construíram a trajetória da motocicleta no país dentro e fora das pistas. Para cultivar a cultura motociclística nacional, a ação, liderada por Carlãozinho Coachman, trabalha em diversas frentes, como desenvolvimento de livros, documentários, encontros periódicos para relembrar episódios e homenagear pessoas que escreveram seu nome no setor, entre outras atividades. 
                                                                    

“A chegada da Riffel é emblemática. Nosso projeto é ambicioso, envolve uma série de ações e estou feliz por ter a confiança de uma empresa desse porte apoiando a preservação da memória sobre duas rodas. Tenho certeza que será uma relação próspera e duradoura”, diz Carlãozinho Coachman, que está à frente do Motostory.
                                                                        

Um dos pontos altos da ação é o trabalho de construção do Centro de Cultura em Duas Rodas e o Museu Motostory, projetos assinados pelo renomado arquiteto Ruy Ohtake e que terá, além de modelos históricos, artigos diversos ligados ao assunto em uma área de convivência para os apaixonados por motocicletas. Ambos estão em fase de implantação.
                                                                        

Vale destacar também o calendário temático 2016, publicado graças ao acervo do fotógrafo e jornalista Edson Lobo, com algumas das mais incríveis imagens do motociclismo nacional que marcaram o final dos anos de 1960 e início da década de 1970. O material foi distribuído no fim do ano passado e já está em fase de elaboração uma nova versão para o próximo ano. 
                                                               

“Para a Riffel é um privilégio fazer parte de um projeto que valoriza a história nacional do setor de duas rodas. Todas essas atividades do Motostory são relevantes não só para essa geração como também para os jovens que estão ingressando agora nesse universo fantástico. A iniciativa vai ao encontro da nossa proposta, de garantir o bom uso da motocicleta em qualquer circunstância”, finaliza Charles Koschnik, Diretor Comercial da empresa. 

Para saber mais sobre o projeto é possível acompanhar todas as atividades do Motostory em sua página oficial no Facebook através do seguinte endereço: http://www.fb.com/motostory.br


Sobre a Riffel Motospirit:  Consolidada como fornecedora de peças para as principais fabricantes de motos no Brasil, a RIFFEL - empresa com sede em Blumenau, Santa Catarina - construiu sua história de sucesso na união do conhecimento industrial com a paixão pelo motociclismo. Mostrando novamente sua capacidade de ir além, a empresa passou a investir também em acessórios de segurança como jaquetas, calças, botas e luvas para motociclistas, linha apresentada pela empresa como “motowear” e que contribuiu para tornar a marca ainda mais reconhecida e admirada pelo consumidor. 

Sobre Carlos Eduardo de Escobar Coachman Filho:  Mais tarde conhecido como Carlãozinho Coachman, começou a frequentar o motociclismo desde que se conhece por gente. Aprendeu a pilotar aos 9 anos usando a Yamaha Minienduro 50 de sua prima, até ganhar sua primeira motocicleta, uma Gemini 80 aos 12 anos. Logo ingressaria nas competições, começando pelo Trial, modalidade introduzida no Brasil por seu pai, passando pelo Enduro de Velocidade, Enduro FIM, Motocross e Rally e Motovelocidade.



Site: http://www.riffel.com.br

Blog: blog.riffel.com.br

Telefone: (47) 3231-0500

Facebook: http://www.facebook.com/riffel.motospirit

Instagram: http://instagram.com/riffel.motospirit

Twitter: http://twitter.com/RiffelMotopecas

YouTube: http://www.youtube.com/c/RiffelMotospirit

Linkedin: http://www.linkedin.com/company/riffel-moto-pe-as



2ª etapa da Copa São Paulo de Motocross 

Irmãos Lima dominam a 2ª etapa da Copa São Paulo de Motocross com foco no Brasileiro.
                                                                        

São Paulo, 30 de agosto de 2016  -   Os irmãos da Kawasaki Racing Team foram absolutos no último domingo na segunda etapa da Copa São Paulo de Motocross em Tietê na pista Peter Jones, dominando as duas classes que competiram com dobradinha inversa entre eles, não dando chance para os concorrentes nas principais categorias. 
                                                                     

Eduardo Lima #2 venceu a MX2 seguido por seu irmão Marcello Lima #5 ambos a bordo das poderosas KX 250F e em seguida repetiram a dobradinha porém de forma inversa dessa vez na MX Open e com as KX 450F, com Marcello em primeiro e Eduardo em segundo, com domínio verde no topo das principais categorias no estado de São Paulo na sequência os pilotos seguem para Morrinhos GO onde representam a Kawasaki Racing Team pela 4ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross Pró. 
                                                                         

“Foi um excelente treino para a 4ª etapa do Brasileiro que acontece nesse próximo fim de semana em Morrinhos-GO, eu e meu irmão estamos com um excelente ritmo e nossas Kawasakis estão perfeitas depois das vitórias desse final de semana, vamos bastante animados para a próxima rodada do Brasileiro de Motocross”. Disse Marcello Lima (Ratinho #5) 
                                                                             

“Treinamos muito para essa etapa e sinto que estamos muito bem preparados para estar no pódio representando a Kawasaki entre os melhores do Brasil, nossa dobradinha na Copa São Paulo subiu a alto-estima e já nos deixou em clima de competição, vamos com foco total e em busca de um bom resultado”. Ressaltou Eduardo Lima #2 

_________
                         
Super Bike 5° Etapa 

Sandro Paganelli (#64) levou  Copa Kawasaki 300.

Piloto da Paganelli Racing  somou 164 pontos e garantiu o Campeonato



Foto da 5° Etapa.


------------------------------------------------------
Falamos com Piloto  campeão da Copa CBR 500 R Teen.

                                                


Copa Kawasaki Ninja 600


  Bruno Rodrigues (#30), da equipe Tecfil Racing Team Vence 


 1° Bruno Rodrigues (#30), da equipe Tecfil Racing Team
 2° Rogério Munuera (#88), da equipe Boi Motos Racing.
 3°Junior Américo de Oliveira (#60), da Viana Racing.
 4° Ricardo Barlette 
 5° Samara Andrade (#74), da Moretti Racing Team




SuperSport Pro Amador:


Diego Viveiros (#231), da equipe Tecfil Racing Team venceu.




 1° Diego Viveiros (#231), da equipe Tecfil Racing Team.
 2° Cristiano Aquino Nogueira (#26), da equipe MCW Racing Team. 
 3° Rafael Dadario (#86),da Viana Racing. 
 4° Leandro Ramos Esposito (#32), da Pitico Race Team
 5° Luis Ferraz (#13), da Tecfil Racing Team.

 Resultado desse Domingo 21/08/2016


Humberto Turquinho JR. estreia pela Yamaha R3 Cup
                                                                              


Piloto paulista fez uma corrida consistente e comemora primeiro pódio no comando da Yamaha YZF R3 no SuperBike Brasil

Foi um fim de semana de superação para o piloto Humberto Turquinho JR. que fez sua estreia na Yamaha R3 Cup, na quinta rodada do SuperBike Brasil, disputada na manhã deste domingo (21), no Autódromo de Interlagos (SP).
                                                                     

Após sair da categoria Super Street, Turquinho fazia sua primeira corrida sob o comando da Yamaha YZF R3, e buscou durante todo o fim de semana andar o máximo de voltas possíveis nas seis sessões de treinos (livres e classificatórios) como forma de se aclimatar ao novo equipamento.

Com a chuva que caíra no sábado (20) e neste domingo (21), o jovem piloto de 10 anos de idade teve um duro teste que acabou mostrando sua qualidade na pilotagem em uma categoria onde todos tem o mesmo equipamento.

Largando da 16ª posição do grid composto pela Super Street e R3 Cup, em sétimo na sua categoria, Turquinho soube se impor no início da prova e foi galgando posições ao longo das 10 voltas e concluiu a etapa na oitava posição geral, e em terceiro lugar entre os competidores das motos Yamaha, premiando todo o esforço dele e da equipe Fast Kids.

"Foi uma corrida com pista molhada, o que requer muito cuidado, mas acabei em oitavo no grid geral, em terceiro na minha categoria. Tive de fazer uma prova com muito cuidado para não errar e chegar bem nessa estreia na R3. Agora vamos à Curitiba e vou fazer o meu melhor para continuar evoluindo. Quero agradecer à equipe pela acolhida e pela moto que me entregaram aqui e, mais uma vez, ao meu pai pelo esforço que faz para realizar esse sonho que é competir em um campeonato como é o SuperBike Brasil. Estrear com o pódio é muito bom. Estou Feliz, muito feliz", afirmou Turquinho.

Se o jovem competidor estava satisfeito com o resultado, ele acabou sendo surpreendido de forma positiva ao saber, no fim da tarde de domingo (21), que os comissários desportivos decidiram desclassificar Rafael Traldi, que chegara em primeiro. Com isso, Turquinho subiu mais um degrau no pódio ficando com o segundo lugar em sua estreia na R3 Cup.

A próxima etapa da competição acontece dia 11 de setembro, em Curitiba (PR).

Confira os cinco primeiros da Yamaha R3 Cup: 
01 - Niko Ramos
02 - Humberto Turquinho JR.
03 - Flávio Brito de Souza 
04 - Ricardo Matiussi
05 - Marciano Santin

Robério Lessa - Assessoria de Imprensa.
Fones: (85) 99603-2344 (Tim). (85) 99412-6930 (Claro). (85) 98180-2356 (Vivo).
Whatsapp - (85) 99412-6930 

Jornalista - Registro Profissional - JP01045CE



Renzo Ferreira (#13),
                                                                         
                          
Garoto da equipe Team Rabid Transit, venceu a 5ª etapa da Copa Honda CBR 500R,
realizada no final da manhã deste domingo (21) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Com o tempo bastante fechado e a pista molhada, a briga pelas primeiras posições foi intensa e a vitória definida somente na última volta. Renzo começou bem a corrida e já na abertura da segunda conseguiu ocupar a ponta. Porém, o piloto enfrentou adversários de alto gabarito como Leonardo Tamburro (#53), da equipe Honda MotoSchool de Talentos, e Arthur Costa (#99), da Alemão Pneus, e liderança acabou pulando de mãos em mãos.
                                                                                 

Estes três pilotos seguiram na ponta e as maiores emoções ficaram resguardadas para os momentos finais. Praticamente lado a lado, Renzo e Arthur protagonizaram uma bela série de ultrapassagens na abertura da última volta, quando Renzo tomou a ponta na Reta dos Boxes e Arthur deu o troco na curva ‘S’ do Senna. Em seguida, a presença de um retardatário apimentou ainda mais a disputa. Porém, Arthur acabou errando, ao forçar uma ultrapassagem, e passou reto numa curva – conseguindo voltar para a pista, mas dando adeus à vitória.
                                                                             

Com isso, Renzo e Tamburro entraram na reta final completamente sozinhos. Renzo recebeu a bandeirada em primeiro e o adversário da equipe Honda MotoSchool de Talentos, logo atrás, em segundo. Já Arthur Costa conseguiu se recuperar do erro cometido e finalizar a prova na terceira posição.

Seguindo a ordem dos primeiros colocados, Davi Gomide (#31), da equipe MotoSchool Racing Team, ficou com a quarta colocação, logo à frente de José Duarte (#97), da Team Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, que encerrou a corrida em quinto.
                                                                        ____________

Léo Marin Disciplina e dedicação', receita de Léo Marin para o sucesso nas pistas
                                                                         

 Esta ferinha é uma das principais revelações da nova geração do motociclismo nacional e vem marcando a sua trajetória de sucesso na categoria-escola Honda Junior Cup. Com apenas 12 anos de idade, o garoto de interior vem acelerando forte sua Honda CG Titan 160 cm³ de cilindrada e garantindo importantes resultados. Desde que começou a disputar o SuperBike Brasil, na temporada 2015, faturou o pódio em todas as provas que concluiu. Estamos falando de Leonardo Corrêa Reis Marin, ou apenas Léo Marin, nome que promete ganhar ainda mais destaque no esporte a motor. 
                                                                 

Natural de Bebedouro, cidade com 75 mil habitantes localizada na região norte do estado de São Paulo – a cerca de 400 quilômetros da capital – Léo Marin teve uma infância tranquila no interior. Filho único, recebe carinho e dedicação total dos pais, Adriano Reis Marin, 38 anos, e Rosania Aparecida Corrêa Marin, 51. 
                                                                      

Ainda bem pequeno, o esporte começou a ser parte predominante da vida de Léo. Andar de bicicleta às tardes, pescarias nos finais de semana e futebol com a turma do colégio dividiam tempo com as lições escolares. E adicionando intensidade a essa lista, não podia faltar o ronco dos motores. Aos cinco anos, Léo Marin teve sua primeira experiência motociclística quando aprendeu a pilotar uma mini moto. Logo pegou gosto e a velocidade nunca mais o deixou. Aos sete, acelerou pela primeira vez uma Honda CG Titan, modelo em que corre atualmente nas provas da Honda Junior Cup.
                                                                  

O início da carreira de Léo Marin como piloto de motovelocidade começou num ritmo bastante intenso. Em sua primeira experiência, na etapa de Londrina do ano passado, o sucesso deu as caras. O jovem piloto estreante garantiu o terceiro lugar no pódio, deixando para trás adversários mais experientes como Rafael Rigueiro e Maria Fernanda Rocha, que hoje correm pela categoria Copa CBR 500R Teen. 

A segunda participação foi ainda melhor. Léo Marin obteve a vice-liderança da prova correndo no Autódromo de Interlagos, o principal palco do esporte a motor brasileiro. Já em sua terceira corrida, sofreu uma queda e abandonou a etapa Goiânia ainda na terceira volta. 
                                                                


“A temporada 2015 foi uma ótima experiência para o meu aprendizado, incluindo muito conhecimento”, ressalta o piloto. E Marin destaca: “Meu objetivo para este ano é alcançar bons resultados e superar as expectativas de toda a equipe com muita disciplina”, completa. 

E parece que essa meta vem realmente sendo cumprida ao pé da letra. O jovem piloto já é uma referência na categoria Honda Junior Cup. Na abertura da temporada 2016, ele obteve a sua primeira vitória no SuperBike Brasil, feito que foi intensamento comemorado. Nas provas seguintes, alcançou mais duas vezes o pódio – com um quarto e um terceiro lugares – além de cravar a pole position por duas vezes. 

Apenas 10 pontos atrás do atual líder, Lincoln Lima Melo (#29), e ainda com muito campeonato pela frente, Léo Marin pode sonhar com um título já em seu segundo ano na competição. 

O SuperBike Brasil tem Patrocínio Silver Honda, Mobil, Pirelli e Yamaha. Patrocínio Bronze Premium de Kawasaki, Ducati e MotoSchool. Patrocínio Bronze de Shark, Diafrag, Alpinestars e Tutto Moto.  
Ingressos para ARQUIBANCADA são GRATUITOS. Informações Adicionais: Tel.: 11 5524-5684 ou pelo site: www.superbike.com.br 



SuperBike Brasil 

5° SuperBike Brasil: 21 de Agosto - Interlagos-SP

6° SuperBike Brasil: 25 de Setembro - Curvelo-MG

7° SuperBike Brasil: 23 de Outubro - Goiânia-GO

8° SuperBike Brasil: 13 de Novembro – Londrina-PR ou Rio Grande do Sul

9° SuperBike Brasil: 11 de dezembro - Curvelo – MG



Siga-nos também nas redes sociais: 

Facebook: facebook.com/Superbikeoficial

Twitter: @SuperBikeBrasil

Youtube: www.youtube.com/superbikebrasil

Instagram: instagram.com/superbikebrasil



Francisco Carvalho domina segunda rodada dupla nas 1000cc do Cearense de Motovelocidade
                                                               



As corridas realizadas no autódromo do Eusébio foram marcadas por belas disputas em várias posições

O domingo (07) foi de muita velocidade no Autódromo Virgílio Távora, localizado na cidade do Eusébio (Região Metropolitana de Fortaleza), com as disputas da segunda .rodada dupla da temporada 2016 do Campeonato Cearense de Motovelocidade, a Copa Sol de Motovelocidade, reunindo competidores de 
vários estados do Nordeste em categorias que vão das 125cc a 1000cc.
                                                                                                          
 

A primeira disputa do dia envolveu pilotos das categorias 125cc, 160cc, 250cc, e 300cc, que entram juntos na pista. E quem pensa que as categorias de menor cilindradas não dão show na pista, ficaram boquiabertos com tamanho empenho dos competidores, o que levou a várias brigas por posições. Para onde o expectador olhasse tinha dois ou três pilotos colados na tentativa de superar o oponente para alçar mais um posto.

O que se vira nas provas da manhã se repetira à tarde, com maior intensidade na categoria 300cc, na qual Pedro Paulo Nunes, Carlos Serejo e Renan Passos mostraram equilíbrio entre os três primeiros com pequena diferença entre eles. Pela manhã a vitória ficou com Pedro Nunes, à tarde o vitorioso foi Carlos Serejo.
                                                               

Na categoria 125/160cc o pódio foi o mesmo nas duas corridas do dia com Sérgio Lins na ponta; Tiago César, em segundo; e Adelino Martins, em terceiro. Na categoria 250cc Igor Guerra subiu no lugar mais alto do pódio, seguido por Alexandre Henrique e Luciano Berti em segundo e terceiro, respectivamente, nas duas provas do dia. 

Nas provas da categoria 1000 cc, o ronco das motos mais potentes e velozes ecoou pelos três quilômetros do circuito cearense. Foi mais uma batalha entre os pernambucanos Thiago Fonseca e Francisco Carvalho. Os dois mostraram que essa deve ser a briga do ano, reservando novas emoções para as próximas rodadas duplas.                                                       


Mesmo com a pressão de Thiago, Francisco Carvalho mostrou frieza e conseguiu recuperar a primeira colocação após ter sido superado pelo piloto da moto 77, que, na prova da tarde acabou tendo problemas em seu equipamento e ficou com o terceiro posto permitindo a Eduardo Formiga cruzar a linha de chegada em segundo, após ter sido terceiro na prova matinal.

Com vitória dupla, Carvalho mantém 100% de aproveitamento na Copa Sol de Motovelocidade e lidera as 1000cc com 100 pontos, com Thiago Fonseca em segundo com 76 pontos, e Eduardo Formiga, em terceiro com 60 pontos. 

A Competição é homologada pela Federação de Motociclismo do Estado do Ceará (FMC), entidade filiada à Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), e é uma realização da SIMSS em parceria com a Comissão Cearense de Motovelocidade - CCMV).

A próxima etapa da competição acontece dia 9 de outubro, também no Eusébio.

Robério Lessa - Assessoria de Imprensa.
Fones: (85) 99603-2344 (Tim). (85) 99412-6930 (Claro). (85) 98180-2356 (Vivo).
Whatsapp - (85) 99412-6930 

Jornalista - Registro Profissional - JP01045CE
                                      ---------

Veja como esta pontuação da principal categoria do SuperBike Brasil que retorna em 21 de Agosto- SP

Lewis mantém a ponta e Faustino diminui a diferença na disputa da SuperBike
                                                                   
        
Julho de 2016  - A disputa pelo título da temporada 2016 da SuperBike – a principal categoria do SuperBike Brasil – começa a ficar mais definida após a 4ª Etapa, realizada no dia 17 de julho no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Dois pilotos já se destacam, notoriamente, nessa briga: Danilo Lewis (#17), da equipe Tecfil Racing Team, que venceu as três primeiras corridas e Diego Faustino (#68), da Honda, que fez o improvável na última prova e agora está com a moral mais alta do que nunca.                                                  
             
Danilo Lewis segue líder no campeonato mesmo após perder a hegemonia e ficar com a segunda posição no pódio da 4ª etapa. O piloto tinha tudo para alcançar mais uma vitória e diversos arranjos – por ironia do destino – começaram a se desenhar favorecendo-o. Diego Faustino, que havia sido brilhante nos treinos classificatórios e garantido a pole, largou dos boxes, no fim da fila. Isso porque de última hora, já na volta de apresentação, um parafuso que prendia a pedaleira quebrou e o atual campeão precisou retornar aos boxes.

Desta forma, Danilo Lewis ganhou a liderança já na largada. No início da quarta volta, outro incidente acabou o beneficiando de forma indireta. Maico Teixeira (#36), da equipe Honda, ao tentar ultrapassar Sebastiano Zerbo (#81), da BMW Motorrad Alex Barros Racing, no final da Reta dos Boxes, acabou tocando na traseira da moto do italiano e os dois foram parar no chão, atravessando a área de escape e colidindo com a barreira de proteção. Fim de prova para eles. Porém, o acidente acabou provocando um vazamento de óleo da pista, bem na primeira perna do Esse do Senna, o que levou a uma queda em massa de pilotos. Rapidamente a direção de prova instaurou procedimento de bandeira vermelha e com isso foi feita uma nova largada.

Para Danilo Lewis, o incidente teve pontos prós e contras. Se por um lado, dois importantes adversários ficaram de fora de disputa, por outro, o piloto perdeu toda a margem de tempo que havia conquistado. Já na relargada, não começou bem. Lewis perdeu a posição para Wesley Gutierrez (#134), da Kawasaki Racing Team, que liderou a prova por quase quatro voltas. José Luiz "Cachorrão" (#51), da Honda, também aproveitou o embalo e tomou a vice-liderança. Os três passaram a protagonizar uma bela disputa até que Lewis conseguiu retomar a primeira posição e assim, a vitória – a quarta consecutiva – parecia cada vez mais real.

Porém, Lewis não contava com uma ameaça quase invisível, que vinha voando baixo e ganhando inúmeras posições. Sim, Diego Faustino, que largou dos boxes, bem atrás do último colocado, já estava em sua cola. O atual campeão foi beneficiado com a relargada. Ele conseguiu corrigir o problema da pedaleira da moto ao retornar aos boxes e, de volta à pista, começou a atuação épica saindo da 27ª posição. Faustino realizou um verdadeiro espetáculo. Na primeira volta ultrapassou três adversários, na segunda saltou de 20º para oitavo e restando três voltas para o fim da corrida já era vice-líder. Lewis tentou segurar a posição e a disputa seguiu até os últimos instantes. Os dois pilotos protagonizaram um belíssimo pega nos momentos finais da prova e entraram praticamente lado a lado na derradeira Reta dos Boxes. Faustino acabou superando Lewis por apenas quatro décimos e garantiu a vitória.

“Sem dúvidas, essa foi a melhor corrida em 10 anos de carreira. A melhor em todos os sentidos”, destacou Faustino.

Com o resultado, o piloto da Honda ganhou uma posição na tabela classificatória e agora ocupa o segundo lugar com 59 pontos – considerando o descarte. Já Lewis mantém a liderança isolada com 75 pontos.

“Final de semana de muito trabalho e um resultado satisfatório. Não vencemos a 4° etapa, mas saímos de Interlagos com um segundo lugar disputadíssimo decidido no último metro de pista. Meus parabéns ao piloto Diego Faustino pela vitória. Seguimos na liderança do campeonato e voltaremos para a 5º etapa muito mais preparados e motivados a conquistar mais uma vitoria”, publicou Lewis em sua conta oficial do Facebook.                                                              
A terceira posição no campeonato segue com José Luiz "Cachorrão" (#51), da equipe Honda, com 47 pontos. O piloto garantiu o terceiro lugar no pódio na 4ª etapa da SuperBike, a penúltima prova disputada em Interlagos nesta temporada.

“Estou levando um ‘trofeuzinho’ pra casa de terceiro colocado. Com direito a queda e tudo, levantando e acelerando de novo”, disse o piloto logo após o fim da corrida. 
                                                                        

O bicampeão Maico Teixeira, que não completou a prova, perdeu duas posições e agora está em quarto com 46 pontos. O piloto – que passa bem – publicou um vídeo logo após o acidente, no ambulatório do autódromo. Um pouco abatido, disse que tudo não passou de um susto e que estava sendo bem tratado. Posteriormente, explicou o caso:                                                                   

“Infelizmente, hoje [17 de julho] eu tive uma queda. A prova estava bem disputada. Eu estava mais rápido que o piloto da frente [Sebastiano Zerbo]. Acabei arriscando na ultrapassagem. Coisa de corrida. Aí tocou na minha dianteira e acabamos caindo, eu e o Zerbo. Mas está tudo bem. Minha perna está um pouco machucada, mas pra próxima [corrida] vai estar tudo certo”, disse em outro vídeo.
                                                                   

Já Sebastiano Zerbo não sofreu ferimentos, porém, não pode retornar à pista, pois sua moto ficou bastante danificada com a queda.
"É uma pena o que aconteceu. O meu adversário errou, caiu e me levou junto. Isso comprometeu nosso campeonato. Estou bem chateado", disse o italiano.
                                                                    
Sem pontuar, Zerbo caiu novamente, mas desta vez na tabela classificatória. Passou da quinta para a sétima posição. Quem tomou o seu lugar foi Wesley Gutierrez (#134), da equipe Kawasaki Racing Team. O piloto largou em sexto nesta etapa e encerrou a prova na quarta colocação. Gutierrez chegou a liderar por algumas voltas, porém, a sua moto perdeu rendimento e com isso não conseguiu segurar a ponta.
                                                                        
“A suspensão fadigou no decorrer da corrida. Talvez tenha que mexer novamente, ou trocar a mola. Em relação aos concorrentes, acho que a minha moto precisa melhorar a retomada do motor para se igualar as outras marcas. Creio que o modelo 2016 [da Kawasaki Ninja ZX-10] vem com este detalhe resolvido, com mais torque em baixo giro. Não vejo a hora de estrear a nova Kawasaki e colocá-la no lugar mais alto do pódio”, disse Gutierrez.                                                                
Confira a lista com os 10 primeiros colocados no campeonato após a disputa da 4ª etapa:

1º - Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing Team – 75 pontos

2º - Diego Faustino (#68), da Honda – 59 pontos

3º - José Luiz "Cachorrão" (#51), da Honda – 47 pontos

4º - Maico Teixeira (#36), da Honda – 46 pontos

5º - Wesley Gutierrez (#134), da Kawasaki Racing Team – 38 pontos

6º - Diego Pretel (#88), da BMW Motorrad Alex Barros Racing – 31 pontos

7º - Sebastiano Zerbo (#81), da BMW Motorrad Alex Barros Racing – 29 pontos

8º - Mauro Thomassini (#5), da Motom – 25 pontos

9º - Bruno Corano (#34), da Kawasaki Racing Team – 24 pontos

10º - Marco Solorza (#55), da JC Racing Team– 21 pontos 



O SuperBike Brasil tem Patrocínio Silver Honda, Mobil, Pirelli e Yamaha. Patrocínio Bronze Premium de Kawasaki, Ducati e MotoSchool. Patrocínio Bronze de Shark, Diafrag, Alpinestars e Tutto Moto.  

Ingressos para ARQUIBANCADA são GRATUITOS. Informações Adicionais: Tel.: 11 5524-5684 ou pelo site: www.superbike.com.br 

SuperBike Brasil 

5° SuperBike Brasil: 21 de Agosto - Interlagos-SP

6° SuperBike Brasil: 25 de Setembro - Curvelo-MG

7° SuperBike Brasil: 23 de Outubro - Goiânia-GO

8° SuperBike Brasil: 13 de Novembro – Londrina-PR ou Pista no Rio Grande do Sul Realização da Etapa  

9° SuperBike Brasil: 11 de dezembro - Curvelo – MG


 ______________________________________________
                                                               
Grid de Largada  4° Etapa.
                                              


















Fotos do Gente fina na pista 3° Etapa.


Copa CBR 500.

Destaque para a jovem Piloto Maria Fernanda (#22) da Moretti Raing Team  que ja passou por categoria iniciante hoje piloto na  CBR 500  e vem crescendo a cada etapa da Super Bike Brasil, com muita raça e competência assim fazendo ótimos tempo de grid como na ultima etapa, logo  veremos essa Piloto brigando entre grandes na 600 cc e logo seguindo para 1000 cc é competencia e garra ela  tem de sobra e nos  vamos acompanhando.
                                          



# Gente fina na Super Bike


Super Bike 3° Etapa - Categoria Pro Amador


Vencedor: Alex Borges. Jeferson Marchesin Friche (#6), da HG Motos Racing, garantiu a vice-liderança da corrida, logo à frente de Fábio Nallin (#47), da Misano Racing, que recebeu a bandeira quadriculada em terceiro. Fabricio de Castro (#75), da equipe BH Racing, faturou a quarta posição seguido por Daniel Toloni (#3), da Misano Racing Team, em quinto. Destaque fica para equipe : Misano Racing Team coloca (2) dois pilotos no podio com destaque para Piloto Fabio Nalin que a cada etapa vem garantindo seu lugar ao pódio com muita categoria.





Super Bike 3° Etapa - Copa Honda CBR 500R
                                                                          

José Duarte, (#97) da Equipe Team Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, largou na segunda posição e logo saltou para primeira e, com muita dedicação e cautela, garantiu o lugar mais alto do pódio, o 1° lugar, vencendo com muita categoria e pilotagem sem erros. Já  seu companheiro de Equipe Guilherme Brito (#19), chegou em quarto lugar também bem comemorado.

Há tempos que José Duarte buscava essa vitória, conquistada neste domingo 12 junho. Quando fazia a Curva do Laranjinha, já na última volta, seu pai, o experiente piloto Wagner Duarte junto com fera Alex Barros e toda equipe acompanhava cada curva apreensivos mas bem confiantes que o garoto colocaria o box da equipe Estrella Team Galicia em festa. Foi sensacional até para o público que estava ao lado da equipe e todos foram só aplausos como detalham as imagens abaixo, realizadas pela equipe do Gente Fina.





 Varias pessoas ali aplaudiram a equipe Estrella Galicia 




                                                                          
Competidores também param para complementar O piloto pela vitoria.



Kawasaki é destaque no prêmio Guidão de Ouro 2016.

Irmãos Balbi e Ninja 300 foram os destaques da marca

                                                                   

Aconteceu na noite do dia 24/05 a entrega do prêmio Guidão de Ouro promovido pela revista especializada em Off-Road, Dirt Action na capital paulista. E a marca Kawasaki foi destaque com os irmãos Balbi, Mariana e Antônio Balbi no motocross, também como melhor moto Off-Road com o modelo KX 450F 2016 e ainda sim pela revista Moto Action (on-road) a Kawasaki levou a melhor na categoria de naked’s até 400cc com a Kawasaki Ninja 300cc.
                                                                        
Mauro Ferraz, gerente comercial da Kawasaki recebendo o Guidão de Ouro 

O prêmio é de opinião pública onde os fãs do Off-Road, votam através do site da mídia. Para marca é sem dúvidas uma grande conquista, pois ganhar o público é tão importante quanto ganhar nas pistas! Confiram a seguir o depoimento dos irmãos Balbi sobre a conquista de mais esse prêmio pela Kawasaki Racing Brasil. 
                                                                        
Staff Kawasaki ao lado do piloto Jorge Balbi 

Antônio Jorge Balbi Jr. #3 | MX1  - “Muito feliz pela conquista de mais um “Guidão de Ouro”, afinal é um prêmio de opinião pública e isso me traz uma realização enorme! A noite ontem foi incrível já que minha irmã, a “Mari” também levou o título na categoria feminina e nossa marca de motos, Kawasaki, venceu em outras duas categorias, sendo uma delas a moto que eu me sinto muito orgulhoso de pilotar a Kawasaki KX 450F 2016. Muito obrigado a todos que votaram, o prêmio é nosso!  Agradeço também a minha equipe, Pro Tork, Kawasaki, Balbi School pelo grande suporte dentro e fora das pistas!” 
                                                                         
Jorge Balbi - recebendo o Guidão de Ouro 


Mariana Balbi #81 | MXF – MX3 -  “Ontem foi a festa de entrega do prêmio Guidão de Ouro da revista Dirt Action. Infelizmente não pude comparecer pois estou na França treinando para o campeonato mundial, mas fui muito bem representada pelo meu irmão Jorge Balbi que recebeu o meu prêmio de melhor piloto feminino off-road. Gostaria de agradecer a todos que votaram e também a minha equipe e patrocinadores o prêmio é de vocês!” 


VGCOM - VANESSA GIANNELLINI COMUNICAÇÃO
Jornalista Responsável: Vanessa Giannellini
Tels. (11) 3213-9972 - (11) 2155-0246
Vanessa Giannellini (11) 9-9875-7353 - Vivo


Equilíbrio na pista marca segunda etapa da Copá Honda CBR 500R

Piloto cearense José Duarte chega em quarto e destaca a competitividade na categoria.

O SuperBike Brasil encerrou, neste domingo (22), sua segunda etapa da temporada de 2016 com a prova da categoria Copa Honda CBR 500R, no Autódromo de Interlagos (SP).

Na pista, motos iguais, proporcionando um equilíbrio entre os participantes e muita emoção para quem prestigiou a prova nas arquibancadas e paddocks do autódromo paulistano, ou pela transmissão no site da competição.

Largando da pole estava o cearense José Duarte (Blinclass, Capacetes Shark, Instituto Le Santé, e Macacões One-X), do Team Estrella Galícia 0,0 by Alex Barros, a sua segunda na temporada. Autorizada a largada, Artur Arthur Costa foi bem e pulou da quarta para a primeira colocação, surpreendendo Duarte.

O que se viu a partir daí, tirando a primeira volta, na qual Arthur se distanciou de Guilherme Brito, José Duarte e Leonardo Tamburro, foi uma prova na qual não seria possível prever quem seria o vencedor, tanto que todos os quatro chegaram a liderar e fazer a volta mais rápida em determinado momento.

Guilherme Brito cruzou a linha de chegada por uma diferença 0.035s (trinta e cinco centésimos de segundos), seguido por Arthur Costa, Leonardo Tamburro, e José Duarte, ambos separados por frações de segundos, ratificando o equilíbrio na categoria que corre com as motos Honda CBR 500R.

Duarte voltou ao pódio e analisou a etapa. "A corrida foi boa, foi um fim de semana positivo. Fizemos bons treinos, a equipe acertou nas escolhas dos pneus para chuva e seco, e prova disso foi que fizemos a pole. A corrida, em geral foi boa, eu tava mais rápido no miolo, não consegui abrir nas retas, mas o resultado foi bom. Parabéns aos concorrentes pelo que se viu na pista, parabéns ao Gui pela vitória, e vamos para a próxima", disse o piloto apoiado pela Blinclass, Capacetes Shark, Instituto Le Santé, e Macacões One-X.



O próximo encontro do SuperBike Brasil será dia 12 de junho, também em Interlagos (SP).

Classificação final da etapa:

01 Guilherme Brito 
02 Arthur Costa 
03 Leonardo Tamburro 
04 José Duarte 
05 Davi Gomide 
06 Linda Raad 
07 Alexandre D. Olio Franca 
08 Márcia Reis 
09 Rafael Rigueiro 
10 Maria Fernanda Rocha

Texto: Robério Lessa


José Duarte parte para segundo desafio no SuperBike Brasil

Em sua corrida de estreia com motos de 500cc, o piloto cearense subiu ao pódio com um terceiro lugar.

Depois de estrear com um pódio na temporada de 2016 do SuperBike Brasil, o cearense José Duarte (#97) (Blinclass, Capacetes Shark, Instituto Le Santé, e Macacões One-X), encara neste fim de semana a segunda etapa da competição, pela categoria Copa Honda CBR 500R.

O piloto do Team Estrella Galícia 0,0 by Alex Barros inicia nesta sexta (20), as atividades na pista do Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP). Motivado, Duarte quer dar continuidade ao desenvolvimento da sua Honda CBR 500R junto com a equipe. 

Após sair das 250 cilindradas, o representante da cidade de Maranguape divide com os mecânicos e engenheiros da escuderia a estreia em um equipamento novo, fato que deixa-o animado.


"Estou muito feliz com o que fizemos na primeira corrida da temporada. Sinto que todos na equipe tem se empenhado para fazer o melhor possível. Esse é um aprendizado conjunto", disse Duarte, que espera andar bem nos treinos livres desta sexta. "Quero entrar na pista e completar o máximo de voltas possíveis nesse primeiro treino da manhã. É importante verificarmos como a moto está e, ao longo do dia, buscarmos melhorar o tempo, e espero ter um dia positivo aqui em Interlagos", concluiu.

Programação da segunda etapa da Copa Honda GPR 500R

Sexta (20)
1º Treino Livre - 08h35min.
2º Treino Livre - 13h01min.
Sábado (21)
1º Treino Classificatório - 08h25min. 
2º Treino Classificatório - 11h41min. 
3º Treino Classificatório - 15h59min.
Domingo (22)
Warm-up - 11h31min.
Largada - 15h02min.

O piloto tem o patrocínio da Blinclass, Capacetes Shark, Instituto Le Santé, e Macacões One-X.

Acompanhe o piloto José Duarte no Facebook: www.facebook.com/joseduartepiloto


RL Comunicação
Robério Lessa
roberiolessa@gmail.com
85 996-032-344


Falta pouco para a 2ª etapa do SuperBike Brasil. 
Confira todas as novidades!



Está chegando o grande dia. Os principais pilotos do país voltam às pistas e prometem acelerar forte durante a segunda etapa do SuperBike Brasil, prova que será realizada no Autódromo de Interlagos no dia 22 de maio. E a emoção deve correr solta e ultrapassar todos os limites. A abertura do campeonato foi marcada por grandes disputas em todas as categorias e a próxima etapa promete repetir este feito. Será que Danilo Lewis (#17), da equipe Tecfil Racing Team, conseguirá manter o bom resultado e seguir na liderança da SuperBike ou o atual campeão Diego Faustino (#68), da Honda Mobil, vai dar o troco e tomar a ponta? Esta e inúmeras outras disputas você verá, certamente, já ao longo dos primeiros treinos livres de sexta-feira (20), com seu clímax na hora da corrida. Veja aqui como garantir já a sua entrada!

A segunda etapa do SuperBike Brasil também marca o retorno da categoria-escola Honda Junior Cup nesta temporada. Já consagrada e uma das bandeiras defendidas pela competição, a categoria tem o intuito de desenvolver jovens talentos e com isso formar novos campeões. Em 2015, 27 pilotos mirins participaram do campeonato, entre eles cinco meninas, o que tende a reduzir futuramente a predominância de pilotos do sexo masculino. Do total, ao menos três pilotos já migraram de categoria e neste ano disputam a competição com adversários mais experientes. Rafael Rigueiro (#52), da equipe MotoSchool Racing Team – vice-campeão da Junior Cup em 2015 – e Maria Fernanda Rocha (#22), da Fullmann – terceiro lugar na temporada passada – agora disputam a Copa Honda CBR 500R, com motos mais potentes de 500 cilindradas. Já Humberto Turquinho Jr (#12), da Alex Barros Racing Team, migrou para uma das categorias estreantes deste ano, a SuperStreet, com motos de até 300 cilindradas multimarcas.

Outra novidade para esta 2ª etapa é a estreia da Yamaha R3 Cup. A categoria monomarca promete disputas acirradas entre os pilotos que estarão no comando das motos bicilíndricas de 321 cilindradas. E além dos pegas eletrizantes nas diversas corridas, os fãs de motovelocidade irão contar com uma área de lazer montada especialmente para oferecer ainda mais o conforto no dia das provas. Contornando os inconvenientes das obras de reforma dos boxes do Autódromo de Interlagos, que seguem no formato de tendas, a organização do SuperBike Brasil dará, como de costume, uma atenção especial aos espectadores. E não faltarão atividades interessantes para realizar ao longo do dia. Entre uma e outra corrida, quem estiver com fome poderá fazer um lanche na Praça de Alimentação que contará com diversos Food Trucks e cardápio diversificado.

Outro destaque do evento é o Test Ride da Honda com alguns de seus lançamentos. A marca irá disponibilizar os modelos CB Twister e CG 125 Fan, que poderão ser pilotados em uma área reservada para testes no autódromo. E quem quiser pode voltar pra casa de moto nova. O Feirão Honda oferecerá condições mega especiais de venda para você escolher a moto dos seus sonhos e com valores que caibam no seu bolso.

O SuperBike Brasil tem Patrocínio Silver Honda, Mobil, Pirelli e Yamaha. Patrocínio Bronze Premium de Kawasaki, Ducati e MotoSchool. Patrocínio Bronze de Shark, Diafrag, Alpinestars e Tutto Moto.  

Ingressos para ARQUIBANCADA são GRATUITOS. Informações Adicionais: Tel.: 11 5524-5684 ou pelo site: www.superbikebrasil.com. 

SuperBike Brasil 
2° SuperBike Brasil: 22 de Maio - Interlagos-SP 
3° SuperBike Brasil: 12 de Junho - Interlagos-SP
4° SuperBike Brasil: 17 de Julho - Interlagos-SP
5° SuperBike Brasil: 21 de Agosto - Interlagos-SP
6° SuperBike Brasil: 25 de Setembro - Curvelo-MG
7° SuperBike Brasil: 23 de Outubro - Goiânia-GO
8° SuperBike Brasil: 13 de Novembro – Londrina-PR ou pista no Rio Grande do Sul para a realização da etapa
9° SuperBike Brasil: 11 de dezembro - Curvelo – MG 

Siga
Twitter: @SuperBikeBrasil.

Foto: Johanes Duarte/VGCOM.

VGCOM - VANESSA GIANNELLINI COMUNICAÇÃO
Vanessa Giannellini
contato@giannellini.com.br
(11) 3213-9972 - (11) 2155-0246 - (11) 998-757-353 


MOTORCYCLE ROCK LIMEIRA ACONTECE ENTRE OS DIAS 12 E 15 DE MAIO NO HORTO FLORESTAL.


Depois de atrair cerca de 20.000 pessoas ao longo de quatro dias de evento no ano passado, o Motorcycle Rock Limeira chega à edição 2016 a todo vapor, com expectativa de público de 40 mil pessoas.

O encontro de motociclistas e amantes de entretenimento e do bom e velho rock’n’roll acontecerá novamente no Horto Florestal entre os dias 12 e 15 de maio de 2016 (dias 12 e 13, das 18 às 03h, dia 14 das 14 às 03h e dia 15 das 9 às 22h), para a alegria dos fãs de motocicletas da região, data que já faz parte do calendário oficial dos motoclubes e de todos os apaixonados por motocicletas.

A produção de palco e as BANDAS COVER foram motivo de delírio dos fãs, com o painel de LED gigante e a mega estrutura de iluminação com 30 moving heads e som impecável.  “Para 2016 vamos aumentar e melhorar ainda mais este item para surpreender novamente nosso público. Vamos montar um palco com 16 metros de boca, um painel de LED com 15 x 5 metros e uma cenografia para dar acabamento no palco, totalizando 50 metros de impacto visual. Será um espetáculo à parte", afirma Galba Almeida Júnior, organizador do evento.

Será montado ainda um mini shopping exclusivo para as lojas de acessórios para motociclistas, bijuterias, que é um setor muito forte em Limeira, e produtos inusitados. As lojas seguirão um padrão de espaço e conforto para atender aos compradores.

A praça de alimentação será ampliada e trará os produtos tradicionais de eventos do segmento e também os tão esperados Food Trucks como alternativa mais sofisticada. “Vamos ampliar o pavilhão para acomodar mais mesas num local coberto e bem ventilado, aumentando o conforto do público presente amante de motocicletas e rock’n’roll”, explica a organização.

Será oferecida aos participantes do evento, estrutura adequada às necessidades de um evento deste porte, com recepção, área VIP, posto de informações, posto médico, sanitários e guarda volumes.

"Em 2015 criamos numa área de 200 m², o 'Espaço VINTAGE RIDERS', com exposição de Clássicas e Café Racers, e foi um sucesso entre os visitantes. Para 2016 vamos ampliar a área para 600 m² e montar um bar temático, barbearia e butique com produtos vintage. Vai ser um show!", comenta empolgado Galba Júnior.

O Horto Florestal de Limeira, local destinado ao evento, tem mais de 60.000 m2 de natureza exuberante e infraestrutura adequada para receber grande público nos quatro dias do Motorcycle Rock Limeira com conforto e segurança.

Organizado pela GPS Marketing, o evento conta com a parceria da Prefeitura de Limeira, através das secretarias de Turismo, Eventos e Meio Ambiente.  

Programação das Bandas Cover


Quinta-feira (12) - Abertura 19h - Entrada franca:
21h O Rappa
23h Charlie Brown Jr

Sexta-feira (13) - Abertura 18h:
19h Green Day
21h U2
23h Iron Maiden
01h Led Zeppelin

Sábado (14) - Abertura 14h:
17h Raul Seixas
19h Ozzy Osbourne
21h Red Hot Chili Peppers
23h Queen
01h AC/DC

Domingo (15) - Abertura 10h:
11h Elvis Presley
13h Rita Lee
14h Barão Vermelho
17h Pearl Jam
19h Legião Urbana

Atrações:
Espaço Biker's Friend
Espaço Veteran Motorcycle
Exposição de Cafés e Clássicas
Motorcycle Girls
Praça de Alimentação completa
Food Trucks
Cervejaria Gourmet
Barbearia
Camping com Chuveiro quente
Loja de Acessórios

Serviço

Motorcycle Rock Limeira
Dias 12 e 13, das 18 às 03h, 
dia 14 das 14 às 03h 
dia 15 das 9 às 22h. 
Local: Horto Florestal de Limeira, São Paulo
Informações Adicionais: 19 987-801-050 (WhatsApp)

Ingressos

Quinta-feira (12): entrada franca
Pacote para os três dias, sexta, sábado e domingo (13, 14 e 15): R$ 5,00 por dia

TK ingressos on-line
Degan Store no Shopping Pátio Limeira
R. Carlos Gomes, 1321 - Centro, Limeira (SP) -  (19) 3400-7168
Sintonia Loja Rock
R. Dr. Trajano de Barros Camargo, 264 - Centro, Limeira (SP) - (19) 3451-9120

VGCOM - VANESSA GIANNELLINI COMUNICAÇÃO
Vanessa Giannellini
contato@giannellini.com.br
(11) 3213-9972 - (11) 2155-0246


SUPERBIKE BRASIL: JOVEM REVELAÇÃO GANHA DESTAQUE EM COMPETIÇÃO INTERNACIONAL.

Renzo Bianchesi Ferreira #13, na 2ª etapa Copa Pirelli. Foto: Thiago Capodanno/VGCOM. 

O SuperBike Brasil, o maior campeonato de motovelocidade das Américas, tem se empenhado ao longo dos últimos anos para revelar novos talentos no esporte a motor com intuito de elevar a qualidade e ampliar a relevância do país no cenário internacional – e quem sabe alcançar o sonho de ter um campeão mundial brasileiro num futuro nem tão distante.

Este trabalho vem aos poucos se concretizando e ganhando dimensão. Um bom exemplo de sucesso é o caso da jovem revelação Renzo Bianchesi Ferreira. Em 2014, o piloto campineiro disputou pela primeira vez a Honda Junior Cup, categoria-escola destinada a instruir e formar novos talentos. Das oito etapas da temporada, Renzo acabou vencendo duas e sagrou-se campeão com uma larga vantagem sobre os adversários.

No ano seguinte, em 2015, subiu um degrau e decidiu participar da categoria Copa Honda CBR 500R, com motos mais robustas de 500 cilindradas. Já de início, mostrou que tinha habilidade de sobra e impôs seu ritmo intenso nas corridas. Até o meio da temporada, Renzo vinha como um dos favoritos ao título. Contudo, uma série de incidentes e lesões o tiraram das últimas três etapas e acabou assim ficando apenas com a quarta posição no ranking geral do campeonato.

Passados os contratempos, a carreira do piloto voltou a deslanchar em 2016. Renzo venceu as duas etapas da Copa Pirelli, realizadas no Autódromo de Interlagos em fevereiro e março deste ano, e em seguida partiu para novos desafios rumo ao estrangeiro. A jovem revelação, que já havia feito história ao ser o primeiro piloto brasileiro convidado a participar da seletiva da Red Bull MotoGP Rookies Cup, mudou-se para os Estados Unidos e deu início à sua carreira internacional. Renzo foi aceito pela equipe Team Rabid Transit, e com o numeral #130 iniciou a disputa da MotoAmerica – importante campeonato norte-americano de motovelocidade – pela categoria KTM RC390 Cup.

Na primeira participação, no Autódromo Road Atlanta, Renzo marcou sua estreia com um 11º lugar – o que poderia ter sido ainda melhor segundo sua própria avaliação. Após receber elogios da revista americana Road Racing World, Renzo declarou, através de sua conta oficial do Facebook, ‘estar muito feliz com os resultados alcançados, isso sem nunca ter pisado na moto’ e nem conhecer a pista’.

"Larguei em vigésimo depois de uma penalização sem sentido. Na segunda volta já estava em décimo segundo. Consegui ficar em sétimo e quando estava para pegar a sexta posição, o piloto à minha frente caiu, mas consegui me livrar para não bater na moto dele e acabei terminando em décimo primeiro", publicou o piloto. Foto: Antonio Zappellini.

O SuperBike Brasil tem Patrocínio Silver Honda, Mobil, Pirelli e Yamaha. Patrocínio Bronze Premium de Kawasaki, Ducati e MotoSchool. Patrocínio Bronze de Shark, Diafrag, Alpinestars e Tutto Moto.

Ingressos para ARQUIBANCADA são GRATUITOS. Informações Adicionais: Tel.: 11 5524-5684 ou pelo site: www.superbikebrasil.com. 

SERVIÇO
2ª etapa SuperBike Brasil - 22 de Maio
Autódromo de Interlagos - SP - Av. Sen. Teotônio Vilela, 261 

Siga

Twitter: @SuperBikeBrasil.

VGCOM - VANESSA GIANNELLINI COMUNICAÇÃO
Vanessa Giannellini 
contato@giannellini.com.br
(11) 3213-9972 - (11) 2155-0246


ENTREVISTA COM DANILO LEWIS


‘Ainda não sou favorito ao título, mas acredito no meu potencial’, diz Lewis.

Este pode ser o ano que Danilo Lewis (#17), da equipe Tecfil Racing Team, tanto esperava. Campeão na categoria SuperSport em 2014, o piloto partiu para um novo e grandioso desafio na temporada passada. Voltou a correr pela SuperBike Pro e chegou muito perto de brigar pelo título da categoria. Com a primeira colocação na 6ª etapa em Goiânia, o piloto se aproximava dos líderes da equipe Honda Mobil e vislumbrava colocar a mão na taça. Porém, uma sequência fatídica de problemas mecânicos fez com que Lewis não pontuasse em duas corridas, dando assim adeus à disputa pela título.

Com uma moto nova – BMW S1000RR – neste ano, Lewis partiu para a disputa da primeira etapa do SuperBike Brasil, realizada no dia 10 de abril, no Autódromo de Interlagos, como se fosse uma decisão de temporada. Porém, já de início os contratempos voltaram a persegui-lo. O piloto não participou dos treinos livres de sexta-feira e teve que fazer os ajustes necessários em seu novo equipamento somente no sábado. Nas sessões classificatórias garantiu o sétimo lugar no grid de largada, posição ainda muito aquém do que alcançaria na corrida. No resumo da história, Lewis voou baixo durante a prova, ganhou diversas posições e nos momentos decisivos contou com uma dose extra de sorte para iniciar a temporada 2016 com o pé direito e vencer a primeira etapa do campeonato. 


Confira abaixo a entrevista com o piloto 

Após o resultado da primeira etapa, você percebe uma alguma mudança na disputa das primeiras posições?
“Sim, muita. No ano passado e nas temporadas anteriores, o nível era um pouco inferior. Eram três ou quatro pilotos rápidos e todas as etapas ficava nisso. Era legal, mas esta temporada promete vários pegas frenéticos de no mínimo seis ou sete motos brigando pela vitória, como foi na primeira etapa. Para ter uma ideia, nas tomadas de tempo no sábado, tinham nove pilotos com a diferença de menos de um segundo”.

Este ano pode marcar o fim do domínio da equipe Honda Mobil? E como a participação de pilotos como Zerbo, Pretel e Gutierrez afetam a briga pelo título?
“Acredito que sim. Os três pilotos da Honda, assim como o Zerbo, Pretel, Gutierrez e eu estamos com um excelente nível. Tenho certeza que todos, principalmente eu, iremos dar o nosso máximo em busca do título”. 

Você já se vê como um piloto favorito nesta temporada?
“Não. Acredito no meu potencial e de toda a minha equipe Tecfil Racing Team, principalmente agora com o equipamento novo, a nova BMW S10000rr, que por sinal é uma moto fantástica. Mas não me considero como o piloto favorito”. 

Como avalia a volta do Autódromo de Interlagos como principal palco para a temporada 2016? Acha que você leva alguma vantagem com isso?
“O Autódromo de Interlagos é praticamente do lado de casa. Na real, me sinto no meu quintal. É muito bom poder treinar e ir dormir em casa”. 

Com relação a 1ª etapa, enfrentou algum contratempo?
“Infelizmente vários. Num deles perdi até os treinos livres da sexta-feira. Pra falar a real, pensei até que não iria correr a primeira etapa, mas prefiro não comentar”. 

Na corrida, você largou em apenas sétimo e partiu pra cima dos adversários. Teve algum momento específico em que percebeu que venceria a prova?
“Tive um ritmo bom de treino e, graças a Deus, ainda melhor na corrida, apesar de largar em 7° lugar. Não larguei muito bem, mas fiz umas ultrapassagens logo na primeira curva e consegui imprimir um bom ritmo de prova. Na hora que estávamos juntos (na disputa pela liderança com Pretel, Gutierrez, Zerbo e Faustino) sabia que poderia vencer, e que só dependeria de mim”. 

Uma questão de curiosidade. Na temporada 2015, você venceu a etapa de Goiânia, e agora a 1ª etapa, as duas com interrupções e relargadas. Isso foi uma mera casualidade ou você conseguiu tirar algum tipo de proveito no processo de relargada?
“Realmente na etapa de Goiânia a relargada me prevaleceu, por eu ter largado na 15° colocação. Mas nesta 1ª etapa não. Larguei em 7°, estava em 4° e bem próximo dos líderes. Foi apenas pura coincidência”. 

Por fim, qual sua expectativa para a temporada 2016? Chegou a vez do título inédito na categoria?
“A expectativa está muito grande. Eu, junto com toda a minha equipe Tecfil Racing Team, vamos dar o nosso máximo para que, se Deus quiser, conseguirmos o tão sonhado título da SuperBike Pro, a principal categoria do campeonato”. 

A próxima disputa do SuperBike Brasil acontece no dia 22 de maio, no Autódromo de Interlagos em São Paulo. Ingressos para arquibancada são GRATUITOS.

Siga
Twitter: @SuperBikeBrasil.

VGCOM - VANESSA GIANNELLINI COMUNICAÇÃO
Vanessa Giannellini 
Luciana Omena 
Fernanda Spagnuolo
contato@giannellini.com.br
(11) 3213-9972 - (11) 2155-0246


TV GENTE FINA

No Autódromo de Interlagos, os pilotos Danilo Lewis e Fábio Nallin conversaram com o Juarez sobre as respectivas participações na SuperBike 2016.

Clique na telinha e assista agora.





A Equipe Honda garantiu dois lugares no pódio na primeira etapa do Superbike Brasil, disputada neste domingo (10), em Interlagos. O paranaense Diego Faustino (#68) ficou em segundo lugar e José Luiz Cachorrão (#51) foi o quinto. 

A prova foi vencida por Danilo Lewis (#17). O gaúcho Maico Teixeira (#36), que também integra o time Honda, terminou em sexto lugar.

Acidente na quinta volta atrapalhou a corrida de Faustino, que largou na pole e se mantinha na primeira colocação, com boa vantagem sobre o segundo colocado, o italiano Sebastiano Zerbo (#81). A corrida ficou sob bandeira amarela por três passagens até que a pista fosse liberada. Com isso, os pilotos foram reagrupados para a relargada e ele perdeu a diferença que havia conquistado, sendo ultrapassado na sequência. “A prova foi muito disputada e eu particularmente fui bem prejudicado pelo safety car porque eu estava em um ritmo bom. Eu tinha aberto mais de meio segundo para o segundo colocado (Zerbo). Mas corrida é assim mesmo”, comentou.


Faustino, que é o atual campeão do Superbike, tentou retomar a ponta de todas as formas. Até a bandeirada final, foram vários os momentos de grandes emoções. “Meu ritmo estava bastante confortável, mas não conseguia ultrapassar porque são pilotos bons e é bem difícil passar. No final das contas, o resultado foi bom. Como vice-campeão da etapa e mais a Super Pole que fiz no sábado, consegui 21 pontos, apenas quatro atrás do líder. Agora é hora de pensar na segunda etapa, que será dia 22 de maio também em Interlagos”, afirmou.

SuperStreet


Na prova de estreia da categoria SuperStreet no Superbike, Diogo Moreira (#20), da equipe Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, ficou em segundo lugar. Durante as 11 voltas ele duelou com o vencedor, Eliton Kawakami (#27). Eles cruzaram a linha de chegada praticamente juntos.

O jovem piloto, que havia sido o mais rápido nos treinos classificatórios, lamentou o resultado. “Foi uma prova bem disputada. A pista estava muito quente e a minha moto esquentou. Na última volta eu fui ultrapassado, mas mesmo assim, foi uma corrida muito emocionante”, declarou.

Próximas etapas do Superbike Brasil

22/05 – 2ª etapa – Superbike Brasil – Interlagos (SP)
12/06 – 3ª etapa – Superbike Brasil – Interlagos (SP)
17/07 – 4ª etapa – Superbike Brasil – Interlagos (SP)
21/08 – 5ª etapa – Superbike Brasil – Interlagos (SP)
25/09 – 6ª etapa – Superbike Brasil – Curvelo (MG)
23/10 – 7ª etapa – Superbike Brasil – Londrina (PR) ou Rio Grande do Sul
13/11 – 8 ª etapa – Superbike Brasil – Goiânia (GO)
11/12 – 9ª etapa – Superbike Brasil – Curvelo (MG) 


Fotos: William Lucas / VIPCOMM.

VIPCOMM
Assessoria de imprensa da Honda Racing Brasil
Ricardo Ribeiro
Nathalia Torquato
(11) 3893-1010 / (11) 982-014-100





MOTOS E EQUIPES DO SUPER BIKE 2016 E COPA PIRELLI.







  



















Galeria de fotos gente fina.


Estivemos no Orquidário do Parque Villa Lobos, veja que bacana de arquitetura desse lugar, bacana de ser visitado e bem curioso, quando se sabe um pouco mais sobre  o projeto. O bom isso tudo e que não se paga para visitar, e totalmente gratuito.digo mais é muito quente no interior dessa bolha, que tem um espelho d´água na parte superior.









Arquitetura: Curiosidade do momento bacana e diferenciado e só aqui.

Edifício em forma triangulo show de arquitetura.

Stock Car 

Jà esta de volta o circulo da Stock car, que chega com muita força e mudança na dança das cadeiras com  troca de equipe por diversos pilotos nessa nova temporada,que promete um espetáculo bacana nas pista.






http://bloggentefinaeojuarez.blogspot.com.br/p/cur.html 

Fotos de rua:
Essas fotos foram enviados por colaborador,são bem bacana mesmo em exposição no posto de estrada rodoviária.


               Fotos : Marcus Lauria.http://www.carpointnews.com.br/
Trucado. yotube/ juarez fco

Curiosidades de Rua foi até a Paulista, assim encontramos uma coisa bem legal, no visual que é difícil de passar sem notar, a quantidade de antenas de emissoras de Radio e televisão ali estalada no alto de cada edifício um show de prédios modernos e até os mais antigos tem sua arquitetura muito conservada como da TV Gazeta.











# http://bloggentefinaeojuarez.blogspot.com.br/

A FOTO.

Esse é o nome para foto abaixo realizada na Paulista. Gostei. Perfeita mesmo.






Visite nosso canal no YouTube.


STOCK CAR

Como toda competição tem seu  lado bom e lado ruim o importante é vencer isso é o mais importante, assim  é a busca dos competidores sendo que existe um outro lado que o publico não sabe, isso mesmo não sabe mesmo, somente  quem  conhece é o próprio piloto e sua equipe evolvendo mecânico, engenheiro, chefe de equipe e até os patrocinadores o qual fazem grandes investimento em propaganda afim de monstrarem atraves de marketing seus produtos nos carros de competição; Que torcem para que  seus carros cheguem até o final da prova sem quebrar ou bater ou se envolver em acidente que muitas vez não ha como sair de uma situação quando carro e atingido devido acidente a sua frente ou na lateral e até mesmo na traseira, assim como essa foto do carro do Rubinho e Alan Kodair que foram atingido na traseira e na dianteira sem poder se defender,outras que mostraremos nessas fotos realizada durante a corrida e impressionante mesmo.












# Stock car 2015 # É o gente fina fazendo diferente.



Caminhão Bacana que da Show de Luxo e tecnologia, aplicada nessa fera realmente muito Bacana Mesmo de se ver bem de perto.





Sensacional.

Celebridade e Curiosidades.

Aeronaves e carros da Força Aérea Brasileira bacanas. As fotos nessa página nos foram cedidas pelo gente fina Zeneto Furtado do Programa Caminhão & Cia, de Fortaleza, que passeava com família nesse evento. Essas máquinas são muito legais mesmo, as demais abaixo realizei em Congonhas.




   Fotos: Zeneto 






Nesta imagem, o piloto muito cordial manda um joinha para nós.


Um passeio pelo paraíso

Pensando em um lugar extraordinário em beleza e conforto para conhecer e passar bons momentos? Esse lugar você encontra em Fortaleza, um verdadeiro paraíso com tudo que tem de direito, praia coqueiro e outros atrativos.















Imagens do dia dia, essa arquitetura do mesmo edifício com fachada diferente e o que vemos sempre quando estamos rodando por SP. a pergunta cade as janela ?






Cartão postal de SP  sempre e bom fotografar em momentos oportunos, seja qual for a localização vale registrar mesmo que estejamos somente  passando por perto a maquina ou celular esta sempre preparado as vezes a imagens  não são perfeita.






Cânion Fortaleza 


Aeroporto de Congonhas


     Fotos: jz 
Foto: Ibirapuera



Você Celebridade, vem comigo!   

 
gentefinaeojuarez@gmail.com



Gente fina e a galera do Auto + TV Tamo junto.


Gente fina tamo junto.

Rafael Poci Déa, Marcio Barbosa e Izonildo VW .

Nesta Pagina você poderá enviar sua foto em um lugar que  seja bacana , pode ser em qualquer lugar do mundo e nos publicamos como você celebridade, até dar dicas de lugar para outras pessoa tenha o interesse em conhecer ( gentefinaeojuarez@gmail.com) caso queira que colocarmos seu nome colocaremos caso contrario deixaremos somente o local e foto.

Canion Fortaleza.

Estivemos lá, logo mais você vera imagens nunca jamais mostrada.

                             Essa e apenas uma amostra de uma séria das quais serão selecionadas.


           
Postar um comentário